sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Você é quente, frio ou morno?


No mundo, as pessoas são geralmente classificadas de acordo com a sua condição socioeconômica: alta, baixa, média-baixa, média-alta. Esse critério não revela o real valor de cada indivíduo. Deus prioriza o aspecto espiritual e apresenta, em sua Palavra, outras maneiras de classificar as pessoas.

Grosso modo, há duas grandes categorias de pessoas: (a) as que estão dentro e (b) as que estão fora (Mc 4.11). Ou seja, os salvos em Cristo Jesus e os perdidos (Mt 7.13,14). Mas a Palavra de Deus também mostra que cada pessoa faz parte de uma das três categorias a seguir: (a) o homem natural, (b) o homem espiritual e (3) o homem carnal (1 Co 2.14-16; 3.3).

Analogamente, também podemos chamar essas três classes de (a) frio, (b) quente e (c) morno, tomando como base o que o Senhor Jesus asseverou em Apocalipse 3.15,16.


O homem natural ou frio. É a pessoa que vive sob uma perspectiva meramente natural. Ela não experimentou a sobrenaturalidade do Evangelho (Rm 1.16), em razão de ainda não ter conhecido Jesus Cristo como Senhor e Salvador. O homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus (1 Co 2.14), pois vive ainda nos “tempos da ignorância” (At 17.30).


Quem vive sob a perspectiva natural não tem o Espírito Santo, que é dado às pessoas que obedecem a Deus (At 5.32). O natural é frio porque não sente em seu coração o calor propiciado pela salvação em Cristo (Jo 8.12). Esta, que é confirmada pelo selo do Espírito (Ef 1.13,14), traz não só o calor, mas também a iluminação (Mt 4.16; 1 Pe 2.9). Por isso, o não-salvo está, espiritualmente, frio e apagado (2 Co 4.4).


O homem natural também é dominado pela natureza carnal, adâmica (Ef 2.1-3), e comete com naturalidade as obras da carne, não tendo controle sobre as suas paixões (Rm 7.19,20). Judas, irmão do Senhor, ao escrever sobre essa categoria de pessoas, afirmou: “dizem mal do que não sabem; e, naquilo que naturalmente conhecem, como animais irracionais se corrompem” (Jd v.10).


O homem espiritual ou quente. É a pessoa que já nasceu de novo e está experimentando a regeneração pelo poder transformador da Palavra de Deus (Jo 3.3; 2 Co 5.17). Trata-se do “novo homem”, que já se despojou do “velho homem” que se corrompe, a fim de se renovar no seu próprio espírito (Ef 4.22-24). O homem espiritual é a pessoa que tem prazer em cultivar o seu espírito (Rm 1.9).


Deus formou o ser humano tripartido: espírito, alma e corpo (1 Ts 5.23). O espírito humano não deve ser confundido com a alma (Hb 4.12). Trata-se de um canal exclusivo de adoração a Deus e comunhão com Ele (Jo 4.23,24). Já a alma é onde está a personalidade de cada indivíduo; ela é formada por intelecto, sentimento e vontade. E o corpo é o invólucro do espírito+alma; ele é composto de cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato.


O homem espiritual adora a Deus no seu espírito, verdadeiramente. As palavras que saem dos seus lábios partem do coração (Is 29.14; Sl 57.7). A sua espiritualidade subjuga a sua natureza carnal (Gl 5.19-21), não pela sua própria força, mas pelo fruto do Espírito (Gl 5.22; Ef 5.9). O espiritual é chamado de quente porque tem em seu coração o fogo do Espírito Santo e da Palavra do Senhor (Mt 3.11; At 2.1-4; Jr 23.29; Sl 39.3; 45.1; Lc 24.13-32).


O homem carnal ou morno. Enquanto os homens natural e espiritual formam um contraste, o carnal (morno) não é nenhuma coisa nem outra. É a pior categoria de pessoas, considerando as seguintes palavras do Senhor Jesus, em Apocalipse 3.16: “porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca”.


Qual é a diferença entre o natural e o carnal? Os dois não cometem as mesmas obras da carne? A diferença não está no praticar, e sim na condição de quem comete as obras infrutuosas das trevas. O natural peca, mas com naturalidade e ignorância. O carnal, por sua vez, já conhece a verdade. Seus pecados são conscientes.


O homem carnal, morno, não é o homem natural, frio, que não conseguiu chegar ao estágio de espiritual e quente. Na verdade, é o homem espiritual, quente, que começa a sofrer um processo de esfriamento, até chegar à mornidão espiritual (Mt 24.12). Daí Jesus o chamar de desgraçado, miserável, pobre, cego e nu (Ap 3.17,18). Embora conheça a verdade, o carnal escolhe viver no pecado e ser dominado pelas obras da carne (Cl 3.5).


Por que Jesus disse ao carnal pastor de Laodicéia: “Tomara foras frio ou quente”? Ele quis dizer que é bom ser frio? Não! O Senhor só disse isso para enfatizar que não tolera coração dividido (Tg 4.8; 1 Rs 18.21). A postura de um servo de Deus deve ser convicta, e não dúbia: “Sim, sim; não, não”. Por isso, o carnal, morno, é pior que o frio.


E você, prezado leitor, é um homem espiritual, quente? Se sim, glória a Deus! Continue cultivando o seu espírito, alimentando-o com a Palavra da verdade. Mas, se pertence à categoria dos homens naturais, frios, saiba que “Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância [...] quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade” (At 17.30; 1 Tm 2.4).


Finalmente, se você é carnal, morno, a mensagem que Jesus lhe entrega agora é a mesma que dirigiu aos laodicenses: “Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê, pois, zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Ap 3.19,20).


Amém?


Ciro Sanches Zibordi

22 comentários:

Bruno Sama disse...

Que post abençoado!

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo e nosso pr. Ciro Zibordi,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Excelente explanação com a necessária advertência aos que não acreditam que ser VOMITADO por Deus, é pura invencionice.

Deus apenas infrma de maneira AMOROSA que vigiem e orem para não estarem mornos diante dEle.

O Senhor seja contigo, nobre atalaia,

O menor de todos os menores.

Anônimo disse...

Confeço que muitas vezes critiquei suas mensagens. mais as ultimas estão de parabens muito edificante. continue assim pois muitas vidas serão edificadas.

Anônimo disse...

Adorei o artigo. Excelente !!!

Continue escrevendo com essa inspiração divina.

Sabe, esse é justamente o diferencial do blog do irmão. Há tantos blogs evangélicos, mas a grande maioria são do tipo informativo, e embora possuam textos também muito bem escritos, falta-lhes algo... espiritual. Não sei se estou me expressando direito, mas o que eu quero dizer é que realmennte se consegue sentir o que o senhor escreve em artigos como esse. Seus artigos são muito bons, mas há aqueles que se destacam, e esse é um deles.

A tos Pinheiro disse...

A paz do Senhor !
o seu blog tem sido uma benção para mim e minha família.
Tenho uma dúvida nesse texto e se pudesse explicar ficaria muito agradecido.

Quando o texto diz "Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente; oxalá foras frio ou quente!
Assim, porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca"
Minha dúvida é: Deus quer crentes frios? (oxalá foras frio ou quente!)
deixa eu explicar melhor - Ouvi em algumas pregações que a cidade de Laodicéia nao tinha águas para seu próprio abastecimento e que haviam duas cidades vizinhas onde uma possuia águas quentes que tinham valor medicinal e a outra tinha águas frias que serviam de refrigério para viajantes cansados que passavam por ali e a cidade de Laodicéia era abastecida pelas águas dessas duas cidades através de tubulações, e essas águas chegavam mornas a Laodicéia e por serem mornas faziam as pessoas vomitar e não tinha serventia para aliviar os cansados ou curar os doentes.Ouvi nessas mesmas pregações que Jesus estava fazendo uma analogia ao exortar a igreja em Laodicéia enfatizando que a igreja não fazia sua parte em ajudar os pobres, aliviar os oprimidos e curar enfermos através do poder da Palavra de Cristo.
Então nesse sentido, Deus quer crentes frios? Jesus realmente estava fazendo uma analogia?
Era isso que ele estava querendo dizer?
Sei que Deus quer crentes verdadeiramente espirituais, mas existe algum sentido nisso tudo que falei?

Agradecido desde já !

Atos Pinheiro

A tos Pinheiro disse...

A paz do Senhor !

Quando vi o texto pensei logo: essa é minha chance de tirar a dúvida.
Acabei que nem li o restante do texto e fui logo comentar. (risos)
Quando acabei de enviar e fui lê o resto do texto vi a explicação.
Desculpas !

Atos Pinheiro !

disse...

Eu sou quente, pois sinto arder dentro do meu peito o poder do Evangelho e a graça que me consome de tanto amor por Deus e pelo meu próximo. Lindo seu artigo meu amigo!
Paz!

EV. SAMUEL EUDÓXIO disse...

Paz do Senhor Pr. Ciro.
Ótimo texto, como sempre.
Sobre o morno ser vomitado, alguém já experimentou tomar água morna? É ruim demais! A ânsia de vômito é inevitável. Por isso, nada de ser morno, vamos ser quentes. Os mornos devem sair de cima do muro.

Em Cristo, Vencedor eternamente!

Samuel Eudóxio

Debora Zibordi disse...

Tio Ciro, a paz do Senhor!

Parabéns pelo blog e pelo novo livro que vem chegando!

Estamos orando muito por sua reabilitação. Venha nos visitar.

Saudades...

Sobrinha Debora

Romilce disse...

Amém!

Arlindo disse...

eu serei muito sincero em dizer que eu sou morno.
queria muito voltar a ser quente mas ñ consigo.
todas as minhas tentativas forão em vão
as vezes penso que ñ adianta mais lutar.

Alex da Silva disse...

A Paz do Senhor, Pr. Ciro Zibordi, excelente texto. Parabéns!
Sempre que ouço alguma mensagem referente à Igreja de Laodicéia, observo que, a maioria dos pregadores utilizam o exemplo da água que abastecia esta cidade. Esta analogia é interessante!
Se colocarmos uma panela com água fervente em um ambiente frio ela esfriará.Pode demorar, mas esfrirá. Da mesma maneira, se colocarmos uma panela com água fria no fogo, ela esquentará. Paulatinamente, mas esquentará. Diferente de um recipiente com água morna. Se colocar no frio, esfriará rápido, se no fogo, esquentará rápido. Penso que, se o cristão morno estiver ao lado do quente, ele irá dar Glória a Deus, Aleluia, Cantar, e até mesmo Pregar. Agora, se ele estiver a roda com os escarnecedores... Hum, deixa pra lá!!!
Ainda bem que o Profeta Isaias despertou-se em tempo “Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos.” (Isaías 6:5)
Deus o abençoe..
Alex da Silva -Santos-SP

Alex da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ciência e religião ao alcance de todos disse...

Ótimo texto, Pastor Ciro, me tocou muito. Que Deus continue te abençoando e falando através do senhor.

Abraços, Paz de Cristo.

Anônimo disse...

A paz do Senhor, Pr Ciro!

Que bom que o Senhor já está bem;
mto edificante a mensagem, é sempre bom assimilar e meditar em textos como esse, gostei mto da parte que falou sobre o homem espiritual subjando o homem carnal, sempre me confundo mto com essa relação espírito+alma e a relação dos dois com Deus. E essa mensagem veio a acrescentar.


Arettuza, Buriticupu

Xavier Campos Joaqum disse...

Não quis ficar de fora sem comentar esse post. É extremamente edificante.
Pedaço em pedaço estou divulgando na medida do possivel pelo Twitter(@pregaievangelho) porque tem coisa só vc pastor Ciro para nos ensinar. Existe escassez de homens sérios como o senhor.Acho que és do tipo de pr.que ja está em extição no meio evangélico.
Haja defensores nessa bobre causa que se chama EVANGELHO DA SALVAÇÃO.
Paz seja contigo amado pastor Ciro.

jorge melo disse...

Muito bom o post, Pr. Ciro.

É chegado o tempo de paramos um pouco, e antes de orar ao SENHOR, fazer uma reflexão, de como realmente estamos vivendo e andando na presença do MESTRE, e fazer o mesmo que o salmista fez no salmo 139.23,24

Obs:

Ao Arlindo, que comentou acima, com siceridade de coração:

Não desista irmão, persevere em oração e fé, porque no nome de JESUS, serás mais que um vencedor.
Medite em, hebr. 12.3, e 2 timot. 2.1,7

E com certeza que muitos dos cristãos que acessam este blog, estaram orando pela tua causa e vitória em CRISTO.

Janise, Com ou Sem Crise disse...

Muito objetivo e claro, aparenta simplicidade, mas é sério.
Um bom alerta pra reflexão de como estamos levando a vida.

Anônimo disse...

Sou Johnatas Silva!

Ótimo artigo! Deus falou profundamente comigo através desta palavra. Ele me mostrou com clareza em que categoria eu me encontro. Que o Senhor tenha misericórdia de mim.

Abraço a todos!

Filipe Rodrigues Lima disse...

Concordo com o Irmão Atos Pinheiro...
Vejo que a questão "Frio" ou "Quente" pouco tem a ver com frieza ou fervor espiritual! Fazer esta analogia tira muito da riqueza desta passagem!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Filipe,

Acho bom o irmão ler o segundo comentário do irmão Atos, pois ele tinha falado, inicialmente, sem ter lido o artigo. Será que não é esse o seu caso também, meu amado? Não vejo nenhum problema com a analogia.

Um abraço.

CSZ

Narratíva Bíblica.Com disse...

eu diria que torcer pra time de futebol, ter camisa etc é coisa para crente morno.