quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Minhas meditações diárias (2): cristianismo verdadeiramente cristão


Nessa madrugada, por graça de Deus — não é sempre que faço isso, pois prefiro as manhãs para meditar —, reli, em oração, Hebreus 13 nas versões Almeida Revista e Atualizada (ARA) e Almeida Revista e Corrigida (ARC), minhas versões preferidas em língua portuguesa. Meu objetivo não era fazer uma exegese do texto, e sim uma leitura devocional, em meditação.

Se fizermos uma análise versículo por versículo, frase por frase, palavra por palavra, de Hebreus 13, teremos, sem exagero, uma manancial, um tesouro, à nossa disposição. Arrisco-me a dizer que esse único capítulo é o suficiente para a preparação de um livro contendo, pelo menos, dez mensagens repletas de lições para a vida cristã com muitos pormenores.

Mas, neste artigo, gostaria apenas de apresentar uma reflexão a respeito de seis coisas que os seguidores do cristianismo verdadeiramente cristão não podem esquecer ou ignorar — e todas elas estão em Hebreus 13.

Hospitalidade (v.2). O autor de Hebreus assevera que não devemos nos esquecer da hospitalidade. E ele menciona uma razão para fazermos isso: “alguns, praticando-a, sem o saber acolheram anjos” (ARA). Pense no que significa ser hospitaleiro. Tratar bem os amigos é fácil. E, quando temos de ser hospitaleiros com quem não conhecemos? Sofremos, ao fazer isso. No entanto, Deus muitas vezes usa esse tipo de circunstância para nos abençoar. Não foi isso que aconteceu com a viúva que ajudou Elias? E o que dizer do personagem bíblico mais famoso do momento, Zaqueu? Já imaginou se ele dissesse a Jesus: “Na minha casa, não! Minha mulher não vai gostar de receber uma visita inesperada”?

Presos (v.3). Sejamos sinceros: Qual cristão, incluindo eu e você, caro leitor, costuma se lembrar dos presos, dos encarcerados? Alguém se lembra do maníaco do parque, que estuprou e matou inúmeras jovens? E daquela jovem paulistana que planejou e executou o assassinato dos pais? Posso ser sincero? Quando eu me lembro desses presos “famosos” (na verdade, afamados), não lhes desejo, no meu íntimo, boas coisas. Mas o texto bíblico de Hebreus 13 diz: “Lembrai-vos dos encarcerados, como se presos com eles” (ARA). Meu Deus, que difícil recomendação da sua Palavra! Como eu preciso melhorar!

Maltratados (v.3). A ARC diz “Lembrai-vos dos... maltratados”, e a ARA: “Lembrai-vos... dos que sofrem maus tratos”. E acrescenta: “como se, com efeito, vós mesmos em pessoa fôsseis os maltratados”. Gostamos de lembrar apenas de coisas boas, que nos trazem satisfação. Ninguém gosta de lembrar, por exemplo, de um morador de rua, maltratado pela vida ou pelas más escolhas que fez. Os espíritas dizem: “Ele está sofrendo, mas é o seu karma”. E alguns evangélicos, conquanto iluminados pelo Espírito, se dão ao luxo de afirmar, sem nenhuma compaixão: “Deus sabe por que esse homem está sofrendo; trata-se de um miserável pecador, um vaso da ira”. Ah, como o nosso cristianismo seria realmente cristão se aprendêssemos a ser “bons samaritanos”!

Pastores (v.7). Nunca os pastores foram tão desrespeitados. Hoje, ser pastor não significa muita coisa, sobretudo na blogosfera em parte cristã! É claro que há falsos obreiros, aos quais convém mesmo “tapar a boca” ou refutar segundo a Bíblia (Tt 1.10,11). Mas não são muitos os cristãos que atentam para a seguinte recomendação: “Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver” (ARC). Esse respeito aos pastores (“guias”, ARA) não é por causa do título que eles possuem, e sim porque foram chamados e ungidos pelo Senhor. E quem se levanta contra eles — no caso dos verdadeiros, é claro — está se levantando contra quem?

Beneficência (v.16). O texto diz: “E não vos esqueçais da beneficência” (ARC). Beneficência é o amor em ação; é a prática do bem. Afinal, o amor só é amor quando em ação. Se alguém diz “Eu amo a Palavra”, mas nunca medita nela, que tipo de amor é esse? Por isso, o salmista, ao falar do seu amor para com a Lei do Senhor, afirmou que ela era a sua meditação em todo o dia (Sl 119.97). E o que dizer do amor a Deus e ao próximo? E o que dizer do amor aos inimigos? A Bíblia não diz que devemos fazer bem a todos? Essa última pergunta é retórica; traz em si mesma a resposta de que devemos amar e fazer o bem (amor em ação) até aos nossos inimigos (Rm 12.20). Estamos dispostos a isso? Ou queremos vê-los arrasados, prostrados, enquanto cantamos: “Tem sabor de mel, tem sabor de mel, a minha vitória hoje tem sabor de mel”?

Comunicação (v.16). “Não negligencieis igualmente... a mútua cooperação” (ARA), diz o autor de Hebreus. E acrescenta que Deus se compraz com esse tipo de sacrifício. Ser um cooperador, um ajudador, alguém que comunica alguma coisa a alguém, seja um dom espiritual, seja uma ajuda material, significa se sacrificar pelo próximo! Mas, quem hoje está disposto a sofrer, a se sacrificar, por alguém que não seja um parente, como filhos, netos, esposa, pais?

Enfim, correr atrás de trio elétrico dizendo que está evangelizando os foliões é fácil. Escrever belos textos para a blogosfera em parte cristã, pelos quais expomos o nosso pensamento e refutamos isso e aquilo, também não é tão difícil. Mas, e viver o cristianismo verdadeiro, o cristianismo realmente cristão, que não se esquece da hospitalidade, dos encarcerados, dos maltratados, dos pastores, da beneficência e da mútua cooperação?

Lamento, mas o cristianismo realmente cristão é para quem deseja ter a Bíblia como a sua regra de fé, de prática e de vida. E é isso que eu desejo, embora reconheça, humildemente, que ainda não o tenha alcançado...

Em Cristo,

Ciro Sanches Zibordi
Niterói, RJ
3:27

41 comentários:

Fernando disse...

Olá, pr. Ciro Sanches!
A Paz do Senhor Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.

É prazeroso, pela manhã, ler uma meditação tão profunda, da Santa Palavra de Deus.

Que Deus, o SENHOR, ajude a cada um de nós a praticarmos o cristianismo.

Tenha um excelente dia, em nome de Jesus.

Em Cristo Jesus,

Fernando da Conceição
Assembleia de Deus
Rio das Ostras-RJ

Anônimo disse...

Rodrigo Sales
Mozarlandia-Go

GLOOOOORIAS A DEUS !
Agradeço a Deus por essa mensagem,falou profundamente comigo.As vezes eu penso que estou sendo um verdadeiro cristão,mas na realidade estou distante disso.
Que Deus o abençoe e permaneça te usando.
A paz do Senhor

Philadelfia - Evangelismo e Louvor disse...

Paz, Pr. Ciro!

É... depois de ler um texto forte como essse, falta-me o que comentar!

Faço coro com o senhor: "Como eu preciso melhorar!"

Que o Senhor tenha misericórida de nós!

Em Cristo,

Elian Soares
www.evangelismoelouvor.com

Cidinha disse...

Á paz do Senhor pr.Ciro !lendo essa meditação logo agora pela manhã ,vem de encontro com aquilo em que eu estava a pensar na minha vida como cristã,logo hoje em que minha igreja se encontra de luto devido ao falecimento do jovem filho de um pastor do nosso campo,eu mesma me questionei se estou mesmo fazendo a vontade de Deus,ou se estou distante.
Essa mensagem me alertou.

Que Deus continue te usando grandemente.

Flávio disse...

Paz Pastor Ciro!!! Li este artigo e vi o quanto estou longe de tudo, o quanto meu eu ainda vive. Confesso que temi, porque não faço nada disso e carnalmente falando nem quero fazer. Mas com humildade no coração te faço uma pergunta. Será que me preocupar com os meus (família, noiva, amigos) é errado? Será que verdadeiramente estou tão longe assim?
Um abraço!!!
Flávio!!!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezado irmão Flávio,

Eu também lhe faço uma pergunta: Por que tantos sinais de exclamação? Aliás, sempre três!!! Risos.

Falando sério, procure ver o texto de modo abrangente, refletindo sob uma perspectiva de alcançar o ideal. Não podemos nos conformar, pensando que já somos perfeitos como cristãos. É esse o objetivo do texto: instigar-nos (veja que estou me incluindo) a melhorar como cristãos.

É óbvio que se preocupar com os seus (família, noiva, amigos) não é errado. Mas a Palavra de Deus nos estimula a não fazermos apenas as coisas que nos satisfazem. Não podemos ser egoístas, pensando apenas em nós e nas pessoas que dizem respeito a nós.

O próprio Senhor Jesus afirmou que não devemos amar mais do que a Ele os pais e os filhos, pois se fizermos isso não seremos dignos dEle (Mt 10.37).

Se o irmão está cuidando bem dos seus, parabéns! Mas não se esqueça do próximo. O cristianismo verdadeiramente cristão, isto é, o cristianismo bíblico, ideal, não é egoísta; ele se compadece do próximo, assim como o samaritano da parábola narrada em Lucas 10 se compadeceu de um desconhecido e o ajudou. Teria sobrevivido aquele homem sem a ajuda de um estrangeiro?

Em Cristo,

CSZ

Flávio disse...

Pastor Ciro. É verdade, nunca notei que sempre escrevo com três exclamações!!!(risos) Mas, agradeco-lhe pelo esclarecimento e concordo com o senhor. Minha pergunta foi apenas para esclarecimento próprio e não para demonstrar que não tenho zelo pelos demais. Sei que se muitos de nós(me coloco em primeiro lugar) pararmos um pouco e olharmos para o lado, ajudaremos muito as pessoas e Cristo será glorificado.
Um abraço.
Flávio

Rinaldo Santana disse...

Pr. Ciro! Graça e paz,
Maravilhoso post! Uma verdadeira lição para nós Conforme, (Dicionário Teológico, Claudionor C. de Andrade) [Do grego christhos, messias] – Cristão é “Aquele que vive de conformidade com os ensinamentos de Cristo. Não basta crer em Cristo para ser cristão; é necessário, antes de qualquer coisa, executar os mandamentos deixados por Ele. Ser cristão significa fazer-se amigo de Cristo. Os melhores cristãos são os que se parece com Cristo”.Quando nos parecemos com Jesus podemos usar o nome dele e somos atendidos!"João 14.13-14: "E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. ... tendes pedido em meu nome; pedi, e recebereis. Que Deus em Cristo nos abençoes que possamos dia a dia ficarmos mais parecidos com Jesus!!

Eu particularmente sinto que preciso parecer mais com Jesus, ser mais submisso a sua vntade.

Em Cristo José Rinaldo de Santana
www.rinaldoeapalavra.blogspot.com

Blog do Rubens disse...

A paz do Senhor Jesus pastor Ciro.
Se quisermos realmente ser cristãos verdadeiros devemos ter a Bíblia como nossa regra de fé. Que o Senhor tenha misericórdia de cada um de nós que muitas vezes, para ser sincero quase todas as vezes, colocamos nossas necessidades pessoais em primeiro lugar, nossos objetivos, nossos anseios, primeiro nós. Compartilho da mesma opinião que o senhor (senhor não, você srsrrs) realmente estou bem longe de chegar aonde o Senhor Jesus deseja, mais estou caminhando, que Deus tenha misericórdia de nós.

Michele disse...

A paz, irmão Ciro !Amei a mensagem ,pois DEUS tem me permitido estar entre os nossos irmãos encarcerados ,(sou professora ,mais talvez ,DEUS tenha me permitido estar lá somente para aprender , aprender amar os desvalidos ,os marginalizados ,os que desconhecem o amor de DEUS por nós,aprender com a fragilidade do ser humano ).Lá não dá para pregar antropocêntrismo,triunfalismo ,revanchismo... Somente o evangelho de CRISTO é capaz de produzir arrependimento! Como disse Nelson Mandela ,´´Só conhece seu país ,quem já esteve em uma de suas prisões´´. Fico triste ao ver nossos jovens fascinados com os pulpitos enquanto o mundo clama por alguém que se disponha a ir pregar o evangelho . Que DEUS continue abençoando seu ministério ,sabendo porém que o vosso trabalho não é vão !

HELIO ALVES DA COSTA disse...

a paz pastor ciro.
muito importante essa colocaçao realmente e sem duvida de muito proveito toda e qualquer meditaçao biblica,e aos hebreus 13, e muito rico em detalhes para nosas vidas.
que a paz esteja comvosco
helio costa.

Marcelo de Oliveira e Oliveira RJ disse...

Prezado Pr. Ciro,

Paz e Bem!

Auto-ajuda, Triunfalismo e Confissão Positiva não cabe mesmo neste capítulo. Essa meditação vai ao encontro de nossas debilidades para amar o outro (já que a nossa relação com o Pai é Vertical - Amar a Deus...; e horizontal - Amar Gente, Pessoas...) demonstrando este sentimento em ação. Precisamos desejar essas práticas urgentemente como estilo de vida, tomo esta realidade para mim do qual me considero o principal em falta.
Deus abençoe o teu ministério e continue a usá-lo poderosamente.

Um abraço fraterno.
Rio de Janeiro, RJ.

Anônimo disse...

Ainbda bem que acabei de ler agora no blog do Geremias e ele provou que vc e o altair estão errados.
E ele provou isso respeitosamente e meigo para com vcs e sem vaidade alguma.
Considero todos vcs grandes mestres, mas o Geremias é mujito mais, até pelo fato de ser bem mais velho.

Elienai Cordova disse...

Pr. Ciro
Parabéns por mais esta excelente postagem. Seria bom cada cristão usar a empatia ao tratar o seu próximo para que a sociedade, cristã ou não, possa ser párticipante dos beneficios que ela produz. Esse capitulo trata muito essa virtude, esquecer um pouco o "eu" e lembrar um pouco o "eles".
Aproveito para convidar a acessar meu blog: elienaicordova.blogspot.com, claro que deixo-lhe a vontade para fazer a sua avaliação.
Um abraço na Paz do Senhor

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pr. Ciro Zibordi,
A Paz do Senhor!

Sào textos assim que nos fazem refletir e caminhar para o que é ideal segundo as Sagradas Escrituras!

Fui edificado!

Que Deus continue iluminando a sua vida!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro anônimo:

Eu não estou em nenhuma disputa com o pastor Geremias do Couto. E, por isso, não entendo porque ele teria que provar que eu estou errado. Acho que o irmão anônimo está equivocado. Eu tenho as minhas convicções acerca do batismo em águas e respeito as dele, e também as do pastor Altair Germano, que são mais próximas às minhas, mas não idênticas.

Por outro lado, eu concordo plenamente que o aludido pastor e escritor é um grande mestre, a quem admiro desde a minha adolescência. E acho até, de certo modo, uma honra para mim alguém fazer esse tipo de comparação, pois na minha avaliação estou muito aquém de mestres como o pastor Geremias, não apenas por causa da idade, e sim por menor capacidade mesmo. Reconheço a minha pequenez.

Em Cristo,

CSZ

Italo disse...

Olá pastor Ciro,

Nesses ultimos meses eu venho estudando o livro de Hebreus e estou achando um livro incrivel. E gostei muito da sua exposição sobre alguns versiculos do capitulo 13. Bom gostaria de saber no seu ponto de vista e na sua opinião qual o escritor do livro de Hebreus??

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e pastor Ciro Zibordi,

A Paz do Senhor!

Volto a este post, para corroborar com sua resposta ao comentarista anônimo, uma vez que dá mostras que está entre aqueles que "querem ver o circo pegar fogo".

Não fui constituido advogado do Pr. Geremias do Couto, mas citei lá, em meu comentário, que todas as posturas, ainda qur divergentes em alguns aspectos, trouxeram grande contribuição, em um assunto que tradicionalmente vivia na obscuridade, sem que ninguém comentasse.

Parabéns ao irmão e aos demais editores de blog que postaram sôbre o referido assunto.

Assim continuaremos crescendo!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Ciro:

Lamento por esses anônimos que usam do artifício do anonimato para criar rivalidades. Por isso tenho, literalmente, ojeriza a eles!

Ainda bem que somos, pela graça bendita do Senhor Jesus, bastante maduros para não nos envolvermos nesse tipo de bobagem.

Reprovo, repilo e repreendo em nome do Senhor esse tipo de manifestação, não importa de quem tenha partido, pois ela não serve sob nenhuma hipótese aos interesses do Reino de Deus.

Estamos em busca do ideal, como o irmão bem descreve, mas devo reconhecer que tal como o irmão e tantos outros estou muito longe dele e luto para me submeter ao Espírito Santo simplemesmente como um instrumento em suas mãos. Cometendo uma falha aqui, outra acolá, mas buscando ser apenas servo, e ainda por cima, inútil.

Abraços!

Edilson Paulo- Cuiabá MT disse...

A graça e paz de nosso senhor Jesus Cristo, pastor Ciro.
Além de Hebreus Cap. 13, que possamos também meditar em 1 corintios 13, não é so conscidencia de capitulos, mas é o mque esta faltando em muitos cristoes, que desejam morar nos céus.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor Geremias,

Grato pelas suas importantes observações.

Hoje, na blogosfera em parte cristã, existem vários tipos de anonimato e de "anonimato" (pois alguns que usam desse expediente já são bem conhecidos entre nós).

Há pelo menos três tipos de anonimanto:
1) O anonimato propriamente dito.
2) O anonimanto em que o "anônimo", sem estar "logado" põe o nome que quiser e se dá ao luxo de mencionar nomes fictício de igreja e cidade. Alguns, creio, estão atentos à minha agenda, pois inserem nomes de cidades por onde tenho passado...
3) E ainda o anonimato mediante perfil não existente ou sem nenhuma informação.

Tenho avaliado bem o conteúdo de cada comentário antes de publicar. E, em geral, quando publico comentários anônimos, aproveito para fazer esclarecimentos gerais e proveitosos a quem está acompanhando as nossas abordagens.

Portanto, olhando para Jesus, o nosso Referencial, prossigamos o nosso ideal, rumo à maturidade!

CSZ

francisco disse...

Pastor Ciro,bela abordagem! Gostaria se possivel saber com relaçao a hospilidade se a afirmativa biblica sobre ela seria por exemplo nos dias atuais em virtude da dificuldade e mudanças dos valores nol ugar de receber alguem em nossa casa, alugarmos uma noite ou diaria numa pensao ou hotel ? (no caso por exemplo de obreiros do interior receberem viajantes)

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado e Nosso pr. Ciro Zibordi,

A paz do Senhor!

Repito parte da sua matéria abaixo, porque, sinto o mesmo e lamento da mesma forma:

"Lamento, mas o cristianismo realmente cristão é para quem deseja ter a Bíblia como a sua regra de fé, de prática e de vida."

O Senhor seja contigo em sabedoria e conhecimento!

O menor de todos, mas, feliz da vida por ter recebido o seu livro: Erros que os Adoradores Devem Evitar.

ADRIANO JOSÉ URSULINO ISIDRO, 28 ANOS disse...

A paz do Senhor Jesus Pastor Ciro.

Quero lhe parabenizar por esse pequeno estudo e reflexão da Palavra de Deus.
Muitos estão esquecidos que Jesus mais ensinou do que pregou (não estou dizendo que a pregação não serve, mas tudo tem o seu momento), e a Igreja da atualidade está precisando de puro ensinamento, pois caso contrário, tomará outro rumo.
O senhor é um bom ensinador Pastor Ciro, queria que toda igreja tivesse um pastor assim (não desmerecendo os outros), que ensinasse a sã doutrina sem medo como o Apóstolo Paulo.
Não se preocupe, Deus está com você Pastor Ciro, e o senhor é uma ferramenta muito útil para os nossos dias. Com certeza foi Deus quem o levantou.

A paz do Senhor Jesus seja com todos.

Johnatas Silva disse...

Paz pastor Ciro!

É,realmente precisamos atentar com mais diligência para os ensinamentos que a Palavra de Deus nos traz sobre o verdadeiro cristianismo.Sei que tudo o que o senhor mencionou neste breve texto é algo de suma importância na vida de todo autêntico cristão.

Devemos orar,e pedir ao Senhor que nos ajude a por em prática todas essas coisas.Para que possamos assim,ser verdadeiros cristãos,vivendo o verdadeiro cristianismo.

Em Crsito,

Johnatas Silva, Amazonas.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado e Nosso pr. Ciro Zibordi,

A paz do Senhor!

Retorno para deixar um simplório comentário para o a.n.ô.n.i.m.o.

Concordo plenamente com os nobres prs. Carlos Roberto e Geremias do Couto, quando repudiaram os anônimos, e permita-me algumas palavras a estes seres anônimos:

Os covardes e virulentos anônimos na globosfera, desejam aperfeiçoar as suas artimanhas malígnas para como instrumento do inimigo das vidas, receberem a inspiração das trevas, e assim, proclamar suas armadilhas, aos que estão de maneira semi-morta, na espectativa de combater os verdadeiros proclamadores do Evangelho da Verdade.

A virtude e o caráter caminham juntos com os que são responsáveis e maduros na relação aos demais CRENTES.

Você conhece um anônimo que possua caráter?

Você conhece um anônimo que possua virtude?

Você conhece um homem de bem que seja um anônimo?

Você conhece um anônimo que se relaciona com outro anônimo?

Ser anônimo, é vergonhoso até para o inimigo das nossas vidas que não possue caráter e nenhuma virtude!

Ser anônimo, é ser apenas um ser mesquinho, desprovido da sensibilidade humana e provedor de confusão!

Podemos chamar a estes de raça de víboras, pois, são verdadeiras serpentes, que se deslizam na tentativa de abocanhar aos néscios com o seu chacoalhar danino.

Os anônimos apesar de estarem escondidos, nos é permitido ler os seus corações como um livro aberto, e por serem de fácil leitura, nós os CRENTES, os identificamos com o que está escrito no Livro de Salmos 101:05:

"Aquele que difama o seu próximo às escondidas, eu o destruirei; aquele que tem olhar altivo e coração soberbo, não suportarei."



O Senhor seja contigo, nobre amigo!

o menor de todos.

Silas Cortez disse...

Pastor Ciro, A Paz do Senhor Jesus...
é a primeira vez que comento em suas postagens, porém, quero que saiba que sou leitor assíduo do seu blog!
Parabenlizo-o e oro pra que o Senhor além de mantê-lo em pé, levante homens e mulheres com essa postura em defesa do verdadeiro evangelho. Escolhi comentar nesse artigo, porque o senhor falou tudo o que reflito Há anos, sobre o que é ser um Cristão de verdade. Que o Senhor me dê graça e ousadia para que assim eu faça como o tens feito, defender o evangelho em tempos tão conturbados como os nossos!! que Deus continue a te iluminar!! PARABÉNS...

Francivaldo Jacinto disse...

A paz do Senhor!

A renúncia e o amor ao próximo tem que fazer parte da vida do cristão.
Precisamos melhorar a cada dia!
Ainda bem que temos a Bíblia para nos corrigir.

Em Cristo,

Francivaldo Jacinto.

Anônimo disse...

Pr. Ciro, sou eu o André.

Fiquei triste quando o senhor falou em anonimato e disse que alguns estão por dentro de sua agenda.
Por acaso o senhor se referia a mim, que uma vez falei que ia tirar uma foto quando viesse em minha cidade em maio?
Nem falo o nome da minha cidade com medo da lingua do pr. Newton que acusa o pr. Cesino e e os Gideões de Hereje.
Por acaso o senhor concorda com o pr. Newton que os GMUH são pura heresia Pura? Se for é só dizer que comunicarei ao meu amigo e vice presidnete executivo da Igreja e Gideõs, pr. Reuel Bernardino, tenho o maior prazer de ser leal a ele, pois ele não sabe que seu amiguiinho Newton vive atacando o GMUH direto aqui na net. E eu presumo que o senhor esteje de aocrdo com ele em atacar minha Igreja e nosso Evento que é o maior Evento de Missões do Brasil.

Tiago Rosas disse...

Pr. Ciro,

excelente dissertação.

Mas só para efeito de simples correção, o sr. escreveu "cristinianismo" por "cristianismo", no título desse texto.

No mais, excelente!

Paz de cristo.

jorge mélo disse...

É a pura verdade, este seu post Pr. Ciro.
Nestes dias agitados e estressantes em que todos estão vivendo, inclusive os cristaõs, devemos parar um pouco parar um pouco, fazer uma reflexão por alguns momentos,(principalmente antes de orar pelas madrugadas, ou quando estivemos no círculo de oração)e fazer um balanço na nossa consciencia em relação de como estar o nosso viver cristão.
Portanto, é muito importante fazer esta reflexão diariaménte.
JESUS está voltando.
DEUS abençõe a todos.
Salmo 133.
Recife - Pe.

Robson Silva de Sousa disse...

Paz, prezado Pr. Ciro.

Oxalá fossemos todos tomados do mesmo sentimento e nos lançássemos verdadeiramente nas mãos do pai celestial para sermos guiados em tudo pelo Seu Santo Espírito...

Quem sabe assim atingiríamos a maturidade (estatura) necessária para professarmos um cristianismo verdadeiramente cristão...

Que o Senhor nos ajude!

Abraços,

Em CRisto,

Robson Silva
Prossigo para o Alvo... Fp 3:14

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezado anônimo ou André (Deus o sabe),

Quando eu falei em anonimato, falei em tese. Não me referi a ninguém em específico. Mas, por que o irmão se incomodou? O que eu falei diz respeito ao irmão? O irmão, por acaso, faz o que eu disse que certos anônimos e "anônimos" fazem? O importante é a sua consciência estar tranquila. Ela está?

Quanto às declarações do pastor Newton, não tenho nada a comentar. Se ele disse isso mesmo que o irmão afirmou, converse com ele. Afinal, não fui eu quem disse. E sim ele. Nós somos amigos, mas ele tem liberdade de se expressar do modo dele, e eu, do meu.

Eu não ataco pessoas e instituições. Eu respeito a minha denominação e os pastores que Deus tem levantado no Brasil. Eu ataco erros, heresias, incongruências...

Entretanto, não gostei da sua petulância, meu irmão. E, quanto à sua ameaça de dizer isso e aquilo para o seu pastor, que é seu amigo e vice-presidente, vá em frente; faça o que o irmão quiser! Mas eu também gostaria de conversar com ele a seu respeito.

Saiba, meu irmão, que eu não sou pregador ou ensinador profissional. Eu prego ou ensino onde me convidam; prego ou ensino onde desejam me receber; prego e ensino onde conhecem o meu trabalho literário e desejam que eu compartilhe a mensagem que Deus me tem dado. Não prego para agradar a ninguém.

Portanto, o irmão ameaçou a pessoa errada.

CSZ

Anônimo disse...

Pr. Ciro.

Fiquei incomodado porque o senhor falou de forma generalisada. Mais ainda bem que o senhor explicou bem agora para mim, o que me deixou aliviado.
Lembra do meu 1º post em seu blog? Então deve lembrar que sou um admirador seu e fiquei imensamente feliz em saber que sua opinião a respeito dos Gideões não é a mesma do pastor que mencionei.
Quanto ao meu nome, se o senhor não sabe se é André mesmo, o senhor vai saber quando vier aqui na minha cidade, espero que ensine conforme ensina nos vídeos, especialmente o evangelho Antropocentrico e Heresias. Estamos na Expectativa.
Aproveito o espaço para pedir perdão sobre minha petulancia, pois nenm tinha percebido que estava sendo.
Quando nos conhecermos com certeza vai mudar de ideia a meu respeito e acho que vai até rir. Meu nome é André mesmo pr. Ciro! Ia falar mais, mas prefiro que o resto fique como surpresa e acho que boa surpresa.

Honório Guedes disse...

Pr. Ciro, A Paz do Senhor, obrigado por partilhar conosco suas meditações, sobre este importante capítulo da palavra de Deus!
O senhor nos levou a repensar nosso cristianismo...
Abraços Fraternais!
Honório Guedes
vosso irmão menor

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão André,

Amém!

Conversaremos pessoalmente, então, se Deus quiser.

A paz do Senhor.

CSZ

Gilson disse...

Quando sobra religiosidade, faltam Verdade e Discernimento.

Isaias 58:1-10 e Zacarias 7:1-9.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão Gilson,

Peço-lhe que seja mais claro, por gentileza, a fim de que entendamos o que irmão quis dizer com a frase e os versículos citados.

Em Cristo,

CSZ

leitao disse...

Indiferença.

Vivemos em um mesmo mundo,alguns distantes,alguns próximos,mas todos idealizam seu próprio mundo.
Somos tão diferentes fisicamente,mas somos feito da mesma matéria e temos o mesmo espírito,o mesmo Pai; Mas somos tão diferentes em nossos ideais.
Estamos em um só ambiente,mas separados por barreiras invisíveis que nos mesmos criamos,há tantas classes,há tanta diferenças sociais,que nos limitam e nos oprimem.
As vezes nos da ate uma sensação de estarmos livres,mas estamos presos em nossa própria casca.
Como seria um mundo sem opressão,sem guerras,sem dor.
É fácil construir este mundo não é não,mas se cruzarmos os braços isso nunca acontecera,que tal um passo de cada vez.
Pra começar,que tal perdoar seu irmão,mas se lembre todos nos somos irmãos perante o Pai.
E pra que tantas religiões se, existe somente um DEUS.
Não me julgue pela minha aparência,talvez nem pelo meus atos,na verdade não me julgues por nada,pois mais insignificante que eu seja ;Eu e você fazemos parte desse mundo,onde todos somos irmãos,onde todos respiramos o mesmo ar,nos aquecemos sobre o mesmos raios de sol e o mais importante somos filhos do mesmo pai; E por mais distantes que nos encontramos em nossas vidas material ,estamos ligados em um só espírito;Um espírito divino,um espírito santo;O espírito do criador.
Do pó viemos ao pó voltaremos; Mas nossos espíritos jamais perecerá; Se guardar mos DEUS em nossos corações.
Pare tudo o que esta fazendo e por um instante feche os olhos,e ouça seu coração,ouça com atenção,tenho certeza que ouvira a voz do senhor,tentando se libertar dentro de você.

preciso saber se estou no caminho certo,adoro falar de deus e tenho tanto a dizer,mas não sei como começar???

Anônimo disse...

paz do senhor pastor,conheci o senhor numa de suas palestras biblicas na assembleia de Deus em ponta grossa até em então não o conhecia ,então o senhor nosso Deus ,o usou numa de suas pregações ,aprendi que aqueles que pregam o verdadeiro evangelio estão sofrendo,por amar e ministrar as sagradas escrituras.muitos dizem que o muito estuda a biblia ou aqueles comentário ou jargões ou entenda como o senhor quizer com seu imenso intelecto que a palavra ´mata´ oque tá matando hoje não é palavra ,é as prfetadas que estão sendo distribuidas.os nssos crentes estão vivendo em um mundo de fantasias .estão se frustrando acusando Deus ,e se perguntando por que deus não cumpriu na minha vida oque ele prometeu? pastor me corrija se eu estiver errado ,oque eu estou fazendo é um desabafo doque eu vejo nos lugares aonde tenho pregado.é revelação pra tudo quanto é lado que deus vai liberta ,sai daqui , sai da í rrrsss me perdoe pastor mas tive que comenta co m o senhor .porque com os pastores que eu comentei fui tachado como intolerante.a palavra de Deus cura, sara,liberta .a palavra Deus é poder ,passa céu e terra mais a palavra dele nunca adi passa.conhecereis a verdade ,e a verdade vos libertara.quem conhece averdade jamais se desviara dela.espero que o senhor leia o pequeno comentario.paz pastor .Deus te abençoe

Anônimo disse...

Deus lhe abençoe Pastor Zibordi. Que humildade de sua parte! Suas últimas frases são difíceis de se ouvir da boca de muitos pastores hoje. "ainda não alcancei a perfeição..."
Muito obrigada.