domingo, 16 de setembro de 2012

Caíram as máscaras dos "adoradores extravagantes" (parte 2)

Respeito a nobre atitude do bispo Walter McAlister, que pediu perdão aos cantores e artistas gospel que se sentiram atingidos com o seu artigo "Gospel de rapina". Mas é importante ler com total atenção o seu novo "post", intitulado "Minha despedida do mundo gospel", em seu blog. Digo isso porque muitos leitores da Internet não têm paciência de ler textos longos e chegam a conclusões errôneas, passando a fazer afirmações equivocadas.

O estimado bispo se desculpou apenas pelo fato de ter dito que a Igreja Cristã Vida Nova tinha recebido uma "notificação". Quem ler o novo texto com cuidado notará isso: "Reconheço o meu erro. Mas a carta se intitula 'Regularize sua Igreja', cita decreto-lei e estipula o preço para que me regularize, o que me induziu a crer tratar-se de fato de um instrumento legal. A referida organização é representativa e, portanto, entende-se que, sem os seus afiliados, não teria a menor razão de nos contatar desta maneira e sequer de existir. Por lei, todos os afiliados são 'solidários' às ações dos seus representantes. Sabendo disso, para mim ficou óbvio que isso seria uma expressão de todos. Fui procurado por muitos e me surpreendi positivamente ao descobrir, um por um, que os associados não tinham a menor intenção de pedir o que fosse".


Como prova de que as desculpas foram apenas para reparar o aludido equívoco, e não para demonstrar que os "adoradores extravagantes" do Mundo Gospel merecem algum crédito por suas extravagâncias e modismos, McAlister afirmou: "Sou um sacerdote, autor, conferencista e líder eclesiástico. Sou conhecido por minha coerência e cuidado ao explicar bem os princípios que defendo. Procuro me limitar ao campo de teólogos, sacerdotes e discípulos que querem aprender, mas essa situação me sugou para dentro do caldo 'gospel' que é movido por marketeiros, empresários da fé, celebridades e fãs ensandecidos – a favor ou contra. Tanto que fiquei mortificado pelo fel que tão violentamente jorrou em resposta ao meu último post".


Diante do exposto, não retiro nada do que escrevi no artigo anterior. Afinal, eu havia percebido, de início, que não se tratava de uma "notificação", e sim de um "comunicado amigável", mas igualmente constrangedor. Reitero, por conseguinte, que os "adoradores extravagantes" precisam rever os seus conceitos a respeito da adoração e do louvor à luz da Palavra de Deus.


Ciro Sanches Zibordi

8 comentários:

Thiago Boudny disse...

A paz do Senhor!
Não é querendo ser presunçoso, mas essa situação parece que vai piorar!

Discípulo de Cristo disse...

Prezado Pr. Ciro Zibordi

Concordo com a totalidade de sua postagem, e principalmente que finalmente "Caíram as máscaras dos "adoradores extravagantes". Portanto, acredito que essa iniciativa possa ter vindo do próprio Senhor da Igreja, no sentido de acordá-la e prepará-la para o Dia do arrebatamento.

Em minha opinião, para que a justiça e a verdade prevaleça, seria necessário que as igrejas pagassem imposto de renda e recebessem a devida restituição do mesmo imposto, somente mediante comprovação(Notas Fiscais) em obras sociais/evangelísticas; mesmo que essas fossem por livre e espontânea pressão, mas que, de qualquer forma todos os que delas se beneficiassem seriam abençoados, e consequentemente pela transparência e prestação de contas de balanço financeiro, o povo de Deus não ficaria alheio ao que acontece nos bastidores eclesiásticos/monetário de algumas megas igrejas. Assim sendo, os de fora (incrédulos) não se escandalizariam tanto; haja vista, o desserviço prestados por alguns líderes que tem sido verdadeira pedra de tropeço não só para igreja, mas principalmente para aqueles que ainda não foram alcançados pelo Evangelho de Cristo.

Paz Seja Contigo,
J.C.de Araújo Jorge

Edvanil Fonseca disse...

Paz!

Aliviada...
Entendi desta forma e fiquei atônita e mortificada de como escrever sobre o entendimento e o senhor foi usado como porta-voz.

Havia representatividade, condenar alguém ou alguns porque não se sabe o objetivo de suas respectivas 'alianças' é fácil, vasculhar as consciências para rever atitudes e decisões é uma grande distância.

És Profeta de Deus, e nesta hora Ele te usou como porta-voz: TOCA A TROMBETA EM SIÃO! [E o Bispo Walter.]

[E.≠]

Anônimo disse...

E COMO FICA CARA DESSES CANTORES QUE QUEREM ABOCANHAR O POVO ?
ESSA MASCARA TEM QUE CAIR MESMO. VAMOS DENUNCIAR MESMO, AGORA TUDO É VOLTADO AO DINHEIRO,UM DOS QUE VI O QUE É A FAVOR DO ASSUNTO, É LIGADO A UM PASTOR BEM CONHECIDO E POLEMICO, ESSE PASTOR TEM UMA GRAVADORA. QUEREM RAPAR O POVO. PENA QUE MUITOS AINDA DÃO CREDITO A ESSA TURMA, VÃO PROS SHOWS DELES, COMPRAM OS CDs, E AINDA REPASSAM SUAS MÚSICAS( SEM LETRAS PURAMENTE CRISTÃ). UMA CERTA VEZ PREGANDO, CITEI SÃO OS ''POPs ESTARS GOSPEL ''. VAMOS CONTINUAR DENUNCIANDO MESMO, EXISTE MUITO DELES QUE SÃO ENVOLVIDOS COM OCULTISMO, E ESTÃO INFILTRADOS NO MEIO EVANGÉLICO, MAS A MASCARA TA CAINDO, SÓ SEGUEM ELES QUEM QUER. DEUS ABENÇOE ESTE BLOG. LIDERES DE GRUPO E PROFESSORES DE EDB, ALERTEM SEUS APRENDIZES, JÁ FAÇO A UM TEMPO, E VOU CONTINUAR, APESAR QUE MUITOS NÃO GOSTAM. DEUS ABENÇOE PASTOR CIRO. OH GLÓRIA.

PASTOR NONATO disse...

Clamas em alta voz e não te detenhas, levanta a voz como a trombeta; anuncia a Jacó o seu pecado, e a casa de Israel a sua transgressão. Isaías 58 .1
Mantenhamos esse padrão de botarmos a boca no trombone e denunciemos a mentira e o engano em todas as suas formas e modos. Esse filhos de belial fazem da Obra de Deus comércio e mercadejam aqueles que não tem a luz da Palavra por lastro.Estamos juntos nessa varão de Deus.

Cordialmente em Cristo, O autor e consumador da fé.

Pastor Nonato Ramos

PASTOR NONATO disse...

Clamas em alta voz e não te detenhas, levanta a voz como a trombeta; anuncia a Jacó o seu pecado, e a casa de Israel a sua transgressão. Isaías 58 .1
Mantenhamos esse padrão de botarmos a boca no trombone e denunciemos a mentira e o engano em todas as suas formas e modos. Esse filhos de belial fazem da Obra de Deus comércio e mercadejam aqueles que não tem a luz da Palavra por lastro.Estamos juntos nessa varão de Deus.

Cordialmente em Cristo, O autor e consumador da fé.

Pastor Nonato Ramos

Tamar disse...

Continuo desconfiada...
Se as pessoas citadas dizem que não aprovam isso então deve ser verdade.
Por outro lado, góspel ou não vivemos em uma era em que todos querem usar a lei de Deus ou dos Homens como meio de coação para receber sem trabalhar.

Ganhar dinheiro roubando o trabalho (o suor) dos outros é pecado.

Digno é o obreiro do seu salário.

Será que dá para perceber como essa famoso versículo é engenhosamente arquitetado para afetar a todos?

Um obreiro, um salário, tem obra, tem salário. Um bom obreiro, um bom salário.

A grande jogada aqui é fazer as pessoas comprarem obras que elas não precisam ou não querem.
Isso o marketing faz, e o governo também.

Nos EUA e na UE o dinheiro público é usado até para financiar clínicas de aborto..
Parece que não tem nada haver uma coisa com a outra?

A loucura pirateira que atinge a indústria hoje talvez seja por causa das técnicas de marketing que insuflam a cobiça. Um pecado leva a outro. É só um palpite.

Anônimo disse...

Qual a finalidade da concessão de ‘direitos autorais’ aos SERVOS de Deus?!…desde quando escravos de Cristo tem algum direito?…seja qual for o nosso serviço para Cristo em SUA igreja,somos ainda SERVOS inúteis!!!…nunca na história da igreja servos de Cristo pleitearam seus “direitos”, pelo contrário: abriram mão deles pelo Reino!!!…é vergonhoso ver cristãos discutindo sobre seus ‘direitos’ em canções que foram feitas para adoração de um Deus Santo!! Podem argumentar como quiser,tentarem esclarecer de modo que pareça tudo muito “justo”, porém tudo isso não passa de mundanismo invadindo os serviços mais santos da Casa de Deus, pela qual o zelo de nosso Senhor o consumia e da qual Ele disse: “…minha casa será chamada casa de oração!”