sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Heterofobia não!


Há poucos dias, a grande mídia explorou o fato de o MEC lulopetista ter empregado na prova do ENEM a afirmação esdrúxula de Simone de Beauvoir de que “mulher não nasce mulher; torna-se mulher”, contrariando não somente a biologia, mas, sobretudo, o que disse o Mestre dos mestres, o Senhor Jesus: “Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea[?]” (Mt 19.4).

Ontem, alguns sites a serviço do lulopetismo, especialmente o LULOL Notícias, divulgaram, sem dar muitos detalhes, o resultado de um estudo — possivelmente encomendado ou coordenado por ativistas LGBTUVWXYZ ou feminazistas —, pelo qual se constatou que não existe mulher heterossexual. Segundo o estudo, feito por uma universidade inglesa, as mulheres, por natureza, ou gostariam só de mulheres ou de homens e mulheres, ao mesmo tempo. Elas jamais se sentiriam, de modo natural, atraídas exclusivamente por homens!

Como se vê, para os estalinistas de plantão, inimigos da cosmovisão judaico-cristã, não basta provar, por meio de pesquisas fajutas, que a homossexualidade é natural. Eles querem muito mais. Seu objetivo é provar que a heterossexualidade é antinatural! Façam-me o favor! ‪#‎HeterofobiaNAO‬. ‪#‎ProntoFalei‬, quer gostem, quer deixem de gostar.

Ciro Sanches Zibordi

2 comentários:

Letícia Cavalcanti disse...

Esses Lulol, foia, feminazis da vida são terríveis, pastor rsrsrs

João Emiliano Martins Neto disse...

Se o desvio como a homossexualismo for uma tendência da mesma forma a homossexualidade nunca será natural nem anatomo-fisiologicamente e nem afetivamente. Os sexos masculino e feminino se complementam tanto fisicamente quanto na afetividade. Se nós cristãos e demais formadores de opinião e da cultura precisamos encaminhar a humanidade para a normalidade que assim façamos. Mas se bem que há mulheres bem convictas de sua heterossexualidade.