segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Benny Hinn é um bom referencial para o povo de Deus? (1)


Diante dos últimos acontecimentos do “mundo gospel” e considerando que Benny Hinn foi citado como um referencial por certo telepregador (não me pergunte o nome dele!), resolvi republicar a minha postagem mais acessada desde 2008. A minha intenção, ao fazer isso, é mostrar porque é perigoso adotar o “cair no poder” como um dos elementos do culto a Deus e considerar o aludido show-man como um modelo.

Não há no mundo todo um conferencista (conferencista?) tão famoso quanto Benny Hinn. É ele um profeta de Deus, um pregador da Palavra? Ou um falso profeta, um animador e manipulador de auditórios? Suas pregações costumam ter conteúdo evangelístico? Enfocam o nome de Jesus? Como se sabe, o
ponto alto de suas ministrações são algumas manifestações estranhas, que ocorrem, segundo ele, devido à “nova unção” que está sobre a sua vida.

As opiniões sobre a “nova unção” propagada por Hinn são divergentes. Alguns, afirmando que não se pode limitar o poder de Deus, a defendem com veemência. Outros consideram a cena de uma pessoa caída ao chão ou rolando pelo piso de um templo, no mínimo, grotesca. O assunto é polêmico e, por isso, deve ser abordado de maneira franca, objetiva e à luz da Palavra de Deus.

Benny Hinn e o 
“cair no Espírito”

As argumentações “bíblicas” para se defender o “cair no Espírito” são as seguintes, resumidamente: “Em Gênesis 2.21, Deus fez Adão dormir. Por que ele não faria, hoje, o crente dormir, ao ser cheio do poder? Da mesma forma, Abraão ouviu Deus falar quando estava em profundo sono (Gn 15.12). Finalmente, Daniel, Saulo e João caíram pelo poder do Senhor (Dn 10.8,9; At 9.4-8; Ap 1.17)”.

No primeiro exemplo, Deus fez Adão dormir para formar a mulher (Gn 2.22). No caso de Abraão, o sono não foi proveniente de Deus. Ele estava cansado, depois de ficar em pé aguardando uma resposta do Senhor, que veio por meio de uma tocha de fogo (Gn 15.13-21). Nenhum dos episódios, pois, fornece base para o “cair no Espírito”. Aliás, há também exemplos negativos, como o do dorminhoco Êutico (At 20.9), que inclusive estava em um culto...

As experiências de Daniel, Saulo e João também não proporcionam bons argumentos aos defensores da “nova unção”. Daniel contemplou uma grande visão, depois de jejuar durante três semanas (Dn 10.1-3). Paulo viu uma forte luz, que cegou os seus olhos (At 9.8,9). E João viu Jesus em sua glória (Ap 1.10-18). Nessas circunstâncias, seria mesmo impossível permanecer de pé. Mas eles não perderam a consciência, tampouco foram derrubados.

Eles caíram por não suportarem a glória do Senhor. Mas as suas quedas foram casos específicos, e não exemplares. Segue-se que os argumentos, baseados nos textos empregados para defender o “cair no Espírito”, são inconsistentes. E, por isso, é importante ver o outro lado da moeda (nota: há outras passagens, analisadas por este editor de blog em outro artigo, publicado no último dia 15, as quais também são usadas indevidamente na tentativa de abonar a manifestação em apreço).

Segundo a Bíblia, Deus nos quer de pé (Ez 2.1; 11.1; Mc 10.49; Ef 5.14). Em contraposição, quem gosta de lançar as pessoas ao chão é o Diabo (Mc 9.17-27; Lc 4.35). Jesus e seus apóstolos nunca impuseram as mãos sobre pessoas para levá-las ao chão.


A prática da “queda espiritual” já está ocorrendo em muitas igrejas. Curiosamente, alguns “ministradores” de tal prática, como este articulista já presenciou, seguram as pessoas com uma das mãos na testa e a outra na parte inferior das costas, tornando a queda inevitável. Ora, se a pessoa cai de poder, por que forçar a sua queda? E sempre há obreiros para ampará-las...

Em seu livro Evangélicos em Crise, Paulo Romeiro combate essa novidade: “O programa Fantástico, da Rede Globo, levou ao ar uma reportagem no dia 16 de abril de 1995 em que mostrou o desenrolar de um culto na igreja Vineyard, de Toronto. As cenas foram grotescas. As pessoas riam histérica e descontroladamente enquanto rolavam no carpete. Um homem se arrastava pelo chão, urrando como um leão” (Mundo Cristão, p. 80).

Quanto ao “urro do leão” e à “unção do riso”, Romeiro esclarece: “Alguns citam Isaías 5.29 para defender o urro (...) Mas aqui é uma metáfora (...) As pessoas que usam Isaías 5.29 para defender o urro do leão usariam também Isaías 40.31, ‘sobem com asas como águias’, literalmente para tentar sair voando? (...) Para justificar a ‘unção do riso sagrado’, seus defensores citam Gênesis 18.12, em que Sara riu (...) Entretanto, esta passagem nada tem a ver com gargalhada santa. Além disso, Sara riu de incredulidade, uma atitude nada recomendável para o cristão” (idem, pp. 80,81).

Na verdade, tanto o “cair no Espírito” quanto a “unção do riso” são práticas importadas da América do Norte, especialmente dos EUA. Elas foram propagandeadas no Brasil por pregadores show-men (o plural de man é men) como Benny Hinn, recordista em vendagem de livros, que já esteve em terras brasileiras algumas vezes, “ministrando milagres” através de “sopros santos”. Hinn, pastor do Centro Cristão de Orlando, na Flórida (EUA), leva inúmeras pessoas a caírem ao chão supostamente pelo poder de Deus.

Conheça Benny Hinn

Muitos crentes, por não conhecerem toda a verdade acerca de Benny Hinn, consideram-no um verdadeiro deus. Os fatos descritos abaixo são duras realidades, mas devem ser levados em consideração por aqueles que, cegamente, têm seguido aos ensinamentos de Benny Hinn:

1) Ele declarou que Jesus “... assumiu a natureza de Satanás, para que todos quantos tinham a natureza de Satanás pudessem participar da natureza de Deus”. Esta declaração blasfema é citada no excelente trabalho crítico de Hank Hanegraaff,
Cristianismo em Crise, editado pela CPAD (p. 166).

2) Afirmou que o Espírito Santo lhe revelou que as mulheres foram originalmente criadas para dar à luz pelo lado. Todavia, por causa do pecado, passaram a dar à luz pela parte mais baixa de seu corpo (
idem, p. 373).

3) Ensina que o homem é um pequeno deus. E afirmou: “Eu sou ‘um pequeno messias’ caminhando sobre a Terra” (
idem, p. 119).

4) Afirmou que o homem, em princípio, voava da mesma forma que os pássaros. Segundo ele, Adão podia voar até à lua pela sua própria vontade: “Adão era um superser (...) costumava voar. Naturalmente, como poderia ter domínio sobre as aves, sem ser capaz de fazer o que elas fazem?” (
idem, p. 128).

5) Hinn costuma visitar os túmulos de duas santas mulheres, Kathry Kuhlman e Aimee S. McPherson, para receber a “unção” que flui de seus ossos (
idem, p. 373).

6) Em seu livro
Good Morning, Holy Spirit (p. 56), Hinn afirma que, em uma de suas supostas conversas com o Espírito Santo, o Consolador teria implorado para que ele ficasse em sua presença: “Hinn, por favor, mais cinco minutos; apenas mais cinco minutos”.

7) Ele ensina que a Trindade é composta de nove pessoas, pois o Pai, o Filho e o Espírito Santo possuem, cada um, espírito, alma e corpo (
Cristianismo em Crise, p. 375).

8) Ao ser criticado, disse que gostaria de ter “uma arma do Espírito” para explodir a cabeça de seus críticos. Além disso, profere palavras funestas contra aqueles que refutam suas heresias. As ameaças abaixo, extraídas do livro supracitado (p. 376), foram dirigidas ao Instituto Cristão de Pesquisas dos EUA:


“Agora eu estou apontando meu dedo para vocês com o tremendo poder de Deus sobre mim... Ouçam isto! Existem homens e mulheres no sul da Califórnia me atacando. É sob a unção que lhes falo agora. Vocês colherão o que estão semeando em suas próprias crianças se não pararem... E seus filhos e filhas sofrerão” (...)

“Vocês estão me atacando no rádio todas as noites — vocês pagarão e suas crianças também. Ouçam isto dos lábios dum servo de Deus. Vocês estão em perigo. Arrependam-se! Ou o Deus Altíssimo moverá a sua mão. Não toqueis nos meus ungidos...”

9) Hinn concordou em tirar alguns erros do livro
Good Morning, Holy Spirit (Bom Dia, Espírito Santo), depois de uma conversa com Hank Hanegraaff (presidente do ICP dos EUA), em 1990. No ano seguinte, admitiu seus erros e prometeu fazer alterações em seus escritos. Entretanto, depois de algumas semanas, retornou às suas velhas práticas (idem, p. 375).

10) Defendendo a teologia da prosperidade, a qual ensina que a pobreza é uma maldição, afirmou que Jó era carnal e mau (
idem, p. 103), ignorando o enfático testemunho de Deus acerca de seu servo: “Observaste tu a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero e reto, temente a Deus, e desviando-se do mal”, Jó 1.8.

11) Defensor da falaciosa confissão positiva, declarou: “Nunca, jamais, em tempo algum, vão ao Senhor e digam: ‘Se for da tua vontade...’ Não permitam que essas palavras destruidoras da fé saiam da boca de vocês”. (idem, p. 295). Hinn ignora o fato de o próprio Cristo ter ensinado e empregado tal forma de oração (Mt 6.10; 26.39).


Diante do exposto, é Benny Hinn um profeta de Deus? Antes de responder a essa pergunta, leia Mateus 7.15-23. Bem, agora é com você: reflita e responda, com toda sinceridade e imparcialidade, à pergunta em apreço.


Ciro Sanches Zibordi

25 comentários:

Tatiane (BSB) disse...

O Pr Silas apenas contou uma experiência própria, não recomendou que seguíssemos seus ensinamentos. E o senhor está supervalorizando este comentário.
Sempre passo por aqui e creço muito, mas ultimamente não tem sido assim, lamento.
Que Deus continue te abençoando!

Anônimo disse...

Pr. Ciro, a paz do Senhor.

Temos algo mais importantes a tratar (não que seu artigo não tenha importância).
Veja recente matéria do Reinaldo Azevedo (Veja) sobre o possível voto favorável da Presindente Dilma para a criação do estado palestino. Observe ainda as razões dos recentes movimentos no mundo Árabe. Comente, se possível.
Em Cristo,
Pb. Cleilson Gomes AD Fortaleza, Ceará.

Cidinha disse...

Pastor Ciro,assim que vi o que o telepastor disse sobre Benny Hinn,eu logo lembrei-me desse seu artigo.
esse pastor anda cada vez mais perdido.
abs

Renan Anchieta disse...

BENNY HINN É UM ÓTIMO REFERENCIAL PARA O POVO DE DEUS.
A PRIMEIRA PESSOA QUE EU PENSO QUANDO QUERO CITAR UM FALSO PROFETA, PICA FUMO É O BENNY HINN ENTÃO ELE É O MELHOR REFERENCIAL DE COMO NÃO É UM CRISTÃO.

Rogério disse...

Benny Hinn foi apenas uma ponte para o discurso inflamado do Telepregador em questão. Na verdade os interesses que estão em jogo não são os do Reino de Deus e sim os seus interesses expúrios em conquistar o dito mercado gospel para a venda de seus produtos. Porém o que mais me chamou a atenção foi o fato dele ao final do discurso se "unir ao inimigo" quando disse que devemos abrir os olhos porque a Globo denunciou ao Ministério público que possivelmente investigará os pastores, programas etc... que prometem prosperidade e o "escambau"(perdão pelo termo)aos que investem seus recursos financeiros para serem abençoados.Isso com certeza inclui o programa dele. Nesse quesito ele concorda com seu opositor. disse "vamos prestar atenção porque se não vai vir chumbo grosso por aí"
Se essa moda pega... Murdok, (aliás Murdok e Marduk Deus da Babilônia não tem muita difrença)cerullo e outros mais vão ter que sair corridos do Brasil. E tenho dito!

Pr. Cledionilson Rodrigues disse...

muito bom, o milagreiro Hinn é uma ameaça, mas atualmente tem surgido outros nomes com maior influencia, pois possuem mais acesso a igreja brasileira, e que precisam ser desmascarados. De qualquer modo meu rogo é que vc continui nesse ministerio e que Deus seja pródigo para com vc em coroá-lo de força, de animo e sabedoria. Estamos no tempo em que as pesoas amam mais a criatura do que o criador, e estes nem atentam muito para o que está sendo dito, consideram apenas quem está falando. é o fulano, então é verdade, sem ao menos compararem com as Santas Escrituras. lamento!

DANNILO STELIO disse...

Muito boa lembrança, Pr. Ciro. Acompanhei a réplica do ilustre obreiro na Tv Bandeirantes e quando escutei TORONTO e BENNY HINN, a espinha arrepiou. Um só já é problema, dois é quadrilha nesse caso. Que referencial para uma prática tão polêmica, tal pouco edificante e tão controvertida, a ponto de detonar uma celeuma entre dois líderes religiosos de renome, envolvendo ainda uma grande turma de cantores gospel. QUe confusão (de Deus é que não é) !!!
No dia seguinte, em nossa classe de senhores da EBD, esse foi um ponto muito comentado (e que encaixava-se muito bem no contexto da lição INTEGRIDADE DA DOUTRINA CRISTÃ).
A reedição dessa postagem sobre Benny Hinn vem em muito boa hora, para ajudar no esclarecimento e crescimento espiritual daqueles que ainda podem crescer; quanto aos "prejudicados verticalmente" no sentido espiritual, paciência.
Graça e Paz.

Matheus Carrel disse...

Oi Pastor Ciro tdb?
Segundo o Silas ele usou a defesa de um versiculo que diz que o Esp santo sopra onde quer, para fazer uns cair, outros rirem ou virarem cambalhota, como você deve ter visto no video. E tb usou o argumento de que essas manifestações estranhas podem ser de Deus e que satanas as imita como vc tb viu no video.
Sabe que qualquer dia eu queria ir numa pregação desse Benny Hinn pra ver se eu seria arremessado longe com um golpe de paletó kkk Eu não consido imaginar Paulo fazendo essas coisas e muito menos ensinando essas coisas erradas dele.
.
Novamente eu peço ao senhor que me tire a duvida sobre o fato de Jesus ter fundado uma religião. Em todas as igrejas como a IURD, a do RR Soares, até a que eu vou está sendo ensinado que Jesus não fundou religião, que religião é algo ruim que leva a pessoa ao inferno. Isso entra em contradição com Tiago 1:26. Por isso eu escrevi um texto de umas 30 linhas sobre isso, e vou mandar pra vc por email. Teria como vc ler pra ver se aprova?
.
Obrigado.
((( estou te mandando o email agora mesmo)))

disse...

Benny Hinn não pode ser referencial de ninguém, mas infelizmente é o do Silas, e tem gente que ainda quer desconversar sobre o vacilo do Silas. Adorei seu artigo!

mary disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mary disse...

pr. ciro, a paz do senhor, gostei muito do seu artigo,sobre o pr. "beny hinn" isso que ele diz cair no espirito, isso e diabolico.ele verdadeiramente e um falso profeta.

mary disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ailton Silva disse...

esta foi boa, urrar todo mundo quer, mas sair voando de predios?

trindade da trindade? três natureza de três deuses ou nove de um?

este livro dele foi tão lido e recomendado? nunca li, acho que.......

será que tem algum perigo desta briga espirrar em nós?

Anônimo disse...

Paz do Senhor Pastor Ciro,

Antes quero dizer que tenho aprendido muito com seu Blog, apesar de não concordar com tudo. Creio que há exageros e modismos nas igrejas hoje, mas quanto ao cair, quando Pedro no Pentecostes com os onze foram batizados em At. 2:14, a Bíblia diz que Pedro se colocou de pé com os onze, será que eles para se colocarem de pé não estavam talvez no chão pelo poder de Deus?

(Atos 2:14) - Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a sua voz, e disse-lhes: Homens judeus, e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras.

Deus te abençõe,

Marcio.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezado Márcio,

Leia a Bíblia: "e, de repente, veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam ASSENTADOS" (At 2.2).

Um abraço.

CSZ

Rebeca disse...

vai chegar o dia em que os salvos vao poder julgar. Esse dia nao chegou ainda e nao cabe a nenhum ser humano dizer quem eh e quem nao eh de Deus. Eu nao conheco o Benny Hinn, nao defendo e nao critico, mas nao acho que um artigo como esse glorifica o nome de Deus e muito menos faz alguem crescer na caminhada crista. Cabe a nos levar Cristo e nao discordia entre crentes. Deus abencoe.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Olá, "Rebeca"!

Vou gastar poucos caracteres para lhe responder: João 7.24; 1 João 4.1; 1 Tessalonicenses 5.21.

CSZ

Thata disse...

Artigo excelente Pr. Ciro
eu tenho aprendido muito
que DEUS continue te abencoando

Tiago Rosas disse...

Ilustre Pr. Ciro,

Parabéns pela sábia e moderada exposição dos fatos! E aos crentes mimados que dizem que nenhuma edificação traz esse artigo, permita-me a divergência. Este artigo, a partir do momento que confronta os modismos ocorrentes nas reuniões evangélicas com o que realmente diz a Bíblia, desperta nosso entendimento pelo primado das Escrituras para nos posicionarmos de forma prudente diante de tais movimentos. "Julgai tudo, retende o bem" - é o que ensina o doutor Paulo.

Não bastasse o pastor M estar afundado no tremendal de lama da nefasta Teologia da Prosperidade, agora vem abertamente endossar a "unção do cai-cai", a "unção do riso" e a "benção de Toronto", citando como ícone o Benny Hinn. Definitivamente, o pastor M já não é mais o mesmo de 10 anos atrás. Antes de qualquer consideração, louvo a Deus pelo desligamento do pastor M da nossa CGADB, e acho que dessa forma deve ficar claro que a tradicional Assembleia de Deus, com seus ministros e obreiros valorosos, não comunga com a Teologia do pastor M, nem com suas apreciações por "cai-cai" e gargalhadas santas. Não foi assim que nos ensinaram os pioneiros da fé pentecostal no Brasil, Daniel Berg e Gunnar Vingren.

Quanto ao Benny Hinn, já está provado por A + B que trata-se de um falso profeta! E não há qualquer receio em mim para tal declaração, pois "pelos frutos os conhecereis". Alguém que faz tais afirmações já citadas nesse artigo e amplarmente conhecidas, bem como usar da indução e sugestão psicológica para promover surtos em massa, não pode ser genuino profeta de Deus. Profetas não manipulam, antes condenam o pecado e dirigem o povo pelo caminho da santidade. Aliás, tá aí duas palavras esquecidas no vocabulário desses profetas de Toronto e Cia.: "pecado" e "santidade".

Agora, usar At. 2:14 para dizer que Pedro e os demais estavam caidos no Espírito em Pentecostes... com todo respeito, aí é o que pode se chamar de analfabetismo funcional. Não precisaria recorrer nem a Hermêneutica nem a Exegese para perceber que "levantando-se" trata apenas de um realce da posição de liderança tomada por Pedro no ato da pregação. É alguém que ergue-se, levanta-se no meio da multidão para pregar, defender, exortar. A má interpretação disso é preocupante, pois é exatamente essa uma das artimanhas de satanás: distorcer o verdadeiro sentido da palavra de Deus para promover as heresias, e falsificar as doutrinas bíblicas. Ele quis distorcer o Salmo 91 quando tentou Jesus no deserto, mas o Senhor o repreendeu dizendo: "Está escrito", e este sim interpretou bem o que diz as Escrituras.

Deus nos ajude.

Kaburé disse...

Achei o artigo muito oportuno, pois temos vivido momentos bem críticos do evangelho no Brasil.
A palavra de Deus é suficiente, Cristo é suficiente, mas a maioria tem preferido buscar caminhos alternativos e imediatos. Como diria um amigo meu "aprender dói", sentar, estudar, memorizar, meditar e viver a palavra de Deus ninguém quer, o que querem são movimentos vazios, passageiros que em nada edificam. Se existirem mais Bereanos ( os que confirmavam nas escrituras a pregação de Paulo) os falsos profetas talvez não teriam tanto sucesso, mas como eles tem um público cativo, então...infelizmente vão continuar existindo e fazendo sucesso. Por isso vejo muito valor tanto naqueles que anunciam o verdadeiro evangelho, como naqueles que batalham em defesa de uma fé genuína, Bíblica.
"Pecais porque não conheceis as Escrituras" disse Jesus.

Aelson Júnior disse...

Quanto a "Bênção de Toronto", vejam este vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=3GfF-260OR8

Encontrei agora. Queria ver com meus próprios olhos o que ocorria lá na igreja vineyard.

Dá a impressão de que os demônios possuiram as pessoas...

Aelson Junior

Pb. Fernando Souza disse...

Pr. Ciro, a Paz do Senhor!

Parabéns pelo artigo. Há um exagero no meio pentecostal, uns por não conhecer a Palavra, outros, piores que os primeiros, conhecem a Palavra, mas a usa para seu ego. É preciso sim, denunciar estes deturpadores da sã doutrina, cheios de invenções (nova unção).
A verdade da Palavra de Deus precisa ser preservada, ensinada e praticada. Acredito que toda convenção séria e comprimissada com as Sagradas Escrituras, deveriam orientar seus pastores acerca destes assuntos. Incentivando-os a, em suas igrejas, ensinarem com devoção a palavra de Deus. Digo isto, porque no meu ministério há divergência nestes assunto e muito pouco conteúdo da Palavra é ensinado.

Que Deus o abeçoe.

Por Pb. Fernando Souza, Santa Mª. da Vitória - BA.

Iasmim disse...

Show...sempre desconfiei que era um falso profeta...agora com essas informações tenho certeza!!!

DASSAYEV disse...

PAZ DO SENHOR PASTOR CIRO ! GOSTO DOS SEUS COMENTÁRIOS, VEJO QUE SEMPRE ESTÃO EMBASADOS NA PALAVRA DE DEUS. GOSTARIA QUE O SENHOR ME RESPONDESSE UMA PERGUNTA: EU ESTOU LENDO O LIVRO HERÓIS DA FÉ, EDITADO PELA CPAD. LI QUE EM ALGUNS MOMENTOS SÃO RELATADOS PESSOAS CAINDO PELO PODER DA PRESENÇA DE DEUS. CAINDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO. O QUE O SENHOR ACHA DISSO ?

Zue Lima disse...

Aposto que com todos os erros dele, ninguém aqui fez a metade dos acertos que ele fez, me digam quem de vocês pregou a mais pessoas que ele, que curou mais pessoas que ele,que viajou mais países que ele?? Agora se ele tá cometendo falhas, é com Deus que ele vai tratar, ou Deus colocou alguns de vocês como Juízes, já que possuem todo esse poder para criticar, porque não ganham almas, quantas ganharam esse ano, enterrar o TALENTO pra criticar o TALENTO de quem tá granjeando não vai te livrar da CONDENAÇÃO quando o seu Senhor vir!!!