quarta-feira, 3 de junho de 2009

Sofrer um acidente aéreo fatal é tão difícil quanto ganhar na loteria, mas pode acontecer...

Estamos ainda todos consternados com a confirmação da queda do Airbus da Air France que partiu do Rio de Janeiro a Paris, no último domingo. E, sempre que ocorre um acidente aéreo de grande porte, surge a pergunta: É mesmo seguro viajar de avião? Bem, eu que viajo com frequencia não posso ter esse tipo de medo, mas sempre entrego a minha vida a Deus quando entro em uma aeronave.

Recentemente, em um voo para Curitiba, Paraná, o comandante interrompeu a decolagem quando o avião já estava prestes a levantar o nariz! Todos ficaram em pânico, pois o susto foi muito grande. (Quem costuma voar precisa estar preparado para acontecimentos inesperados, como turbulências, arremetidas e interrupções abruptas de decolagens.)

A aeronave que me levaria a Curitiba, então, voltou para o ponto de origem, e os passageiros foram orientados a permanecerem sentados. O tempo foi passando, o medo aumentando, enquanto os comissários permaneciam com a cortina fechada. A cada minuto, os passageiros ficavam mais ansiosos e apavorados. Então, orei a Deus e senti no meu coração que aquele avião, se decolasse, cairia.

Não costumo fazer isso, mas, depois de orar, abri a Bíblia, aleatoriamente, e pus o dedo em cima de Jeremias 51.45, que diz: “Saí do meio dela, ó povo meu, e livre cada um a sua vida, por causa do ardor da ira do Senhor”.
Quer saber o que eu fiz? Levantei-me imediatamente, chamei um comissário e lhe disse: “Quero sair deste avião agora mesmo”. E ele me respondeu: “O comandante pediu para todos ficarem assentados e com os cintos afivelados”.

Mas eu insisti, recebendo o apoio de um rapaz e de uma senhora: “Eu vou sair deste avião porque já perdi o meu compromisso. Não sou obrigado a voar”. Esse meu pedido enfático gerou uma grande movimentação dentro do avião, e o comandante teve de autorizar a saída de todos.


Quanto à aeronave, não decolou mesmo. Todos os passageiros foram encaminhados para outra. Por quê? Tive a convicção, no meu íntimo, assim como Paulo (At 27.10), de que aquela viagem, naquele equipamento, não deveria prosseguir. Certamente cairia. E eu louvo a Deus pelo grande livramento que Ele me concedeu!

Aos leitores que têm medo de voar, preferindo viajar de carro ou de ônibus para lugares próximos, e deixando de conhecer lugares mais distantes, desejo transmitir-lhes uma palavra: não se deixem dominar pelo medo. Afinal, ocorrem no mundo, em média, 180 mil decolagens por dia! Isso equivale a quase 66 milhões de voos por ano! Como ocorrem, anualmente, três ou quatro acidentes aéreos de grande porte, a possibilidade de você, caro leitor, partir para a eternidade em uma queda de avião é mesma de alguém ganhar sozinho na principal loteria do País.

Há pessoas que jogam na loteria durante a vida toda e não conseguem ganhar. E existem as que voam durante toda a vida sem enfrentar nenhum acidente. Algumas sequer passam por turbulências que chegam a assustar. Por outro lado, há quem jogue uma única vez na loteria e ganhe...


Moral da história:
Não deixe de voar por causa dos acidentes que eventualmente acontecem.

Ah, e nada de jogar na loteria, hein!


Ciro Sanches Zibordi

12 comentários:

Presbítero Marcelo Mitrach disse...

A paz pastor Ciro, realmente o avião é um meio de transporte seguro, morre mais gente no mundo picado por abelhas do que em acidente aéreo. Quando estamos em um ônibus e o mesmo passa por um buraco e dá um solavanco, ninguém diz: Oh meu Deus um solavanco, mas quando é uma turbulência a uma altitude de cruzeiro, aí sim ficamos apavorados, e o que nos resta é entregar a nossa vida nas mãos do Senhor nosso Deus, ele sabe o que fazer conosco.

Na minha cidade passam alguns aviões em altitude de cruzeiro seguindo uma mesma rota, provavelmente internacional e muitos deles soltam uma espécie de (fumaça) das turbinas, e muitos que olham aquilo dizem que realmente o avião esta soltando fumaça. Explicação: É simplesmente ar frio, passando pelas turbinas quentes e saindo partículas de gelo, ou seja, nada demais. Até mais Pastor.

lucivaldo de paula disse...

querido pastor,eu tenho muito medo de viajar de avião;mas estas palavras me deixaram mais confiantes.Deus lhe abençõe!

Josiel disse...

Caro professor,
Que beleza de Testemunho!

Eu que nunca entrei em um avião, deu-me vontade de voar.

Josiel Vitorino da Silva

MIN. DESAFIANDO OS CAMBIADORES EVANGELICOS disse...

Pastor Ciro, não sou muito de viajar não, as vezes que o fiz foram pra lugares perto como MG e SP e sempre pelo chão... Este anoirei à BA, e como a distância é maior, receio que terei que pagar esta penitência, mas vejo que tudo na vida que nos causa pavor, incluindo procedimentos como viajar de avião, só pode ser suprimidido com o hábito de fazê-lo, com a experiência, que nos traz confiança... Concordo que existam mais acidentes pela terra do que pelo ar, mas também quando ocorre acidentes pelo ar, o núnero de vitimados superam as estatísticas dos acidentes terremos... Se ocorrerem anualmente 3 ou 4 acidentes deste no ar, ou seja 228 x 3 ou 228 x 4, o número de vítimas ficariam entre 684/912, um número muito alto em um ano...Parece contraditório ao meu pavor, mas apesar de tê-lo, eu creio que Deus pode livrar, como no testemunho que deste neste texto, o ruim é que o ser humano não consegue se confrontar com a possibilidade de que está sujeito à morrer e diante do chocante acidente que comoveu o mundo, ele fica mais sensibilizado e temeroso, mas de qualquer forma, a vida não pode parar e cada um deve estar em total sintonia com Cristo, para que seja nos dado livramento em qualquer tipo de transporte que venhamos nos locomover, pois o anjo do Senhor está sempre conosco:

E, havendo já muito que não se comia, então Paulo, pondo-se em pé no meio deles, disse: Fora, na verdade, razoável, ó senhores, ter-me ouvido a mim e não partir de Creta, e assim evitariam este incômodo e esta perda.
Mas agora vos admoesto a que tenhais bom ânimo, porque não se perderá a vida de nenhum de vós, mas somente o navio.
Porque esta mesma noite o anjo de Deus, de quem eu sou, e a quem sirvo, esteve comigo - Atos 27.21-23. Grande abraço na paz de Cristo.

MIN. DESAFIANDO OS CAMBIADORES EVANGELICOS disse...

Milagre salva pastor


Só pra confirmar, que Deus erdadeiramente livra, apesar de nossos temores:

http://odia.terra.com.br/portal/brasil/html/2009/6/milagre_salva_pastor_15770.html

Newton Carpintero, pr. disse...

Nosso pr. Ciro Zibordi,

A Paz do Senhor!

E pensar, que existe crentes com medo de voar. Bem, quanto pagaria Salomão, o Rei, para uma pequena viagem? Creio, que muito, e com certeza, louvaria a Deus, por esta incrível capacidade, entregue nas mãos dos homens.

O Senhor te guarde sempre, nestas viagens de extrema importância para a igreja do Senhor. A de Verdade!

Em tempo: Assisti ao culto da Assembléia de Deus de Cordovil, no Domingo pela manhã, transmitido via Internet. Agradeci a Deus por sua vida e pelo ensino ministrado. Deus é Maravilhos!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

a verdade do evangelho disse...

Amados visitem o meu blog (a verdade do evangelho)e respondam á pergunta "qual livro você está lendo", para edificar uns aos outros.

Pb. Edinei Siqueira, Th.B

antonio saraiva paratibe 2 disse...

shalon, p.ciro o senhor foi prudente ao ouvir a voz do espirito santo.[os outros passageiros foram agraciados com a seu livramenmto.] sim pastor esse foi o aero ciro sim ou nao.

Elaine Cândida disse...

Eu tive a experiência de fazer uma longa viagem de avião. Para quem tinha medo de andar até de elevador... imagine! Não preciso me esforçar muito para que o senhor comece a pensar na tragédia que foi... chegando ao aeroporto de Brasília, já no finalzinho da viagem, "os bofes resolveram sair para fora...". Que horror!

Mas isso aconteceu num momento em que o medo de altura me dominava. Agora já não domina mais. Eu já consigo atravessar as pistas usando as passarelas para os pedestres...

Me senti triunfante lá em cima, quando consegui - há alguns meses -atravessar uma BR usando a passarela, sem querer dar um desmaio ao ver uma carreta passando embaixo de mim...

(Pode rir... é muito cômico, mesmo!)

Deixando o medo de altura para falar dos acidentes de avião, creio que tudo o que acontece seja o momento de Deus para nós. Quem tem que morrer num acidente aéreo, vai morrer assim e não vai escapar. Contudo, seja em desastres, enfermidades, morte natural ou o que for, importante é que nossas vidas estejam bem unidas à de Cristo quando o Senhor nos chamar.

Shalom.

João Paulo Mendes disse...

Paz do Senhor Pr Ciro,

Bem colocada a relação das possibilidades de se morrer em voo e de acertar na loteria. Na faculdade de matemática vi no papel como realmente quais são as possibilidades de alguém acertar os seis números sozinho, é matematicamente impossível, assim como um avião cair.

Pensando bem, se partisse para o Senhor, eu, em um acidente e pudesse escolher qual, escolheria o voo, pelo menos, teoricamente, minha família seria mais beneficiada do que se o fato ocorresse no trânsito.rsrsrs

Ah! Setembro está chegando, esperamos ansiosos, já "estamos encomendando" mais um voo para o Pastor que, em nome de Jesus, vai vir e voltar em paz.

Abraço.

Djalma disse...

A Paz do Senhor Jesus!
Pastor, bonita mensagem!!!
Sua atitude de resolver se levantar e sair da aeronave, me faz refletir, quanto a atitude de nós cristãos diante de situações, onde precisamos e devemos dizer não, mas por comodismo ou até mesmo desobediência, deixamos-nos levar pelas circunstâncias e assim estristecendo o Espírito Santo de Deus. Que essa ousadia possa contagiar a todos que aqui entrarem. Um Abraço! No amor de Cristo.

Anderson Gonçalves disse...

Nossa, eu fico apavorado só de pensar que poderia algum dia precisar entrar numa aero nave, tenho muito medo. Mas o interessante, na verdade intrigante, é saber que andar de carro é extremamente mais perigoso do que de avião. Bom, entre os meios de transporte disponíveis, prefiro andar de elevador, he he, esse sim é mais seguro! Pena que não dê pra ir de uma cidade á outra com este meio, rsrsrs.

Seu testemunho é muito forte mesmo, Deus quando quer fala, não há quem impeça.

A paz!