domingo, 5 de fevereiro de 2012

A banalização dos dons espirituais


— Este ano de 2011 não está sendo bom para ti. Mas, em 2012, tudo melhorará em tua vida! — disse um “profeta” a um novo convertido.
— Como assim? Jesus me salvou neste ano! — retrucou o cristão novel.
— Homem, não duvide! Eis que a bênção reservada para ti é maior que a salvação! — concluiu o pseudoprofeta.

O diálogo acima ilustra como os dons espirituais, especialmente o de profecia, têm sido banalizados em nossos dias. Há algum tempo, certo “profeta” foi desmascarado quando fazia revelações fraudulentas. Ao ser convidado para ministrar em uma igreja, o ludibriador memorizou informações dos membros da igreja, constantes do site de relacionamentos Orkut, a fim de usá-las durante a “pregação”. A farsa foi descoberta porque ele, além de se atrapalhar, citou os nomes dos irmãos de modo abreviado! Avisado de que citara errado o nome de uma irmã, ele respondeu: “Eu li assim”.


Grosso modo, os dons de Deus são capacidades, dotações sobrenaturais, com o propósito principal de edificar a igreja (1 Co 14.3,4,5,12,26; Ef 4.11-13). Através deles, o Senhor nos revela poder e sabedoria. Eles se manifestam de modo esporádico (1 Co 12.6-11) ou como ministérios (1 Co 12.28). Estes são residentes, permanecem nos salvos e dependem, evidentemente, da chamada soberana de Deus (Mc 3.13). Já os esporádicos estão à disposição de todo crente fiel, batizado com o Espírito (At 2.39; Rm 11.29). Cada servo do Senhor pode ser usado com o dom de profecia, mas nem todos podem ser pastores, visto que o pastorado não é uma manifestação momentânea, e sim um dom ministerial outorgado soberanamente por Jesus Cristo (Ef 4.11; Hb 5.4).


Se todos os dons são dados à igreja para o que for útil (1 Co 12.7; 14.28), por que ocorre a banalização dos dons espirituais? Por falta de conhecimento das doutrinas paracletológicas e, principalmente, por ausência de genuína comunhão com o Espírito Santo. É imprescindível o casamento entre os dons espirituais e o fruto do Espírito, para que o culto a Deus seja equilibrado, sem modismos e aberrações pseudopentecostais. O amadurecimento do fruto ocorre gradativamente, de acordo com a disposição do coração do salvo. Trata-se de um aperfeiçoamento espiritual (2 Tm 3.16,17; Ef 4.11-15).


Os dons espirituais são perfeitos. Mas muitas pessoas, por falta de verdadeira comunhão com o Espírito Santo, fazem mau uso deles. Como os perfeitos dons do Espírito edificarão a igreja se não houver mudança interior em cada salvo? Se dermos ênfase apenas aos dons, em detrimento do fruto do Espírito, males ocorrerão na igreja, como: dissensão, carnalidade, egoísmo, desordem, indecência e mau uso dos dons espirituais. Não é isso que temos visto? A banalização é tão grande que há pseudoprofetas trocando mensagens em línguas estranhas nas redes sociais, como Twitter, Facebook e Orkut! E isso é um prato cheio para os escarnecedores de plantão.


Fruto do Espírito designa a ação do Espírito Santo na vida do crente, a partir do primeiro momento de sua conversão (Ef 1.13,14), a fim de moldar o seu caráter (Gl 5.22; Ef 5.9; Cl 3; 1 Pe 5.5; 2 Pe 1.5-9). Em 1 Coríntios 14.32, vemos que os espíritos dos profetas devem estar sujeitos aos próprios profetas. Ou seja, o crente controlado pelo Espírito tem equilíbrio, domínio próprio e discernimento. Ao amadurecer dentro de nós, o aludido fruto nos impede de abraçar aberrações como “cair no Espírito”, “unção do riso”, “unção do leão”, “unção da lagartixa”, “unção dos quatro seres”, “unção da loucura”, “unção dos doze cântaros” (invencionice pela qual se derrama doze jarras de óleo sobre a cabeça de alguém), etc.


O que diz 1 Coríntios 14 a respeito dos dons espirituais?


Na igreja de Corinto, boa parte dos crentes não priorizava o fruto do Espírito (1 Co 3.1-3). Havia ali membros controlados pelo Espírito Santo (1 Co 1.4-9), mas muitos eram carnais (1 Co 13.1). O que Paulo escreveu àquela igreja, em 1 Coríntios 14, visava ao combate da banalização dos dons espirituais. Consideremos sete princípios contidos na aludida passagem neotestamentária.


Primeiro. O propósito principal da manifestação do Espírito em um culto coletivo a Deus é a edificação do seu povo (vv.4,5,12). Risos intermináveis e supostas quedas de poder edificam em quê?


Segundo. A faculdade do intelecto não pode ser desprezada no culto em que o Espírito Santo age (vv.15,20). Ninguém genuinamente usado pelo Espírito deixa de raciocinar normalmente, em um culto coletivo a Deus.


Terceiro. Um culto a Deus não deve levar os incrédulos a pensarem que os crentes estão loucos (v.23). O que pensam os não-crentes que assistem a certos vídeos disponíveis no site YouTube, nos quais vemos pessoas caindo ao chão, rindo sem parar, rosnando, latindo, mugindo, uivando, rugindo, rolando umas sobre as outras ou derramando grande quantidade de óleo sobre as suas cabeças?


Quarto. O culto coletivo deve ter ordem e decência; tudo deve ocorrer a seu tempo: louvor, exposição da Palavra, manifestação do Espírito (vv.26-28,40). Um culto que não tem ordem e decência é dirigido pelo Espírito?


Quinto. No culto genuinamente pentecostal deve haver julgamento, discernimento, a fim de se evitar falsificações (v.29; Jo 7.24; 1Co 2.15 e 1Jo 4.1).


Sexto. Haja vista o espírito do profeta estar sujeito ao próprio profeta, é inadmissível que aconteçam manifestações consideradas do Espírito Santo em que pessoas fiquem fora de si (v.32).


Sétimo. Se alguém cuida ser profeta ou espiritual, deve reconhecer os mandamentos do Senhor (v.37). Você está disposto a submeter-se aos mandamentos do Senhor? Ou é um daqueles que dizem: “Não podemos pôr Deus em uma caixinha”? Ora, não é a Bíblia a nossa fonte principal de autoridade? Ou perderam as Escrituras o primado? Não é mais a Palavra do Senhor a nossa regra de fé, de prática e de viver?


Que em 2012 valorizemos ainda mais a nossa gloriosa salvação e as bênçãos que a acompanham (Hb 6.9). E não nos enganemos. O verdadeiro avivamento só ocorre quando há submissão à Palavra de Deus e ao Deus da Palavra, além de comunhão com o Espírito Santo, que age em perfeita harmonia com as Escrituras.


Ciro Sanches Zibordi

Artigo publicado no jornal Mensageiro da Paz de dezembro de 2011

74 comentários:

claudiopimenta disse...

o pior e que quando vamos alertar a igreja ou alguns irmaos sobre isso muitos nos tacham de frios

Blog do Josivan disse...

A paz de Cristo ao Pr Ciro e famiares.
Exelente artigo,diante do artigo vemos que temos que remar contra a maré.
Pois a nossa realidade e bem diferente da referida acima,ordem e decencia,edificação,Espirito sujeito ao profeta e tudo para a gloria de Deus,temos que clamar pelo GENUINO AVIVAMENTO na igreja.


SIM AO AVIVAMENTO.
NÃO AOS AVIVALISTA.
DEUS NÃO TARDA,LOGO ESSE DIA CHEGARÁ!

Jesus te ama! disse...

parabéns pelo artigo!

Luis Alberto S Silva disse...

Paz do Senhor,

Artigos como esse deveriam ser lidos nas igrejas, para conhecimento de todos.

Parabéns Pr. Ciro

Edinei Siqueira disse...

Um certo dia um pseudoprofeta olhou para mim e disse: "Varão, O Senhor está te dizendo para contar dezessete dias"

Irmãos, naquela época eu ainda não tinha o discernimento que tenho hoje, para saber que aquilo nada mais era do que mais uma profetada destes meninos na fé que andam por aí mentindo em nome do "Senhor".
Pois bem, contei os dezessete dias ansioso para saber o que iria acontecer (se coisa boa ou má). Enfim, chegou o décimo sétimo dia e nada aconteceu.
Só depois que vim perceber que era dia 13 quando recebí a profetada. Moral da história: 13 + 17= 30, pois estes "profetinhas" gostam de obviedade.

Tenho um pé atrás com aqueles meninos na fé que chegam me chamando de varão, ou usam jargões como: terra de mistério, olha o manto, olha o varão trazendo o rolo,e outras meninices.

Pb. Edinei

Matheus Carrel disse...

Oi pastor Ciro tudo bem?
Você disse que não existem apenas 9 frutos do Espirito e sim mais, e quem diz ter 9 usa Galátas 5:22 como base.Você diz há várias outras passagens que tratam dessa doutrina paracletológica, como Efésios 5.9; Colossenses 3; 1 Pedro 5.5; 2 Pedro 1.5-9, etc.
Você poderia me dizer quais são os outros frutos do Espirito além dos 9, fazendo o favor, pois pelo que li e pesquisei dessas passagens que você citou elas não falam de novos frutos do Espirito.

*** O texto de Ef 5.9 - O apostolo Paulo está falando a respeito de moral, perceba. Esse parentese descreve o tipo de fruto produzido por aqueles que andam na luz. O fruto do Espirito consiste em toda bondade, e justiça e verdade. Bondade nesse contexto é um termo que inclui toda a excelência moral. Justiça é integridade em todas as relações com Deus e com os homens. Verdade é honestidade, equidade e realidade. Unindo esses três termos, temos uma vida cheia de Cristo, brilhando qual luz em meio às trevas sombrias.
Se você ler o capitulo por inteiro notará que ele está falando sobre trevas e luz, e não apenas de fruto do espirito
.
*** Colossenses 3- O livro aborda simplesmente dos vs 1 - 17 A vida do novo crente: despir-se do velho e revestir-se do novo e os vs 18 - 4.1 A conduta apropriada para os membros da família cristã.
.
*** l Pedro 5.5- O autor fala sobre Os mais jovens na idade ou na fé devem ser submissos aos mais velhos. A expressão 'mais velhos' também pode ser traduzida como presbíteros.
.
***2 Pedro 1.5-9 - neste capitulo dos vs 3-21 o autor, está nos ensinando que temos um chamado para desenvolver um caráter cristão firme.Portanto, nãosão novos frutos do Espirito,mas são os mesmos que Paulo descreve em Galatas, colocados de uma outra maneira. Devemos lembrar que todas as cartas de paulo foram escritas bem antes dos outros apostolos.
.
Caso eu esteja errado, me corrija por favor,pois eu gosto muito de aprender, e me diga quais são os nomes dos outros frutos do Espirito além dos 9, e porque essas passagens falam de novos dons além dos expostos em Galatas.
.
Muito Obrigado.
Fique com Deus
T+++

Alex disse...

Paz do Senhor Pr Ciro, muitas vezes ja chorei por amor ao evangelho o verdadeiro evangelho. Mais continuarei a defender o evangelho genuino, pois na palavra de Deus em Mateus cap 5 vers 9 ao 13 me conforta. um forte abraço de um servo do REI

Ciro Sanches Zibordi disse...

Matheus Carrel,

Perceba? Já percebi. Risos.

O fruto do Espírito (no singular), e não "os frutos do Espírito", designa a ação do Espírito dentro de nós. Não se trata de uma relação de virtudes. Por isso, todas as passagens que eu citei se referem a essa ação do Espírito, que resulta em amor, paz, justiça, verdade, bondade, domínio próprio, etc.

Que Deus o abençoe.

CSZ

Matheus Carrel disse...

Eu concordo com você nesse assunto, já que o fruto do Espirito designa a ação do Espirito dentro de nós, creio que ´´fraternidade´´ e ´´piedade´´ que estão descritos em 2 Pedro 1:5-7 são também frutos do Espirito.
Existem mais alguns além desses ?
.
Agora quanto aos dons espirituais,resultado na vida do cristão após ser batizado no Espirito Santo não consegui achar outros nomes além daqueles 9 listados em 1 Co 12:8-10.
Quais outros nomes de algum dom além desses ?
.
Quanto aos dons ministeriais existem apenas 5 de acordo com Efésios 4:11 e 1 Co 12:27-30. Embora essas duas listas parecem diferentes elas são iguais, já que o ´´evangelista´´ descrito em Efésios é o mesmo que o ´´dom de curar e operação de milagres´´ descrito em 1 Co 12. O ´´governo´´ é o mesmo que ´´pastores´´. Portanto, essas listas estão apenas ditas de maneira diferentes.
.
Obrigado !!!
Fique com Deus
T++

Romilce disse...

Li no Mensageiro da Paz.Maravilhoso!

Há canções e pregações que dizem: ''o melhor de Deus ainda está por vir''!

Isso faz algum sentido?

Anônimo disse...

pastor ciro a paz do senhor
E lamentavel o que estar acontecendo no meio do povo de Deus,estao ate bricando com os dons.certa vez eu tetemunhei dois jovens falando em "LINGUAS"na maior anarquia,na hora ja fiquei criticando eles na minha mente,porque estava muitas pessoas na rua olhando eles,mas o pior foi quando passou uma irma da mesma igreja e eles falaram que ela era GOST¤¤¤.

(Jadiel jose,
Joaquim nabuco,
Pernambuco)

Anônimo disse...

A paz do Senhor pastor ciro!
Concordo com seu ponto de vista, haja vista ter dom espiritual, não é sinônimo de espiritualidade! A igreja de corinto possuia todos os dons, todavia era uma igreja carnal pelo fato de haver contendas e até pecados que nem entre os gentios havia. Ser espiritual é viver de fato na essência da palavra de Deus, somente assim se poderá usar os dons da maneira que convém usa-los. A palavra de Deus dá a orientação adequada; o povo erra, profana e escandaliza por faltar o conhecimento e o conhecimento de Deus e de sua obra esta pautado nas escrituras, pois Deus se revela pela sua palavra!
Gostaria de parafrasear ainda que, quando alguém profana ou banaliza aquilo que é de Deus, este está fazendo as coisas santas tornarem comuns.
Vamos ser espirituais, pois as coisas espirituais são discernidas espiritualmente; a profecia por exemplo, serve para edificar, exortar e consolar e não é proferida por vontade de homem algum, pois os homens santos falaram ispirados pelo Espírito de Deus. Logo, passar disto é perigoso, pois a igreja tem um Dono. Meus irmãos, busquem os dons, porém peçam sabedoria para usá-los Tg. 1 e 5,15-19. E façam de boa mente e com amor, se não será tudo em vão, manejando BEM a palavra e com legitimidade, ordem e descência, para crescimento do reino de Deus e para glória do nome do Senhor... um abraço em Cristo pastor Ciro e para todos leitores. Att Thiago A. Boudny de cnp mt.
P.S.: Aproveito o assunto para pedir uma confirmação: O celeiro espiritual é o céu(celeiro maior) e nós o templo do Espirito(celeiro menor)?

Maely Mendes disse...

Pastor, em um certo congresso um pregador em sua pregação disse a igreja: Vou dá 3 minutos para vocês só falarem em línguas estranhas...
3 minutos de línguas...(nem o pregador mesmo falou os três minutinhos)
Pra mim, isto não eh normal. O que o senhor diz a respeito?

Tadeu de Araújo disse...

Pastor Ciro, graça e paz!
Não temos dúvidas de que o assunto sobre os dons espirituais é um dos que mais divide pentecostais e tradicionais.
Acreditamos sem reservas na evidência dos mesmos em nossos dias.
Sem querermos polemizar a respeito do tema, até porque, sem falsa modéstia, reconhecemos que somos muito limitado se levarmos em consideração os estudiosos. No entanto, cremos que o que leva os distintos irmãos tradicionais não acreditarem mais que eles continuam como no passado, é a interpretação fora do contexto de 1 Coríntios 13.10.Segundo eles, cessaram no primeiro século da era cristã.
Ora, com todo o respeito que temos com aqueles que não mais acreditam que Deus continua mantendo o que está em 1 Coríntios 12.8-10, destarte, tem sido público e notório a sua manifestação na Igreja de Cristo.
Preocupa-nos, todavia, a irresponsabilidade de muitos que, por saberem que O Altíssimo os presenteou com a dádiva celestial,veem-se superiores aos demais.
Quem assim procede, precisa, urgentíssimo, meditar em Tiago 1.5;
Gálatas 6.3; 1 Coríntios 8.2.
Em Cristo,
Tadeu de Araújo

maia disse...

Paz pastor Ciro,concordo sim com todos os seus argumentos mais refente ao sexto da sua lista onde fala sobre o espirito dos profetas esta sujeito ao profeta descordo.A referencia neste versículo não é ao Espirito Santo e sim ao espirito humano esta pluralizado e suas iniciais são com letra minuscula.

Paulo quando fala pastor que espirito esta sujeito ao profeta ele fala de algo subalterno menor dominado pelo homem na minha visão ele fala que homem quando fala pelo seu próprio espirito fala o que ele quer. mais quando fala pelo Espirito de Deus fala o que Deus quer.

PASTOR CONVÉM COMIGO SE NOS DISSERMOS QUE o Espirito Santo precisa ser controlado pelo profeta para usar o profeta estamos dizendo que Espirito santo não tem sabedoria ele precisa ser dominado pelo homem.neste caso então homem tem mais sabedoria que Espirito Santo.
gostaria de lembrar senhor pastor que em atos dois quando foram todos cheios do Espirito Santo falaram outras linguás o povo em volta acharam que eles estavam bêbados isto lembra que alguma coisa diferente estava acontecendo com os quase 120 que ali estavam.este argumento mostra que eles estavam fora do normal.

claro pastor que não sou favorável ao descontrole e a exageros sei também que a muita brincadeira acontecendo com coisa seria agora pastor se dissermos que espirito santo precisa ser controla estamos dizendo que mesmo não tem sabedoria para usar o homem.
paz este e meu ponto de vista.

jorge melo disse...

Foi bom ter relido novamente este artigo do Pr.Ciro, que tb foi publicado pelo mesmo, no jornal Mensageiro da Paz de dezembro/2011, sempre a venda nas livrarias da CPAD -Casa Publicadora das Ass. de DEUS.

EM CRISTO,

Felipe(soldado de cristo) disse...

Sou presbiteriano, continualista( creio que ainda existem os dons), olha estou surpreso com o texto que o senhor escreveu... Gostei muito do texto, e concordo com ele...

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Claudio Pimenta,

Continue ensinando o povo de Deus. Vá nessa sua força, meu amigo.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Josivan,

É verdade, amado. Temos de remar contra a maré, nadar contra a correnteza.

Um abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Luís Alberto,

Boa sugestão. Se o irmão quiser divulgar o artigo, fique à vontade.

A paz do Senhor.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Romilce,

O "melhor de Deus ainda está por vir" no sentido de que "os sofrimentos do tempo presente não são para comparar com a glória por vir a ser revelada em nós" (Rm 8.18). Não se trata de prosperidade material.

Em Cristo,

CSZ

Antonio Batalha disse...

É bom encontrar postagens que se possa ler e meditar, é bom encontrar irmãos que se esforçam para se manterem íntegros, que se afastam do pecado, e o desmascaram. É bom encontrar irmãos que amam mais a Jesus do que aposição que ocupam. É bom encontrar irmãos que se alegram na verdade e falam dela como uma forma de vida, Isto alegra o coração de Deus, e traz verdadeira recompensa. A pessoas assim deixo um abraço em Cristo Jesus, e que a paz e a graça de Jesus sature o seu coração.

Edinei Siqueira disse...

que confusão você fez em Maia! Você disse que discordava do Ciro (no sexto ponto) sobre "os espíritos dos profetas", mas no entanto falou coisa com coisa e não explicou nada diferente do que o ciro já havia explicado. Por favor procure ser mais claro.
Pois o Pr. Ciro não disse que o Espírito Santo está sujeito ao profeta como você insinuou.

Pb. Edinei

Moyses Godoi disse...

E já reparou que todos esses pseudo-profetas sempre chegam dizendo que devemos dar liberdade ao Espírito Santo? O Espírito Santo vive hoje na mais absoluta "Liberdade Assistida", ou seja está livre, desde que respeite uma série de regras determinadas por homens inchados em sua compreensão carnal, logo entende-se que não é o Espírito Santo quem vem agindo através desses homens...
Até fiz cerca de um ano atrás um post sobre isso, e gostaria muito de sua opinião, pois creio como cito no post que a própria Instituição, no caso as Assembleias de Deus tem colocado o Espírito Santo em liberdade assistida devido a sua forma de trabalhar, e eu hoj penso se não estaria confundindo agumas coisas com uma tabela periódica a ser seguida pelos crentes, queria muito sua opinião...

http://evangelhotransparente.blogspot.com/2009/07/liberdade-ao-espirito-santo-assistida.html

Matheus Carrel disse...

De acordo com 2 Pe 1:5-7 ´´fraternidade´´ e ´´piedade´´ são também frutos do Espirito.
Existem mais alguns além desses ? ´´Compaixão´´, ´´misericórdia´´,´´lealdade´´, ´´honestidade´´ também são frutos do Espirito santo?
.
Agora quanto aos dons espirituais,resultado na vida do cristão após ser batizado no Espirito Santo não consegui achar outros nomes além daqueles 9 listados em 1 Co 12:8-10.
Quais outros nomes de algum dom além desses ?
.
Quanto aos dons ministeriais existem apenas 5 (apóstolos, profetas,evangelistas,pastores e mestres) de acordo com Efésios 4:11 e 1 Co 12:27-30. Embora essas duas listas parecem diferentes elas são iguais, já que o ´´evangelista´´ descrito em Efésios é o mesmo que o ´´dom de curar e operação de milagres´´ descrito em 1 Co 12. O ´´governo´´ é o mesmo que ´´pastores´´. Portanto, essas listas estão apenas ditas de maneira diferentes.
Existe mais algum dom ministerial além desses 5 ?
.
Obrigado !!!
Fique com Deus
T++

Renato S. disse...

Eu escutei esses dias mesmo: " não vamos por Deus em uma caixinha. Ele é soberano. Faz como quer."
- Quase enfartei! Não aguento mais isso.

Muito Cansado e Sobrecarregado,

Renato S.

Adeilton Dutra disse...

Sou presbiteriano cessacionista(creio que os dons extra-ordinarios cessaram)extra-ordinarios são os dons de; apóstolos e profetas(nesse sentido o senhor também é um cessacionista),esses dons cessaram na era apostolica(100 A.D)quando o último livro foi escrito pelo apóstolo João na ilha de Patmos,o cânon foi encerrado.

Quando o senhor diz que:"qualquer servo do Senhor pode ser usado com o dom de profecia".Creio que com esta frase a porta está aberta para "novas revelações"daí fica difícil saber quando é que o SENHOR está falando.

No mais concordo com quase tudo.

Um abraço.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Adeilton,

O ministério de apóstolo (o ministério, e não o título) perdurará "até que" (Ef 4.11-13).

O dom de profecia está à disposição de todos, pois a Palavra de Deus incentiva a todos a buscá-lo (1 Co 14.1ss).

Novas revelações existem, mas não revelações superiores à Palavra. Por exemplo, Deus revelou a David Wilkerson que o World Trade Center seria destruído. Trata-se de uma revelação não contida nas Escrituras, mas que se deu pela sobrenaturalidade do Espírito.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Matheus,

Esqueça listas de dons ou de virtudes. Priorize as ministrações do Espírito Santo em nós, as quais resultam em DIVERSIDADE de dons, ministérios, operações, atitudes, palavras, etc.

A melhor definição do fruto do Espírito não é que a quantifica, apresentando uma lista limitada.

Em Cristo,

CSZ

Matheus Carrel disse...

Esquecer ??? srsrssrs ( Risos ) ...
Agora que eu fiquei curioso com essa lista pois sempre tive esse conceito dos dois grupos de 9 e um de 5.
Você poderia responder ao meu recado anterior só para matar a minha curiosidade, por favor.
.
Fique com Deus !!!
T++

Adeilton Dutra disse...

Pr.Ciro,o senhor diz:

"Novas revelações existem, mas não revelações superiores à Palavra."

É difícil entender isso,porque se Deus fala hoje, qual a difença do novo testamento?-continuando-

"Por exemplo, Deus revelou a David Wilkerson que o World Trade Center seria destruído. Trata-se de uma revelação não contida nas Escrituras, mas que se deu pela sobrenaturalidade do Espírito."-

Qual o motivo de Deus ter revelado isso a David Wilkerson?

O apóstolo Paulo disse que os crentes andam por fé,e não por vísta.

As revelações bíblicas sempre esteve relacionado ao propósito historico-redentor do povo de Deus.As épocas de revelações bíblicas foram no tempo de Moisés no monte sinai,depois com os profetas,depois no Novo Testamento,expecificamente o Senhor Jesus,Ele foi o ultimo profeta de Deus(Hb 1.1-3)

Os apóstolos receberam poder e autoridade do Senhor Jesus(2Co 12.12)note nesses textos, que eram os apostolos que podiam fazer milagres e não todo o povo(At 2.43;5.12)

Com respeito.Um abraço.

Renato Paúra disse...

Excelente comentário pastor Ciro.

Gostaria de ressaltar também que existe um ensinamento nas igrejas chamadas pentecostais que eu não concordo. É dizer que somente é batizado com o Espírito Santo quem fala línguas estranhas. Tudo porque na igreja primitiva esse dom foi o primeiro a ser manifestado como sinal do batismo com o Espírito Santo.

Porém, a Bíblia nos mostra em 1Co 12, 14 que o dom de línguas é apenas um em vários dons que foram outorgados pelo Espírito Santo (1Co 12.4-11). O interessante é que quando Paulo acaba de fazer a rlação dos dons espirituais ele diz: “Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito” (1Co 12.13); o que significa que a evidência do batismo com Espírito Santo não é somente o falar em línguas, mas a qualquer outro dom espiritual que é manifestado.

O que muitos de nós não temos percebidos é que a igreja de hoje é muito parecida com a de Corinto. Mas eu gostaria de fazer cinco considerações a respeito de pessoas que acham que o dom de língua é o único meio de identificar que a pessoa é batizada com Espírito Santo:
1 - A única igreja à qual Paulo diz: “irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo” (1Co 3.1) é aquela que estava fazendo muito alarde dessas manifestações mais efusivas – o que indica que a falar em línguas pode estar associada a uma condição espiritual fraca!
2 - Em cada uma das três listas de dons (1Co 12.9-10, 27-28, 29-30), Paulo coloca o falar em línguas no fim, embora a ordem dos demais varie – o que salienta sua menor importância entre os dons.
3 – 1Co 12.8-10 diz: “Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro... a palavra da ciência; e a outro... a fé; e a outro... os dons de curar; e a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas” – o que juntamente com o versículo 30, mostra que as “línguas” não são concedidos a todos.
4 - Na passagem onde Paulo trata especialmente com o falar em línguas (1Co 14.1-28) é notável que cada menção compara-o desfavoravelmente com a “profecia” (i.é., falar na própria língua para edificação) ou acrescente uma palavra de precaução!
5 - Para os que desejam falar em línguas ele diz: “Irmãos, não sejais meninos...” (1Co 14.20). Mesmo quando concorda tratar-se de um “sinal” para os incrédulos (v.22) adverte de sua incapacidade (v.21). Verso após verso ele mostra que o dom é de pouco benefício na igreja (1Co 14.2,4-6, 9,16,22,23,28). O que não significa que não se deve proibir de falar em línguas (14.39).

Anônimo disse...

Pastor Ciro, ao ler sua resposta ao irmão Adeildo, lembrei-me do que Paulo escreveu: "todos podereis profetizar". Só que eu percebo uma má interpretação deste verso, porque em um tempo atráz, alguém insinuava mais ou menos assim: " todos podem sair daqui profetizando, porque a palavra diz que todos podem profetizar."
Agora, veja meu ponto de vista pastor. Eu entendo que, "todos podereis profetizar" está relacionado ao ser que, independente de posição ou condição social, buscando a Deus pode receber o dom da profecia, contrário de que qualquer um poderá sair profetizando por vontade própria, baseando-se no "podereis" contando este verbo ser uma uma autorização e não uma condição digamos. O que o senhor pensa acerca, descorda ou o meu ponto de vista está correto? aguardo resposta...
Att Thiago A. Boudny de campo n do parecis MT

maia disse...

PB Ednei.
o pastor Ciro esta usando 1co.14,32
como base no sexto tópico de seu comentário.
para dizer que Espirito Santo pode ser controlado pelo profeta.

lá esta escrito assim [E o espirito dos profetas esta sujeito aos profetas]

vou te dar 4 razões porque não concordo com ele neste tópico.

primeiro;o que eu disse e que versículo espirito dos profetas esta sujeito aos profetas não diz respeito ao Espirito Santo e sim ao espirito do homem meu querido o versículo esta no plural [espíritos dos profetas] o Espirito Santo sempre se escreve na bíblia no singular.

segundo:a palavra espirito dos profetas esta começando com letra minuscula e o Espirito Santo na bíblia por ser nome próprio sempre se escreve com letra maiúscula leia 1 co.14;32

terceiro,o pastor Ciro disse que espirito esta sujeito ao profeta, eu estou dizendo que versículo que ele usou no sexto ponto de seu comentário não faz referencia ao Espirito Santo.por estas razões.

quarto,também disse que se dissermos que Espirito Santo precisa ser controlado pelo homem na sua ação então ele tem menas sabedoria que homem a ponto de precisar ser controlado pelo próprio homem.
entendeu agora amado...

eu acho que não sou eu que fiz confusão e o irmão que parece não saber bem ler o que esta escrito ou tem dificuldades para entender as coisas. Eu gostaria que pastor me respondesse certo amado fiz pergunta pra ele.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Adeilton,

Há inspiração e inspiração. Há revelação e revelação. A inspiração da Bíblia cessou. Mas Deus ainda inspira, não para que alguém escreva ou componha algo superior à Palavra. Da mesma forma, Deus revela. A Bíblia diz que no culto deve haver salmos, doutrina, revelação, etc. (1 Co 14.26).

Medite sobre isso.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Maia,

"Os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas" alude a culto a racional, a domínio próprio, a equilíbrio, a sabedoria, etc. E o crente só pode ter o equilíbrio, a sabedoria, etc. necessários, se estiver cheio do Espírito Santo. Ponto final.

Em outras palavras, é o crente dominado pelo Espírito que sabe qual é o momento certo de falar, de ficar calado, etc.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Thiago,

Leia todo o capítulo 14 de 1 Coríntios. A Palavra de Deus assevera claramente que todos os salvos deve procurar com zelo os melhores dons, principalmente o de profetizar. Ou seja, todos podem buscar isso. Se todos podem buscar esse dom, é porque ele está à disposição de todos, desde que estejam aptos para recebê-lo.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Renato Paúra,

É claro que as línguas não são o único sinal do revestimento de poder (Lc 24.49). Outra evidência é a motivação para a pregação do Evangelho (At 1.8). Eu jamais disse que elas são a única evidência. Mas o verdadeiro revestimento de poder, identificado como batismo com o Espírito, sempre é acompanhado das línguas estranhas (estranhas a quem as pronuncia).

Quanto aos seus itens, comento o seguinte:

1 - O fato de a igreja de Corinto ter todos os dons do Espírito (repito: do Espírito) não denota que ela era fraca. O que denota que uma igreja é fraca é sua falta de espiritualidade. Os dons são dados às igrejas, mas não podemos nos esquecer da comunhão com o Espírito. Alguém pode ter recebido dons e ser carnal.

2 - Paulo não priorizou as línguas, mas ele deixou claro que elas NÃO DEVEM SER PROIBIDAS (1 Co 14). Elas são importantes.

3 – As línguas como "variedade de línguas" não são concedidas a todos. Mas o batismo com o Espírito Santo, com a evidência de falar em línguas, está à disposição de todos.

4 - Paulo jamais reprovou as línguas. Ele reprovou o mau uso desse dom.

5 - Paulo diz que é menino aquele que faz mau uso do dom, e não quem sabe usá-lo com equilíbrio. O dom de línguas pode não ser o mais prioritário, mas sendo um dom do Espírito, é NECESSÁRIO para a edificação da igreja. As línguas não são de pouco benefício, pois provêm do Espírito. E Ele não daria algo à igreja que pode ser descartado ou substituído. As línguas são uma bênção para a igreja de hoje, mas as línguas genuínas, sobrenaturais.

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

Pastor, este artigo está sendo bastande comentado e parece que há um certo tipo de especulação por parte de alguns. O irmão Matheus está curioso por uma lista, eu penso porém, mas não tenho nada contra a quem quer fazê-la, que é uma especulação sem resultado ou definição exata, visto que somente por ler "dons de cura", percebemos uma pluralidade sem numereologia definida. Logo, se eu não posso saber quantos dons de cura há, como saberei a quantia exata?
Pelo menos dá para classificar os dons, penso que posso defini-los em: ministeriais, de poder e de saber! Será se o irmão quer uma lista com uma numereologia "completa?"
Att Thiago de CNP MT

Renato Paúra disse...

Tenho observado que algumas pessoas não estão entendo o que diz 1Co 14.32. Parece que estão sugerindo que o Espírito Santo está sujeito ao profeta.

A Bíblia não diz “o Espírito está sujeito ao profeta”, como se o Espírito Santo fosse sujeito ao homem. A Bíblia diz: “E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas” (1Co 14.32). Observe que a palavra “espíritos”, além de estar com a inicial minúscula também está no plural; haja visto que o Espírito Santo é um, a palavra ESPÍRITOS não poderia estar no plural.

Esse versículo fala do espírito do homem, pois nós somos corpo, alma e espírito.

Nilson Magalhães disse...

"A faculdade do intelecto não pode ser desprezada no culto em que o Espírito Santo age".

QUE POSTAGEM ABENÇOADA.

VAMOS ESTAR DENTRO DO CONTEXTO DE ROMANOS 12. 1,2 E PRATICARMOS TIAGO 1. 22,23 PENSANDO SEMPRE EM FILIPENSE 4. 7-9.

Nilson Magalhães - Goiânia-GO.
http://dcnilson.blogspot.com/

Renato Paúra disse...

Me perdoe pastor Ciro, mas eu jamais disse que foi o senhor quem disse que o dom de línguas é a única evidência do batismo com Espírito Santo. Eu disse que existe um ensino nas igrejas chamadas pentecostais, ao qual eu faço parte. Quando eu disse que gostaria de ressaltar, eu disse que gostaria de enriquecer o seu comentário.

Infelizmente, quem não tem o dom de línguas, muitas das vezes é visto como quem não tem o Espírito Santo. Quer ver um exemplo? Quando se ingressa numa igreja pentecostal, ao preencher a ficha de ingresso sempre tem aquela pergunta: “você é batizado com Espírito Santo?”. E nós sabemos que essa pergunta, na verdade significa: “você fala em línguas estranhas?”. Porém, quando um irmão for ingressar em uma igreja, se ele não tem o dom de língua, mas tem o dom de cura, o dom da palavra da sabedoria ou outro dom que não seja o de línguas, esse irmão não é batizado com Espírito Santo?

Eu não disse que a igreja de Corinto era fraca; eu disse que a igreja de Corinto por fazer muito alarde do dom de língua era a que ouviu de Paulo palavras de repreensão por não poder falar como a espirituais por eles serem carnais, meninos na fé. E que fazer muito alarde desse dom PODE estar associado a uma condição fraca. E não é isso que vemos hoje?

O que o senhor disse no seu item 2 e 4, eu disse no final do meu item 5.

Quando eu disse que as línguas são de pouco benefício, eu disse com relação aos outros dons; não com a intenção de menosprezo.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Renato,

Todos os salvos têm o Espírito Santo. Todos os salvos são batizados pelo Espírito no Corpo de Cristo. Mas o "batismo com o Espírito Santo" é um revestimento de poder para quem já é salvo. Lembre-se de que a manifestação do Espírito é multifacetada.

Revestimento é para quem já está vestido. A salvação é uma veste. O batismo com o Espírito é outra veste para ser posta por cima da veste de salvação. Daí revestimento de poder (Lc 24.49; At 1.8).

Não existe batismo com o Espírito Santo sem a evidência de falar em outras línguas. Em Atos 2, quando todos foram batizados com o Espírito, todos falaram em outras línguas conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.

Um abraço.

CSZ

Adeilton Dutra disse...

Pr.Ciro,

Me perdoe se eu entendi mal,mas o senhor disse que:


"A salvação é uma veste. O batismo com o Espírito é outra veste para ser posta por cima da veste de salvação. Daí revestimento de poder (Lc 24.49; At 1.8)."

Com isso entendo que o batismo com o Espírito é maior que a salvação,ou estou entendendo errado? se batismo no Espírito for maior que a salvação,então o senhor está colocando os dons acima da salvação.
Jesus disse que o Espírito glorifica o Filho(Jo 16.14)
Jesus também disse nos evangelhos que os discípulos se alegrassem,não porque por causa dos milagres,mas porque os seus nomes estão escritos nos céus,com isso entendo que a salvação é maior que os dons.Estou errado?


Com respeito,em Cristo.

Edinei Siqueira disse...

"Sexto. Haja vista o espírito do profeta estar sujeito ao próprio profeta, é inadmissível que aconteçam manifestações consideradas do Espírito Santo em que pessoas fiquem fora de si (v.32)."

Maia, leia de novo. Onde o Pr. Ciro está dizendo que o Espírito Santo está sujeito ao profeta?
Eu também compartilho de sua interpretação, inclusive já corrigi algumas pessoas que diziam que o Espírito Santo é sujeito ao profeta.
O texto é bem claro.
É o espírito humano (com "e" minúsculo)que é sujeito, pois os "profetas" podem se controlar.
Vejam os plurais:
- Os
- espíritos
- dos
-profetas
-estão
-sujeitos
- aos
-próprios
-profetas

O que eu estou questionando é isso: Onde você leu no artigo do Pr. Ciro que ele disse que espíritos dos profetas se trata do Espírito Santo?
Se o pr. Ciro tivesse dito o que você diz que ele disse, eu seria o primeiro a refutá-lo.
Entendeu agora?

Pb. Edinei

Renato Paúra disse...

Pastor Ciro, o senhor disse: “Todos os salvos têm o Espírito Santo. Todos os salvos são batizados pelo Espírito no Corpo de Cristo. Mas o "batismo com o Espírito Santo" é um revestimento de poder para quem já é salvo. Lembre-se de que a manifestação do Espírito é multifacetada.
Revestimento é para quem já está vestido. A salvação é uma veste. O batismo com o Espírito é outra veste para ser posta por cima da veste de salvação. Daí revestimento de poder”.

Bom, não me lembro de ter dito nada contra isso. Mas, tudo bem.

Quanto a Atos 2, não vejo ali como regra de identificação para o batismo com Espírito Santo. Aliás, Paulo foi batizado com Espírito Santo e não falou em línguas; antes teve uma visão (At 9.12). Quando Paulo esteve em Éfeso, impôs as mãos sobre doze irmãos e eles foram batizados com Espírito Santo. Porém, nem todos falaram em línguas; alguns profetizaram (At 19.6). E não devemos esquecer que Pedro, no seu discurso, citou o livro de Joel como cumprimento da profecia em Jl 2.28 que diz que ao derramar o Espírito Santo eles iriam profetizar, ter sonhos e ter visões. Falar em línguas não é a mesma coisa que profetizar, ter visões e sonhos.

Uma pergunta que eu faço. Se algum irmão tem o dom de operar maravilhas, o dom de curar, o dom de profetizar, mas não fala em línguas estranhas; esse irmão é ou não é batizado com Espírito Santo?

Matheus Carrel disse...

Oi Pastor Ciro tudo bem?
Estudei sobre o assunto e ainda achei meio complexo em relação a quantidade. Eu sei que você mandou não fazer uma lista e de acordo com a Bíblia em 1 Coríntios 12:4-5-6 há uma diversidade de dons, ministérios e operações. Quais são essas diversidades de dons, ministérios e operações ? Ao mesmo tempo que a Biblia fala que há diversidade de dons porque ela lista uma lista com 2 grupos de 9 e um de 5.
Segundo isso eu posso defender que o Espirito santo pode operar da maneira que ele quer, inclusive com essas manifestações estranhas como risos, mostradas na imagem acima de Hagin já que há diversidade de operações e ele opera como quer.
.
Concordo com você na questão dos frutos do Espirito ser muito mais do que nove listados em Galátas 5:22. Eles também são : caridade, alegria, brandura, fraternidade, piedade, etc...
.
Veja que há também os 7 dons motivacionais listados em Romanos 12:6-8
.
No entanto, não consegui achar nenhum dom espiritual resultado na vida do cristão após ser batizado no Espírito Santo, além dos 9 expostos em 1 Co 12:8-10. Quais outros dons que a Biblia mostra ou que você conhece além desses 9 ?
.
Quanto aos dons ministeriais sempre aprendi que existem apenas 5 que são apóstolos, profetas,evangelistas,pastores e mestres, de acordo com Efésios 4:11 e 1 Co 12:27-30. Os cargos ministeriais que alguns acupam como ´´ diáconos, presbiteros´´ não são dons ministeriais e sim função apenas administrativa.
.
Observação : Alguns alegam o cargo de ´´missionário´´, mas este não é listado em Efésios 4:11. O ministério do missionário está envolvido com o chamado do apóstolo.Se alguém é chamado para ser missionário na Africa, essa pessoa será um apostolo para aqueles africanos.
.
.
É um assunto muito interessante esse. Você poderia falar mais sobre isso na questão da quantidade, já que muitos aqui pelo que li tem dúvidas e se interessaram pelo assunto.

Muito obrigado !!!
Fique com Deus !!
T++

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Matheus,

A paz do Senhor.

O termo "diversidade" alude às inúmeras e soberanas ministrações do Espírito Santo. Mas observe: ministrações do Espírito. Infelizmente, há enganadores inventando "moveres" e atribuindo-os ao Espírito.

Segue-se que a afirmação de que "eu posso defender que o Espirito santo pode operar da maneira que ele quer, inclusive com essas manifestações estranhas como risos, mostradas na imagem acima de Hagin já que há diversidade de operações e ele opera como quer" (sic) é completamente errônea. É o Espírito Santo que age soberanamente de maneira multifacetada. E isso não quer dizer que tudo o que ocorre nas igrejas têm o aval dEle.

Em 1 Coríntios 12 não há apenas nove dons. Alguns dons ali, inclusive, estão no plural, como os dons de curar e o de discernir os espíritos. É preciso estudar esse assunto com diligência. Mas não se preocupe em quantificar os dons. Alguns são mencionados de modo direito; outros, de maneira indireta.

Quanto aos dons ministeriais, o assunto é vasto também. Existem os ministérios principais, mencionados em Efésios 4.11 e 1 Coríntios 12.28, mas há uma infinidade de outros ministérios outorgados por Deus à sua Igreja.

Não confunda apóstolo com missionário. Paulo era apóstolo e tinha vários missionários ao seu lado, os quais não eram apóstolos. O apostolado não engloba apenas itinerância; envolve liderança, influência, etc. É um ministério especial.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Renato Paúra,

O texto de Atos 2 não é o único que apresenta as línguas como uma evidência do batismo com o Espírito Santo, mas é o mais importante. O irmão, como estudioso, já deve ler lido todo o livro de Atos dos Apóstolos.

Quanto a Paulo, é preciso observar que a Bíblia é análoga. O texto de Atos 9 pode não dizer claramente que ele falou em outras línguas (embora assevere que ele foi cheio do Espírito, expressão que deve ser entendida à luz de Atos 2.1-4). Mas em 1 Coríntios 14 esse apóstolo menciona claramente que fala em línguas da parte do Espírito.

Em Atos 19.6 não está escrito que uns falaram línguas e outros profetizaram. Está escrito que "falavam línguas e profetizavam". Todos falaram línguas, e não apenas alguns.

Nenhum irmão tem ou detém o dom de operar maravilhas. Esse dom foi dado à Igreja, para sua edificação. Não se trata de um dom residente. Não é um ministério, como pastor, mestre, etc. Há dons ministeriais e dons que se manifestam esporadicamente. A operação de maravilhas é um dom que se manifesta assim. Na vida de alguns, reconheço, ele pode se manifestar com maior frequência. Mas isso não quer dizer que alguém o detenha com exclusividade.

Como já escrevi muito sobre esse assunto, neste blog, e não estou com muito tempo, peço-lhe que digite no campo "Pesquisar neste blog" o termo "dons espirituais". Há vários artigos pelos quais procuro responder às perguntas dos internautas.

Que Deus o abençoe.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Edinei Siqueira,

Refutar é um verbo forte. Geralmente se usa para quem é herege. O irmão já discordou de mim várias vezes e inclusive já mencionou isso em outros blogs. Penso que discordar é melhor e se aplica a pessoas que possuem divergências, mas partilham da mesma fé.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Adeilton Dutra,

O irmão está errado. Está supervalorizando a minha analogia. É claro que a maior bênção é a salvação. A nossa principal veste. Mas, para quem já é salvo, existem vários revestimentos, como a armadura de Deus (Ef 6.10-18), a humildade (1 Pe 5.5), o batismo com o Espírito Santo (Lc 24.49), etc.

Em Cristo,

CSZ

Thiago Felipe disse...

Só posso dar parabéns ao Senhor pelo excelente artigo. E digo mais, tens muita coragem pra escrever isso, tendo em vista que és da Assembléia de Deus.

Por que falo isso? (o senhor deve estar se perguntando). Porque sempre faço advertências com o mesmo teor bíblico que o senhor expôs a amigos pentecostais (muitas da Assembléia, da qual já fui membro) e sou tachado de "frio", "lingua travada" ou "soveteriano" (em alusão ao fato de ser presbiteriano).

Nessas horas, essas pessoas jogam a suficiência das Escrituras pra bem longe. É nesse ponto, que o pentecostalismo "peca" bastante no meu modo de ver, pq é difícil hoje encontrar uma igreja pentecostal que não banalize os dons espirituais e faça essa tremenda confusão ao qual todos conhecemos. Profetas dando profetadas, etc etc. E aí vem a questão dos que tem um pouco mais de entendimento e estar nesse fogo cruzado de confusão argumentando: "Ora, eles são crianças. Essas meninices devem ser desconsideradas." Enfim, é muito complicado.. Que Deus tenha misericórdia de nós, e que o Evangelho suficiente seja pregado.

Que Deus continue te abençoando e usando a instrumentalidade que Ele te confiou, sendo fiel as Escrituras e ensinando o que é correto.

O Senhor tem muita coragem d

Romilce disse...

Pastor Ciro , a paz do SENHOR!

Realmente a frase faz sentido à luz de textos como o de Romanos 8.18 e 1João 3.2.
Mas quase sempre a ouvimos no contexto de prosperidade material, o que soa bem estranho, pois me fazia lembrar do sacrifício consumado na cruz.

SECRETARIA DE MISSÃO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS DE UPANEMA disse...

paz pr. ciro indique o blog da secretaria missôes no seu maravilhoso blog, esse blog é um blog de missões e tem notícias do seu blog também, é da igreja Aseembéia de Deus em Upanema/Rn
o link do blog é esse:
www.portalmissionario.blogspot.com

Juliana disse...

Pobre dessas pessoas que estão banalizando os dons espirituais, pois em sua palavra o Senhor é claro em dizer que os pecados contra o seu Espírito Santo não seráo perdoados. Glória a Deus porque não estaremos aqui nos dias de tribulação para ver o que será dessas almas e por termos conhecimento do evangelho puro e verdadeiro de Deus!

ótimo artigo, parabéns!

Matheus Carrel disse...

Oi Pastor Ciro tudo bem?
A paz do Senhor !!!
Realmente alguns dons espirituais ali estão no plural como você disse. Os dons de curar operam através de várias maneiras como através da Palavra, de outro dom, de uma palavra de ordem, um olhar, mãos, etc... Eu só não concordo com a pratica de objetos ungidos que as igrejas fazem usando textos de Atos 19:11-12 como base.
Em que sentido o dom de discernimento de espíritos está no plural ?
.
Qto aos dons ministeriais, caso vc não queria responder por aqui, você poderia me passar algum site onde é explicado esses outros dons ministeriais outorgados por Deus a igreja além dos 5 ensinados em Efésios 4:11 e 1 Co 12:28.
.
O que vc me diz dos 7 dons de Romanos 12:6-8 ? Esses são dons motivacionais.
.
Esse é um assunto muito interessante, e que é pouco ensinado nas igrejas.
.
Quanto a questão do missionário ser um apostolo eu tinha aprendido essa na escola Rhema e no livro de Hagin ´´ eu creio em visões´´ ( pagina 128).
.
Obrigado !!!
Fique com Deus !!!
T++

Ivan Clayton disse...

Renato
Uma pergunta que eu faço. Se algum irmão tem o dom de operar maravilhas, o dom de curar, o dom de profetizar, mas não fala em línguas estranhas; esse irmão é ou não é batizado com Espírito Santo?


Não existe batismo com o Espírito Santo sem a evidência de falar em outras línguas. Em Atos 2, quando todos foram batizados com o Espírito, todos falaram em outras línguas conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.

o Falar em línguas é distinto do dom de línguas, que são línguas variadas. sendo que o primeiro é a evidência do Batismo com o Espírito Santo, e irmão não estou dizendo que sou o dono da verdade, mais apenas ratificando o que o N.T diz.

Concordo plenamente com o Pastor Ciro por que ele está de acordo com a bíblia e não com experiências, portanto amado, é impossível alguém dizer ser batizado com o Espírito Santo e não falar em línguas como evidência do genuíno Batismo.
amém?

maia disse...

Pastor Ciro me ajude a tirar duas duvida por gentileza,

primeira duvida para uma pessoa ser usada em algum dom espiritual ele precisa ser batizado com Espirito Santo?

segunda duvida segundo Paulo existe nove dons espirituais certo,desta lista de nove quantos deles uma só pessoa pode possuir? Ouvi um certo pastor dizendo que quando Paulo fala na lista dos dons, assim a um palavra de sabedoria a um palavra de ciência este verbo a um indica que um ser humano só pode ter um dom ?OU e possível uma só pessoa ser usada em mais dons?

Anônimo disse...

Permita-me pastor Ciro, tomar liberdade de dizer ao irmão Matheus, com todo o respeito a ele e ao seu blog, que faça uma leitura sistemática do contexto, haja visto que a palavra orienta-nos a não saber mais do que nos convém saber. As coisas espirituais não podem ser discernidas por condições naturais, nem se pode limitar o poder sobrenatural, virtudes e dons provindos da parte de Deus. As definições numéricas acerca das coisas de Deus, na linguagem de Deus, foge da nossa capacidade, perceba que um dia para Deus é como mil anos e mil anos como um dia. Ele sabe quantos fios de cabelo há em todos os seres humanos.
Agora, o que quero realmente dizer é, como poderemos definir uma quantia específica dos dons sendo que nem o apóstolo Paulo se atreveu a isso,(será se somos melhores que ele para tal?); afinal de contas, Paulo recebia do Senhor o que ele passava para a igreja, e numa linguagem figurada nós podemos ler que se fossem escrever todos os milagres que Jesus fez o mundo todo não conteria de livros; logo, seria necessário definir literalmente a quantia de todos os dons?
Saiba que é melhor viver com eles do que contá-los...
respeitosamente Thiago A. Boudny de cnp MT

Anônimo disse...

A palavra de Deus sempre nos mostrará a verdade e essa verdade precisa ser proclamada à Igreja a qual está carente de estudos doutrinários para que o crente não seja enganado até que Jesus volte. Excelente mensagem.

Renato Paúra disse...

Ivan Clayton

Eu também não sou dono da verdade. Mas eu procuro observar o máximo de detalhes na Bíblia para não falar nenhum tipo de heresia. O mesmo zelo que você e o pastor Ciro têm com a Palavra eu também tenho. Eu também não ensino nada pela emoção e através de experiência própria. Regra básica de hermenêutica é nunca interpretar a Bíblia pela experiência pessoal e nem com versículos isolados.

Doutrinas para a igreja estão nas cartas paulinas e nas epístolas gerais. Foi o próprio Paulo quem disse que Deus revelou a ele esse mistério (Ef 3.1-13). E não devemos esquecer que a carta que Paulo escreveu aos Corintos foi uma carta resposta e uma carta de repreensão dos erros dos corintos.

Com relação aos dons espirituais, Paulo, primeiro ensina aos corintos acerca destes dons e depois os corrigem nos seus erros; principalmente com relação ao uso dos dons de línguas (1Co 12, 14).

Quando Paulo os ensina acerca dos dons ele diz que o Espírito Santo foi quem concedeu cada dom (1Co 12.7-11). Logo após ele fala que todos nós fomos batizados em um Espírito (1Co 12.13). aí eu te pergunto, Paulo diz que só é batizado pelo Espírito quem tem o dom de línguas ou, não quis dizer ele que todos os que têm um dom concedido pelo Espírito é batizado com Espírito Santo? Pelo que entendo nessa parte das Escrituras não podemos restringir somente aos que falam em línguas estranhas que são batizados com Espírito Santo.

Que Deus o abençoe.

Pr. Bessa disse...

Meus parabéns! Gostei muito do seu blog. Que o Senhor Jesus Cristo te abençoe, abundantemente.

Visite o meu blog e me adicione ao seu. Vamos fazer uma parceria. Aguardo sua confirmação.

Acesse: http://iijesuseocaminho.blogspot.com

Abraços.

Eric N. disse...

Concordo com o que foi dito pelo Renato Paúra. O falar em línguas não é a única forma de se dizer que a pessoa foi batizada com o espírito santo. A variedade de línguas é apenas um dos dons espirituais, e pelo que o Apóstolo Paulo fala, um dos menores dons e que o menos edifica a igreja, que é o corpo de Cristo. Como ele fala é melhor você dizer algumas palavras que as pessoas entendam do que dizer um monte de palavras que ninguém entenda.
Pastor Ciro, você disse: "Todos os salvos têm o Espírito Santo. Todos os salvos são batizados pelo Espírito no Corpo de Cristo. Mas o "batismo com o Espírito Santo" é um revestimento de poder para quem já é salvo. Lembre-se de que a manifestação do Espírito é multifacetada." Se eu sou salvo e tenho o espírito santo, eu fui batizado com o Espírito Santo, mesmo não tendo falado em línguas. Quando você fala dessa forma fica parecendo que quem fala em línguas foi revestido de poder enquanto os demais não tem esse poder. Não concordo. A tranformação de uma pessoa ocorre quando ela aceita a Jesus como seu Senhor e salvador e a partir desse momento o Espírito Santo começa a trabalhar nela, mostrando os pecados, mostrando as condutas erradas que a pessoas está tendo, mostrando como deve agir diante das circunstâncias. Ou seja, a pessoa foi batizada com o Espírito Santo. Isso não seria possível sem a atuação do Espírito Santo. Quando Ele te incomoda quando tem algo errado, etc. Estou falando isso porque eu nunca falei em língua estranha e tenho a convicção que o Espírito Santo habita em mim. Fika com Deus! Gosto muito do seu blog, leio diariamente, me edifica muito.

Eric N.

Aclim disse...

Deus usa o homem mas o homem usa Deus, infelizmente.

A discusão sobre o evangelho é perversão para quem ouve.

Jesus conhece os seus e eles conhecem a voz do pastor.

A lei e os profetas foi até João Batista.

Abraço

Anônimo disse...

Ao irmão Renato...
Pastor, sei que é de sua função responder aos irmãos, porém peço licença mais uma vez para comentar para o irmão Renato.
A paz do Senhor irmão Renato. Queria que o irmão revesse o comentário ao irmão Ivan, pelo qual afirma que doutrina se encontra nas cartas paulinas e epistolas gerais. Sim é claro, mas será se só ali se encontram? Você que tem estudo teológico, percebo, devia não afirmar isso, pois Paulo escreveu na 2 carta a Timóteo no capítulo 3, dizendo: "Toda Escritura é inspirada, proveitosa para ensinar, para corrigir, para redarguir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente aprovado para toda boa obra"
TODA ESCRITURA...
Perceba, não é só as epistolas e cartas paulinas que contém doutrina, alias, doutrina é o conjunto de ensino,instrução contidas na Palavra de Deus.
Conforme sua própria expressão, não podemos isolar termos para dar sentido ou criar uma teoria. Toda Escritura é de total edificação para a vida do cristão, haja visto, o Senhor ter resumido mandamentos da lei sobre amar a Deus e ao próximo, não diz que os demais mandamentos tornaram-se inválidos, e o decálogo é sem dúvida, doutrina de Deus para seu povo. Leia atentamente, o povo de Deus se corrompe por faltar a profecia, esta que vem para edificar, exortar e consolar, a profecia é a palavra de Deus, e sem o conhecimento da mesma, o povo é destruído!
Isso digo não para confrontá-lo e sim para instruí-lo na verdade, e sobre a verdade e doutrina para nossa melhor edificação, temos orintação de gênesia ao apocalipse. Amém, que Deus em Cristo te abençoe...
respeitosamente Thiago A. Boudny de campo n do parecis MT

Eric N. disse...

http://bereianos.blogspot.com/2011/11/o-dia-de-pentecostes.html

Pastor Ciro, só para conhecimento. Esse é o ponto de vista que eu creio e compartilho. E só para completar, concordo com 90% das coisas que você diz no seu Blog. Te acompanho diariamente. E sou muito edificado com as suas palavras. Adoro ler a Bíblia e conhecer mais da palavra de Deus. Conheci o seu Blog quando estava num momento crítico da minha fé, quando reparava que os ensinamentos de Jesus Cristo estavam sendo completamente deturpados por diversar igrejas. E creio que o Espírito Santo me concedeu o dom de discernir o falso evangelho que é pregado em muitas igrejas. Depois de muito buscar e ler na Bíblia hoje eu tenho uma paz muito grande, graças a Deus.
Fika com Deus! Que Deus abençoe o seu ministério!

Eric N.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão Eric N.,

A habitação do Espírito Santo não tem nada a ver com o batismo com o Espírito Santo. Este é um revestimento de poder para quem já é salvo e possui o Espírito Santo, repito (Lc 24.49).

Os discípulos já tinham a companhia do Espírito Santo no dia de Pentecostes, mas naquele dia houve o cumprimento parcial da promessa do derramamento de poder dinâmico do Espírito para realização da obra de Deus (Jl 2.28,29; Is 44.3).

A manifestação do Espírito é multifacetada. Não confunda o selo do Espírito (Ef 1.13,14) com o batismo com o Espírito Santo. Não confunda, também, o batismo COM O (ou NO) Espírito com o batismo DO Espírito Santo. Todos os salvos têm o Espírito e foram batizados no Corpo de Cristo, mas nem todos foram batizados COM O Espírito Santo.

Não confunda, ainda, as línguas como sinal do batismo com o Espírito com as línguas como dom de variedade de línguas. A Bíblia distingue isso claramente.

Que Deus o abençoe, amado irmão. Agradeço-lhe pelas palavras.

Em Cristo,

CSZ

Renato Paúra disse...

Ao irmão Anônimo (Thiago A. Boudny)

Eu não disse que somente as cartas paulinas que eram inspiradas; e nem tampouco disse que somente as cartas de Paulo que continham doutrinas para a igreja. Eu disse: “Doutrinas para a igreja estão nas cartas paulinas e nas epístolas gerais”; e isto inclui as cartas de Pedro, de João, de Thiago, o Apocalipse...

O AT não contém doutrinas para a igreja. O AT são livros que nos edifica, nos fortalece a fé (Hb 11) e nos revela Deus; mas não doutrina a igreja. Pois o AT foi escrito para os judeus, pois, se fosse assim, estaríamos observando toda a Lei de Moisés e fazendo sacrifícios contínuos para nossos pecados.
Quanto ao Decálogo, dos dez nove foram repetidos nas epístolas.
 “Não terás outros deuses diante de mim” (Êx 20.3); “Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses. Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?” (Gl 4.8,9).

 “Não farás para ti imagem de escultura...” (Êx 20.4); “Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém” (1Jo 5.21).

 “Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão...” (Êx 20.7); “Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que a vossa palavra seja sim, sim, e não, não; para que não caiais em condenação” (Tg 5.12).

 “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar” (Êx 20.8); ____

 “Honra a teu pai e a tua mãe...” (Êx 20.12); “Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa” (Ef 6.2).

 “Não matarás” (Êx 20.13); “Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu pois não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei." (Tg 2.11).

 “Não adulterarás” (Êx 20.14); idem (Tg 2.11)

 “Não furtarás” (ÊX 20.15); “Aquele que furtava, não furte mais...” (Ef 4.28).

 “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo” (Êx 20.16); “Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo...” (Ef 4.25)

 “Não cobiçarás...” (Êx 20.17); “E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram” (1Co 10.6).

Observe que todos os mandamentos (com excessão do 4º) foram escritos nas epístolas. Sabe o que significa isso? Que se existe alguma doutrina para a igreja no AT, ela aparece nas epístolas que são a base das doutrinas eclesiásticas.

Observe agora os quatro Evangelhos! Jesus havia curado um leproso e lhe ordenou dizendo: “Olha, não o digas a alguém, mas vai, mostra-te ao sacerdote, e apresenta a oferta que Moisés determinou, para lhes servir de testemunho” (Mt 8.4). agora eu te pergunto: se você orasse por um leproso e este ficasse curado através de sua oração, você mandaria ele procurar um sacerdote para ele oferecer os sacrifícios determinados em Levítico 13?

Portanto meu irmão, o fato de toda a Escritura ser inspirada não significa que tudo é para a igreja.

Ivan Clayton disse...

Meu amado Renato

longe de mim querer transformar esse espaço em um debate enjoativo, onde você apresenta a sua convicção e eu a minha, ao longe das convicções devem se primar a Palavra de Deus como eu sei que o irmão assim o faz.

a questão amado é que o irmão está somente se confundindo num quesito, Todo o que é Batizado (com ou no) Espírito Santo fala em línguas como sinal evidencial do Batismo (At 2.1-4). Mas nem todos que são Batizados (com ou no)Espírito Santo têm o Dom de línguas como (variedades) (I Co 12.10).

Acredito também Renato, que uma pessoa possa ser usada pelo Espírito para profetizar, não significando que essa pessoa tenha o Dom de profecia, leia (Jo 11.49-51), ou que alguém possa ter uma Sabedoria e Conhecimento muito elevado, e não ter o Dons descritos em I Co 12, ou quem sabe ter uma Fé, também de alto nível e nem por isso ter o Dom de fé, leia (Mt 17.20) acredito sim que Deus usa as pessoas até mesmo quando alguém em nosso meio não tenha os dons espirituais, mas tudo isso visando o aperfeiçoamento dos Santos.

"Logo após ele fala que todos nós fomos batizados em um Espírito (1Co 12.13). aí eu te pergunto, Paulo diz que só é batizado pelo Espírito quem tem o (((dom de línguas))) ou, não quis dizer ele que todos os que têm um dom concedido pelo Espírito é batizado com Espírito Santo? Pelo que entendo nessa parte das Escrituras não podemos restringir somente aos que falam em línguas estranhas que são batizados com Espírito Santo".

Respondendo sua pergunta, veja o que o irmão está fazendo, basta ler e reler os textos respostas que o Pastor Ciro já nos deu, existe diferença em Batismo (com ou no) Espírito e Batismo (do) Espírito, neste segundo todos fomos batizados, pois todos bebemos do mesmo Espírito e veja ai na sua bíblia, "fomos batizados em um corpo" (I Co 12.13), isso fala de admissão no Corpo de Cristo. está muito claro isso irmão.

Agora uma coisa o irmão não pode negar o Batismo com o Espírito Santo é seguido pelo falar em línguas e mais uma vez digo não confunda por favor com o Dom de línguas.


amém?

Renato Paúra disse...

Irmão Ivan Clayton

Eu também penso que não devemos debater algo em que temos convicções diferentes. Só não aceito quando você diz que eu não posso negar que o Batismo com o Espírito Santo é seguido pelo falar em línguas. Neste caso o irmão não está dialogando; o irmão está impondo sua convicção em mim.
Nós não podemos impor nossas convicções em ninguém. Podemos discordar, mas não impor.

Por exemplo, eu não concordo quando você diz que “existe diferença em Batismo (com ou no) Espírito e Batismo (do) Espírito”. Segundo o seu raciocínio existem dois tipos de batismo com Espírito Santo, algo que eu nunca vi na Bíblia essa diferença ou divisão de batismo com Espírito Santo. Se o espírito Santo é um, obviamente o batismo com Espírito Santo é um só batismo (Ef 4.5). Mas o fato de eu não concordar com você não significa que eu tenha que impor a você a minha convicção.

Que o Senhor te abençoe.

Ivan Clayton disse...

bem irmão Renato

me parece que o irmão está um tanto equivocado não no que diz respeito ao dizer que eu estou impondo a minha convicção em detrimento da sua, NÂO!

mas sim, quando diz não concordar comigo quando digo da distinção do Batismo com ou (no) e Batismo (do) Espírito, irmão vou dizer apenas mais uma vez não com convicção jogada a ermo mais com base bíblica, ok?

estamos do mesmo lado (espero) mais veja a confusão que o irmão faz:
"Segundo o seu raciocínio existem dois tipos de batismo >>com<< Espírito Santo, algo que eu nunca vi na Bíblia essa diferença ou divisão de batismo >>com<< Espírito Santo".
Em primeiro lugar: em nenhum momento eu disse que há dois Batismo com o Espírito e sim um só;
(Batismo com o Espírito e não Batismo do Espírito)

Segundo: se o irmão nunca viu na bíblia não perca a oportunidade de ver hoje, abra ai sua bíblia e veja comigo (1 Co 12.13) e afirmo não impondo até porque se o irmão não quiser enxergar isso cabe ao irmão, o texto de I Co 12 do 12-31, fala da UNIDADE ORGÂNICA da Igreja, portanto fala de admissão no Corpo de Cristo, que é a Igreja.
Esse Batismo difere-se do Batismo com o Espírito Santo, pois trata do que acontece com TODOS aqueles que creem em Jesus como Salvador e passam a ser nova Criatura,membro do corpo místico da Igreja.

Em Terceiro e ultimo:
não estou impondo algo ao irmão, pois se assim fosse eu usaria outros termos, e sim procurando com zelo demonstrar ao irmão que oque digo e afirmo nada mais é do que vemos nas Sagradas Escrituras, agora dizer que não concorda comigo é aceitável agora quando disse que o irmão não podia negar que o Batismo com o Espírito Santo é seguido do falar em línguas, referi-o como que dizendo que não dá pra discordar do que se vê na bíblia. (At 2.1-4)

E que Deus o abençoe também Amado!

Anônimo disse...

Gosto muito de suas publicações Pastor Ciro!!
Deus continue abençoando seu ministério em 2012!!!

Eric N. disse...

Pastor Ciro, você poderia me tirar uma dúvida? Em Atos 2:2, a Bíblia diz que ouviu-se um som como de um vento impetuoso. Porque hoje não vemos mais isso? Se uma das justificativas do Batismo com o Espírito Santo se baseia em Atos 2:1-4, por que hoje não ouvimos esse som? Se a justificativa está nesses versículos, deveria ser cumprido exatamente como diz a Bíblia, não? Além disso, em Atos 2:3, aparece o termo "línguas como de fogo". O que seria isso? Não seria o Pentecostes um evento singular, com características únicas? Só para deixar claro não estou qeurendo ofender a ninguém, mas apenas me aprofundar na palavra de Deus. Que Deus abençoe seu ministério e te dê muita paz!

Anônimo disse...

Irmão Renato
De fato existem ensinamentos que cabem somente ao povo hebreu, todavia existem sim doutrinas no antigo pacto que cabem a igreja. Penso que o irmão não tenha compreendido o conceito de doutrina e o tem empregado em contexto indevido, veja:
Doutrina é o conjunto de ensinamentos contidos nas Escrituras, estes por sua vez, produzem bons costumes.
Quando voce assegura que o antigo testamento não possui doutrina para a igreja, voce nega automaticamente a doutrina de Cristo, a doutrina do Espirito Santo, a doutrina da Salvaçao, a doutrina do pecado, a doutrina escatologica, enfim, voce nega ensinamentos que de forma direta serviram e servem para a igreja.
Jesus ordenou que os discipulos examinassem as escrituras, dessa forma verificamos que Jesus falava do ANTIGO TESTAMENTO, porque o novo testamento ainda não havia sido escrito. Por isso toda a Escritura é divinamente inspirada, proveitosa para ensinar, para corrigir, para redarguir e para instruir em justiça.
Jesus disse: "esta escrito" nem só de pão viverá o homem. ESTA ESCRITO. Não foi Jesus que escreveu, foi Moisés, Jesus simplesmente usou o texto da Escritura para redarguir com satanás.
Devemos fazer o que Cristo ensinou, "examinar as Escrituras"...
fica aqui minha argumentação ao irmão Renato, para que através deste breve comentário, procure de forma sistematica e minuciosa, estudar a Palavra para que não corra o risco de torce-la, seja aumentando, omitindo ou aplicando sentido fora do contexto.
Um abraço em Cristo ... Thiago Boudny de cnp MT