quinta-feira, 14 de abril de 2016

O que significa "desde a fundação do mundo" em Apocalipse 13.8 e 17.8?


Em Apocalipse 13.8 e 17.8 encontramos a expressão 
“desde a fundação do mundo”. Em ambas as passagens se menciona o livro da vida, mas a primeira faz menção direta ao Cordeiro, e não ao livro da vida. Não obstante, como a Bíblia é análoga, um texto lança luz sobre o outro, como veremos.

Partindo-se da premissa de que o livro da vida é o registro de todos os salvos, de todas as épocas (Dn 12.1; Ap 13.8; 21.27), alguns teólogos têm afirmado que Deus já relacionou toda a humanidade nesse livro, riscando dele quem não recebe a Cristo como Salvador. Mas, considerando-se a analogia bíblica, fica claro que a promessa “de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida” (Ap 3.5) é dirigida aos salvos que vencerem, permanecendo em Cristo (cf. Mt 24.13; 1 Co 15.1,2).


Outros teólogos têm afirmado que Deus inseriu no livro da vida somente os nomes dos eleitos para a salvação antes da fundação do mundo. Mas, em Apocalipse 17.8, está escrito que os nomes dos salvos são relacionados no livro da vida “desde a”, e não “antes da” fundação do mundo. Há uma enorme diferença entre “antes da” e “desde a”. No grego, o termo “desde” (apo) significa “a partir de”. A frase “cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo” — “whose name has not been written in the book of life from the foundation of the world” (NASB) — denota que os nomes dos salvos vêm sendo inseridos no livro da vida desde que o homem foi colocado na Terra criada por Deus (Gn 1).

Segue-se que a mesma construção frasal de Apocalipse 17.8 foi empregada em 13.8 para denotar que todos os cordeiros que foram sendo mortos desde o princípio apontavam para o único e perfeito sacrifício expiatório do Cordeiro de Deus (Is 53; Jo 1.29). Assim como Cristo não morreu antes da fundação do mundo, mas na plenitude dos tempos (cf. Gl 4.4), também não existe uma lista de eleitos previamente pronta antes que o mundo viesse a existir.

Quanto ao livro da vida, deve-se acrescentar que uma pessoa só pode ter o registro do nome em cartório depois de seu nascimento. Nesse caso, o nome de um salvo só passa a constar do livro da vida após seu novo nascimento (cf. Jo 3.3). Na medida em que os indivíduos creem em Cristo e o confessam como Senhor (Rm 10.9,10), vão sendo inscritos no rol de membros da Igreja dos primogênitos, a Universal Assembleia (At 2.47, ARA; Hb 12.23).


Em Filipenses 4.3, o apóstolo Paulo mencionou cooperadores “cujos nomes estão no livro da vida”, porém antes asseverara: “estai sempre firmes no Senhor, amados” (v. 1; cf. Ap 2-3). Isso mostra que 
existe, sim, a possibilidade de pessoas salvas, que não perseverarem até ao fim, terem os seus nomes riscados do livro da vida do Cordeiro (Ap 3.5; Êx 32.32,33). Serão, portanto, riscados do livro da vida os que permanecerem desviados do Senhor e em pecado (cf. Ap 3.3-5; 21.27; Hb 3; 6; 10; 2 Pe 2).

Ciro Sanches Zibordi

5 comentários:

Tadeu Costa disse...

Sobre a possibilidade de riscar do livro da vida, não cabe a citação de Êxodo 32. 32,33. Não cabe mesmo!

Gabriel Melo disse...

Pastor Ciro, muito bom! Parabéns pelo estudo, me ajudou a ter um pouco mais de firmamento na teologia Arminiana.

Anônimo disse...

parabéns amado pastor < bela mensagem , Deua continue a lhe abençoar e o Espirito SNTO LHE USANDO PARA EDIFICAÇÃO DAS NOSSAS VIDAS.

A PAZ DO sEHOR jESUS

Pierre Camilo disse...

A paz Pastor! Hoje vi algo que me deixou abismado, quando achei que já tinha ouvido de tudo me surpreendi mais uma vez... Algumas pessoas estão ensinando que quem falou com Moises no monte Sinai não foi Deus mas foi Satanás, e eles estão manipulando a palavra de tal forma que várias pessoas estão realmente acreditando nisto, percebe-se pelos comentários e pelos likes dos vídeos. O Senhor poderia analisar as afirmações por favor?
https://www.youtube.com/watch?v=X_KK-jrLvkc
https://www.youtube.com/watch?v=OuRYgizQ5ZQ

Deus te Abençoe! Fica na Paz!

Flaviano Filho disse...

E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, essescujos nomes, desde a fundação do mundo, não estão escritos no livro de vida do Cordeiro que foi morto (Apocalipse 13:8, tradução literal de Berry).

“kai <2532> {E} proskunhsousin <4352> (5692) {ADORARÃO} autw <846> {ELA} pantev <3956> {TODOS} oi <3588> {AQUELES} katoikountev <2730> (5723) {HABITANDO} epi <1909> {SOBRE} thv <3588> {A} ghv <1093> {TERRA} wn <3739> {CUJOS}ou <3756> {NÃO} gegraptai <1125> (5769) {TÊM SIDO ESCRITOS ta <3588> {OS} onomata <3686> {NOMES} en <1722> {EM} th <3588> {O} biblw <976> {LIVRO} thv <3588> {DA} zwhv <2222> {VIDA} tou <3588> {DO} arniou <721> {CORDEIRO}esfagmenou <4969> (5772) {TENDO SIDO MORTO} apo <575> {DESDE [A]} katabolhv <2602> {FUNDAÇÃO} kosmou <2889> {DE [O] MUNDO.}” (Re 13:8 IGNT)
4) O problema é somente o de escolhermos entre duas possibilidades gramaticais que são, ambas, perfeitamente possíveis: a) entendermos que "desde a fundação do mundo" se refere a "cujos nomes não têm sido escritos"; ou
b) entendermos que "desde a fundação do mundo" se refere a "do Cordeiro tendo sido morto".
5) Desde o século 16, algumas das mais fiéis traduções do TR (por exemplo: Darby [inglês e francês], Diodati, Ostervald, e Berry) tomam a opção (a);
outras das mais fiéis traduções do TR (por exemplo: Almeida 1681, 1693, e Reina-Valera) tomam a opção (b);
mas a KJB e a ACF preferiram deixar ambiguidade (dois sentidos válidos) onde Deus colocou ambiguidade, isto é, fugiram um pouco do melhor estilo literário do inglês e do português, omitiram um par de vírgulas ou de parênteses) que tais melhores estilos exigiriam, e deixaram a tradução com duas maneiras de ser entendida, pois Deus propositadamente fez isto em grego.

http://compriendendoabiblia.blogspot.com.br/2016/05/ap-138-desde-fundacao-do-mundo-nomes_10.html