quinta-feira, 7 de maio de 2015

Digamos NÃO à deificação do homem


Em Tito 1.10,11, a Palavra de Deus diz: "há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, aos quais convém tapar a boca" (Tt 1.10,11). Recentemente, certo pregador, diante de milhares de pessoas, propagou a grande heresia de que filhos de Deus são deuses, a qual vem sendo espalhada para outras milhares de pessoas pela Internet: sites, blogs, Facebook, WhatsApp, YouTube, etc.

O Diabo é um deus (2 Co 4.4). O dinheiro pode ser um deus (1 Tm 6.10; Ef 5.5). O ego pode ser um deus (Jo 3.30; Lc 9.23). Daí a egolatria. E assim por diante. Como o Deus Todo-poderoso é o único com "d" maiúsculo, todos os deuses com "d" minúsculo são inimigos de Deus. Entendeu por que o salvo jamais deve querer ser um deus? Percebeu como é uma blasfêmia dizer "Somos deuses"? Nesse caso, o título "Deus dos deuses", em Salmos 136.2, não denota que Ele é um Deus que comanda pequenos deuses. Na verdade, significa que todos os deuses deste mundo — com "d" minúsculo — são falsos diante do único Deus soberano e verdadeiro (Jo 17.3; Sl 95.3).

De modo curioso, muitos irmãos têm sugerido que o mencionado pensamento blasfemo seja combatido de modo privado. De jeito nenhum! Heresias devem ser combatidas publicamente! Paulo não escreveu aos falsos apóstolos, na tentativa de que eles se arrependessem de suas heresias, mas dirigiu-se aos crentes de Corinto (2 Co 11), visto que os tais enganadores estavam espalhando um falso evangelho no meio do povo. Por outro lado, sejamos sábios; não tomemos a parte pelo todo nem confundamos ataque ao erro com linchamento de pessoas e instituições.

Muitos pregadores (ou animadores de auditório?) têm priorizado o carisma, em detrimento do caráter. Muitos têm valorizado mais o pragmatismo que a sã doutrina. Muitos, ainda, têm ostentado títulos — como apóstolo, conferencista internacional, etc. —, não honrando os dons e ministérios conferidos pelo Senhor à Igreja (Ef 4.11).

Se não nos opusermos às recentes heresias pregadas em um grande congresso evangélico — principalmente a de que somos deuses —, não demorará muito para que os tais falsos obreiros passem a usar o título de "vice-Deus" ou "quarta pessoa da Trindade". Isso é cômico, mas, sobretudo, é muito trágico! Meditemos em Deuteronômio 13.1-4 e Gálatas 1.8 e digamos um grande NÃO à herética e blasfema deificação do ser humano! Glória seja dada ao único Deus verdadeiro!

Ciro Sanches Zibordi

2 comentários:

Plabyo Geanine disse...

Pr. Ciro, a Paz.
Encontrei o canal do sr. no youtube e gostaria de saber se podes autorizar o download dos sermões.
Sempre ouço estudos e prédicas no trabalho e me seria muito edificante ouvi-lo no dia-a-dia.

Em Cristo.

Plabyo Geanine

Fábio Stefani da Silva disse...

Sinceramente, chega a ser lindo ver um assembleiano interpretando um texto bíblico e dizendo que não se trata de algo literal, mas sim de uma ironia.

Seria um fim à era do "A letra mata"? Queira o Senhor que sim...