quarta-feira, 15 de junho de 2011

O gondimismo, do filósofo Ricardo, e as heresias do “precioso” Jüngen Moltmann


Engana-se quem pensa que o gondimismo é apenas um novo segmento evangélico. Trata-se, na verdade, de um movimento perigoso, que se contrapõe a doutrinas fundamentais da Palavra de Deus.

A fonte de autoridade da escola gondimista não é a Palavra de Deus, mas a teologia liberal, a ponto de seu idealizador — o pastor e filósofo brasileiro Ricardo Gondim — chamar o criador da perigosa teologia da esperança, o alemão Jüngen Moltmann, de “precioso”. Ora, preciosa é a Palavra do Senhor, que dura para sempre (1 Pe 1.24,25)! Precioso é Jesus, a nossa rocha viva e eleita (1 Pe 2.4)!


Mas, o que é a teologia da esperança? Ela foi criada por Wolfhart Pannenberg e Jüngen Moltmann, com base no hegelianismo, em resposta aos ensinamentos de Barth e Bultmann. Quais são as suas principais características, reproduzidas pelo gondimismo?

A teologia da esperança rejeita as profecias como sendo história prescrita, embora enfatize o aspecto escatológico da revelação divina. Mesmo as promessas já cumpridas na história de Israel estão sujeitas a novas interpretações e cumprimentos. O futuro trará algo totalmente novo, mesmo para Deus.


Para Moltmann, embora enfatize a ressurreição como promessa do futuro, nada fala da cruz como pagamento do pecado. Ele ignora o efeito do pecado, pois o homem é apresentado completamente livre e capaz para o futuro, e não prisioneiro do mal. Como o homem pode apressar o futuro por participar ativamente na sociedade, é a sua obediência que traz o futuro, e não Deus.


Com base na teologia da esperança e em outros autores “preciosos”, o gondimismo ignora os atos históricos e definitivos de Deus, bem como considera utópicas as promessas escatológicas, como a Segunda Vinda (Jo 14.1-3; 1 Ts 4.16,17; Tt 2.13; Ap 22.20, etc.). Além disso, relativiza os valores da família esposados no Novo Testamento (Mt 19.1-12) e propaga o falacioso teísmo aberto, que nega a soberania do Deus Todo-poderoso.


O gondimismo apresenta um plano de redenção universalista, baseado no próprio esforço humano, e um Deus que não parece ser totalmente Deus, uma vez que Ele também tem um futuro cheio de possibilidades. Não é o Deus que é, e sim o Deus que vem a ser...


Paro por aqui. Mas peço aos leitores deste blog que leiam agora mesmo os seguintes textos neotestamentários: Mateus 7.15-23; Atos 20.27-30; 2 Coríntios 11.3,4; Gálatas 1.8; 1 Timóteo 6.3,4; 2 Pedro 2.1,2; e Apocalipse 2.12-17.


Maranata!


Ciro Sanches Zibordi

20 comentários:

Diego disse...

E ainda tem gente que defende Gondim e afirma ser ele um profeta. Dissem que ele somente expressa seus pensamentos, sem se importar quão antibiblicos e enganosos esses pensamentos sejam. Como faltam bereanos hoje em dia. E vendo esses casos eu me espanto com a exatidão de textos Biblicos, como 2TM 4.3,4 por exemplo.

Anônimo disse...

Primeiro Deus não pode intervir no futuro, depois existe relação homossexual que não é promiscua agora, a volta de Jesus é utopia, sera que basta ou Gondin ainda tem mais??

Saulo Lopes

Anônimo disse...

Saudações no senhor Jesus!, confesso que estou profundamente decepcionado com o Pr. Ricardo Gondim. Li o seu livro "É proibido", e reconheço que é uma ótima obra, com argumentos bíblicos profundos contra o legalismo e farisaísmo.
Por isso a palavra de Deus nos diz "Olhando pra Jesus", mais uma vez a palavra de Deus está com a razão.
Como pode um escritor de uma obra tão profunda, mudar tanto assim?.

Abraços no amor de Cristo. Pb. João Eduardo Silva - AD Min. Belém - SP.

Laudinei- NEI disse...

Uma música do Kazuza dizia que seus heróis morreram de overdose.
Parece que uma overdose de filosofia tem matado alguns de meus herois. Ricardo é um deles.



Laudinei
exemplobereano.blogspot.com

Aelson Júnior disse...

É por esses e outros acontecimentos que a Biblia diz:

"Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas" (2Tm 4.3-4).

Que fiquemos com a Palavra de Deus, que permanece para sempre.

Aelson Junior

Ireneu De Lyon disse...

Ricardo Gondim, já foi um dos melhores expositores da Palavra de Deus e dos valores do Evangelho. Particularmente, eu nunca ouvi mensagens tão sólidas, analíticas e imersivas sobre a vida cristã como eram as mensagens do Gondim.

Eu escutei muito o Gondim. Eu só conhecia o Gondim de suas pregações dispostas na internet, datadas de 2003-2005. Eram de fato pregações excelentes.

Me deparei com as contradições suas atuais. De início achei tudo um exagero. Confesso. Depois, da Tsunami do Japão, parece-me que o Gondim soltou-se de vez, quando equiparou Deus a um demônio, segundo a lógica Calvinista e Arminiana (afinal, Aminianismo crer que Deus está no cotnrole também).

Atualmente, concordo com as constatações a respeito de que de fato o Gondim é Teísta Aberto; muito embora ele, às vezes de forma "escorregadia" tente não admitir que é defendor dos valores dessa doutrina herética.

Gondim foi um grande pregador do Evangelho. Hoje discute mais teologia, insiste convencer muito mais as pessoas a pensarem consigo, do que tem interesse humilde e simples de valorizar e expor a Palavra de Deus, tal como ela é endossada nas Escrituras.

Hoje Gondim está confuso e perdido. Porque está dando muito mais crédito e autoridade a teologias "sofisticadas", do que a simplicidade, porém, sólida e concreta Palavra de Deus.

Gondim pode ser um homem de bem, uma pessoa maravilhosa, de fino trato, enfim, mas, vamos e venhamos, não é porque ele é uma pessoa "muito legal", simpática, que devemos fazer vista grossa as suas baboseiras doutrinárias, escandalizando e destruindo a fé de várias ovelhas.



Ireneu.

Anônimo disse...

Não acredito em nada do que está sendo escrito nesse site. E fico decepcionada ao saber que o blog do Pr. Ciro está sendo usado para divulgar tais coisas.
É necessário inteligência e discernimento do Espírito para compreender as mensagens que são trazidas pelo Pr. Ricardo Gondim. Eu o conheci e tenho convicção que ele é um homem de Deus.
O que for do Senhor, que prevaleça e que as línguas maldosas sejam derrotadas.
A paz do Senhor!

JOELSON GOMES disse...

Onde estão as citações do livros ou dos livros de Moltmann para comprovar "suas heresias"? Espera-se que quem discorda de alguém e o chama de herege pelo menos mostre onde estão as heresias, e pq são heresias.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Anônimo,

Quem possui tanta convicção como você diz ter não precisa se esconder atrás do anonimato. Diga-me o seu nome, por favor.

Você não acredita em nada do que eu escrevi? Não precisa acreditar em mim. Apenas reconheça que o gondimismo nega a soberania de Deus; relativiza os valores da família; e afirma que a sua volta, prometida pelo próprio Salvador, é uma utopia.

Acorde! Ainda há tempo.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Joelson,

O gondimismo é uma falácia. E a teologia da esperança é igualmente falaciosa. Você não precisa nem ir aos livros para constatar isso. A Internet tem artigos de gente confiável que trata do assunto. Eu estudei sobre Moltmann no seminário. Por isso, falo com conhecimento de causa. Ademais, o próprio Gondim afirmou que o tal teólogo defende que a vinda de Cristo é uma utopia.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

P.S. Os leitores mais atentos certamente perceberam que o livro de Moltmann que trata do assunto propagado por Gondim está na imagem.

Thayane de Almeida disse...

A paz do Senhor Pr. Ciro, meu nome é Thayane e realmente não preciso me colocar no anonimato. O Pr. Ricardo Gondim não nega a soberania de Deus, simplesmete defende que Deus está no controle de todas as coisas, porém Ele não manipula todas as coisas.
Conhecendo o Gondim e seu ministério, falo com convicção que o senhor está equivocado em afirmar que ele nega a soberania de Deus; relativiza os valores da família; e afirma que a sua volta,
prometida pelo próprio Salvador, é uma utopia.
Pois já ouvi muitas mensagens recentes dele defendendo a volta do Senhor Jesus! E também ele não defende e prática homossexual.

O senhor precisa conhecer mais o ministério do Gondim.

Ainda há tempo de voltar atrás em suas palavras! Pois quando pecamos contra um parceiro de ministério, pecamos contra Deus!

Deus o abençoe! Pois também admiro e louvo a Deus pelo seu ministério.

Thayane C. S. Almeida

Antonio Celso disse...

A paz do Senhor

Já algum tempo escuto as mensagens do Pr. Ricardo, gosto muito delas, ele é um pensador, mas não as recomendo para qualquer um, tem gente que não consegue entender, e eu conheço pessoas assim, essas coisas sobre homossexualismo eu não sabia, vou ficar com o que ouvi nas mensagens até hoje

Sei que ele é polemico, não concordo com tudo que escuto, só fico com o que é bom.

Antonio Celso!

JOELSON GOMES disse...

Sr. Ciro, como o senhor notou eu n me referi ao Gondim. E sou Agostiniano, ou Pauliniano se for um termo melhor. Acredito firmemente na soberania total de Deus tanto que não concordo com o Arminianismo e reafirmo o sistema de Calvino (sou pr. Congregacional da Aliança Congregacional, tradição diretamente relacionada as Doutrinas da Graça). Agora o que me chamou a atenção foi a falta de inrteração com as obras do autor (Moltmann) citado para fazer as devidas considerações ao seu pensamento. Ler o que escrevem sobre alguém e daí tirar um pensamento conclusivo eu acho temeroso.

Deus o abençoe e obg pela resposta.

Thayane de Almeida disse...

Pastor, gostaria que aceitasse meu comentário, e de ler sua resposta.

Eu sou o "anônimo".

Deus abençoe.

Thayane C. S. de Almeida

Ciro Sanches Zibordi disse...

Sr. Joelson,

Fique tranquilo. Conheço a obra de Moltmann. Caso contrário, não falaria dela.

Grato pela participação.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Olá, Thayane!

Acho que você tem razão. Não sei nada, mesmo...

Gondim disse que a volta de Cristo é uma utopia ("e utopia é aquilo que não ocorre; caso contrário não é utopia", disse ele), mas não quis dizer exatamente isso. Acho que eu entendi errado...

Ele também não disse à Carta Capital que não vê problemas no "casamento" homossexual. Fui eu quem interpretei mal as suas palavras...

Ademais, Gondim nunca pregou o teísmo aberto. Eu e muitos exegetas estamos enganados...

Peço-lhe desculpas pelos meus equívocos.

CSZ

Antonio Celso disse...

Acabei de ler a "Carta Capital"
se vc não leu então vejo o que o pastor RG disse.

CC: O senhor é a favor da união civil entre homossexuais?

RG: Sou a favor. O Brasil é um país laico. Minhas convicções de fé não podem influenciar, tampouco atropelar o direito de outros. Temos de respeitar as necessidades e aspirações que surgem a partir de outra realidade social. A comunidade gay aspira por relacionamentos juridicamente estáveis. A nação tem de considerar essa demanda. E a igreja deve entender que nem todas as relações homossensuais são promíscuas. Tenho minhas posições contra a promiscuidade, que considero ruim para as relações humanas, mas isso não tem uma relação estreita com a homossexualidade ou heterossexualidade.

Se isso for verdade...meu Deus!

Rodrigo P. Silva disse...

Thayane, não querendo afrontar sua opinião, mas diante de fatos não há argumentos, o Pr Ricardo Gondim é uma pessoa conceituada, mas lamentavelmente tem perdido a visão do reino, temos que admitir!!!

Não há nada contra a pessoa do Ricardo, mas com as idéias dele.

Rodrigo P. Silva

Thayne C. S. de Almeida disse...

Olá Pr Ciro, sou eu a Thayane "anonimo"...rs
Confésso que sou uma ouvinte das mensagéns do Pr Ricardo Gondim, e concórdo com muitas coisas que ele prega e defende, porém nem tudo.
Procurei ver se os argumentos do Gondim citados em seu blog procedia, e vi que sim.
Fiquei muito decepcionada com o que vi e li sobre o pastor Gondim.

Quero te pedir sincero perdão pelas minha respostas ao senhor em defesa do pastor Gondim.
Ele realmente se equivocou e muito com seus argumentos.

Deus abençoe e muito o senhor!!!!
Louvo ao Senhor Jesus pelo seu ministério!!!!
abçs Thayane