terça-feira, 14 de outubro de 2014

Brasil socialista ou Brasil democrático?


A "presidenta" do Brasil fez um discurso confuso ontem, à noite, em Brasília-DF. Mas isso não me impressiona mais; já estou acostumado. O que mais me chamou a atenção foi a reação da plateia, cem por cento petista. Logo após a presidente-candidata ter dito que Evo Morales foi reeleito presidente da Bolívia, o público começou a gritar: "Te cuida, te cuida, te cuida, imperialista! A América Latina vai ser toda socialista!" Bem, o Brasil é uma nação democrática, em que há espaço para o debate, não é mesmo?

Nos Estados Unidos, por exemplo — os quais são a maior democracia do mundo —, há dois grupos partidários: os republicanos e os democratas. E eles se alternam no governo; nenhum dos dois grupos pode se perpetuar no poder, pois existe ali o entendimento de que, se isso acontecer, a democracia será substituída por uma ditadura. O que estamos vendo na América do Sul? Vemos os presidentes que se dizem socialistas — Dilma (Brasil), Maduro (Venezuela), Evo (Bolívia), Cristina (Argentina), etc. — fomentando a luta de classes.

A estratégia dos presidentes esquerdistas tem sido a mesma, na América Latina: demonizam os que pensam de modo diferente e os chamam de "elite". A cada reeleição, "legitimados" pelos votos (comprados, por assim dizer, mediante a concessão de benefícios), eles se fortalecem mais e, de modo despótico, passam a "massacrar" ainda mais os oposicionistas, tachando-os disto e daquilo, fortalecem a sua "máquina" de destruir reputações e negam cinicamente os seus atos de corrupção. Na Venezuela, inclusive, há políticos presos e setores da imprensa "amordaçados" em razão de serem oposicionistas. Isso gera um terror na população, de modo geral, e entre os formadores de opinião, impedindo-os de manifestar livremente o seu pensamento.

Diante do exposto, queremos que o Brasil siga o mesmo caminho da Venezuela e da Bolívia? Desejamos que a nossa nação abrace, cada vez mais, essa ideologia gramscista, estalinista, hipermarxista, despótica, retrógrada, maquiavélica, antiamericanista, antissemita, anticristã e antidemocrática? Ou queremos a alternância de poder, para o bem de todos os brasileiros e para o fortalecimento da nossa democracia? Pense nisso e vote para mudar o Brasil, de fato.

Ciro Sanches Zibordi

9 comentários:

Mario Sérgio de Santana disse...

Pastor Ciro,

A Paz do Senhor! Tentarei ser objetivo. Discordo do seu ponto de vista, pois temos no Brasil liberdade de imprensa, a qual, diga-se de passagem, faz ferrenha oposição ao governo. Há liberdade religiosa e de expressão. Penso que toda agremiação política tem suas correntes ideologicas. Algumas até conflitantes, mas numa democracia isso é comum. E tem mais uma coisa que é bom lembrar: quando se rejeita uma ideologia, você sempre abraça outra. Existem outras ideologias e ditaduras que devem ser lembradas. O capitalismo produz ideologias que são "demoniacas" também.

Abraço!

Manuel Silva Silva disse...

Pr Ciro,
Parabéns pela ousadia, precisamos esclarecer ao povo evangélico mais sobre o socialismo que está disfarçado.

HERIVELTON MARCULINO disse...

Concordo com tua posição pr Ciro! Que Deus tenha misericórdia de nosso país!

Jurema Martins disse...

Todo brasileiro deve exercer o seu direito de voto. Não é uma frase pronta ou feita mas o voto é a arma do povo. Devemos ter consciência política, lutarmos pelos nossos direitos para não sermos sucumbidos.

Jurema Martins
http://preletorajurema.blogspot.com
http://juremasouzamartins.blogspot.com

Anathallycio Nascimento disse...

O nosso país corre sério risco de tornar-se um 'território de ninguém', ou melhor: de uns poucos, que farão o que quiserem sem serem incomodados.
Pior de tudo, é quem tem pessoas dizendo-se "evangélicas" que estão apoiando estes que pretendem transformar nossa nação numa terra sem lei.

www.avozdosetor10.blogspot.com

Anônimo disse...

Um grande erro que cometemos como cristãos é achar que Satanás não tem ideologia política.
Ele tem sim, e é de esquerda. Basta ver todo roubo, morte e destruição que essa ideologia causou no mundo.
"Pelos frutos se conhece a árvore" vale não apenas para os homens, mas também para as entidades espirituais.
Por enquanto vamos dar uma chance à democracia. Eleger o Aecio e esperar que a PTralhada respeite a vontade das urnas.
Caso não, MILITARES neles!

Ventura Neto disse...

Tenho observado a muito tempo e sentido profunda preocupação com tudo isso.
Só não sei dizer Pastor Ciro se ainda é possível reverter esse caminho tenebroso que o Brasil está trilhando.
Que Deus tenha misericórdia de nós.

Gilson Barbosa disse...

Amado irmão Mario Sérgio, a essência da questão em jogo não é se o governo atual tem ou não oposição (pois é claro que todo o partido terá). Mas, é a maneira como este partido do governo tem se conduzido. São hipócritas. Pousam de guardiões das "classes menos atendidas", mas na prática são tão pilantras quanto os demais. São os porquinhos do livro "A Revolução dos Bichos", de George Orwel.
Todas as ideologias mundanas e seculares possuem seus aspectos "demoníacos" - quase em todas as esferas públicas ou particulares.
O Senhor Deus é o condutor Soberano da história, mas devemos fazer o que é razoável.

Com respeito e amor: Gilson Barbosa

vagner ribeiro disse...

A única esperança é o impeachmen da da Dilma, por muito menos tiram o Color. A Veja tem provas concretas que lula e Dilma sabiam do caso Petrobas