terça-feira, 11 de setembro de 2012

Até o Diabo sabe que não existe “adoração extravagante”!

Há “adoradores” que insistem em defender e propagar um jugo desigual, a “adoração extravagante”. À luz da Bíblia, adoração só pode ser casada com reverência, prostração, inclinação, humilhação, quebrantamento, etc. Jamais pode ser associada a extravagância, termo que designa excentricidade, estroinice, esquisitice, falta de bom senso, dissipação, malversação, etc. Etimologicamente, o termo vem do latim extravagari e significa “andar errante” (Houaiss).

Jesus afirmou que os verdadeiros adoradores adoram o Pai “em espírito e em verdade” (Jo 4.23,24). E é evidente que adorar em espírito e em verdade não denota adorar a Deus com uma “adoração extravagante”, irreverente, sem limites
. Você sabia que até o Diabo sabe o que significa adoração? Ao tentar o Senhor, o Maligno lhe disse: “Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares” (Mt 4.9).

Observe que o Inimigo associou a adoração à prostração. Nesse caso, ele se mostrou melhor conhecedor do sentido bíblico da adoração do que muitos “adoradores” da atualidade, os quais chamam de adoração as suas performances de street dance, funk, forró, balé, coreografia, etc. Ora, isso nada tem a ver com a verdadeira adoração!


Procure, no Antigo Testamento, pelo menos um versículo que associe a adoração a Deus à extravagância. Não há um sequer. Mas há inúmeras referências pelas quais se comprova que a adoração ao Senhor deve ser, sempre, reverente. Veja isso no Pentateuco (Gn 24.26; Êx 12.27; 34.8,9), nos Livros Históricos (2 Cr 20.18; 29.29; Ne 8.6) e nos Livros Poéticos (Jó 1.20; Sl 95.6).

Alguém poderá argumentar: “O Antigo Testamento não deve ser considerado. O que vale para a igreja de hoje é o Novo Testamento”. Veja que incongruência! Os propagadores da dança extravagante (funk, axé, samba, etc.), para defenderem as suas invencionices gospel, se apegam a quê? Ao Antigo Testamento! Isso porque citam, fora de contexto, as danças patrióticas de Miriã e Davi, além dos Salmos 149 e 150. Entretanto, ignoram o fato de Davi e Asafe jamais terem chamado dançarinos e coreógrafos para o louvor do Senhor, bem como fingem que não veem os vários textos veterotestamentários que associam a adoração à reverência.

Bem, se o Antigo Testamento não convence os “adoradores extravagantes” de que eles estão equivocados, então vejamos o que nos ensina o Novo Testamento. Em Mateus 2.11, não está escrito que os magos do Oriente entraram dançando na casa onde o menino Jesus estava. Mateus afirmou que eles, “entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram”. Não houve nenhuma dança! Os magos não eram “adoradores extravagantes”. Eles eram adoradores reverentes!

Em 1 Coríntios 14.25, no capítulo do Novo Testamento em que é abordado o culto a Deus, o apóstolo Paulo — depois de transmitir importantes instruções visando a decência e ordem (v.40), e não a extravagância e desordem — afirma o seguinte: “Os segredos do seu coração ficarão manifestos, e assim, lançando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, publicando que Deus está verdadeiramente entre vós”. Paulo se referiu ao visitante descrente que entra na casa do Senhor para assistir a um culto. Mais uma vez a Palavra de Deus associa adoração a prostração, e não a danças e música frenética.

O que eu acho bastante curioso é que muitos “adoradores extravagantes” afirmam que estão ensaiando na terra para adorar no céu... Meu Deus, tem misericórdia dos que não sabem o que dizem!

Quer saber como será a adoração no céu? Leia com atenção o livro de Apocalipse. Veja, especialmente, os capítulos 4, 5, 7 e 19. Em todos eles vemos que não haverá espaço para a famigerada “adoração extravagante” na presença do Senhor!

A “adoração extravagante” pode satisfazer a carne, alegrar a geração gospel, encher igrejas lideradas por propagadores do evangelho-show, etc. Mas no céu ela não terá lugar! Deus revelou ao apóstolo João que, ali, todos se prostrarão diante do que estiver “assentado sobre o trono”, a fim de adorar “o que vive para todo sempre” (Ap 4.10; 5.14).

João viu que “todos os anjos estavam ao redor do trono, e dos anciãos, e dos quatro animais; e prostraram-se diante do trono sobre seu rosto e adoraram a Deus” (7.11). Sabemos que as palavras de louvor e adoração que os verdadeiros adoradores pronunciam, hoje, continuarão a ser ditas diante do trono de Deus e do Cordeiro.

Ali, não haverá — repito — lugar para extravagâncias e irreverências: “E os vinte e quatro anciãos e os quatro animais prostraram-se e adoraram a Deus, assentado no trono, dizendo: Amém! Aleluia! E saiu uma voz do trono, que dizia: Louvai o nosso Deus, vós, todos os seus servos, e vós que o temeis, tanto pequenos como grandes” (Ap 19.4,5).

Quantos podem dizer “Amém! Aleluia!”?

Ciro Sanches Zibordi

37 comentários:

Danilo Ribeiro disse...

amém - Pastor Ciro - Deus continue agraciando sua vida com os dons Espirituais - muito bom o livro do senhor Erros Escatológicos .
abraços -

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Amigo e nosso pr. Ciro Zibordi,

A paz amado!

Eu posso dizer Aleluia e Glória a Deus, por uma adoração sem extravagância e cosnciente da Santidade do que é Santo. Santo. Santo.

Sim, o Senhor dos Exércitos é Deus Santo e não o deus destes maquavélicos expositores de mentiras, enganos e heresias.

Estão transformando muitos púlpitos em palcos com o que não pertence a Deus. Triste!

Mas, existe uma igreja santa, vigilante e que não se entrega a estes modismos.

Necessitamos com urgência, anunciar estes erros que assolam como uma peste no meio da noite.

O SEnhor seja contigo, nobre atalaia,

O menor dos teus irmãos. Um Tradicional Pentecostal.

Filipe Santiago disse...

Pastor Ciro,

A paz do nosso Senhor Jesus! Sim, convicto, posso dizer: "Amém! Aleluia!". Todavia, lamento pelo fato de tantos jovens (conheço alguns) se "esquecerem" de examinar a Bíblia e tê-la como sua regra de fé e prática. Infelizmente, como temos observado nos últimos dias, certos cristãos (cristãos?) preferem cheirar a Bíblia em vez de lê-la.

Em Cristo,

Filipe Santiago

Anônimo disse...

MUITO BOM,TEMOS QUE COMBATER ESSAS ENGANAÇÕES QUE ESTÃO ARRASTANDO A NOSSA GERAÇÃO JUVENIL. NA BAHIA EXISTE UM SHOW ANUAL CHAMADO ''CLAMA BAHIA'', CUSTA 25 REIAS, FICO IMPRESSIONADO COMO A JUVENTUDE IDOLATRA ESSES ANIMADORES, FORA QUE NÃO TEM NADA DE CRISTÃOS. TEM BANDA DE ROCK,REGGAE, DANCE STREET, HORRIVEL, TENDA ELETRONICA. OS CANTORES DE ROCK(OF. G3)(AO CUBO), OS COMPONENTES USAM BRINCOS, CABELOS COMPRIDOS, PIRCINS, INFESLISMENTE, ESSES QUE VÃO, SÃO OS MESMOS QUE DEPOIS TOCAM NOS INSTRUMENTOS SANTOS DA CASA DE DEUS. VERGONHOSO TUDO ISSO.

Anônimo disse...

A paz do Senhor,
Querido, muito boa á Análise,Pos estamos vendo muitas coisa fora do consenso no nosso meio e falam que é adoração(Nunca Foi), Evangelho com mácula mecânico sem o brilho de Cristo.
Continua Assim Orientando o povo de Deus(Apesa que muitos não gosta, mas não se preoculpe, o Amado Pastor tem que agradar a JESUS)

Claudiano

Elaine Cândida disse...

Amém!
Aleluia!
É verdade!
Oh, glória!
Fala mesmo, Jesus!
Maravilha de Deus!
Eita, mistério!
Que bênção!
Oh, Deus lindo!!!

Queima ele, Jesus!
Alelúúúúúúúia!!!
Amééééém!

Luciano de Paula Lourenço disse...

Sou partidário dessa sua posição. Esse tipo de “adoração” é o que a Bíblia aponta como adoração corrompida. Não apenas a adoração a falsos deuses é proibida nas Escrituras, mas também a adoração ao verdadeiro Deus com uma atitude errada(veja Ml 1:7-10; Is 1:11-15; Os 6:4-6; Am 5:21; Mt 5:23-26, etc.). Em Levitico 10 temos o registro não apenas da morte de Nadabe e Abiu, mas também somos instruídos sobre o fato de que o “fogo estranho” que eles trouxeram perante o Senhor consistia naquilo que era contrário aos mandamentos divinos quanto à adoração. Paulo repreendeu os cristãos de Corinto porque eles não se ajuntavam “para melhor, e sim para pior”(1Co 11:17), e o mesmo fez Amós com a nação de Israel(Am 4:4). Os israelitas multiplicavam seus pecados ao prestarem a Deus um culto destituído da verdadeira adoração. De nada valiam seus sacrifícios se a maneira de adorara a Deus era contrária à sua vontade, era “extravagante”. Que Deus alerte os líderes das igrejas sobre o “fogo estranho” que eles estão permitindo no “altar “ do Senhor.
Um abraço!
Luciano Lourenço

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Ahhhh, o livro Erros escatológicos que os Pregadores Devem Evitar é BOM DE MAIS.

Graças a Deus por sua vida. Aprendi muito com este livro, que saborei com o máximo de cuidado, ou seja, despacito...

O menor dos teus irmãos.

Tamar disse...

Será que isso faz parte da política de PÃO E CIRCO que vem sendo oferecida aos jovens?

Eu estava vendo no Globo Esporte um festival na Europa acho de vôlei e música. O dia inteiro jogando e a noite inteira na rave. Banheiros ao ar livre (creio que para prevenir terroriso). A Europa tá falida e o governo ocupa com entretenimento os jovens, desempregados, pobres e sem um futuro definido. Isso estimulado pela mídia e pelos patrocinadores evita disturbios e mantem o estabilishment de pé.

Será que os jovens evangélicos estão sendo tratados da mesma maneira?

XAPURI AMAX disse...

RAÇA DE VÍBORAS, ESTES FARISEUS FORAM OS MESMOS QUE CRUCIFICARAM JESUS E CONTINUAM CRUCIFICANDO CRISTÃOS QUE QUEREM CELEBRAR COM ALEGRIA O AMOR DO PAI. MIRIÃ E DAVI ESTAVAM FELIZES E POR ISSO CELEBRAVAM. NÃO UTILIZE SUA ESCATOLOGIA TENDENCIOSA PARA IMPOR SEU PADRÃO DE "CRISTÃO" PARA OS OUTROS.
EXISTE DIFENÇA ENTRE CELEBRAÇÃO E ADORAÇÃO. NÃO LEVEM OS CRISTÃOS DE VOLTA PARA UM CONVENTO HIPÓCRITA E MENTIROSO. COM ALEGRIA E AMOR EM JESUS, AMÉM!!!

Tadeu de Araújo disse...

Pastor Ciro, graça e paz!
Apesar de reconhecermos que a maioria dos comandados nas igrejas apoiam essa prática "carnavalesca", melhor dizendo, a "adoração extravagante", no entanto, a maior resposabilidade é dos "líderes" que concordam com essa modalidade distorcida.
Dá-nos saudade, sinceramente, de muitos pastores que, se erravam quanto ao zelo excessivo, entretanto, acertavam quanto a preocupação de não deixarem os ritmos mundanos adentrar em nossas igrejas.
Hoje ser evangélico é fácil demais, difícil mesmo é ser cristão verdadeiro.
Assim dizemos, porque pedimos a Deus, todos os dias, para nos submeter a sua vontade. O que nem sempre tem sido fácil.É preciso sacrifício.
Em verdade, muitos de nós queremos Jesus apenas como salvador, mas não como o Senhor de nossas vidas.
Sendo assim, esse tipo de "adoração" serve como isca para atrair aqueles que buscam coisas novas, ainda que em não haja nenhuma edificação espiritual.
Que o Altíssimo acorde esses "irmãos", bem como esses pastores", que estão iludidos com o rebolecho.
Em Cristo,
Tadeu de Araújo



MOISÉS DUARTE disse...

graças a Deus pastor que ainda existem homens comprometidos com a verdade e com o ensino da palavra. os "adoradores" de hoje só pensam em sucesso e fama, escrevem músicas que vendam: "eu determino; eu recebo; eu tomo posse, etc". sempre EU". quanta saudade dos hinos de outrora.
Que Deus te abençoe cada vez mais pastor

MOISÉS DUARTE disse...

A PAZ DO SENHOR PASTOR
DOU GRAÇAS A DEUS POR AINDA TER HOMENS COMPROMETIDOS COM A VERDADE TAL COMO O SENHOR.
É BEM VERDADE QUE OS "ADORADORES" DE HOJE SE PREOCUPAM MAIS EM SUCESSO QUE EM ADORAR A DEUS VERDADEIRAMENTE. AS MÚSICAS SÃO FEITAS PRA VENDER: "EU recebo; EU determino; EU tomo posse". SEMPRE EU. QUANTA SAUDADE DOS HINOS DE OUTRORA.
QUE DEUS TE ABENÇOE CADA DIA MAIS, O SENHOR É CONTIGO, NÃO TEMAS

Ciro Sanches Zibordi disse...

Xapuri,

Suas linguagem e ignorância bíblica revelam que você não tem a conduta de um verdadeiro adorador.

CSZ

Márcio Cruz disse...

Saudações cristãs manauaras, Pr. Ciro!!

Ahhh...

Que falta faz um dicionário de língua portuguesa, assim como um das línguas bíblicas!
Mais!!!
Que falta enoooorrrmmmmmeeeeee faz a Sra. HUMILDADE, para este povo aceitar o que neles está escrito, o que eles dizem e ensinam!

Mas... Enquanto houver o "dê ao povo o que o povo quer", líderes(?) ficarão na maciota com o seu soldo garantido no fim do mês ou início dele, dependendo da arrecadação!!!

nEle, o Exemplo de Adorador,

Márcio Cruz

Suely disse...

Concordo plenamente, pastor!

Xavier Campos Joaquim disse...

Amém pr.Ciro!
Tão esclarecedor como esse texto não sei mais pq continuar com a "adoração extravagante".
Parabens pelo texto tão rico.
Que Deus abençoe sempre

Dr. Daniel disse...

Interessante, mas acho há ressalvas...
Podemos ter adoração sincera em espírito e verdade através de pessoas que dançam na alegria da liberdade que o prórpio Jesus nos trouxe e em contrapartida, pessoas que se prostram, choram ao pé da cruz, mas que não passam de demagogos, que tem vida dupla, onde sua pseudo-adoração não passa do teto do templo... Quem é que pode julgar o coração da pessoa que adora, se não o próprio Deus? Alguém aqui, entre os pastores, se habilita? Que Deus tenha misericórdia de nós...

Na dança de Davi não consigo ver aí uma adoração reverente, como se fala no texto que sempre deve ser...
Agora é fácil tentar explicar tudo o que parece errado com uma justificativa (dança patriótica?). Davi não pode errar? E como ele pode afirmar que Davi e Asafe não chamaram dançarinos? É a famosa "achologia", pois se não há nada falando sobre isso, também não há nada negando, não é?
Outra coisa a se notar é que se associa a palavra adoração com prostração. Parecem que andam juntas. Mas nem sempre quem se prostra está adorando e nem quem adora está prostrado. Para o autor, adoração deve andar junto com prostração... Muito estranho...
Ao meu ver, não importa a forma, se a adoração for verdadeira, em espírito e em verdade (Jo 4:23,24).
A paz. E que não se perca tempo pensando em doutrinas, enquanto se esquece da verdadeira mensagem da cruz. Muitos estão indo para o inferno, enquanto pessoas discutem se é certo levantar a mão, bater palmas, etc...
Vamos tem bom senso.

Dr. Daniel disse...

Interessante, mas acho há ressalvas...
Podemos ter adoração sincera em espírito e verdade através de pessoas que dançam na alegria da liberdade que o prórpio Jesus nos trouxe e em contrapartida, pessoas que se prostram, choram ao pé da cruz, mas que não passam de demagogos, que tem vida dupla, onde sua pseudo-adoração não passa do teto do templo... Quem é que pode julgar o coração da pessoa que adora, se não o próprio Deus? Alguém aqui, entre os pastores, se habilita? Que Deus tenha misericórdia de nós...

Na dança de Davi não consigo ver aí uma adoração reverente, como se fala no texto que sempre deve ser...
Agora é fácil tentar explicar tudo o que parece errado com uma justificativa (dança patriótica?). Davi não pode errar? E como ele pode afirmar que Davi e Asafe não chamaram dançarinos? É a famosa "achologia", pois se não há nada falando sobre isso, também não há nada negando, não é?
Outra coisa a se notar é que se associa a palavra adoração com prostração. Parecem que andam juntas. Mas nem sempre quem se prostra está adorando e nem quem adora está prostrado. Para o autor, adoração deve andar junto com prostração... Muito estranho...
Ao meu ver, não importa a forma, se a adoração for verdadeira, em espírito e em verdade (Jo 4:23,24).
A paz. E que não se perca tempo pensando em doutrinas, enquanto se esquece da verdadeira mensagem da cruz. Muitos estão indo para o inferno, enquanto pessoas discutem se é certo levantar a mão, bater palmas, etc...
Vamos tem bom senso.

Anônimo disse...

Saudações em Cristo!, terminei de ler "Erros escatológicos que os pregadores devem evitar", e gostaria de esclarecer uma dúvida, Jl 2.28-32 começara a se cumprir quando os 144.000 começarem a pregar o evangelho durante a grande tribulação?.

ABraços no amor de Cristo - Pb. João Eduardo Silva - AD Min. Belém - SP.

Matheus Carrel disse...

Oi pastor Ciro tudo bem?
Parabéns por sua postagem !!!
Uma vez comentei isso com uma pessoa e ela me disse que se assim for, o único tipo de música que poderiamos louvar a Deus seria a música judaica, pois é a única que tem na Biblia.
E também já ouvi falar que as músicas, como a valsa, que é o ritmo de boa parte das musicas dos hinários, harpa cristã também não deveria ser usada, pois é de origem pagã.
O que vc acha disso tudo que eu disse ?
.
Obrigado !!!
Fique com Deus !!!
T+++

gabriel disse...


EXTRA:querem fazer algo extra biblico
VAGA:vagarosamente crescem em heresia
ANTE:ante biblico e ante ciro
bom, nao sei se foi original o bastante, mas fala foi bem bolado...kkkkkk

Leandro Pires de Souza disse...

Ciro sou o Leandro Pires de Souza, não tenho conseguido acessar a sua conta no Facebook após a discussão acerca deste Post, acredito que o senhor tenha me bloqueado, peço perdão se lhe ofendi de alguma forma, leio seu blog e a sua publicações no Facebook pois te acho um autor sensato, coisa bastante rara hoje em dia, porém não deixo de ficar desapontado com a sua aparente reação, afinal de contas aquela era uma discussão limpa, onde todos tinham a pura intenção de aprender mais sobre a palavra do nosso Deus, perdoa me ainda a minha sinceridade porém a postura de bloquear uma pessoa unicamente por suas opiniões diferentes soa um pouco autoritária. Porém você tem o total direito de me bloquear por qualquer motivo, afinal, a conta no Facebook é sua e somente o senhor deve escolher as pessoas com as quais se relaciona, vou continuar lendo seu blog pois acho a maioria de seus argumentos válidos e como já disse sensatos, porém ainda terei esta de certa forma, infeliz, lembrança. Novamente peço desculpas por qualquer postura inadequada minha e um grande abraço, Fique na paz do Senhor!!!

Peço que não publique esta mensagem no blog isto é apenas um meio rápido de contato com o senhor.

leandro.pires.souza@Outlook.com

O BLOG DA VERDADE disse...

Hoje em dia parece normal,parece que as igrejas que apoiam isso,fazem isso para atrair jovens "á Jesus",podem também usar o que Paulo disse:"fiz me tudo por todos".O que acha deste argumento?

Anônimo disse...

Amém! Aleluia! Glória a Jesus! (Luiz Henrique)

JônnatasGuimarães disse...

Amém, aleluia.

Há que todos os cristãos na Palavra de Deus diariamente.

Como disse aquele pregador (Ravenhill in memorian) " a questão é nós não conhecemos a Deus, ouvimos sobre ele, mais conhece-lo,não".

Muito de nós já não passa nem dez minutos diária orando, o que dirá 30 minutos com a Palavra de Deus.

Então, fica fácil ingerir tudo que se diz que "serve a Deus", com aquelas "teses" o importante é a intenção.

Kalinca Amanda disse...

A paz Do Senhor Jesus Cristo Pastor Ciro... Estive participando do seu estudo que o senhor deu em Manaus.... E dou Glória à Deus por existir Pastores que ainda pregam contra essas falsas doutrinas... Sou Jovem e sei que tudo isso que está entrando nas igrejas é falsas doutrinas... Peço oração de todos para combatermos os falsos Profetas....

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Dr. Daniel,

Respeito a sua opinião aparentemente abalizada, mas devo orientá-lo, como todo o respeito. No presente artigo, não está em discussão a sinceridade das pessoas, e sim a FORMA de sua adoração.

A Bíblia é clara quanto à forma de adoração. Ela sempre está associada a prostração, quebrantamento, humilhação, etc., e não "street dance", forró, funk, rave gospel, etc. Essas invencionices estão tomando o tempo da exposição da Palavra e "preenchendo" o vazio das pessoas com entretenimento. É o famoso "pão e circo".

Quem é que pode julgar o coração da pessoa que adora? Deus! É evidente. Mas, aqui, não está em julgamento, a intenção do coração, e sim a FORMA de adoração. E a Palavra de Deus nos ensina a como adorar a Deus. A forma de adoração nós podemos julgar, sim! Segundo a reta justiça, é evidente (Jo 7.24).

A dança de Davi foi um ato isolado, patriótico, cívico, sim. Basta estudar o texto à luz de seus contextos histórico-cultural, imediato, remoto, referencial, literário, etc. Ele externou a sua alegria dançando, pulando, etc. Por que Deus reprovaria isso? Por outro lado, tal atitude isolada nada tem a ver com LITURGIA.

Como afirmar que Davi e Asafe não chamaram dançarinos? Ora, caro doutor, basta ler e estudar a Bíblia. Leia o livro de 1 Crônicas, por gentileza. Os músicos e cantores foram escolhidos, convocados, por Davi e Asafe. Todos os detalhes do culto a Deus da Antiga Aliança foram pormenorizados no aludido livro. Isso só é "achologia" para quem não conhece a Teologia Bíblica, a Teologia Exegética, a Teologia Histórica, a Arqueologia Bíblica, etc.

Agora, com todo o respeito, a sua afirmação mais infeliz foi esta: "E que não se perca tempo pensando em doutrinas, enquanto se esquece da verdadeira mensagem da cruz". O senhor sabe o que é DOUTRINA? O próprio Senhor Jesus veio ao mundo "perder tempo" com DOUTRINA, sabia?

Aguardo sua resposta.

Em Cristo,

CSZ

Gilmar Valverde disse...

Caro Pr. Ciro,

A paz do Senhor.

Tenho uma dúvida, apesar que não tem a ver com a presente postagem.

Quando Jesus, durante o Seu ministério terreno, demonstrava saber coisas como a que está relatada em João 1 sobre Natanael, por exemplo, era por causa da Sua onisciência ou porque o dom do Espírito Santo chamado Palavra do Conhecimento se manifestou nEle ali?

Ou seja, tudo que Ele realizou de grandioso durante o Seu ministério era por causa dos Seus atributos divinos, ou por causa dos dons do Espírito Santo?

Caso possa tirar essa minha dúvida, ficaria muito grato. Estou fazendo um curso de Teologia e "pintou" essa dúvida.

Em Cristo,

Gilmar
P.S. Acredito piamente que Ele sempre foi Deus.

Cibele Zwar disse...

Pastor... uma amiga fez o seguinte comentário, quando postei no meu facebook sobre adoração extravagante: "Flávia Bühler Santos Adoração extravagante é rasgar o coração diante de Deus. O modo, a maneira, não importa... O Senhor sonda os corações e não as aparências. Já dizia Saint Exupéry: o essencial é invisível aos olhos! Davi mesmo foi desprezado pela própria esposa quando adorou extravagantemente (2 Sm 6). No entanto, Davi foi um homem segundo o coração de Deus..."

Luciara disse...

Amém, Aleluia!
Pr. Ciro, quero dizer que é uma benção o seu blog em minha vida, muitas coisas tenho aprendido, uma dúvida que tenho é referente as peças de teatro e coreografias de hinos que apresentam nas igrejas, se realmente existe um equivoco, pois é grande o número de igrejas que fazem tais apresentações. Obrigada!

Luciara disse...

Amém, Aleluia!
Pr. Ciro, quero dizer que é uma benção o seu blog em minha vida, muitas coisas tenho aprendido, uma dúvida que tenho é referente as peças de teatro e coreografias de hinos que apresentam nas igrejas, se realmente existe um equivoco, pois é grande o número de igrejas que fazem tais apresentações. Obrigada!

WAG disse...

Paz do Senhor pastor Ciro. Concordo com o irmão, que mostrou textos provando que a adoração sempre está relacionada à prostação. Entendo que danças não devem fazer parte do Culto, por não haver reverência, mas quanto ao texto de Mateus, sobre os magos, não serve como argumento para refutar as danças estravagantes, porque não se pode afirmar algo com base no que a Bíblia não diz. Não é porque os magos não dançaram, que não se pode dançar hoje. É dizer o que a Palavra não diz. Como disse; os outros textos postados pelo pastor, provam que danças não são tem caráter de adoração, mesmo porque o que fez Asafe e Davi, foram movidos por impulso, de seu coração. Acompanho sempre o blog, porque aprendo muito. Abraço.
Paz do Senhor.

WAG disse...

Paz do Senhor pastor Ciro. Concordo com o irmão, que mostrou textos provando que a adoração sempre está relacionada à prostação. Entendo que danças não devem fazer parte do Culto, por não haver reverência, mas quanto ao texto de Mateus, sobre os magos, não serve como argumento para refutar as danças estravagantes, porque não se pode afirmar algo com base no que a Bíblia não diz. Não é porque os magos não dançaram, que não se pode dançar hoje. É dizer o que a Palavra não diz. Como disse; os outros textos postados pelo pastor, provam que danças não são tem caráter de adoração, mesmo porque o que fez Asafe e Davi, foram movidos por impulso, de seu coração. Acompanho sempre o blog, porque aprendo muito. Abraço.
Paz do Senhor.

Jimmy disse...

Se vc ver um amigo de muito tempo, vc vai trata-lo friamente, ou, expressar algo caloroso?

Jimmy disse...

Se você ver um amigo de muito tempo, trata-o friamente ou de forma caloroso?

Pr Dinelcir de Souza Lima disse...

Obrigado, caro colega Pr Ciro. Excelente estudo bíblico que certamente auxiliar os que são sinceros com a Palavra de Deus. Compartilharei com a igreja que pastoreio.
Pr Dinelcir de Souza Lima