quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

“Cair no Espírito” tem respaldo bíblico?


Muitos propagadores do “cair no Espírito” afirmam que, no dia de Pentecostes, o “mover de Deus” foi tão grande e espantoso que uma parte da multidão reunida em Jerusalém pensou que os cristãos estavam embriagados (At 2.13,16). Mas o contexto mostra que a zombaria dos incrédulos se deu em razão de os servos do Senhor terem falado nas línguas das pessoas de diferentes nacionalidades que ali estavam (vv.5-11). O culto a Deus deve ser controlado pelo Espírito Santo, que age em perfeita harmonia com a Palavra, para que tudo ocorra com decência e ordem (1 Co 14.20-40).

Na hierarquização feita pelo Senhor quanto a dons ministeriais, Ele priorizou os ministérios ligados à pregação e ao ensino (1 Co 12.28). Nas igrejas em que ocorre o “mover” em apreço, a exposição da Palavra torna-se secundária ou até “desnecessária”. Alguns defensores de manifestações não previstas em Marcos 16.15-18 citam 1 Coríntios 1.25 e afirmam: “Você acha esse mover estranho? Isso é a unção da loucura de Deus”. Entretanto, este termo não se refere à loucura proveniente de Deus. Trata-se de uma alusão eufêmica à superioridade da sabedoria do Senhor em relação à dos homens.


Daniel 10.8-9 e Apocalipse 1.17, em razão de mencionarem as quedas de Daniel e João, são passagens usadas em prol do “cair no Espírito”. O primeiro, sem forças para permanecer em pé, após ter jejuado por três semanas, caiu sobre o seu rosto, sendo imediatamente amparado por um enviado de Deus, que ordenou: “levanta-te sobre os teus pés” (v.11). O caso de João é semelhante (Ap 1.10-18). Nota-se que nenhum dos dois foi derrubado por sopros ou golpes de capas, tampouco perdeu a consciência. Ambos caíram prostrados sobre os seus rostos, diante da glória do Senhor.


Outra passagem muito citada na tentativa de avalizar o “cair no Espírito” é João 14.12: “aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço e as fará maiores do que estas”. Aqui, o termo “obras” (gr. ergon) significa: “trabalho”, “ação”, “ato”. Exegeticamente, “obras maiores” são as mesmas realizadas por Jesus, mas em maior quantidade e alcance, e não em qualidade. O Senhor não aludiu a novos “moveres”, mas à pregação do Evangelho e à expansão do seu Reino na terra.


Finalmente, o texto mais citado pelos pregadores que ministram o “cair no Espírito” é 1 Reis 8.10-11. Mas esta passagem nada fala sobre essa manifestação. Ela relata que a nuvem da glória do SENHOR encheu a sua Casa e impediu os sacerdotes de ministrar: “não podiam ter-se em pé os sacerdotes para ministrar, por causa da nuvem”. Eles se retiraram do local, pois “não puderam permanecer ali” (ARA). Em Atos dos Apóstolos não há referência que abone o “mover” em questão. À luz do Novo Testamento, são os demônios que lançam pessoas ao chão (Mc 9.17-27; Lc 4.35). Jesus jamais derrubou alguém mediante sopros, golpes de capa ou imposição de mãos. Em seu ministério terreno, Ele ensinava, pregava e curava os enfermos (Mt 4.23; At 10.38).


Ciro Sanches Zibordi

Artigo publicado no jornal Mensageiro da Paz de fevereiro de 2012

22 comentários:

Tiago Martins disse...

Concordo plenamente!!!

Walace Oliveira disse...

Gostei do seu comentário com resalvas, gosto muito dos seus comentários e sempre que possivel leio o seu blog, o Brasil precisa de homens de Deus que falem a verdade sem temer o homem, verdadeiros Elias em tempo de tanta aberração dentro das igrejas, quanto ao texto sobre cair no Espírito, concordo que a grande maioria não passa de emocionalismo e muitas vezes forcação de barra do pregador, existem relatos até de pregadores que empurram as pessoas para que elas caiam, mas também existem relatos sérios e verdadeiros de homens que foram tão cheios de Deus que não puderam ficar de pé, o Espírito Santo é muito superior aos nossos conhecimentos e sabedoria terrena e limitada, quando ele quer faz coisas que ao homem natural parecem loucura, nossa igreja nesse 100 anos de trajetória no Brasil tem muito disso, e você sabe tanto como eu, o próprio Gunnar as vezes ficava tão cheio que começa a rir sem parar e as vezes caia no chão, eu mesmo em congresso da mocidade da minha igreja fui tão impactado pela glória de Deus, que não consegui resistir e cai no chão, em momento algum perdi a conciência, mas não pude permanecer de pé, e ninguém chegou até a mim, me empurrou ou soprou, foi uma experiência realmente, sou um jovem que jamais tenho coragem de brincar com coisa séria, Deus não é brincadeira, antes desse acontecimento eu mesmo duvidava muitos desses relatos.
Um abraço para o pastor e estou orando pela vida do irmão e pela familia.

ICHTUS disse...

A Paz do Senhor,

Esse disparate continua acontecendo nas ADs desavisadas. Em uma AD em Santa Catarina, não me pergunte em qual cidade do interior, um pseudopregador pregou três dias durante o carnaval ao custo de 10 mil reais e derrubou todos mundo. A impressão que tenho é que em cidades pequenas e talvez com pouco acesso a informação acabam participando deste erro. Urge combatermos este mal que assola os púlpitos assembleianos. Lamentável.

Wilson Schneider Amaral - IEADC Parque Industrial

Raimundo Rodrigues disse...

Muito esclarecedor. E aqueles, que constantemente utilizam de "falas estranhas" nos cultos? A Bíblia não nos aconselha a evitar sermões em linguas estranhas?

Joel Gomes disse...

Pr. Ciro, muito bom o seu artigo.

Congrego em uma igreja que tem esse costume, mesmo eu não concordando com essa prática de sopro profético cair no poder, não tenho força para combater tal prática, pois sou apenas um membro que dificilmente tenho oportunidade.

Mas já estou orando a Deus pedindo uma direção, de uma igreja onde eu possa me sentir a vontade para adorar a Deus que não tenha essas práticas sem fundamento bíblico.

Caso o senhor tiver um conselho da parte de Deus pra mim, ficaria muito contente em ouvi-lo, pois considero o senhor um grande homem de Deus e que tem compromisso com a santíssima e inefável Palavra de Deus.

Fica na Paz!

Adeilton Dutra disse...

Pr.Ciro,

Gostei muito do seu artigo,concordo plenamente.Eu acho que o trabalho do Espírito Santo hoje é levantar vidas caídas e não derrubar.
Onde está o domínio próprio(temperança) dessa gente que anda caindo?
Domínio próprio(temperança) é um dos fruto do Espírito,será que o Espírito agiria contra si mesmo?
Esse povo são um bando de ignorantes,são "analfabíblicos",não sabem discernir a mão direita da esquerda.Bíblia neles!

Um Abraço.

Anônimo disse...

A paz do Senhor pastor Ciro!
Deixo o meu comentário para parabenizá-lo pelo artigo muito edificante.
A igreja de Cristo, esta que é composta por todas as pessoas regeneradas de diversas nações, não se deixa levar por "ventos de doutrinas" que não há respaldo bíblico, nem tampouco edificam nossa fé.
A questão é que Satanás procura modismos para infiltrar no meio do povo encobertamente por seus instrumentos(falsos mestres e falsos doutores) que já possuem suas mentes cauterizadas, veem sorrateiramente distorcendo a verdade que fica assim mais fácil de enganar os domésticos na fé.
Devemos provar a origem do espirito, assim sendo, chegaremos a conclusão da origem do "mover", porque sabemos que Deus não é de confusão, por isso Paulo assevera para que haja ordem e descência.
Fica meu apelo a todos, para que busquemos mais discernimento e que entendamos que o verdadeiro avivamento é fruto de se ouvir a palavra de Deus, assim como no tempo de Neemias.
Um abraço e que Deus te abençoe pastor Ciro!
Att. Thiago A. Boudny de cnp MT

Flávio Josefo disse...

Pastor Ciro! Me ajude! Me sinto no mato sem cachorro. Sou Diácono em minha Igreja, e estou nela há dez anos. Confesso que já participei deste movimento, mas já faz alguns anos, até que percebi que não era de Deus. Mas infelizmente minha Igreja continua com esta prática, estão me chamando de difamador, um homem contra os Pentecostais, e até Blasfemo. Já fiz até igual Lutero (risos), preguei no mural da Igreja alguns de seus postes sobre o assunto (indiquei a fonte), mas simplesmente eles os arrancaram. Poucos acreditam, mesmo mostrando na Bíblia. Sou passivo, às vezes tento até ignorar (não sou ouvido mesmo). Já fui professor de EBD para jovens, e antigamente até pregava, mas depois disso (que descobri a verdade), nunca mais pude pregar (aliás nem prego sobre isso, prego somente Cristo). Alguns meses atrás um "Pastor" ameaçou me processar por isso, dizendo que eu estava levantando calúnia. Às vezes (sinceramente), me sinto como um herege. Oro a Deus que me ajude e peço ao senhor que me dê uma sugestão do que posso fazer. Não quero sair de minha Igreja, mas quero mudança. Desde já agradeço ao senhor, que Deus o abençoe muitíssimo!

Ivan Clayton disse...

Na terça-feira passada no curso de teologia falamos a respeito desse exato assunto, e alguns irmão até me perguntaram se eu não corria o risco de estar "blasfemando" contra o Espírito, e falei com todas as letras que não já que creio no VERDADEIRO PODER PROVENIENTE DO ESPÍRITO e tais manifestações não se tem se quer passagens bíblicas que lhes deem respaldo.

Mais Pastor farei a mesma pergunta que me fizeram e gostaria de saber sua opinião: e no caso de um irmão realmente estar sentindo a presença de Deus é possível que o mesmo venha a cair não por imposição de mãos ou sopro nada parecido, mais realmente por que não aguentou a Glória de Deus, sofrer algum desmaio, algo desse tipo,ficar inconsciente e se isso acontecer não seria uma exceção a regra?

levando em consideração que não acredito que o Espírito ira derrubar alguém e o machucar, ou ficar se debatendo como frango destroncado.

respeitosamente aguardando resposta!

Ev. Padilha disse...

Muito oportuno seu artigo Pr. Ciro. Um ponto importante que os praticantes deste movimento não entendem é que o principal objetivo de ser cheio do Espírito Santo é nos capacitar a pregar o evangelho, o que estiver fora deste propósito é muito provável que não venha de Deus.

Grande abraço.

Ev. Padilha

Aelson Júnior disse...

A paz do Senhor!

Artigo esclarecedor. Seria bom, pastor, se o senhor escrevesse um artigo acerca do que fazer em situações como a do irmão Joel e a do Flávio (a não ser que o senhor já tenha escrito).

Embora essa prática não seja tão frequente em minha igreja, se ocorrer, todos de lá vão achar normal. Às vezes, também me sinto como o irmão Flávio, como um herege.

Mas, Cristo sofreu primeiro do que nós. Mesmo sendo perfeito, não o ouviram.

Em Cristo,

Aelson Júnior

Anônimo disse...

Paz do Senhor, tudo bem?

Louvo a Deus por este artigo, concordo plenamente e por isso, vou até cantar um pouco(não que eu seje cantor).

Cai cai cristão, Cai cai cristão
No meio dessa inovação...

Pb. Gilmar Batista.

Daniel disse...

É triste que mesmo depois de uma explanação tão clara do Pr Ciro ainda existam pessoas que insistem em respaldar biblicamente suas "experiências". Pessoal, a experiência só pode ser considerada espiritual se está de acordo com a Palavra. Se não, é experiência carnal, simples assim.

Ronildo Chaves disse...

A paz do Senhor pastor Ciro ... Escrevi um artigo sobre o DIA DE PENTECOSTES e postei no seu e-mail (ciro.zibordi@uol.com.br). Queria que o senhor lesse e desse sua opinião.


Dc. Ronildo Chaves

Assembleia de Deus Missão em Parauapebas-PA

Anônimo disse...

muito bom me esclareceu o que eu ja imaginava a respeito

Paulo A.M disse...

Pr.Ciro
Paz do Senhor Jesus Cristo!

E aos Irmãos sofrendo com este movimento.

Durante varios anos ou decadas, dezenas de avisos foram enviadas pela internet ao Brasil antes de um Documentário da Record e de antemão antes, por lideres ligados nas Igrejas diversas do Planeta.", alguns pessoalmente, outros por mídias, internet, VHS, Cassetes, etc.

Agora a preocupação não é somente com a entrada deste falso-espírito e sim a libertação de milhares de pessoas achando que agora possuem o Espírito Santo (ainda que haja alguns infectados tendo o Espírito de Cristo, observando que com o contato com este movimento começaram a perceber que estavam rolando ladeira abaixo, como vimos inúmeros testemunhos, ao que procuraram se libertar rápido percebendo o distanciamento de Deus, pela manobra deste demônio kundalini entre outros no corpo e na mente destes).

Infelizmente parece uma historia de terror ou de deboche feito pela REPORTAGEM sobre o assunto, porem o fato é real, e a verdade é contida também em muitos vídeos conforme alguns abaixo:

Dave Hunt:
http://www.youtube.com/watch?v=Ze6nnZamPt4
our http://www.youtube.com/watch?v=HCafHkJFIx4

Andrew Strom:
1- http://www.youtube.com/watch?v=eBpw2oQrvMM
2- http://www.youtube.com/watch?v=BCcGaTRwG_4
3- http://www.youtube.com/watch?v=dWeUNoR30_0

David Wilkerson:
http://www.youtube.com/watch?v=sQhuVEb7wIE

Enganos do Fim/VJP/Trechos do documentário:
http://www.youtube.com/watch?v=zpfY_FvTGf4

http://www.youtube.com/watch?v=IXa_wPu_ZEU

http://www.youtube.com/watch?v=XQWGNt--ZvU

http://www.youtube.com/watch?v=VE2TEzriPTg

A Nossa Missão hoje como IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO, é libertar pessoas que hoje se encontram "cativas deste espírito demoníaco" ATOS 10:38

http://i48.tinypic.com/2yltqnc.png

Ao que muitas igrejas têm desacreditado de pessoas confessas e possessas deste e outros demônios do grupo KUNDALINI, e abandonado, lembrando os tempos de Israel antiga em duplo sentido,

http://truthspeaker.wordpress.com/2010/01/20/urgent-kundalini-warning-from-andrew-strom/

Como diz um Pastor Paulo, que antes por anos andou enganado por este espírito Kundalini NESTE MOVIMENTO, e hoje liberto e alicerçado na Palavra de Deus:

"Nade para fora deste Rio, antes que ele te afogue" Paul G.

http://i43.tinypic.com/nnsciv.jpg

Nosso objetivo como IGREJA, não é ferir as pessoas deste movimento e sim despertá-las para Jesus Cristo (bíblico) pelo próprio Espírito Santo (bíblico) e não para este falso espírito Kundalini e outros. Alem disso nosso objetivo PERMANECENDO SENDO IGREJA DO SENHOR JESUS, é despertar a consciência para que NÓS COMO UM CORPO UNIDO, aprendamos "URGENTE" a lidar com os INUMEROS casos de possessão demoníaca “PRESENTE” por parte deste KUNDALINI, E OUTROS espíritos, principalmente os que virão a surgir por ação deste falso espírito demoníaco Kundalini como já presenciamos.

"Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis "outro espírito" que não recebestes, ou "outro evangelho" que não abraçastes, com razão o sofrereis."(2 Coríntios 11:4)

Não é aconselhável nenhum Pastor Cristão e ou líder Salvo de qualquer Ministério e ou Igreja Cristã abandonar tais pessoas quando vierem buscar ajuda querendo se libertar deste espírito KUNDALINI e qualquer outro espírito DEMONIACO.

Mateus 24:24

O BLOG DA VERDADE disse...

Pastor Ciro,pelo que notei no caso de João,quando ele caiu sobre o seu rosto diante do ser celestial,ele foi dito:"Não temas....".Daniel também quando passou por aquela experiencia ele foi dito:"Não temas,Daniel....".
Resumindo,muitas das vezes que alguém "caiu" na bíblia a reacção do ser divino foi de querer "levantar" a pessoa.Podemos concluir que Daniel e João caíram por medo ou por estarem chocados?

Anônimo disse...

Com certeza DEUS nao derruba ninguem, o cair representa fraquesa, eo levantar sim pertence a DEUS!

Andrey Souza disse...

A PAZ DO SENHOR PASTOR CIRO,MUITO BOM ESSE TEMA E AS RESPOSTA COM RESPALDO BIBLICO DEIXOU MUITO CLARO ESSA QUESTAO DO CAIR,INFELISMENTE TEM PESSOAS QUE DEIXAM DE ABSORVER AS VERDADE PARA SEGUIR O LADO EMOCIONAL DEIXANDO SE ELEVAR PRO LADO DO ENGANO.

Andrey Souza disse...

A PAZ DO SENHOR PASTOR CIRO,MUITO BOM ESSE TEMA E AS RESPOSTA COM RESPALDO BIBLICO DEIXOU MUITO CLARO ESSA QUESTAO DO CAIR,INFELISMENTE TEM PESSOAS QUE DEIXAM DE ABSORVER AS VERDADE PARA SEGUIR O LADO EMOCIONAL DEIXANDO SE ELEVAR PRO LADO DO ENGANO.

CO-PASTOR ED CARLOS Cunha disse...

Deus não tem fórmulas para operar, Ele age como quer, quando quer e dar que quer, claro que existem os exageros e enrolões eu particularmente não prego que tenhão que cair, mas já orei por pessoas e estas cairão, eu vou fazer o quê amarrar uma corda nelas. rsrs

Vagner Cardoso disse...

Paz pastor!

A uns meses atrás fui em duas igrejas que tinham esses "moveres" tanto nas duas, o pastor eu senti isso, que induzia, com palavras e gestos mexendo com o psicologico dos crentes ali.Tocando e dizendo Deus esta aqui e te toca e por ai vai, todos caiam o interessante que ele e os obreiros não.