quinta-feira, 29 de maio de 2014

Marcelo Adnet e o humor evangelicofóbico da Rede Globo (3)

Defensores — inclusive, alguns evangélicos — do humor que considero evangelicofóbico de Marcelo Adnet na paródia Crentes dizem que ele também faz piadas com os cultos afro-brasileiros. Os tais defensores do "humor livre" se referem ao trocadilho com a Galinha Pintadinha, que Adnet chama de Galinha Preta Pintadinha.

Bem, uma coisa é fazer um pequeno gracejo com a pobre galinha preta sacrificada em alguns rituais. E outra, bem diferente, é ridicularizar e estereotipar um segmento religioso, bem como zombar de uma fé ou do principal personagem de uma religião. Pensemos: O que aconteceria com Adnet se ele e seu grupo fizessem uma paródia pela qual sugerissem que os seguidores da umbanda e do candomblé, além de serem ignorantes e retrógrados, seguem diretrizes de líderes desonestos ou ladrões?

Acredito que, no dia em que Adnet — que diz ter liberdade total para fazer humor em seu programa — ofender os adeptos dos cultos afro-brasileiros assim como penso que ele tem ofendido os evangélicos, a própria Rede Globo se encarregará de tirar o seu programa do ar. E, se ela não fizer isso, será duramente criticada, não somente pelos líderes e adeptos de tais cultos, como também pelos críticos de televisão.

Dizem, também, alhures, que o humor preconceituoso de Adnet, na paródia Crentes — em que o comediante estereotipa os evangélicos e os ridiculariza —, é leve, quando comparado ao de Chico Anysio, em Tim Tones, na década de 1980. Essa é outra avaliação errônea, uma vez que ela não considera que o Brasil, supostamente, evoluiu, nos últimos trinta anos, em termos de civilidade, cidadania e respeito a todas as crenças.

A própria Rede Globo tem levantado a bandeira do ecumenismo religioso e reforçado o pensamento de que, no Brasil de hoje, estereotipar qualquer segmento religioso ou zombar dele é ofensivo ou, no mínimo, politicamente incorreto. Diante disso, devem os evangélicos aceitar calados o fato de que eles estão à margem dos direitos humanos e de personalidade? Ou será que para a Rede Globo só interessa ganhar o dinheiro dos evangélicos através do Festival Promessas e dos astros gospel que gravam pela Som Livre?

Ciro Sanches Zibordi

7 comentários:

Pedro Paulo Veiga disse...

A Igreja do Senhor, precisa que Deus continue a levantar atalaias, a exemplo do Pr Ciro.

Aproveitando a oportunidade, gostaria de lhe perguntar pr, se as palavras de Gn 2.24, foram proferidas por Deus ou por Adão, sendo usado por Deus???

Pedro Paulo Veiga disse...

A Igreja do Senhor, precisa que Deus continue a levantar atalaias, a exemplo do Pr Ciro.

Aproveitando a oportunidade, gostaria de lhe perguntar pr, se as palavras de Gn 2.24, foram proferidas por Deus ou por Adão, sendo usado por Deus???

Cleusa Elisete disse...

O texto já diz tudo, parabéns pelo Blog! Deus o abençoe!

Francivaldo disse...

Pastor, o que mais me dói, é que ainda tem crente, que assistem tais programa,como este dito cujo,agita,faltão,caldeirão, fazenda,pânico,e por ai vai,sem conta o culto ao futebol!

Isaque Almeida disse...

Que Deus continue de fortalecendo Pastor e te dê mais sabedoria ainda. Tenho aprendido muito em seu blog. Parabéns!!!

Vanessa Maia disse...

Olá Pastor, boa noite!
Estava a procura de um livro evangélico para presentear uma amiga, e nessa procura descobrir o livro '' Erros que os Adoradores Devem Evitar'', o título me chamou atenção então comprei e comecei a ler e tem sido uma leitura maravilhosa e edificante, tenho prestado mais atenção nas letras das músicas, ainda mais que faço parte de um grupo de coreografia da igreja, e com isso temos que ficar atentos a respeito da mensagem que essas letras são passadas!
E pesquisando mais sobre o Senhor descobrir esse lindo blog. Que Deus continue te abençoando sempre, o mundo precisa de homens temente a Deus como você.
Um forte abraço, Vanessa.

Obs: Recomendo o livro a todos!

HERIVELTON MARCULINO disse...

Ainda que muitos se pertubem, pr. Ciro, continue dizendo as verdades queremos falar. O deputado de nosso estado, apoiado pela ADPE, pr. Eurico, tem sofrido por fazer isso, mas se calarmos que falará por nós?