terça-feira, 8 de julho de 2014

Sete características do culto — verdadeiramente — pentecostal

Primeira: o propósito principal da manifestação multiforme do Espírito em um culto coletivo é a edificação do povo de Deus (1 Co 14.4,5,12). Risos intermináveis e supostas quedas de poder edificam em quê?

Segunda: a faculdade do intelecto não deve ser desprezada no culto em que o Espírito Santo age (1 Co 14.15,20). Ninguém genuinamente usado pelo Espírito Santo deixa de raciocinar normalmente, em um culto coletivo a Deus. Isso, claro, segundo a Palavra do Senhor.

Terceira: um culto a Deus não deve levar os incrédulos a pensarem que os crentes estão loucos (1 Co 14.23). O que pensam os não-crentes que assistem a “cultos” nos quais pessoas caem ao chão, rindo sem parar, rosnando, latindo, mugindo, rugindo, uivando e rolando umas sobre as outras?

Quarta: o culto coletivo a Deus deve ter ordem e decência; tudo deve ocorrer a seu tempo: louvor, exposição da Palavra, manifestações do Espírito (1 Co 14.26-28,40). Um culto que não tem ordem nem decência é dirigido pelo Espírito?

Quinta: no culto genuinamente pentecostal deve haver julgamento, discernimento, a fim de se evitar falsificações (1 Co 2.15; 14.29; 1 Jo 4.1).

Sexta: haja vista o espírito do profeta estar sujeito ao próprio profeta, é inadmissível que aconteçam manifestações consideradas do Espírito Santo em que pessoas fiquem fora de si (1 Co 14.32). O Deus que se manifesta no culto coletivo não é Deus de confusão, senão de paz (v. 33). Quando um “pregador” derruba pessoas carentes de uma bênção ou os seus supostos opositores com golpes de seu “paletó mágico”, além da confusão que se instala no “culto”, tal atitude não é nada pacificadora. E quem recebe a glória, indutivamente, é o próprio show-man.

Sétima: se alguém cuida ser profeta ou espiritual, deve reconhecer os mandamentos do Senhor (1 Co 14.37). O leitor está disposto a submeter-se aos mandamentos do Senhor? Ou é um daqueles que, irresponsavelmente, dizem: “Não podemos pôr Deus em uma caixinha. Ele sempre faz coisa nova”. Para que serve a Bíblia, para nada? Não é ela a nossa fonte máxima de autoridade? Perderam as Escrituras a primazia? Não são elas a nossa regra de fé, de prática e de vida? Gálatas 1.8 perdeu a validade? Não nos enganemos. O verdadeiro avivamento só ocorre quando há submissão à Palavra de Deus e ao Deus da Palavra.

Ciro Sanches Zibordi

11 comentários:

Celita disse...

Glórias sejam dadas a Deus pelo discernimento, a clareza das palavras e baseadas na Palavra de Deus. A falta de leitura leva à ignorância e à incapacitação de entender, por falta de conhecimento..., "O meu povo perece por falta de conhecimento. Oséas 4:6
Obrigada pastor Ciro para convidar-me para a leitura de seus artigos. Estou sempre com esta munição na minha mente. "Escondi a tua palavra no meu coração para não pecar contra Ti."

Levi Costa disse...

Eu digo amém pastor Ciro, para cada uma dessas sete características que assinalam o culto verdadeiramente pentecostal. Peço sua permissão para reproduzir o mesmo em meu blog. Obrigado!

odairservoinutil disse...

Pastor Ciro, que a Paz esteja sempre contigo. Te admiro pela firmã que põe a disposição da Palavra de Deus e do Deus da Palavra,parabéns! Gostaria de ser discipulado pelo senhor!!!

odairservoinutil disse...

Pastor Ciro, que a Paz esteja sempre contigo. Te admiro pela firmã que põe a disposição da Palavra de Deus e do Deus da Palavra,parabéns! Gostaria de ser discipulado pelo senhor!!!

Marcos David Muhlpointner disse...

Pr. Ciro, com sinceridade eu gostaria de participar de um culto na igreja em que o irmão é pastor. Essas 7 características estão presentes nesses cultos?

Abraço, Marcos.

Blog do Edimar disse...

Pastor Ciro a paz do Senhor.
Discordar do que li neste post é discordar da bíblia,pois o mesmo está todo embasado nas escrituras e sem distorções,como eu sou um cristão convertido pelo evangelho genuíno do Jesus cristo da bíblia, dou graças a Deus por isto,infelizmente no Brasil há muitos falsos cristãos que são convencidos e transformados pelo falso evangelho, pelo falso cristo,pregado pelos falsos profetas(mateus 7.15)O que me dói o coração é ver que muitos estão sendo enganados pelos falsificadores da palavra,que por sua vez aproveita da falta de conhecimento do povo.Que o Senhor Jesus tenha misericórdia desta nação e levante mais pregadores compromissados com a verdade,por que infelizmente de pregadores de heresias o Brasil está cheio!
O amado irmão com certeza passa por muitas provações,pois pregar o evangelho verdadeiro assim como o irmão prega não é nada fácil.
Parabéns pelo blog,acompanho sempre as postagens.
Obrigado!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Marcos David Muhlpointner,

A paz do Senhor.

Amado irmão, independentemente de na minha igreja local (da qual sou apenas um pastor-auxiliar, pois o ministério que Deus me outorgou não é para ser pastor de uma igreja local [cf. 1 Tm 2.7]), nosso modelo está na Bíblia. Ela é a nossa fonte primacial de autoridade. O nosso culto deve derivar do modelo bíblico.

CSZ

Fau lindio disse...

Palavra edificante! Que se encaixa perfeitamente na realidade hoje vivida pela maioria das Igrejas

Pb Fernando disse...

Glória a Deus pelo excelente texto pastor Ciro. É isso que nós os pentecostais precisamos entender, ou seja, prestar o culto a Deus de forma racional observando e submetendo-se ao ensinamento bíblico.

Wérnik Benício disse...

Bela postagem, o que vejo em muitas igrejas inclusive a nossa Assembleia de Deus é um desequilíbrio a cerca de como deve ser o culto.
Devemos voltar a preservar a ordem nos nossos cultos, e que os mesmos sejam voltados à Deus.
Devemos cada dia mais zelar pela sã doutrina que foi passada a nós.
Pentecostal de verdade é aquele que seguem o que a bíblia diz.

Edison ribeiro, blog ( kairos ) disse...

A paz do sr. Pr. Ciro, parabens pelo tema abordado/ Edison ribeiro( blog kairos).....