sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Em defesa do Evangelho

Em Filipenses 1.17, o apóstolo Paulo afirmou que foi “posto para defesa do evangelho”. Mas hoje, no meio evangélico, vemos defesa de tudo; menos do Evangelho! Muitos pregadores, escritores e articulistas, por exemplo, fazem uma enérgica apologia do calvinismo, como se este fosse sinônimo de Evangelho. E outros, de modo deselegante e, às vezes, fanático, defendem o arminianismo.

Pasme! Já há um grupo de teólogos da Assembleia de Deus dizendo que esta igreja errou ao não assumir, em sua confissão de fé, que é arminiana! E, por isso, está crescendo o número de adeptos de Calvino no meio assembleiano! Quer saber o que eu penso sobre isso? Repetirei o que escrevi em 2006: "se você está se firmando na teologia desses homens falíveis, receio que esteja em um terreno movediço. Se você tem travado longos debates para defender o pensamento deles, esqueceu-se de que 'toda carne é como erva, e toda a glória do homem, como flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada' (1 Pe 1.24,25)" (Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria, CPAD).

Receio que muitos expoentes perderam o foco e estão colocando teólogos e suas escolas no centro, esquecendo-se de que o Evangelho genuíno é cristocêntrico! Sinceramente, estou cansado de ouvir falar de Calvino e Armínio. Fale-me, por favor, de Jesus Cristo e de sua gloriosa obra redentora! Defenda o Evangelho! Sei que Calvino foi um grande teólogo. Sei também que Armínio teve muitas qualidades. Mas, pelo amor de Deus, quem são esses homens falíveis e outros ante o Senhor Jesus Cristo e sua inerrante Palavra? #ProntoFalei.

Ciro Sanches Zibordi

4 comentários:

PB. João Eduardo Silva disse...

Paz de Cristo!Concordo com o senhor, parabéns pela postagem. Sou Presbítero assembleiano e não sou calvinista e nem arminiano, sou do evangelho. Gosto de algumas coisas de ambas as linhas e de outras não.
Assisti aquele debate em estavam o senhor, o Franklin ferreira e o Renato Vargens sobre isso, e gostei bastante.
Tenho todos os seus livros e gosto muito de sua postura neutra e equilibrada, tenho procurado fazer o mesmo!
Abraços no amor de Cristo.

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro amigo e pastor Ciro Zibordi,

A Paz do Senhor.

Muito embora as correntes teológicas sejam importantes dentro da análise das Escrituras, jamais deverão tomar o centro que é Jesus Cristo.

Parabéns pela excelente abordagem, com a qual concordo plenamente.

Um grande abraço.

jorge melo disse...

Concordo plenamente, é por esta causa entre outras que muitos novos convertidos e até alguns mais antigos, estão em dúvidas quanto ao entendimento biblico, quer dizer, dão mais ouvidos aos que determinados obreiros dizem, do que no que diz as Escrituras Sagradas a santa e gloriosa palavra de DEUS, cujo centro principal é o nome de JESUS.
Parabéns Pr.Ciro, pela admoestação inserida neste post., e que determinados obreiros acordem do sono espiritual e falem mais do nome que está acima de todo nome = JESUS.

DANNILO STELIO disse...

Teologia sempre que possível. Cristo e sua Palavra, SEMPRE.