segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Vale tudo na evangelização, contanto que Cristo seja anunciado?


Recebi, há poucos dias, como cortesia, alguns exemplares do excelente jornal AD News, produzido pela Rede Brasil de Comunicação, ligada à Assembleia de Deus em Pernambuco. Na edição de janeiro de 2012, o pastor Ailton José Alves, que preside a mencionada igreja, discorreu sobre o Evangelho do Reino dos Céus e me fez refletir sobre a forma como Cristo tem sido pretensamente pregado, em nossos dias.

“Como aceitar que alguém professe o Evangelho sem abandonar a vida do pecado? Como concordar com quem promove cantos e discursos a favor de Deus e, ao mesmo tempo, o nega, defendendo e veiculando práticas pecaminosas condenadas por Ele?”, afirmou o pastor Ailton. No mesmo jornal, há um texto de minha autoria, pelo qual critiquei o Festival Promessas, realizado pela Rede Globo, em dezembro de 2011.


Tal artigo, também publicado neste blog, gerou grandes discussões, no início de janeiro. Alguns irmãos, ao discordarem de mim, perguntaram: “Paulo não disse, em 1 Coríntios 9.22, que usou todos os meios para salvar as pessoas à sua volta?” E outros citaram Filipenses 1.15-18, uma passagem pela qual Paulo afirma que o Evangelho deve ser pregado inclusive por discórdia, insinceramente ou por pretexto.


Para responder à segunda argumentação em prol da evangelização sem limites, peço que o leitor tenha em mente a regra de ouro da exegese: a Bíblia explica a própria Bíblia. Ou seja, não devemos ignorar o fato de as Escrituras serem análogas. Temos de levar em consideração o contexto de cada passagem que empregamos.


Por que Paulo disse as aludidas palavras sobre a pregação do Evangelho aos crentes de Filipos, e em que circunstância? Esse apóstolo, que estava preso, referiu-se aos opositores do Evangelho, isto é, os judeus que o acusavam perante os tribunais de Roma. Mesmo querendo o seu mau, aqueles inimigos de Paulo eram obrigados a dizer que ele estava pregando sobre a morte e a ressurreição do Senhor! Além disso, afirmavam que, segundo Paulo, Jesus estava acima de César.


Naquela época, o título de Senhor não implicava apenas senhorio. O imperador romano, como o senhor de Roma, era adorado pela população (menos os cristãos verdadeiros). E os opositores de Paulo afirmavam que Cristo Jesus, como Senhor dos cristãos, era adorado exclusivamente por eles, tomando o lugar de César. Em outras palavras, os judeus que acusavam Paulo estavam, indiretamente, pregando o Evangelho! Daí a satisfação desse apóstolo com o resultado do seu sofrimento por amor a Cristo.


Segue-se que a passagem de Filipenses 1.15-18 não deve ser usada de modo generalizante, para afirmar que os crentes, hoje, podem adotar livremente todos e quaisquer meios para propagar o Evangelho. Afinal, a Palavra de Deus afirma, inclusive, que devemos fugir da aparência do mal (1 Ts 5.22), tendo cuidado com o pecado, mas também com os embaraços (Hb 12.1,2).


Quanto a 1 Coríntios 9.22, é evidente que Paulo se referiu a meios de evangelização que não deponham contra o Evangelho. Ele mesmo disse — antes e depois da passagem em apreço — que nem tudo que é lícito é conveniente ou edificante (1 Co 6.12; 10.23). E também asseverou: “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra cousa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Co 10.31, ARA).


Finalmente, se todos e quaisquer meios de evangelização pudessem ser empregados, sem nenhum limite, teríamos uma grande contradição! Até show erótico ou desfile no carnaval poderiam ser usados para, pretensamente, ganhar almas, desde que Cristo fosse anunciado, não é mesmo?


Ciro Sanches Zibordi

30 comentários:

Pb. Adriano Aoki disse...

A Paz do Senhor Pr. Ciro!

Muito bom artigo, é bem explícito! É preciso entender e compreender a Bíblia Sagrada com a ajuda do Espírito Santo. Se Paulo usasse de tudo, esquecendo-se do temor e santidade a Deus, estava contradizendo a sim mesmo e nas suas palavras não havia autoridade alguma. Ele diz: "Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum...(Romanos 6:1,2)."

E ainda diz mais no versículo 2: "Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?". Apóstolo Paulo jamais pregou estando de forma indigna, pois ele bem sabia distinguir pelo Espírito Santo como pregar o Genuíno Evangelho de Cristo!

Se pregasse de qualquer forma, ele nunca poderia dizer: "Sede meus imitadores, como também eu de Cristo (1 Coríntios 11:1)." Se pregasse sem temor e de qualquer maneira, como poderia ser ele imitador de Cristo, sendo que Jesus jamais esteve de acordo com o pecado?

Deixo aqui uma importante mensagem inspirada pelo Espírito Santo de Deus dita pelo apóstolo Paulo: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma (1 Coríntios 6:12)".

Fraternalmente,
Pb. Adriano Aoki
www.pbadrianoaoki.blogspot.com

Moyses Godoi disse...

Lembra há mais de uma década, aquela artista polêmica, a Monique Evans que supostamente havia se convertido, tinha um programa de cunho erótico e na porta de sua igreja ao final dos cultos distribuía material erótico, desde pingentes de órgão masculino a vai se saber lá o que mais?

A princípio também se dizia que ela estaria pregando o Evangelho em seu meio!

E acabou por levar a perversão para os que buscavam realmente se envolver com o evangelho...

É a velha máxima Bíblica sobre o assunto:

Luz e trevas...

Não há meios de que isso possa dar certo...

(Se é que há alguma "luz" nisso tudo, vejo apenas reflexos ofuscados)

Wanderson Costa disse...

Parabens por este artigo pastor. Sou de Recife e tenho em minhas mãos o AD News. Lembro-me que um irmao ao se deparar com este artigo antes de lê-lo, disse para mim: "Veja só, um artigo sobre o Festival Gospel" perguntei quem era o autor do artigo e ele citou o meu nome. Não pude deixar de responder: "Vai calar a boca de muitos crentes mornos". Deus continue abençoando o pastor e dando mais ousadia e sabedoria.

Izaldil Tavares de Castro disse...

Amado irmão, Pr. Ciro, qua a Paz de Cristo permaneça entre nós.
O seu texto deixa bela lição sobre a prática coerente do cristianismo. Evidentemente, ninguém pode defender aquilo a que ofende!
Um comportamento antagônico à norma bíblica para a conduta moral ou social avilta e zomba da pureza do Evangelho.
O resultado de tal prática é a ineficácia do trabalho e a oportunidade para o escárnio do maligno (Atos, 19: 15).

Delano Bezerra disse...

Paz do Senhor Pr Ciro! Concordo totalmente co o senhor. Porém temos que entender que os tais que dizem anunciar o evangelho de qualquer maneira, ainda estão sem achar a Porta.No entanto o que buscam já acharam.Deus falou pra Caim: "Se bem fizeres não haverá aceitação para ti?E se não fizeres bem,o pecado jaz a porta,e para ti será o seu desejo,e sobre ele dominarás."
Tais pessoas são dignas apenas de nossas orações e amor para aceita-las se um dia voltarem-se de fato para Deus em Cristo Jesus. Este embate não vale a pena.

André Gonçalves disse...

Graça e paz!

Pr. Ciro,

Está faltando é visão espiritual aos defensores do evangelho show. Como cristãos autênticos devemos conhecer a voz de Deus, e isto só conseguimos através de uma vida sob a autoridade de Sua Palavra.

Se estamos vendo tanto aplauso aos astros gospel, é porque há povo rebelde à Palavra, e cegos espiritualmente. A liderança da igreja deve dar Palavra para o povo, caso contrário este se corrompe, o que tem sido a realidade de muitos ditos evangélicos.

O irmão Moysés Godoi citou Monique Evans. Ontem vi uma manchete no site Gospel Prime: Bárbara Evans (filha da Monique Evans) diz que o fato dela ter pousado nua para uma revista masculina foi plano de Deus. Outra notícia trazia manchete em referência ao "Carnaval Gospel" em Londrina chega a sua 10º edição. Lamentável.

O Senhor nos dê graça em meio a um mundo turbulento.

Em Cristo,
André Gonçalves.

Maely disse...

Perfeito!

Cláudio disse...

Trocar a razão pelo sentimento....
Tem pregador falando por ai que Jesus é psicotrópico....
Eis o resultado.

Rosemberg Camilo disse...

Graça e Paz querido Pastor Ciro,

Ontem assisti o programa do Pr. Silas Malafaia na tv Band.

Onde ele comenta em uma de suas pregações a respeito do evento "Festival Promessas" e ele fala algo sobre esse assunto aqui explanado. Gostaria que observasse esse material (se tiver tempo, é lógico) e comentasse sobre as palavras do mesmo.

Link do vídeo da data 11/02/2011
http://www.youtube.com/watch?v=8d0dTkJp_Kc&list=UUYXOkz1-TK-EI0k8Ci1dY3A&index=1&feature=plcp

Atenciosamente,,

Rosemberg Camilo - (www.saltonarede.com)

Anônimo disse...

A paz do Senhor Pr. Ciro!

Este artigo é muito bom para os dias em que estamos vivendo. DEUS em Cristo continue "por todos os meios" usando sua vida para "chegar a salvar alguns" (1 Co 9.22). Pois "algumas" pessoas usam vários meios para anunciar o evangelho, o que acaba promovendo mais escândalo.

Como o senhor disse: tendo em mente a regra de ouro da exegese: a Bíblia explica a própria Bíblia. Em 1 Coríntios 9.21, vemos uma expressão bem clara dizendo: "não estando sem lei para com DEUS, mas debaixo da lei de Cristo". Respeitando o contexto vemos o real sentido desta passagem, e nada tem haver com as medidas adotadas nos dias de hoje por "algumas igrejas".

Se o apóstolo fala de uma "lei" v.21, é por que existe uma medida certa concedida por DEUS para esta evangelização ser realizada, obtendo assim o resultado que lhe agrada. Observando o AT vemos DEUS concedendo a Moisés os ensinamentos na qual mostra a maneira como os levitas (e todo o povo) poderiam se achegar a ele para servi-lo e adora-lo, e assim o nome do Senhor seria santificado entre as nações, e saberiam que Israel servia o DEUS vivo e verdadeiro. E no NT vemos o ensino que DEUS nos deixou nas escrituras para utilizarmos trazendo assim 1) a santificação e glorificação ao nome de nosso Senhor Jesus Cristo, e 2) sendo este nome anunciado trazendo a salvação das almas.

DEUS em Cristo no guarde de mantermos firme a maneira certa de evangelizar, "vivendo" no Espírito e "andando" no Espírito (Gl 5.25).

"Purifiquemo-nos de toda imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de DEUS". (2 Co 7.1).

Um abraço em Cristo

J.F.J

Ivan Clayton disse...

"Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas".
2 Timóteo 4:3-4

é como eu sempre ouso dizer "a fé vem pelo ouvir, e o ouvir dos louvores" (parafraseando Rm 10.17).


(Pode até não ser assim como está escrito, mais é assim como muitos leem).

a Paz do Senhor .

Palavra e Vida disse...

Pastor Ciro, muito bom seu texto.
Eu acredito que não podemos usar todos os meios para pregar o Evangelho, pois se fosse assim poderíamos mentir e criar fantasias que não existem no Evangelho para fazer com que as pessoas vinhessem a crer nele. E se não falarmos a verdade do Evangelho as pessoas vem seguir a Jesus de maneira errada, com pensamentos contrários de um verdadeiro cristão.

Em relação a essas pessoas que dizem que vale tudo na pregação do Evangelho, e que não querem se submeter a verdade e sim submeterem a verdade a eles, fica esse texto aqui da Bíblia para Eles:

2 TMÓTEO 3:1-9

Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.

Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,

Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,

Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,

Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.

Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências;

Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.

E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.

Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles.

Sandro Luis disse...

( Sl 89.7 )
Deus deve ser em extremo tremendo na assembléia dos santos e grandemente reverenciado por todos que o cercam”.


O que é banalizar ?


v.i - É transformar valores caros em algo comum e sem importância, vulgarizar.

O que é formalismo ?

s.j - Formalidades, condição necessária a certos atos, praxe, cerimônia, polidez, educação e etiqueta.



Estarrecedor, como pode a Palavra de Deus ficar na boca de qualquer um, de forma banalizada ?
Jargões, piadinhas e reverência zero, é o que estamos vivendo nestes dias. Isso acontece, como sinal de apostasia, falta de fé e descrédito com as coisas sagradas.
Temos que voltar a um ritual santo, reverência total na ministração e no trato com a Palavra do Senhor, exige-se uma conduta louvável como forma de reverenciar o sagrado.
Muitos combatem o formalismo, mas eu quero dizer, que sem ele não há ética, reverência e respeito. Meus irmãos chega de banalização, precisamos ter uma postura digna e elevada. Amém !!!


leia :http://sandrocristao.blogspot.com/2010/05/banalizacao-do-evangelho.html

OUÇA A PALAVRA DO SENHOR disse...

MAIS UMA VEZ GOSTARIA DE PARABENIZAR O SR. PR. CIRO PELA DEFESA DO EVANGELHO. NÃO PODEMOS CONCORDAR COM ABSOLUTAMENTE NADA QUE POSSA "FERIR" AS VERDADES INCONTESTÁVEIS DAS SAGRADAS LETRAS. SE EXISTEM AQUELES QUE QUEREM USAR O EVANGELHO PARA JUSTIFICAR SUAS PRÁTICAS QUE AS FAÇAM SEM CORROMPER A VERDADE E FAZER USO DELA. ESTÃO PREGANDO HJ UMA PORÇÃO DE COISAS, MENOS O EVANGELHO: LUTAS LIVRES DENTRO DE IGREJAS, FILMES PORNOGRÁFICOS "GOSPEL", BALADAS E RAVES "GOSPEL", ETC. QUE A IGREJA DE JESUS POSSA SE POSICIONAR E REJEITAR TAIS ENSINOS. JESUS USOU ORAÇÃO, JEJUM, PERMANÊNCIA NA PALAVRA; E É O QUE NÓS PRECISAMOS. GRANDE ABRAÇO.

Renato Paúra disse...

Estamos muito próximo do carnaval. E vamos ouvir muito fala nesses blocos carnavalescos evangélicos.

Não é novidade para ninguém que a festa de carnaval é totalmente satânica. Também já é notório que a palavra “carnaval” significa “festa da carne” (do pecado)
Eles alegam que ganham muitas almas para Jesus e, que esse tipo de trabalho é um trabalho sério.

Porém, existe uma controvérsia. Será que o coração dessas pessoas é terreno fértil ou é terreno pedregoso que não consegue suportar as aflições deste mundo? (Mt 13.20,21). Será que quando eu uso uma “máscara” de mundano para salvar alguns, eu não estou usando de artifício enganoso? Alguma vez os apóstolos, e até mesmo Paulo, usaram o engano ou um “disfarce” para que uma alma se converta?

Será que nós só temos esse período para pregar o evangelho, e o ímpio só tem esse período para ouvir a Palavra de Deus? Não que sejamos contra a pregação do evangelho no carnaval! Mas, é necessário você usar um disfarce para pregar no carnaval? O autor do disfarce é o diabo que usou uma serpente para enganar Eva (Gn 3.1-5). E, um detalhe que muitos desconhecem: esses blocos carnavalescos evangélicos têm que estar escrito na Liga das Escolas de Samba para desfilarem nas ruas. Isto é, têm que estar ligado diretamente a essas entidades que propagam e adoram aos deuses demoníacos.

E outro detalhe, o samba foi criado em um centro de macumba na casa da tia Ciata por Sinhô (José Barbosa da Silva), Donga (Ernesto dos Santos), Pixiguinha (Alfredo da Rocha Viana) e outros na Praça Onze nas primeiras décadas do século XX. Os criadores do samba diziam que “o samba é um ponto de macumba com letras irreverentes”. Não é de admirar que a letra dos sambas-enredos contenha invocações a deuses do candomblé. Tanto o samba quanto o pagode são ritmos que induzem a lascívia, a pornografia e, através das letras, adoração às entidades demoníacas.

Será que precisamos usar um ritmo musical inventado por Satanás para anunciar o evangelho? O Evangelho puro e imaculado não precisa disto!

Ivan Clayton disse...

Ao ler novamente este artigo me lembrei do Texto de II Pe.2 , e fiquei pensando com meus botões se Vale tudo na evangelização mesmo.
Em primeiro lugar alguém que fala do evangelho puro, simples, mais eficaz tem que primeiro viver esse evangelho, como pode alguém pregar a Cristo como Salvador e não o querer como Senhor?

é o que vemos em muitas mensagens, raramente se fala em Jesus e quando fala, é de um "deus" que dá tudo, cumpre os nosso caprichos, pois somos "Filhos" d'Ele.

"Á muitos que entram no Evangelho, mais o Evangelho não entra em Todos"


já que o assunto em pauta é os astros gospel na maior emissora Nacional, vejo apenas se cumprindo

II Pe 2.19!

Ivan Clayton. AD- Itaberá-SP

Domenico Ieracitano disse...

Prezado Pr. Ciro.

Tento, já a alguns dias via email, contato com o Sr, sem sucesso.

Perguntei nos email's passados se há a possibilidade de pegar os livros que me faltam diretamente convosco, durante o evento em Campina Grande na semana que vem, já que moro na referida cidade.

A paz!

Anônimo disse...

Pr. em primeiro lugar quero parabenizá-lo pelo blog.
O evangelho tem sido tão banalizado por alguns e essa idéia de que vale tudo na evangelização contanto que Cristo seja anunciado, tem sido levado tanto ao pé da letra, que tem pessoas que se perderam do que é certo ou errado e acabaram por se tornar homossexuais e fundar igrejas com o objetivo de evangelizar essa classe de pessoas.
A verdade é que Jesus está voltando e a Bíblia nos adverte: "aquele que está de pé, cuide para que não caia!"
Que o Senhor Jesus tenha misericórdia de nós.

Que Deus em Cristo Jesus o abençoe.

Elisangela Martins - Rio de Janeiro

Tadeu de Araújo disse...

Pastor Ciro, graça e Paz!
A cada dia que passa, a tendência é piorar,no que se refere às invenções criadas por muitos líderes no sentido de "anunciar" a Cristo e manter os recém-conversos em suas igrejas.
Em verdade, ainda que alguns estejam bem intensionados, no entanto, não vemos preocupação com o Genuíno Evangelho.
Dizemos assim, tendo em vista as facilidades que presenciamos em diversos ministérios que, infelizmente, é proibido proibir.
Ora, onde está a diferença, entre o que serve e o contrário,conforme Malaquias 3.18?
Não somos o dono da verdade, a palmatória do mundo, e não estamos acima do bem e do mal, entretanto, perdoem-nos a sinceridade: não se deve pregar o Evangelho de Cristo com invencionices, bem como não mostrar as dificuldades durante a nossa permanença aqui na terra.
Digam que a rapadura é doce, mas é dura.A rosa é cheirosa, mas tem espinhos.Chega de facilidades.
Apesar de nossa preocupação a respeito da falta de compromisso,principalmente de diversos que estão na linha de frente, mas, a Palavra de Deus já nos admoesta em relação a eles ( 2 Timóteo 3.1-5;2 Pedro 2.1-3).
Alegra-nos, entretanto, sabermos que há, tanto líderes quanto ovelhas preocupados com o Evangelho, que é O Poder de Deus e salvação para todos aqueles que creem e obedecem.
Em Cristo,
Tadeu de Araújo

Thiago e Teresa disse...

É pastor Ciro. Por isso tantas pessoas entram nas igrejas e não apresentam mudança em nada, permanecem na carne. Falta discipulado sério.

Que o diga o carnaval que vem ai. Muitas igrejas já estão organizando seus abadas e adereços gospels para evangelizar os perdidos. Será que isso é mesmo válido? Agir como eles agem, na única diferença que vão ao som de rits de axé gospel e água mineral. Mas no fundo a intenção é a mesma para a maioria que vai...Se divertir!!

Graça e paz!!

Elder disse...

A paz do Senhor Pastor Ciro. Está na cara que a emissora que fez isso não tem como meta principal a divulgação do evangelho. Estão é querendo pegar os crentes para serem assiduos telespectadores. Pastor aproveita e da uma olhada no twitter sobre uma tal onda "fofocantora".

A Epístola disse...

Paz do Senhor, Pr. Ciro.

Li e edifiquei-me muito com o artigo acima. Uma bênção!

Acerca do Festival Promessas, lembro-me que, ao postar alguns comentários contrários ao tal, no Twitter, um "pastor" (imagine mesmo), veio todo arrogante, dizendo que "haviam pessoas hipócritas que nem pregavam a Palavra nem deixavam que os outros pregassem". Agora, de que pregação o referido "ministro" falava, não sei...

O caso é que Satã está logrando êxito, assim como fez a muitos cristãos, no século IV, com a "conversão" do imperador romano Constantino, vendo que não conseguiria parar o avanço cristão, tomou logo uma atitude: "juntou-se" aos cristãos, na verdade, para fermentar o cristianismo, dando origem à Prostituta Babilônia. Parecidamente a Globo está fazendo com o seguimento evangélico, contratando suas maiores "estrelas" e apresentando-as em seus programas que, de cristãos, não têm nada!

E ainda há "cristãos" maravilhados com isso!!! Deus tenha misericórdia desta geração!

Deus te abençoe, amado Pastor.

Em Cristo,
Valdemir Alves
Blog "A Epístola": http://aepistolla.blogspot.com/

jorge melo disse...

E assim caminha a humanidade......uns no caminho largo e vasto que leva a perdição eterna sem CRISTO, e outros no caminho estreito que nos leva rumo a eternidade com CRISTO.

E assim caminha a humanidade.......

EM CRISTO,

WAGNER disse...

Muito bom artigo, o problema é que nas cartas de Paulo, existem muitas brechas para heresia, se não forem analisadas de maneira correta.

Pr Josias pereira de assis disse...

Concordo plenamente com o amigo, pois estão fazendo com o evangelho o que se fazem com mercadorias que deveriam ser expostas em vitrines e são encontradas em feiras em bancas de camelô, o evangelho não é produto para qualquer prateleira, ate porque as pessoas que nao conhecem o evangelho pode pensar que tambem são, pelo fato de estarem no mesmo ambiente, onde esta a diferença, imagine um corpo de juizes julgando em um ambiente desqualificado para o oficio, quem levaria a sério as sentenças, seria facil qualquer defesa derrubar esta sentença, pois a lei define que o mesmo deve acontecer em lugar apropriado.

Pr Josias pereira de assis disse...

Não existem brexas nas cartas de Paulo, existe e ignorantes que não estudou hermeneutica, exegerse,e não tem sequer noçoes de grego e hebraico, mal sabe lê o portugues, é bom lembrar que a biblia foi escrita nas linguas grega e hebraica, portanto o que temos em mão é apenas traduções.

estilhaçospoeticos disse...

´´E assim caminha o movimento gospel`` O povo que glamour, riqueza e fama. Mas as motivações corretas se perderam no decorrer da caminhada. Só para reforçar o relato do Pastor. Aqui em BH em algumas denominações essas coisas são normais. Aqui no meu bairro tem uma que queria fechar as portas no sábado e fazer uma noite dançante com os jovens..

David de Deus disse...

A paz do Senhor, pastor Ciro. Este blog é uma bênção. Tenho aprendido muito, graças ao bom Deus.

Infelizmente vemos varias aberrações hoje em dia. como se pode pregar contra o pecado, andando de mãos dadas com coisas pecaminosas?

O Espírito Santo jamais precisará de muletas (ainda por cima profanas) para convencer!

Nerly Nunes disse...

A paz de Cristo, pastor Ciro! Muito boa essa explanação da Palavra de Deus a respeito do assunto. Ao final, o senhor fala que se fosse assim (valer de tudo na evangelização)até show erótico ou desfile no carnaval poderiam ser usados. Já tem ocorrido isso em alguns lugares. Mas isso já existe hoje...Shows erôticos, etc.Tem gente se fazendo de carnavalesco para "salvar" os carnavalescos. Eu excluir meu Facebook porque postei coisas em defesa Evangelho de Cristo e o povo ficou revoltado. Ainda tenho que conversar com lideranças por esses dias e falar-lhes muitas coisas. Eu também questionei o seguinte: se o negócio é se fazer de fraco para salvar os fracos, fazer-se de tudo para com todos afim de salvar alguns, então porque não ficam nus e preguem na praia de nudismo? Porque não fumam maconha para salvar os maconheiros? Porque não cheiram um pozinho ungido para salvar os usuários de crack? Porque não viram atores e vão fazer coisas nojentas nas novelas e filmes pornográficos para salvar aquelas pessoas? E então mexi na ferida de alguns,dizendo: Ninguém quer se fazer de pobre comendo arroz com feijão para salvar os pobres...Quero ver viverem como as pessoas mais pobres desse mundo (imagine a vida dos tais...)para salvá-los. Pastores e cantores ídolos não fariam isso...

valerianolima2 disse...

TUDO O QUE OS "VENDILHÕES" DO TEMPLO ALMEJAVAM,ELES CONSEGUIRAM: O SELO DE QUALIDADE REDE GLOBO !!!