quarta-feira, 24 de junho de 2015

Ed René Kivitz e o evangelho politicamente correto

Tenho escrito alguns textos pelos quais venho demonstrando que há uma orquestração evangelicofóbica em curso no Brasil. A grande mídia tem se aproveitado de casos isolados, mal esclarecidos, ainda sob investigação, para afirmar — ou, pelo menos, sugerir — que os evangélicos são intolerantes, preconceituosos e homofóbicos. E ela tem recebido apoio de líderes evangélicos famosos, como o pastor progressista e universalista Ed René Kivitz, um dos principais propagadores do movimento Missão Integral.

Kivitz concedeu, há poucos dias, uma entrevista à BBC (British Broadcasting Corporation) Brasil, pela qual procurou mostrar-se equilibrado e, sobretudo, politicamente correto quanto aos assuntos que envolvem o evangelicalismo brasileiro. Ele disse, por exemplo, que é a favor dos “direitos LGBTs” — por entender “que são cidadãos, independentemente da minha concordância com a orientação sexual ou a identidade de gênero que eles têm” —, mas ignorou o outro lado da moeda: os ativistas desse movimento zombam do Evangelho e querem desconstruir a família mediante projetos aberrantes, como a Ideologia de Gênero. Ele também relativizou a questão do aborto: afirmou que é contrário a essa prática, mas “a favor de uma melhor compreensão da legislação em termos de saúde pública e da preservação da mulher”.

O entrevistador da BBC Brasil perguntou: “o senhor acredita que pessoas com maior tendência à intolerância religiosa possam estar encontrando amparo nestas posições, ao verem figuras influentes no cenário nacional mantendo uma ideologia de confronto e não de conciliação com relação a grupos com visões diferentes, sejam estes grupos de outras religiões, LGBTs, defensores do aborto, minorias, etc?” E Kivitz respondeu, em outras palavras, que os evangélicos não devem discordar de comportamentos presentes na sociedade, isto é, não devem pregar contra o pecado, à luz da Bíblia, para não parecerem ofensivos, desamorosos e criarem “um ambiente propício para que gente doente, ignorante, mal esclarecida e mal resolvida dê vazão ao seus impulsos de violência, de rejeição ao próximo, aos seus ímpetos de prepotência, à sua ambição e sede de poder, à sua personalidade opressiva”.

Kivitz critica o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e a bancada evangélica de modo geral, afirmando que “essas lideranças evangélicas que estão presentes na mídia e no cenário político brasileiros merecem a hashtag #nãomerepresentam”. Ele defende a ideia de que um parlamentar evangélico, ao chegar à Câmara, “deveria deixar de ser evangélico e se tornar um defensor da cidadania. Claro que ele tem todos os seus valores, convicções religiosas e opções ideológicas, mas ele não está lá para defender a cabeça dele, nem o segmento da sociedade que o colocou lá”.

Considero esse argumento de Ed René Kivitz contraditório e perigoso. Afinal, o deputado evangélico foi eleito pela comunidade evangélica, e esta tem o direito de participar da política ativamente. Kivitz deveria considerar o outro lado da moeda: a bancada evangélica é necessária porque existe, também, a bancada evangelicofóbica, que trabalha dia e noite contra a fé evangélica e a cosmovisão judaico-cristã, propondo leis contrárias à vida, à família, bem como à liberdade de culto e de expressão. Veja, por exemplo, o caso da Ideologia de Gênero, que os progressistas querem impor “na marra” à sociedade. Os deputados evangélicos e católicos estão fazendo, em Brasília, um importante trabalho no combate a essa excrescência que visa à desconstrução da família.

Segue-se que é equivocada a ideia de que o evangélico (ou qualquer outro religioso) não pode participar da política, sendo obrigado a despir-se de suas convicções ao participar do parlamento. Ainda que o Estado seja laico, a sociedade é diversa, formada por vários grupos (católicos, evangélicos, espíritas, ateus, agnósticos, etc.), portadores de várias opiniões. Todos os segmentos da sociedade devem ser ouvidos e participar da política. Ou será que nós, os evangélicos, devemos ficar bem quietinhos, permitindo que a agenda dos abortistas e inimigos da família seja implementada?

Finalmente, na entrevista à BBC, Ed René Kivitz disse que está buscando espaço para mostrar um lado mais “ponderado, inclusivo e progressista” dos evangélicos. Ele está, na verdade — falo com conhecimento de causa, pois já assisti a várias pregações suas, na Internet —, defendendo um evangelho de facilidades, não confrontador, que visa a uma convivência ecumênica e agrada a todos, dizendo às pessoas o que elas desejam ouvir, e não o que elas precisam ouvir. Ou seja, apesar de Kivitz ser um bom comunicador, intelectual, filósofo, é também adepto do universalismo e não prega o autêntico Evangelho do arrependimento e da “porta estreita” (cf. Mt 4.17; 7.13,14; Jo 3.16; Rm 10.9,10).

Ciro Sanches Zibordi

Referências
KIVITZ, Ed René. Tom 'bélico' de alguns líderes evangélicos cria clima propício à intolerância, diz pastor. BBC Brasil, 2015. Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/06/150622_entrevista_pastor_pai_jp. Acesso em: 24 jun. 2015.

31 comentários:

Gilmar Batista disse...

Paz do Senhor,

Pura hegemonia religiosa de René. Não tenho dúvidas, esta afirmação de Kivitz, não passa de uma estratégia para arrancar aplausos da mídia e sair como o líder religioso verdadeiro, tolerante, e espiritual. Lamentável essa visão "Kivitziana". Uma farsa, um engodo diabólico.

Edificante texto apologético pastor Ciro.

Abraços,

Inverno 2015

Rossi disse...

O Ed Rene merece aplausos! É desse tipo de liderança cristã que nosso país precisa!

Rossi disse...

Ed Rene Kivitz, Caio Fábio, Ariovaldo Ramos ...é desse tipo de liderança que as igrejas do brasil precisa urgente!

Pedro Augusto disse...

Com todo o respeito, mas acho que esta precisando assistir a mais mensagens dele...Pois o acompanho a algum tempo e em sua maioria as me sagens sao de confronto sim!! Posso te dar o exemplo de cabeça algumas..."Verdadeiros Adoradores", "A arte de tomar decisoes"...
Tanto o pr.Ed Rene Kivitz quanto o pr.Ariovaldo Ramos pregam um cristianismo puro e simples, bem difrente do que esta descrito no texto acima...E bem diferente do cristianismo megalomaniaco que a maioria ensina de forma errada!!

Wagner Garcia disse...

Você está de brincadeira, né Rossi?

Anônimo disse...

Você está sendo irônica né?

Anônimo disse...

Meu total apoio ao Ed Rene que leva o evangelho do amor para as pessoas e trata o pecador com amor, diferente da maioria dos pastores que tratam com pedradas

Solilóquios disse...

Pois é também acompanho o pr Ed e não sei do que o Ciro ta falando, acho que é de outro René .
Ele esta corretíssimo nas suas colocações . Estou cansadas de ver pessoas que se dizem Cristãos propagando o ódio e ficando mais afrontadas que o próprio o DEus.
Outra coisa levantar falso testemunho é pecado ta bom Pr Ciro, melhor vc se informar mais

Vinicius Alcantara disse...

Se não for ironia, concordo plenamente com essa afirmação!!!

Vinicius Alcantara disse...

Penso que esses "teólogos" e "doutores da Lei" só estão querendo pegar um gancho pra crescer em circuito nacional evangélico!!!
Parabéns pela sabias palavras!!!!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Solilóquios,

Veja aqui: https://www.youtube.com/watch?v=pIY0_E1jlnE&list=PLaGz0TDTQp0JrXSXNjhIdnVVVl81HAn7e&index=2

E, em seguida, veja aqui: http://www.cpadnews.com.br/blog/cirozibordi/apologetica-crista/152/o-perigoso-universalismo-pregado-pelo-irmao-ed-rene-kivitz.html

Que Deus o abençoe.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Vinicius Alcantara,

Defendo o Evangelho. Ataco as heresias. Não ataco pessoas. Não quis de modo algum atacar a pessoa de quem o irmão é fã. Nem quis "pegar gancho pra crescer em circuito nacional evangélico". Como seguidor do Senhor Jesus, repito, defendo seu Evangelho. E, se o irmão estiver de acordo com a heresia do universalismo, lamento muito. E gostaria que o irmão se ativesse aos argumentos presentes no texto e o refutasse à luz da Bíblia.

CSZ

Anônimo disse...

Afinal porque esses marxistas Renê, Ariovaldo e outros adeptos dessa TMI bofiniana não vão exercer seus ministérios na Somália, no Congo, no Iêmem. Provem que estão realmente interessados nos pobres. Abram seus próprios ministérios e recebam todos os homossexuais ensinando-os que não precisam de mudança de atitude, marquem sessões de aborto para a membrezia feminina. A igreja de Jesus não precisa desses falastrões, opinião já chega a do Boechat.
Priscila Soares

Anônimo disse...

Entendi sua opinião Vinicius, agora sua fala perde credibilidade pois não ataca o argumento do Pastor. Nos mostre no que as falas dele estariam erradas a luz da Bíblia.

Anônimo disse...

se vc tivesse ouvido a pregação do Ed sobgre universalismo, não estaria aí falando que ele é universalisat. Ele diferente de vc não afirma o que a biblia não da base e não desafirma o que abiblia afirma. Muito dificil lidar com gente que não gosta de quem pensa, não sou fã de ninguém mas ele tem o meu respeito, pelo respeito que ele tem pelo evangelho. sou assembleiana e sei como nós assembleianos adoramos meter o pau nos outros que pensam diferente de nós. Inclusive seus livros que já li "erros que todos comentem menos eu" mostram esta veia assembeliana sua.Sou crente desde criança, nascida e criada na Assembleia de Deus e já estou acostumada com esta posição " apologética " mas por favor não espalha isto pela net não guarda pra vc, principalmente porque seus apontamentos estaõ muito equivocados.

Jhonatan Souza disse...

A Paz irmãos, gostei muito do comentário da Priscila Soares,

O artigo está bastante coerente sim PR Ciro, a propósito se tem algo tendencioso está é parecido com muitas mensagens do Kivitz. Olha quero deixar minha opinião, tenho visto e ouvido mensagens do Kivitz e cia, sinceramente tenho eles como referências pra muita coisa boa sim, mas a pouco tempo descobri essa questão do Universalismo do Kivitz o que é óbvio que influência e muito suas mensagens,sendo assim é uma heresia que precisa ir pro lixo de nossas considerações. Outrossim são bastantes simpaticos(Ed, e Ariovaldo) ao Marxismo social que particularmente falando repudio totalmente intelectualmente falando. Essas ideologias precisam ser mais conceituadas na cabeça dos irmãos, pois eu costumava defender erroneamente a pessoa e sua obra em toda a totalidade das mesmas até perceber que não é algo saldável.E para finalizar gostaria de deixar meu alerta aos irmãos para que procurem julgar como os bereanos, as atitudes e comunicações que ouvimos pois todos possuem seus defeitos e em nome até de resultados bons muitas vezes engolimos muita coisa prejudicial em sua excência, ademais ja dizia o Ap. Paulo analisai tudo, retende o bem. Abraços queridos

Jhonatan Souza disse...

A Paz irmãos, gostei muito do comentário da Priscila Soares,

O artigo está bastante coerente sim PR Ciro, a propósito se tem algo tendencioso está é parecido com muitas mensagens do Kivitz. Olha quero deixar minha opinião, tenho visto e ouvido mensagens do Kivitz e cia, sinceramente tenho eles como referências pra muita coisa boa sim, mas a pouco tempo descobri essa questão do Universalismo do Kivitz o que é óbvio que influência e muito suas mensagens,sendo assim é uma heresia que precisa ir pro lixo de nossas considerações. Outrossim são bastantes simpaticos(Ed, e Ariovaldo) ao Marxismo social que particularmente falando repudio totalmente intelectualmente falando. Essas ideologias precisam ser mais conceituadas na cabeça dos irmãos, pois eu costumava defender erroneamente a pessoa e sua obra em toda a totalidade das mesmas até perceber que não é algo saldável.E para finalizar gostaria de deixar meu alerta aos irmãos para que procurem julgar como os bereanos, as atitudes e comunicações que ouvimos pois todos possuem seus defeitos e em nome até de resultados bons muitas vezes engolimos muita coisa prejudicial em sua excência, ademais ja dizia o Ap. Paulo analisai tudo, retende o bem. Abraços queridos

Josenildo.ferreira.Souza Ferreira disse...

A paz do senhor PR.Ciro muito bom o artigo .
Pastor Ciro não sei ser o senhor pode depois fazer um artigo sobre João cap 5 . pois alguns pastores conhecido fale que aquele anjo lar que movia as águas era uma ação pagã , não tem no original do anjo move as águas . o senhor pode mim ajudar nisso para entender?
Que Deus abençoe sua vida .l

João Paulo Souza disse...

Pastor Ciro, a paz do Senhor!

Ótimo posicionamento. Graças a Deus que ainda existem atalaias de Cristo como o senhor!

Parabéns pela postagem!

www.joaopaulomsouza.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Você em todo seu comentário fez críticas ao Pastor mas não aos seus argumentos. Isto se chama falácia Ad Hominem.

Rafael

Jason disse...

Pr. Ciro fui bloqueado no seu Facebook, o acompanho a alguns anos, e não consigo comentar nas suas postagens meu nome no Facebook é Jason Gabriel. Fineza verificar!

Abraço!

Carlos Alexandre disse...

A paz do Senhor!
O teólogos da missão integral são mais comunistas e liberais e criticam as igrejas pentecostais de certa forma principalmente sobre missão, assisti o vídeo destes Pastores falando contra a bancada evangélica, eles estão equivocados pois a bancada EV. esta para defender a entidade família e direitos de liberdade, eles estão dando a cara para bater na frente de todos para falar verdades, fundamentos da família que sempre existiu e sem ela a humanidade entrara em desgraça total de libertinagem e de vergonha aos valores do homem ( O que era errado hoje é certo e oque era certo hoje é errado) Estes homens recebem ameças de todo tipo e não só eles mas suas famílias, etc.Mas os que esperam no SENHOR novas forças obterão, esperamos a volta do ETERNO.

Carlos Alexandre disse...

A paz do Senhor!
O teólogos da missão integral são mais comunistas e liberais e criticam as igrejas pentecostais de certa forma principalmente sobre missão, assisti o vídeo destes Pastores falando contra a bancada evangélica, eles estão equivocados pois a bancada EV. esta para defender a entidade família e direitos de liberdade, eles estão dando a cara para bater na frente de todos para falar verdades, fundamentos da família que sempre existiu e sem ela a humanidade entrara em desgraça total de libertinagem e de vergonha aos valores do homem ( O que era errado hoje é certo e oque era certo hoje é errado) Estes homens recebem ameças de todo tipo e não só eles mas suas famílias, etc.Mas os que esperam no SENHOR novas forças obterão, esperamos a volta do ETERNO, concordo com você Ir.Ciro.

Rossi disse...

A mesma coisa de sempre! A igreja não deve se meter nos assuntos do Estado...

Ciro Sanches Zibordi disse...

Rossi, discordo. As igrejas são formadas por cidadãos, que pagam impostos, votam e podem/devem participara ATIVAMENTE da política, e não apenas como títeres de partidos que têm projeto de poder, como o petismo. Como os membros das igrejas participam ativamente da política? Ao contrário do que defende Kivitz, claramente amigo do petismo, os membros das igrejas elegem representantes, que, lá no Congresso, defendem a posição de seus ELEITORES. Entendeu?!

CSZ

Anônimo disse...

Estado Laico é diferente de laicista meu caro. Na CF você observa que o Estado pode pedir firmar parcerias com entidades religiosas. Fora que em vários Países, se adota uma religião como oficial até hoje(Finlândia,Inglaterra,Suécia,Dinamarca...).

Anônimo disse...

Há muitos anos assisto e aprecio as pregações do pastor Ed rené, sempre gostei do seu tom moderado e da maneira que nos faz pensar a respeito do Evangelho. No entanto, tenho observado um comportamento liberal e relativista em suas pregações há um certo tempo. Comecei a desconfiar de suas reais intenções em algumas pregações. Ele passou a perseguir e incitar a perseguição aos cristão que pensam deferente dele. Quer dizer, com os ativistas gays e com a grande mídia ele é amoroso,compreensivo e moderado. Com os cristão que ele considera exagerados, bélicos, loucos e fundamentalistas ele é cruel e muitas vezes sarcástico. Não acredito que Ed René esteja no caminho certo. Reino dividido nunca venceu uma guerra e o mundo jaz no maligno, fazer amizade com o mundo e colocar-se contrário a Deus. Fico triste pelo caminho que Ed está seguindo, quase não assisto mais suas pregações, pois não quero fazer parte desse exército de cristão que se acomodam com tudo e com o discurso do amor aceitam a ideologia deste mundo.

Clenio Daniel disse...

Lamentavelmente, ele não faz jus àquilo que diz a Escritura Sagrada que a Igreja é a "Coluna e Firmeza da verdade" (1 Tm 3.15). A verdade bíblica, fundamento inabalável, está acima de qualquer pressuposto e ideias formuladas por homens que dão a Bíblia um significado como bem lhe parecer. Deus tenha misercórdia desses homens e que haja um despertamento quanto a ortodoxia bíblico-doutrinária. A Igreja é Columa e Firmeza da Verdade.

Wellington Vilas Boas disse...

A paz do Verbo Encarnado meu querido pastor Ciro. Quero deixar aqui o meu apoio ao seu blog e que nunca desista, pois nos fornece informações preciosas. Sou seminarista e vejo alguns irmãos (professores) com a mesma visão (de Ed. Rene) e influenciando muitos (os menos desavisados) com a visão ecumênica, relativismo, marxismo e dentre outras. Ao rebater algumas interpretações e me posicionar contra o movimento fui aclamado como fundamentalista e fariseu.
No aguardo de mais postagens esclarecedoras sobre esse movimento perigoso que se instalou em nosso meio. Que o Senhor Jesus cada vez mais venha conceder ao senhor sabedoria do alto para refutar essas artimanhas...

Wagner Escatamburgo disse...

Eita assembleiana vc diz que corre na veia esse desejo de falar mau uns dos outros, deu pra perceber né, pois hj ningiem mais gosta de ser contrariado por aquilo que pensa, acha que todos precisam aceitar as opiniões.

José Barroso disse...

Ed Rener pode estar seguindo o mesmo atalho usado por Caio Fábio e q todo mundo sabe no que deu. Já vimos esse filme.