quinta-feira, 8 de setembro de 2011

11/9: você sabe mesmo o que aconteceu naquele dia?


Começa hoje o mês de setembro, que ficou marcado pelos atentados ao World Trade Center, em Nova York, e ao Pentágono (Ministério da Defesa), em Washington. Muito se falará a respeito daquela manhã de 11 de setembro de 2001.

Em agosto do ano passado, perto do aniversário de 9 anos dos aludidos atentados, tive o privilégio de visitar as duas cidades estadunidenses atingidas pelos terroristas, onde fiz importantes pesquisas para o meu novo livro Erros Escatológicos que os Pregadores Devem Evitar, já entregue à editora. Compartilho aqui uma parte das minhas conclusões.


Na manhã de 11 de setembro de 2001, dezenove terroristas islâmicos embarcaram em quatro voos domésticos na costa leste dos Estados Unidos para promoverem atentados contra edificações em Washington e Nova York. O ataque ocorreu ainda na manhã daquele dia, atingindo as duas torres do maior conjunto comercial do mundo. Elas vieram abaixo algumas horas depois de terem sido atingidas por duas aeronaves comerciais (Boeing 767), oriundas de Boston.


Outra aeronave, um Boeing 757, que havia decolado de Washington, D.C., com destino a Los Angeles, atingiu o prédio do Pentágono, destruindo parte do conjunto. Muitos funcionários do governo federal norte-americano perderam as suas vidas. Um quarto Boeing (modelo 757), que partira de Newark, Nova Jersey, com destino a São Francisco, acabou caindo em Shanksville, a 130 quilômetros ao sul de Pittsburgh, na Pensilvânia.

Tudo foi planejado fria e detalhadamente pelos terroristas, a fim de que os dois prédios principais do World Trade Center, com 110 andares cada um (mais de 400 metros de altura), viessem abaixo. Como eles abrigavam escritórios de centenas de empresas, de 25 países, cerca de cinquenta mil pessoas trabalhavam ali. Além disso, havia seis subsolos, com um centro comercial, estacionamento para dois mil carros e acesso para o metrô.

Os conspiracionistas insistem na ideia absurda de que os próprios Estados Unidos ordenaram os atentados, obedecendo à ordem dos bilderbergs. Mas há muitas provas de que os quatro sequestros simultâneos foram planejados por terroristas árabes, a mando de Osama bin Laden, morto neste ano, no Paquistão. Como se sabe, as Torres Gêmeas foram construídas para resistir ao impacto de um Boeing 727. E os terroristas — que sabiam o que estavam fazendo — usaram os modelos 757 e 767.

É claro que os prédios não caíram apenas por causa dos aviões. As imagens mostram que eles entraram pelas janelas, numa manobra que revelou a enorme perícia dos pilotos. O modo como os terroristas acertaram as torres indicam que o planejamento do ataque foi minucioso. Acima de oitocentos quilômetros por hora, um grande avião empurra uma grande quantidade de ar à sua frente, a ponto de ser impossível acertar em cheio um paredão. Por isso, os pilotos voaram a 450 quilômetros por hora e optaram pela trajetória curva, ao atingir o alvo.


No caso do Pentágono, em que não há imagens do momento do impacto, nota-se como o ataque foi pormenorizadamente planejado. Os pilotos mostraram possuir conhecimento e habilidade de quem passou muito tempo treinando em simuladores de voo. Eles, inclusive, mantiveram desligados os transponders, equipamentos que emitem sinais eletrônicos sobre a localização das aeronaves. Como queriam publicidade máxima, eles ordenaram que passageiros ligassem para parentes e avisassem dos sequestros.

Muita gente não acredita que as Torres Gêmeas vieram abaixo em decorrência do choque dos aviões. Já ouvi até ensinadores cristãos dizendo que tudo foi orquestrado pelo governo norte-americano. Inclusive, segundo eles, já havia explosivos dentro dos prédios! Os aviões, nesse caso, cheios de passageiros, teriam sido usados apenas para dar aos Estados Unidos um álibi.

A ideia de que o próprio governo estadunidense atacaria o seu povo, em si, já é contraditória. Quem a defende, porém, apresenta argumentações aparentemente plausíveis. Afinal, como o país mais poderoso do mundo permitiria que ícones de sua identidade nacional fossem alvejados com desconcertante facilidade?

Como o governo estadunidense, que gasta bilhões de dólares por ano em inteligência — só a CIA tem dois mil agentes no exterior —, não conseguiu prever os atentados de 11 de setembro de 2001? Como um sistema caríssimo de vigilância eletrônica por satélites, capaz de identificar até pontas de cigarros jogadas fora por guerrilheiros no Afeganistão, não descobriu o plano dos terroristas de Osama bin Laden?

Os Estados Unidos possuem um sistema de vigilância por meio de aviões, navios e cinco mil pontos de captação de informações no mundo inteiro. Como toda essa tecnologia, que permite rastrear uma ligação de celular em qualquer lugar do planeta, não impediu que quatro terroristas sequestrassem aviões, em aeroportos diferentes, e os arremessassem contra símbolos do poder norte-americano?

Causa estranheza o fato de os Estados Unidos não terem conseguido evitar a ação dos terroristas islâmicos. Mas quem já esteve em alguns aeroportos norte-americanos sabe que o seu sistema de segurança não é tão eficaz como parece, sobretudo por causa do grande fluxo de passageiros. Ademais, a maior potência do mundo não esperava um ataque aparentemente simples. Ela se preparou para se defender de mísseis, bombas, armas biológicas ou químicas, etc. Nunca imaginou que seria atacada por aviões comerciais. Isso mostra o quanto os terroristas foram sagazes.

Por outro lado, mesmo com toda a sua tecnologia de ponta, os Estados Unidos ainda têm muita dificuldade para descobrir os planos secretos dos grupos terroristas, que, com o passar dos anos, aprenderam a se comunicar sem interceptações. Veja quanto tempo se levou para executar Osama bin Laden! Ele conseguiu ficar escondido por quase dez anos, após os ataques de 2001. Como o homem mais procurado do mundo se instalou no Paquistão e viveu relativamente tranquilo?

Os terroristas contam com a simpatia de líderes e instituições religiosas de dezenas de nações de população muçulmana, como Egito e Sudão, que, inclusive, colaboram com ajuda financeira. Agentes do FBI que investigaram os atentados de 11 de setembro descobriram que Bin Laden e seus homens receberam apoio logístico direto dos países dominados pelo islamismo, como Iraque, Iêmen e Argélia.

Houve também um certo descuido do governo estadunidense. O último ataque terrorista de grande porte havia ocorrido em 1995, em Oklahoma — perpetrado por um fanático doméstico, Timothy McVeigh —, deixando 168 mortos. Enquanto a Europa e o Oriente Médio sofreram com bombas e tiroteios, os Estados Unidos estavam, aparentemente, controlando toda e qualquer ação terrorista. Pelo fato de eles terem passado mais de quinze anos sem nenhum ataque de grandes proporções, acabaram afrouxando o sistema de segurança e foram surpreendidos.

Recentemente, como disse acima, visitei Nova York e realizei pesquisas a respeito dos atentados de 11 de setembro de 2001. Por incrível que pareça, há nos Estados Unidos adeptos da escatologia do terror — discípulos de Alex Jones, Peter Joseph e David Icke —, que insistem em afirmar que o próprio governo norte-americano implodiu as Torres Gêmeas, simplesmente para dizimar a população e satisfazer os bilderbergs.

São risíveis as argumentações que tenho ouvido a respeito da tal tragédia e fico espantado quando vejo pessoas esclarecidas acreditando nelas. Segundo uma matéria sensacionalista contida em um DVD e em canais do YouTube, a prova de que o governo norte-americano teria derrubado as Torres Gêmeas, promovendo um mega-sacrifício, baseia-se no fato de que vários edifícios altos já haviam pegado fogo antes e não caíram. Por que as maciças estruturas do World Trade Center desabaram tão facilmente, com o “simples” impacto de aviões cheios de combustível?

Cada aeronave colidiu contra as armações de aço e vidro dos prédios com uma força de impacto equivalente a mais de mil vezes o próprio peso. Considerando que a estrutura dos aviões é de alumínio, no momento do choque, a parte da frente de sua fuselagem foi amassada como se fosse um pedaço de papel. Os seus ocupantes e tudo o que estava no interior das aeronaves foram arremessados à frente, com a frenagem brusca, e esmagados, pulverizados, desintegrados, carbonizados, no momento da explosão.

Havia aço suficiente nas torres para a construção de inúmeros monumentos idênticos à Torre Eiffel, de Paris, França. A mistura de aço incandescente com areia, móveis, papéis, equipamentos, vidro, ferro, tecidos e plásticos fez com que boa parte das vítimas literalmente desaparecesse em meio aos escombros.

Os aviões estavam com os tanques cheios — tinham combustível para mais quatro mil quilômetros de voo —, o que ocasionou grandes explosões, capazes de impedir que as pessoas dos andares superiores descessem. Quem trabalhava nos andares das explosões sofreu morte imediata. As pessoas que estavam acima do 103º. andar da Torre Norte ou acima do 93º. da Torre Sul não tiveram a mínima chance de escapar. As que estavam nos andares inferiores, mesmo feridas ou assustadas com a oscilação das torres, conseguiram descer a tempo.

Estima-se que a temperatura nos locais de impacto chegou mil graus Celsius. O aço se funde a 1.300 graus. Mas o calor foi suficiente para diminuir a rigidez desse metal. Além disso, com o choque, várias colunas que formavam a armação exterior das torres foram deslocadas. Começava aí um rápido processo de enfraquecimento das suas estruturas, que culminaria em uma surpreendente implosão.

Em minha visita às obras do World Trade Center, em Nova York, estava acompanhado do meu amigo Nilton Didini Coelho, que é engenheiro civil. Devidamente informado sobre as Torres Gêmeas, ele afirmou que aqueles edifícios haviam sido projetados para suportar a força do vento, as chuvas, pequenos sismos e até choque de aviões. Mas não estavam preparados para resistir a abalos mecânicos imprevisíveis, decorrentes de ataques minuciosamente planejados. Os engenheiros do World Trade Center não tinham como prever que grandes aviões, cheios de combustível, poderiam se chocar com os edifícios exatamente naqueles andares.

Perguntei ao engenheiro Didini: “O ‘simples’ impacto de uma aeronave seria suficiente para derrubar toda aquela estrutura de aço?” E ele me respondeu que as colunas estavam “empilhadas” de acordo como uma “excentricidade” que lhes dava estabilidade em conjunto com os ligamentos de cada pavimento. Ao serem atingidos, os pilares que se deslocaram do seu eixo fizeram com que os de cima viessem abaixo em pouco tempo. Isso mostra que os terroristas previram esse efeito cascata de destruição ao planejar os atentados.

Os pregadores das teorias da conspiração não levam em conta que os mentores do atentado conheciam minuciosamente a estrutura daqueles edifícios, e que os dezenove terroristas sabiam exatamente como derrubá-los. Por isso, os aviões atingiram pontos específicos, fazendo com que a parte superior deles descesse sobre a inferior, como uma britadeira. Que estrutura suportaria o peso de mais de cem mil toneladas caindo sobre ela?

Se os aviões tivessem sido lançados a esmo contra os prédios, estes provavelmente não teriam caído. Mas nada aconteceu por acaso. As colunas externas começam grossas embaixo e se afinam na medida em que precisam suportar menos peso. Os terroristas sabiam exatamente onde era o lugar mais vulnerável e que produziria o efeito desejado. Quando o aço começou a se deformar, pelo calor, tudo o que estava em cima veio abaixo e funcionou como um martelo — que ganhava mais peso a cada andar que descia.

Leia mais sobre isso em meu novo livro
.

Ciro Sanches Zibordi

42 comentários:

Filósofo Calvinista disse...

Excelente texto e o livro promete.Parabéns!

Jesriel Matias disse...

A paz do Senhor pastor Ciro
Concordo com o irmão no aludido texto.Porém tenho uma pergunta no que tange o seguinte segmento:a respeito da colisão, por que as aeronaves atingiram partes tão altas? pois só seria necessário atingir a parte baixa do edifício, para que o tal viesse a ceder.
Parabéns pelo artigo e continue assim.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Jesriel,

Como eu escrevi no artigo, os terroristas sabiam onde estavam os pontos menos resistentes dos edifícios. Se os aviões tivessem se chocado com partes mais resistentes, o objetivo não teria sido alcançado.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Filósofo Calvinista,

Agradeço-lhe pelas palavras de incentivo. Que o Deus soberano o abençoe cada vez mais!

Um grande abraço.

CSZ

Jesriel Matias disse...

Caro pastor Ciro
Obrigado pelo esclarecimento! Sempre divulgo seus artigos com amigos, familiares e irmãos em cristo.
Fica com Deus.

Fábio disse...

Caro pastor Ciro, paz do Senhor! Como isto influência sobre a escatologia?

João Dórea disse...

Pr. a paz!

Quanto tempo, já tinha em mento o pensamente de que a auto-execução em massa por parte do EUA era absurda apesar das grandes desconfiança, agora com esta explanação esclarecedora de alguem que foi atrás de informações a convicção me é firmada. Parabéns, fique na paz de Cristo.

Walter Filho disse...

Pr. Ciro,
Sou professor de informática e recentemente um aluno meu me disse que seu padrasto havia parado de frequentar a igreja por causa dessas teorias da conspiração que ele conheceu através da internet.
Outra informação é que esse rapaz (o padrasto)semanalmente assiste a vídeos sobre os illuminati.
Pensei em se tratar de uma "pegadinha", mas não, o garoto não estava brincando.
Isso é apenas uma das poucas que andam acontecendo por aí, por causa dessas informações irreais e pseudo-mestres que se acham detentores de toda "verdade".

Aguardo o livro,
Walter Filho

Tiago Pereira disse...

E o que isso tem a ver com o Apocalipse ???
Obrigado

Diácono Valtair disse...

Pr. Ciro fiquei com água na boca do texto eu quero logo o livro , sem dúvidas vai vender muito!
abraço Pr.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Tiago Pereira,

E o que a sua pergunta tem a ver com o assunto tratado no presente artigo?!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Fábio,

O presente artigo não é escatológico. É apenas um esclarecimento, haja vista as teorias da conspiração a respeito dos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. Mas, no meu novo livro, eu trato disse e de outros fatos à luz da Palavra profética.

CSZ

Emerson disse...

Pastor Ciro, a paz do Senhor.

Não sei se é de seu conhecimento, mas acredito que o atentado as torres gêmeas foram planejados por outras pessoas, menos os islâmicos.

Acreditar no que a mídia divulga, sem pesquisar, é, no mínimo, ignorância (o que não é o caso do senhor, pois que imagino que deve ter perdido noites a pesquisar o assunto). Em contra-partida, ver conspirações em tudo (marcas, filmes, atentados, etc) é, no mínimo, fanatismo.

Bem, alguém poderia disser que sou contraditório em minhas palavras, mas, por incrível que pareça, não sou nem ignorante ou fanático. Sou um jovem cristão que acredita que palavra de Deus está acima de quaisquer coisas, mas que não ignora os ardis do inimigo.

Só tenho uma pergunta ao senhor e aos que acreditam na versão oficial do atentado: Por que 11 de Setembro, por que 9/11 (o calendário é assim). Por que não 08/11 ou 10/11. Por que bem em uma data maçonica? Afinal 9 + 1 + 1 = 11

Reparem: O 190 dos americanos é o número 911. Em vários filmes esse número aparece (entre outros, 33, 101, etc).

Pra MIM (Emerson), este é um sinal claro que a data foi de autoria de um maçom (coisa que os islâmicos não são).

Só relembrando, essa é MINHA opinião, respeito os que pensam ao contrário (inclusive o senhor pastor ^^).

Que Deus continue nos dando discernimento, e que venhamos, a cada dia, ganhar mais almas para Jesus, FIQUEM COM DEUS!!

PS: Só a título de curiosidade - O primeiro 11 é formado pelo dia em que a tragédia ocorreu, 11 de setembro de 2001.

O segundo 11 é formado somando-se o número do mês (9) com os dois algarismos do dia (1 + 1), o que resulta em 11.

Para mais informações: http://www.espada.eti.br/n1538.asp

ou,

Veja um jogo que foi criado 11 anos antes dos atentados de 2001 e mostrava tudo o que estava por vir: Parte 1 - http://www.espada.eti.br/n1753.asp e Parte 2 - http://www.espada.eti.br/n1855.asp

Aelson Júnior disse...

Muito interessante!

Tive quase a mesma dúvida do irmão Fábio, acima. Apesar de esclarecedor, me perguntei, não negativamente, o que isso tem a ver com os assuntos escatológicos.Mas tenho a certeza de que a resposta estará no livro...

Aelson Junior

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Emerson,

A paz do Senhor.

O irmão tem o direito de duvidar das investigações. Lembre-se de que os próprios terroristas assumiram a autoria dos atentados. Lembre-se de que há o registro nos aeroportos de que os terroristas embarcaram nos voos. Lembre-se de que houve ligações de pessoas de dentro das aeronaves para seus parentes, etc. Bem, as investigações confirmaram que Al-Qaeda planejou meticulosamente e executou o plano de 9/11. Sim, 9/11, pois em inglês o mês vem antes do dia. Simplesmente isso.

No mais, com todo o respeito, não perco meu tempo com numerologia paranoica. Eu até gosto da numerologia bíblica, que não é usada para fazer previsões, e sim para ressaltar, simbolicamente, as características de pessoas ou coisas. Mas a numerologia especulativa não tem nenhum fundamento.

Um abraço.

CSZ

Cidinha disse...

Ótimo artigo,mal posso esperar seu novo livro.
Deus abençoe

Miss. Marineuza de Sánchez disse...

A Paz do Senhor, Pr Ciro, estou com “água na boca” pelo livro do senhor, que já está no “forno”. Sou um leitor assíduo das suas postagens. Também sou ciente do torrente de e-mails que chegam à sua bandeja de entrada no @bol.com e do seu exíguo tempo para atender a tantos ‘sedentos’ e ‘ávidos’ leitores dessa fonte de conhecimento que o Senhor colocou nas nossas vidas para esclarecer quase toda a Bíblia, mas eu ficaria muito grato se o senhor pudesse dar atenção a um e-mail enviado pela minha pessoa, acerca do assunto “refutação ou afirmação da teoria que os dons de Deus são irrevocáveis”, se for possível, é claro. Uma saudação do seu amigo e irmão em Cristo o senhor meu pai Florencio Sánchez, e uma vênia minha à sua alta investidura, Pr. Ciro.
No amor de Jesus, Leonardo Sánchez.

Anônimo disse...

Muito bom o texto.

Alesandro

a quem interessar, segue um link interessante
http://moraisvinna.blogspot.com/2011/09/11-de-setembro-cinco-teorias-de.html

Georges disse...

As torres eu não sei, mas o Pentágono foi claramente uma queima de arquivo, com já comentei neste mesmo blog em outra ocasião.
1 - o sr. mesmo afirma que não há registro visual do avião se chocando. Como numa área de segurança máxima nenhuma câmera filmou o impacto?
2 - para um avião desse tamanho se chocar ao nível do chão deveria se aproximar nivelado com a rodovia por pelo menos 1km. Como ninguém viu um Boeing voando tão baixo,se em NY as pessoas viram as aernaves se aproximado e acharam que estavam "baixo demais"?
3 - no WTC dava para ver o buraco no mesmo formato das asas, mas no Pentágono o buraco foi circular, de menos de 20m; como, se um 767 tem 40m de envergadura?
4 - no WTC o 2o. avião atravessou o prédio, no Pentágono, não alcançou o anel central e "se desintegrou todo"? não sobrou nem um pneu, uma poltrona? Se as asas penetraram no edificio, deveriam fazer um buraco horizntal, de 40m; se não penetraram, pois o braco foi bem menor, onde form parar os destroços?
Tudo muito mal explicado.
Queima de arquivo, é óbvio.

Ciro Sanches Zibordi disse...

OK, Georges. Não sou quem vou convencer uma pessoa tão convicta como você.

Grato pela participação.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Leonardo Sánchez,

Tenho saudades de seu pai. Tive a honra de conhecê-lo quando eu ainda era funcionário da CPAD. Agradeço-lhe por suas palavras. Mande as minhas saudações ao querido pastor Floréncio.

A paz do Senhor!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amados,

Hoje, à noite, na National Geographic, foi ao ar uma ótima entrevista do ex-presidente George Bush sobre o 9/11. Muito interessante. Quanto ao Pentágono, foi apresentada uma filmagem lateral, em que se vê o avião se chocando contra o prédio. É muito rápido.

A aeronave colidiu contra o Pentágono com uma força de impacto equivalente a mais de mil vezes o próprio peso. Considerando que a estrutura do Boeing é de alumínio, no momento do choque a parte da frente de sua fuselagem foi amassada como se fosse um pedaço de papel. Os seus ocupantes e tudo o que estava no interior das aeronaves foram arremessados à frente, com a frenagem brusca, e esmagados, pulverizados, desintegrados, carbonizados, no momento da explosão. Impressionante.

Quem não analisa o que aconteceu com cuidado é presa fácil dos conspiracionistas, que insistem na tese de que os Estados Unidos mandaram um míssil contra a seu próprio Ministério da Defesa... Fazer o quê? Também há pessoas que acreditam em Papai Noel, duendes, gnomos...

Uma boa noite a todos.

CSZ

Hubner Braz disse...

Pr. Ciro,

Ótimo texto, neste caso sempre procuro conhecer o realismo do que especulações.

Parabéns pelo livro que virá...

Talvez eu irei no Rio neste Fim de Semana, ir lá na Bienal do Livro. Soube que hoje lotou!!!

Abrçs e a paz.

Confissões Insanas
hubnerbraz.blogspot.com

Christofer disse...

Pr, quais as novidades do livro? Preço, editora? Já tem data para ser lançado? Ou eu tou desatualizado e o livro já está sendo vendido?

Ciência e religião ao alcance de todos disse...

Pastor Ciro,
não gosto de sensacionalismo, mas que esta questão é um pouco mais complexa do que o senhor tentou explicar. Há realmente argumentos muito convincentes (outros nem tanto) sobre tendências conspiracionistas envolvidas neste evento. E, como você mesmo disse, a inteligência americana tem muitos recursos, e com certeza pode ter trabalhado para construir provas contrárias à tese conspiracionista, e fazer os mesmos parecerem ridículos.

Não me arrisco a fazer nenhuma afirmação absoluta, só acho que esse ataque deve ter tido muito mais coisas envolvidas do que mostraram no mídia.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Christofer,

Meu novo livro pode ser comparado ao Arrebatamento. Só posso dizer que ele breve virá... Todos os sinais indicam que a sua publicação não tardará.

Um abraço.

CSZ

Ciência e religião ao alcance de todos disse...

A propósito,
eu estava pensando em adquirir o livro "Erros que os adoradores devem evitar"... posso encomendar com o senhor?

Abraços, Paz de Cristo.

claudiopimenta disse...

eita pastor ciro

essa teoria da conspiraçao e tao falha quanto o argumento de que o homem nao pisou na lua!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro "Ciência e religião ao alcance de todos",

Que a questão é complexa é. Por isso, me dei ao trabalho de pesquisar antes de escrever este artigo. Mas é um exagero achar que os Estados Unidos estão enganando a todos. Eles não são os detentores de todas as informações. Estas estão globalizadas. E mais: mesmo havendo um grande interesse em prejudicar os norte-americanos, ninguém (nem os conspiracionistas!) conseguiu provar, de fato, que que o governo estadunidense planejou e executou um atentado contra o seu próprio povo. Isso é uma invencionice absurda!

A estratégia conspiracionista é apresentar vídeos em que "verdades ocultas" são apresentadas em linguagem de advogado que defende criminoso, como se estivesse diante de júri popular. Os conspiracionistas procuram colocar em dúvida o que realmente aconteceu. E isso faz com que algumas pessoas questionem a tudo e nunca se convençam. Sempre elas dizem: "Será que é verdade? Não acredito que toda a verdade foi revelada pela imprensa".

Modéstia à parte, não tentei explicar o que aconteceu em 11 de setembro de 2001. De fato, eu expliquei. O irmão pode não concordar com a minha explicação, o que eu respeito. Entretanto, expliquei. E até lamento por ter escrito um artigo muito longo. Tenho certeza de que boa parte dos leitores sequer teve paciência de ler todo o artigo. Mas foi necessário.

Sinceramente, não vejo nenhum apoio às teses conspiracionistas. Há provas incontestáveis de que o que ocorreu em 11 de setembro de 2001 foi um atentado terrorista perpetrado pela Al-Qaeda. E isso cai até no ENEM! Risos. Mas é verdade. Concordando ou não com a versão oficial, os jovens que prestarem o ENEM em 2012 precisarão conhecer a versão oficial para fazer a prova.

Por mais que os Estados Unidos quisessem (mas eles nunca quiseram!) construir provas contrárias à tese conspiracionista (na verdade, são os conspiracionistas que se contrapõem à versão oficial, e não o contrário), eles jamais conseguiriam, pois há evidências incontestáveis e públicas de que os terroristas atacaram a maior potência do mundo em 11 de setembro de 2001.

Há o registro nos aeroportos do embarque dos terroristas. Foi feita uma investigação sobre eles, e já há até documentários que mostram a história de cada um deles e como se prepararam, patrocinados por grupos islâmicos, para atacar os Estados Unidos. Houve ligação de pessoas de dentro dos aviões para seus parentes. Isso também ficou registrado.

Os Estados Unidos falharam, admito, em não levar a sério as ameaças de Bin Laden. Na verdade, o Ministério da Defesa (Pentágono) se prepararam para um ataque diferente e foram surpreendidos por uma ação aparentemente simples. Mas ela não foi simples. Envolveu muita pesquisa, durante muitos anos. Os terroristas sabiam o que fazer e como fazer para derrubar os prédios.

Diante do exposto, insisto: não há como negar o fato de que os terroristas da al Qaeda planejaram e executaram um audacioso plano contra os Estados Unidos em 11/9/2001. Aliás, a al-Qaeda assumiu o feito. Nesse caso, não são os Estados Unidos que acusam os terroristas islâmicos. A al-Qaeda é ré confessa.

Um abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro "Ciência e religião ao alcance de todos",

O irmão pode, sim, adquirir o livro comigo. O problema é que ontem foi à CPAD, e essa obra está em falta. Creio que a editora vai repô-la nos próximos dias, visto que, na semana que vem, é possível que eu vá à Bienal do Livro para ter um contato com os leitores e autografar minhas obras.

Um grande abraço.

CSZ

Ciência e religião ao alcance de todos disse...

Você pode me avisar quando estiver disponível?

david.sousarj@gmail.com

Abraços, Paz de Cristo.

Ciência e religião ao alcance de todos disse...

Pastor Ciro,
eu já sei de tudo que você falou na sua resposta, o que eu questionei foi exatamente a possibilidade de essas "provas incontestáveis", assim como a confissão da Al-Qaeda serem propositalmente forjadas.

Abraços, Paz de Cristo.

Marcos Andre - Professor disse...

O texto é muito bom, pra mim isso fecha o assunto sobre o 11 de setembro, as teorias da conspiração só faz é assustar as pessoas esses divugadores do DVD sobre os iluminates passam a ideia de que as coisas não estão sob o controle de Deus e que tudo está perdido, nem vi o DVD todo de tão ruim que o considerei!

Marcos Andre - Professor
CLUBE DA TEOLOGIA
http://marcosandreclubdateologia.blogspot.com/

Emerson disse...

Pastor Ciro, a paz do senhor.

O senhor respondeu ao meu comentário de uma forma muito respeitosa, por isso admiro e respeito o senhor cada vez mais.

Quanto a "numerologia paranóica", não foi eu que a inventei, são "eles" que fazem questão de deixar bem claro suas marcas nos produtos, acontecimentos, etc.

Ao contrário do que muitos podem pensar, não gasto meu tempo procurando "provas" de uma conspiração. Para mim tais acontecimento são uma demonstração clara da volta de Cristo.

Nunca deixarei de morar em uma casa com o número 11 por conta disso, isso sim seria paranóico.
Mas também não podemos nos dar ao luxo de achar que tudo o que a mídia divulga é verdade.

Das provas que o pastor apresentou como incontestáveis, todas podem ser facilmente forjadas, e todas foram divulgadas pela mídia de uma forma ampla, rápida e tendenciosa. Quantos debates entre especialista do assunto foram exibidos na tv? Poucos ou nenhum, mas vez ou outra aparece um "especialista" que reafirma toda a versão oficial (sem questionar nada).

Para MIM, o 9/11 foi mais um sinal
claro da expressão do 33° grau maçonico a "Ordo ab Chao" Ordem vinda do Caos. "Ordem" que um falso profeta implantará na terra depois do arrebatamento da igreja.

Não se enganem meus irmãos! o circo está armado, os palhaços e "O Astro" para distrair o povo estão em evidencia. Breve Cristo virá, Aleluia!

Mas não devemos esquecer da frase: "Uma mentira dita cem vezes torna-se verdade" Paul Joseph Goebbels - Ministro da Propaganda de Hitler (e não é o que mídia faz constantemente? deteriorando os valores cristão e o patrão moral que Deus nos ensinou através das Santas Escrituras)

A paz do Senhor pastor Ciro, FICA COM DEUS!!!

Mens sana in corpore sano disse...

Quando é que o Senhor vai escrever seu livro dizendo que acredita no papai noel e no coelhinho da pascoa?????

Paulo Roberto Junior disse...

A Paz Pr. Ciro !!!

Eu o conheci juntamente com o maestro Nilton D. em uma E.B.O. no setor 3 do Belém na Lapa (Pr.Valdir Bícego in memorian)onde tive o privilégio de te-lo como professor nas aulas de Hermenêutica.
De lá para cá, tenho te acompanhado através dos seus escritos (livros, blog, artigos ...)todos com excelente conteúdo. Quanto a esse artigo em questão, quero te parabenizar pela pesquisa, dedicação e ousadia, para levantar um assunto tão polêmico e que muitos pseudoteológos na busca de reconhecimento, querem através do senssacionalismo, fazer com todos creiam em seus mitos.

PARABÉNS...(AGUARDO SEU NOVO LIVRO)

esdrasquimico disse...

quem inventou essa tolice ridícula de "iluminatis" com certeza conseguiu seu objetivo: causar confusão no meio do povo de Deus. E de quebra, promover o ódio contra uma nação onde mais de 50% da população é evangélica.

Ciência e religião ao alcance de todos disse...

Esdrasquimico,
não vejo por que a "crença" nos Illuminatti causa ódio aos EUA... afinal eles são uma organização mundial e não só americana... enfim, pessoalmente eu não tenho ódio aos EUA, mas tenho várias reservas, que são por motivos totalmente alheios a isso: o modo de vida consumista, a irresponsabilidade ambiental, o fato de se acharem "donos do mundo" às vezes em alguns atos políticos...

Abraços, Paz de Cristo.

esdrasquimico disse...

Caro "ciência e religião ao alcance de todos", se você vê com maus olhos os americanos pelos motivos citados, então trate de ver o Brasil com os mesmos olhos. Somos sim um povo consumista exagerado e que despreza o meio ambiente, sendo Marina Silva uma única voz no deserto. veja o que fazemos com a amazônia e o cerrado. E tomamos decisões políticas cruéis também. Leia um pouco sobre a guerra do Paraguai e veja o que o "pacífico" exército brasileiro fez com mulheres e crianças paraguaias e quantos por cento de população perderam suas vidas sem piedade pelas mãos do "herói" duque de caxias.
Saudações Fraternas!!

esdrasquimico disse...

Pastor Ciro, parabéns pela lucidez na exposição dos argumentos. Gostaria muito de ter essa mesma paciência, ultimamente ando ficando meio triste de ver como nós evangélicos temos facilidade de abraçar qualquer tipo de absurdo. quanto mais tentamos limpar nossa imagem de ignorantes perante a sociedade, mais aparecem crentes acreditando nas mais estupidas teorias sem lógica nenhuma.

Ciência e religião ao alcance de todos disse...

Esdrasquimico,
é, hoje em dia não dá pra se ter orgulho de nenhum país... o jeito é fazer a sua parte e aguardar a volta de Cristo!

Abraços, Paz dEle.

Everaldo Filho disse...

Pr. Ciro, assim como o Sr. sou um mero estudande de Teologia e da Bíblia, sou oriundo de uma safra antiga de pregadores oriundo de oração e jejum que não vai aos ventos de novas doutrinas. Mas sobre esse caso há muitas dúvidas no ar que não foram abordadas pelo Sr. (ou se vai ser no livro que certamente comprarei). Não estou defendendo essa teoria e nem indo contra o Sr., estou apenas exercendo minha livre opinião nesse espaço democrático. Cadê os restou do avião que "se chocou contra o pentágono". Um dos aviões levava na sua barriga um artefato "bomba", mostrado em vídeo feito pela CNN, como a bomba foi colocada em vôo. Bombeiros e repórter ouviram explosões vindo dos prédios antes de caírem (fato este nunca mais comentado pela grande mídia). os próprios americanos não acreditam na história oficial (que não divulgada pela grande imprensa) e por último nenhum prédio no mundo (que não tinha a super estrutura do WTC), caiu em incêndio. Respeitosamente...