segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Fuja dos falsos evangelhos! Ainda há tempo...


Assisti, há algum tempo, a uma pregação de Carter Conlon (um pregador de mensagens vibrantes, da mesma linha do saudoso David Wilkerson), pela qual enfatizou: “Corra”. De maneira contundente, ele asseverou que os servos de Deus devem correr, fugir, escapar dos falsos evangelhos propagados pelos enganadores do nosso tempo.

No Novo Testamento há vários mandamentos relativos à fuga do mal. A Palavra de Deus nos ordena a fugirmos — a nos desviarmos, a escaparmos — dos pecados, pois a única coisa que pode nos afastar do amor de Deus, endurecendo o nosso coração, é a permanência no pecado (Hb 3.12-14). Por isso, o apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, afirmou: “Fugi da prostituição” (1 Co 6.18); “fugi da idolatria” (1 Co 10.14); “saí do meio deles” (2 Co 6.17); “foge destas coisas” (1 Tm 6.11); “Foge também dos desejos da mocidade” (2 Tm 2.22), etc.

Precisamos correr, fugir, escapar dos falsos ensinamentos propagados pelos enganadores que estão “entre nós” (At 20.28-30; 2 Pe 2.1). Os falsos evangelhos são as falsas boas novas; as verdades misturadas com mentiras; os acertos e erros mesclados; é leite contaminado (1 Pe 2.1,2).

Você só não deve fugir do Diabo, e sim resisti-lo. Mas, para fazer isso, deve se sujeitar a Deus (Tg 4.7). Quem se submete ao Senhor, foge dos falsos evangelhos, contrários ao Evangelho de Cristo.

Fuja do evangelho experiencialista, baseado em experiências exóticas, em revelações obtidas depois de pretensas visitas ao Céu e ao Inferno e em técnicas psicológicas, como a regressão até o ventre materno (Dt 13.1-4; Jo 10.41).

Fuja do evangelho antropocêntrico, pelo qual o ser humano é tacitamente endeusado e estimulado a confiar mais na autoajuda do que na Ajuda do Alto (1 Pe 5.6; Fp 4.11-13).

Fuja do evangelho da prosperidade, pelo qual enganadores, webenganadores e telenganadores, abrindo mão do tesouro celestial (Mt 6.19-21), enriquecem e levam cativas pessoas enganadas, webenganadas e telenganadas, as quais deixam de usufruir do grande tesouro da salvação (2 Co 4.7).

Fuja do evangelho ecumênico, que valoriza um falso amor, mal direcionado, centrado em interesses próprios, abrindo mão da Verdade (Jo 14.23).

Fuja do evangelho cessacionista, pelo qual se afirma que a multiforme manifestação do Espírito Santo cessou, desprezando as profecias e extinguindo o Espírito (At 2.39; 1 Ts 5.19-21).

Fuja do evangelho neopentecostal, que banaliza os dons, ministérios e operações do Espírito Santo, levando incautos a pensarem que podem profetizar a qualquer hora, como bem entendem, e manipular a manifestação sobrenatural do Espírito (1 Co 14).

Fuja do evangelho farisaico, legalista, propagado e seguido por muitos líderes que “coam mosquitos”, mas “engolem camelos”, verberando contra efemeridades, sem ver “traves de madeira” enormes em seus próprios olhos (Mt 23).

Fuja do evangelho do entretenimento, que oferece toda a diversidade mundana num contexto “evangélico”, como apresentações de vale-tudo, shows de hip-hop, street dance, etc. (Rm 12.1,2; Tg 4.4).

Se você quer verdadeiramente ser vencedor até o fim, fuja de todos os falsos evangelhos e atente para o que está escrito em 1 Coríntios 15.1,2: “Também vos notifico, irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado, o qual também recebestes e no qual permaneceis; pelo qual também sois salvos, se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado, se não é que crestes em vão”.

Ciro Sanches Zibordi
Agora, assista ao vídeo abaixo:

13 comentários:

Thiago Costa disse...

Ciro Sanches Zibordi a muito tempo acompanho o seu blog, e tem me ajudando muito.Realmente devemos fujir, e a única forma de nós fujirmos é priorizando a palavra de Deus.

Alex da Silva disse...

Fuja do evangelho pseudo-bíblico, onde pregadores (pregadores?)
distorcem, das mais variadas formas, versículos bíblicos, fugindo,principalmente, do sentido original.

Valem-se de histórias extra-bíblicas, validando, muito mais, textos de historiadores do que a própria Bíblia.

Certa vez, assistindo a uma pregação de certo Conferencista, observei que, para realçar sua mensagem, ou melhor, para expor suas “verdades”, ele utilizou, muitas vezes, o termo “a história diz”.

Não estou fazendo apologia contra o uso de manuscritos de historiadores, não é isso, pelo contrário, estes tem sua importância para o teólogo.

Quero dizer que, prefiro ficar com a Bíblia, haja vista, esta ser a
Verdadeira Palavra do Deus Verdadeiro.
Que Deus o abençoe, Pr. Ciro, abraços....

Anônimo disse...

Pr. Gentil do Ouro - Bahia
Amado pastor Ciro, tenho acompanhado seu blog, algumas postagens são interessantes e edificantes, embora, não concorde com tudo que o irmão escreve.
Desejo muito que o senhor expresse sua opinião acerca do recebimento do Marco Feliciano na CONFRADESP, haja vista combatermos as heresias felicianas nas nossas igrejas.
Não deveria a referida convenção dar exemplo?

Abraços fraternos,
Pr. Gentil do Ouro - Bahia.

Matheus Carrel disse...

Oi pastor Ciro tdb?
Concordo com tudo o que vc disse.
Mas pra ser sincero não consigo achar uma igreja perfeita. Infelizmente cada um tem o seu defeito.
O que vc acha que a pessoa deve fazer numa situação dessas?
Eu por exemplo vou a uma igreja onde as pregações são sessões pra levantar egos das pessoas. Eu filtro aquilo que é bom e o resto eu ignoro.
É a unica solução que eu encontrei. Se eu mudo de igreja na outra tem até coisa pior como distribuir objetos ungidos,o retete, etc....
Já até pensei em nem ir mais em igreja alguma e ficar estudando a Biblia em casa. O que vc acha?
.
T+++

Matheus Carrel disse...

Oi pastor Ciro tdb?
Concordo com tudo o que vc disse.
Mas pra ser sincero não consigo achar igreja perfeita. Infelizmente cada um tem o seu defeito.
O que vc acha que a pessoa deve fazer numa situação dessas?
Eu por exemplo vou a uma igreja onde as pregações são sessões pra levantar egos das pessoas. Eu filtro aquilo que é bom e o resto eu ignoro.
É a unica solução que eu encontrei. Se eu mudo de igreja na outra tem até coisa pior como distribuir objetos ungidos,o retete, etc....
Já até pensei em nem ir mais em igreja alguma e ficar estudando a Biblia em casa. O que vc acha?
.
T+++

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo e nosso pr. Ciro Zibordi,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Maravilhosa mensagem! Vivemos o tempo da corrida e necessitamos estar bem preparados no conhecimento da palavra, para não sofremos espiritualmente, neste desgaste emocional que potencializam os líderes que vivem mais para seus deleites materiais e se entusiasmam com a prosperidade e a politicagem.

Corramos destes destruidores de vidas.

Verifico em seus livros, sobre os ERROS cometidos por pregadores e adoradores, bem como o que significa um grande mover para os que leem: OS EVANGELHOS QUE PAULO JAMAIS PREGARIA, em demonstração ao perigo encontrado em muitas igrejas.

Continue a produzir livros que produzem animosidade espiritual e produzem a necessdade de muitos correrem das heresias.

O Senhor seja contigo, nobre atalaia,

O menor de todos os menores, em oração para a sua rápida recuperação.

Anônimo disse...

Olá pastor Ciro, a paz do Senhor!

Meu nome é Daniel e moro aqui em Pernambuco. Em meu lugar de trabalho tenho como coordenador um TJ e um colega de trabalho do Tabernáculo da Fé.
Esta semana fui bombardeado por este colega que afirma categoricamente que a doutrina da Trindade é falsa, o que ganha maior ênfase com o grupo Voz da Verdade (?).

Com isso quero falar ao servo de Deus que a coisa é mais séria do que imaginava e essa falsa doutrina está se espalhando como um câncer.

Preocupações sinceras com a doutrina... graça e paz!

Segue meu e-mail: daniel_geoseg@yahoo.com.br

Izaldil Tavares de Castro disse...

Amado irmão, Pr. Ciro, a Paz do Senhor esteja entre nós.
Outro excelente ensino. Deus o abençoe. Os dias são maus, os homens maus se sobressaem, os maus conselhos são absorvidos pelos incautos. Os maus causam grande mal à propagação do verdadeiro evangelho: o do Bem! Não desistamos da luta!
Um abração.

Marco A Correia disse...

Pr Ciro,

Dou graças a Deus pela minha fuga; deixei uma igreja que 50% das pregações eram voltadas para o uso e costume (cabelo, saia e barba). Acho que se encaixa no evangelho farisaico, legalista.
abraços,

O BLOG DA VERDADE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adeilton Dutra disse...

Amado Pr. Ciro o senhor esqueceu DESSES;

FUJA DO ARMINIANISMO!
FUJA DO PENTECOSTELISMO!
FUJA DO LEGALISMO!
FUJA DO DISPENSACIONALISMO!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amados leitores,

Fujam do "Adeilton Dutra" também.

CSZ

Anônimo disse...

Pr Ciro Zibordi,a paz do senhor
Sou do interior da Bahia e ha muito tempo leio as suas postagens,admiro muito a sua forma de escrever e ,isso me insentivou a fazer o Curso de Letras na UNEB.
Acredito que tudo que o senhor escreve é inspirado por Deus para nos edificar,e abrir os nossos olhos contra as aberraçôes que alguns pregadores estão fazendo com a palavra de Deus.Que Deus tenha misericórdia deles.