segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Precisamos voltar a cultuar a Deus


Cultuar ao Senhor implica adorá-lo, tributar-lhe voluntariamente louvores e honra. Podemos cultuá-lo de modo individual — continuamente: “Orai sem cessar” (1 Ts 5.17) — e de maneira coletiva, quando nos reunimos em algum lugar (templo, casa, etc.) para adorá-lo (Mt 18.20). Em ambas as modalidades, o objetivo primário é sempre a adoração (Jo 4.23,24), seguida do enlevo espiritual do adorador (Jr 23.19; 33.3). O culto a Deus exige exclusividade: “Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto” (Mt 4.10, ARA).

Infelizmente, os nossos cultos coletivos foram, ao longo do tempo, ganhando adjetivos que evidenciam o quanto perdemos de vista o propósito primário de adorar a Deus. Hoje, tudo no culto (culto?) é preparado para agradar as pessoas, e não ao Senhor. E nós nos dirigimos ao templo para receber bênçãos do Senhor, e não (prioritariamente) para oferecer-lhe a nossa adoração. Isso é um desvio, posto que temos invertido as prioridades.

Vejamos alguns dos muitos tipos de “culto” que criamos, ao longo do tempo, para satisfazer os nossos caprichos:

Culto de libertação. Com o intuito de atrair gente e ver os templos lotados — o que também, naturalmente, aumenta a receita da igreja —, começamos a promover “cultos” de libertação. Ora, se o nosso Senhor, o Libertador, está sempre presente conosco e, sobretudo, em nós, por que precisamos de uma reunião específica de libertação? Basta-nos cultuarmos ao nosso Libertador e pregarmos a verdade, sempre, a fim de que haja libertação (Jo 8.32,36).

Culto de avivamento. Hoje, precisamos de reuniões específicas para Deus avivar o seu povo... Mas o verdadeiro avivamento ocorre continuamente, como consequência da verdadeira adoração. O que chamamos de culto de avivamento, na verdade, é uma reunião em que crentes gritam, pulam, sapateiam, mas não amadurecem, não crescem na graça e no conhecimento (2 Pe 3.18). Se oferecêssemos cultos a Deus, com louvor, pregação e ensino da Palavra, haveria verdadeiro e contínuo avivamento na igreja (Ef 5.18,19).

Culto da bênção, da vitória, das causas impossíveis, dos milagres. Como as coisas estão difíceis, hoje! Precisamos de reuniões específicas para Deus operar! É preciso fazer campanha, participar da tarde da bênção, da noite dos milagres... Por que não voltamos a cultuar ao Senhor Jesus? Se fizermos isso, veremos milagres em nosso meio, não de maneira forjada, mas como consequência de nos humilharmos, e orarmos, e buscarmos a sua face, e nos convertermos de nossos maus caminhos (2 Cr 7.14,15).

Culto de louvor. Esse tipo de “culto” — também conhecido, vulgarmente, como “louvorzão” — é, na verdade, um show, pelo qual cantores e grupos se apresentam para agradar a plateia. Há pouco ou quase nada de louvor nesse tipo de reunião, mas o povo dança e se diverte. Já temos até imitações fajutas do Michael Jackson no nosso meio! Podemos chamar isso de culto? Biblicamente, o culto coletivo deveria ser de louvor (louvor, mesmo!), e não de cantoria (uma espécie de show de calouros), dança ou qualquer outro tipo de apresentação para agradar as pessoas.

Cultos de doutrina e da família. Não sou contra reuniões voltadas especificamente para o ensino, como é o caso da Escola Dominical e dos chamados cultos de doutrina. Afinal, quando estudamos a Palavra de Deus com submissão e obediência, também estamos cultuando ao Deus da Palavra. E, se, em nossos “cultos” de doutrina, houvesse mesmo exposição da sã doutrina, seria uma maravilha! Mas precisamos atentar para 1 Coríntios 14.26, a fim de que haja, em nossos cultos coletivos, louvor ao Senhor, exposição da sua Palavra e manifestação do Espírito Santo (1 Co 14.26).

Também não há problema nenhum em fazermos reuniões de aconselhamento à família. Mas é um erro tirarmos Deus do centro, ainda que por uma causa nobre. Precisamos, repito, olhar para o culto mencionado no Novo Testamento, especialmente no livro de Atos. Naquele tempo, não havia culto disso e daquilo. Todo culto era para honrar e adorar ao Senhor. E a salvação de almas, a manifestação do Espírito, mediante os dons espirituais, os milagres, as curas, a resolução de problemas ocorriam naturalmente. Não era preciso fazer campanhas, de$afio$, etc.

Culto administrativo. Ora, se o culto é — por definição — para Deus, como podemos oferecer-lhe um culto administrativo? É óbvio que esse tipo de reunião não é para glorificar ao Senhor. Certa vez, participei de um desses “cultos”. Aliás, eu havia sido convidado para pregar, mas um irmão usou praticamente todo o tempo para falar dos ventiladores e microfones que a igreja tinha comprado, e não houve exposição da Palavra! É claro que esse tipo de reunião (administrativa) é importante, mas isso nada tem que ver com culto a Deus.

Que Deus nos ajude a entendermos que o nosso culto coletivo é um momento especial em que nos reunimos para apresentarmos a Ele um louvor verdadeiro, buscarmos a sua presença, em oração, e ouvirmos a sua voz, principalmente pela sua Palavra. E que o Senhor nos ajude a não sermos crentes que vivem de “cultos” disso e daquilo.

Conscientizemo-nos, ainda, de que o nosso culto a Deus nunca termina. Não o cultuamos apenas no templo, de modo coletivo. Cultuemo-lo constantemente, em nossa casa, em nosso trabalho, na faculdade, no templo, ao dormir, ao acordar... Aliás, até dormindo (no caso dos cristãos se prezam) o cultuamos, como lemos em Isaías 26.9 e Cantares 5.2: “Com a minha alma te desejei de noite, e com o meu espírito, que está dentro de mim, madrugarei a buscar-te” e “Eu dormia, mas o meu coração velava”.

Perdoa-nos, Senhor! Temos nos orgulhado do grande crescimento numérico das igrejas evangélicas, ainda que os líderes de muitas delas não tenham nenhum compromisso com o evangelho de Cristo. De fato, Senhor, elas estão cheias de multidões de interesseiros. Mas temos pecado, ao não adorar a ti em espírito e em verdade. Renova-nos, a fim de que voltemos a dar-te culto, como nos tempos da igreja primitiva. Amém.

Quantos podem dizer
“amém”?

Ciro Sanches Zibordi

51 comentários:

Paulino disse...

A paz do Senhor Pr.Ciro
Verdade é que precisamos voltar para o verdadeiro louvor ou culto ao nosso Deus prestando assim a ele sacrificios de louvores com cânticos espirituais.Nestes tempos a direcção do culto agora esta voltado para o homem,é necessario sabermos que a direcção do culto é da responsabilidade do Senhor nos reunirmos é para o louvarmos um tem cantico outro tem palavra tudo para gloria de Deus.
É tempo de mudarmos alguns hábitos na nossa igreja estas mudanças todas que vivenciamos actualmente esta levando o povo a não apresentar-se a Deus como sacrificio vivo santo e agradavel a ele prestando assim um culto racional ao Senhor.Romanos 12:1-2 actualmente temos as igrejas cheis muita gente a participar dos nossos cultos mas em contrapartida não estamos a ver verdadeiros adoradores do altissimo vemos pessoas a brincar na igreja sem temores trazendo hinos sem nenhum respaldo biblico.Temos que estar apercebido será que o Senhor esta gostando tudo isso,é mesmo o Senhor que esta no comando ou os pastores das nossas igrejas,porque ja dá para vermos que estamos longe com esses movimentos todos da verdadeira adoração da qual o Senhor se agrada.

Anônimo disse...

Fabio (Sorocaba, SP)

Olá pr Ciro, a paz do Senhor.

Caro amigo, o senhor tirou as palavras da minha boca é que eu não tenho esse incrível talento para escrever que o senhor tem, parabéns.
É a pura verdade o que escreveu, até parece que o senhor é daqui de Sorocaba. É culto disso, é culto daquilo etc.
Lembro-me de quando eu me converti a dezesseis anos atrás,os nossos cultos não tinha títulos, mas tinha poder de Deus, salvação, batismo com o Espírito Santo, profecia, interpretação de linguas etc. Não que hoje essas maravilhas não aconteca, mas em número bem menor. Toda segunda-feira aqui temos "trabalho de libertação", para sua surpresa existem pessoas que só aparecem no templo nesse dia, e a pregação é: VOCÊ, RECEBA, DEUS VAI VIRAR SEU CATIVEIRO, HOJE A MURALHA VAI CAIR.
É triste, o pregador desses cultos com títulos não falam do milagre do calvário, dessa tão grande salvação convidando o pecador a se entregar a Cristo.
Preciso parar, o assunto é longo.

Pr. Rogério disse...

Paz do Senhor Pastor, ao ler seu texto pude entender seu ponto de vista, mais também não podemos nos esquecer que através dessas reuniões muitas vidas tem sido alcançadas, quando digo alcançadas falo de conversão genuina, não emocionalismo barato. Deus é imutavel, mais o homem está em constante mudança, se pregassemos como a 50 anos atras qual seria o resultado? Hoje nossa mensagem deve ser biblica, cristocentrica e acima de tudo atual. Por exemplo a muitos anos atras não se falava em depressão... Hoje é um tema que deve ser tratado em nossos pulpitos. Eu sou um defensor das campanhas, no sentido de que através dela semeamos a palavra sem adulteração. Na verdade trabalhamos da seguinte maneira, nas campanhas apresentamos a salvação como dom supremo e maior benção que Deus pode oferecer ao homem e depois ensinamos alguns principios espirituais (oração, consagração, ofertas, fé). Bom no meu ponto de vista, esses temas ou campanhas são benéficos, dependendo lógico da liderança. Como também aqueles que não aprovam nada, criticam tudo e vemos seus trabalhos com aquelas mesmas 50 pessoas de 15 ou 20 anos atrás.... Não que esteja valorizando crescimento numérico, mais nossa missão é alcançar o mundo.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro amigo Fábio,

A paz do Senhor!

Agradeço-lhe pela sempre valiosa participação. Um dia desses liguei para o irmão, mas o seu celular estava desligado (eu creio). Deixei um recado em sua caixa postal. Como estão os irmãos aí em Sorocaba?

Um abraço a todos!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro "Pr. Rogério",

A paz do Senhor!

Definitivamente, não precisamos adjetivar os nossos cultos. Isso é feito para atrair pessoas e, em muitos casos, para aumentar a receita da igreja. O que precisamos (isso, sim) é pregar o evangelho genuíno e oferecer, à luz da Bíblia, resposta para os problemas atuais, como é o caso da depressão.

Eu não sou (e nunca serei) um defensor dessas campanhas disso e daquilo, bem como de outros tipos de "culto" que viraram uma febre no meio evangélico. Prefiro o modelo de culto neotestamentário. Esse, sim, é o modelo que devemos seguir.

Grato pela participação.

CSZ

Clayton Góis disse...

A paz do Senhor,Pr. Ciro.

Tais títulos atribuídos atualmente em nossos cultos, sempre me incomodaram.
Os intitulados “cultos de libertação” são os que mais me causam desconforto; haja vista que tais reuniões são recheadas de antropocentrismo. Em sua maioria, as pessoas presentes nestas ocasiões alvejam somente um propósito: receber bênçãos e mais bênçãos, fazendo de Deus um mero coadjuvante doador de presentes.

Hoje é comum no início de nossos cultos, ouvirmos a seguinte oração de abertura: ”Senhor Jesus dai-nos um culto abençoado...”.Ora, não é Jesus que nos presta culto, e sim nós que devemos cultuá-lo.

Bom, como diz minha avó, todo culto quando a palavra verdadeiramente é exposta, é culto de libertação; tanto que minha querida avó se converteu há pelo menos uns 50 anos, em uma aula da escola dominical.

Que Deus continue te usando Pastor Ciro, e oremos para que os demais líderes tomem a mesma postura.

Clayton Góis

Valdeci do Carmo disse...

Realmente tudo o que o senhor escreveu pastor Ciro é uma triste realidade. Os novos convertidos já se acostumam a esses moldes de cultos e não possuem referencial dos verdadeiros cultos das Assembléias de Deus. Estamos preocupados com a visão macro. Uma visão quantitativa, não importa a qualidade. Hoje já temos na igreja pessoas que so frequentam os chamados cultos de libertação, da vitória financeira. O que eu vejo nisso tudo é a banalização do sagrado, transformando através de um marketing barato as reuniões que deveriam ser para exposição da palavra e louvor ao Senhor em shows de ofertas para todos os tipos de bênçãos que a pessoa necessitar. Vivemos uma geração de sedentos que abraçam qualquer coisa que lhe dizem ser boa. Uma geração que não conheceu as ASSEMBLÉIAS DE DEUS, propagadora da mensagem genuína do evangelho. Jesus cura, salva, batiza com Espírito Santo e nos levará para o céu.

Artur Ribeiro disse...

Quero apenas dizer AMÉM!

Ora vem, Senhor Jesus!

Lucky Costa disse...

APDSJ, pastor Ciro.

Digo AMÉM e assino embaixo.

Já vi igreja que se diz universal colocar faixa na frente do templo anunciando um combate entre Deus e o diabo e ainda perguntando quem seria o vencedor!

Eu também sempre questionei esse fato de nomear cultos, como se Deus só tivesse poder para operar naquele dia especifico e não sempre, pois o Senhor não se limita ao nosso tempo e as nossas "idéias" para os cultos. Parece até que Deus é nosso empregado!

Somos devedores ao Senhor por tão grande Salvação e mordomos desta, pois daremos conta de tudo no Grande Dia do Senhor.

APDSJ.

Lucky Costa

Anônimo disse...

A paz do Senhor pastor Ciro.

Como é maravilhoso estarmos na mente de Cristo. No sábado passado estive em um encontro onde estava o ministério de louvor Filhos do Homem, e o vocalista comentou a respeito do verdadeiro louvor a Deus. Enquanto alguns hinos eram mais agitados todos estavam ali pulando e dançando, mas quando os hinos começaram a ficarem mais lentos com oração, poucos "crentes" permaneciam louvando e adorando o Senhor, e o pastor Cris levado pelo Esperito Santo pregou a respeito dos verdadeiros adoradores. É triste ver a igreja buscando Cristo para sua própria satisfação.
No mesmo final de semana no domingo no culto, nosso pastor pregou sobre adorarmos Deus de maneira verdadeira.

Amém pastor pelas palavras.
Que o Senhor nos mantenha sempre em verdade e espírito.

Diego Marcelo

Anônimo disse...

A paz do Senhor pastor Ciro.

Como é maravilhoso estarmos na mente de Cristo. No sábado passado estive em um encontro onde estava o ministério de louvor Filhos do Homem, e o vocalista comentou a respeito do verdadeiro louvor a Deus. Enquanto alguns hinos eram mais agitados todos estavam ali pulando e dançando, mas quando os hinos começaram a ficarem mais lentos com oração, poucos "crentes" permaneciam louvando e adorando o Senhor, e o pastor Cris levado pelo Esperito Santo pregou a respeito dos verdadeiros adoradores. É triste ver a igreja buscando Cristo para sua própria satisfação.
No mesmo final de semana no domingo no culto, nosso pastor pregou sobre adorarmos Deus de maneira verdadeira.

Amém pastor pelas palavras.
Que o Senhor nos mantenha sempre em verdade e espírito.

Diego Marcelo

Cicero Leandro Junior disse...

A paz do Senhor, Pr. Ciro.

Aqui na minha igreja sempre teve um culto de libertação, sempre às quintas-feiras. O presbítero que dirigia o culto alegava que o objetivo do culto era libertar as almas oprimidas pelo diabo, para que as pessoas que estivessem enfermas fossem curadas. Mas eu sempre questionei isso. Afinal, Deus pode curar e libertar no momento em que Sua soberana vontade assim determinar; e temos a Palavra de Deus que fala que se Jesus nos libertar, verdadeiramente seremos livres, e que conhecendo a verdade da Santa escritura seríamos libertos. Será que é necessário realizar um culto especificamente para isso? É o mesmo que limitar o agir de Deus. Graças a Deus que o dirigente daqui mudou isso, agora temos um culto da família. E acho bem melhor que culto de libertação.

Que Deus o abençõe Pr. Ciro, e que continuemos nessa caminhada de adoração genuína ao senhor Deus.

Em Cristo,
Cícero Leandro Júnior
Assembléia de Deus em Teotônio Vilela/AL

Newton Carpintero, pr. disse...

Nosso pr. Ciro Zibordi,

A Paz do Senhor!

Graças a Deus por esta matéria pertinente ao momento extrapolado em que a igreja vive.

Onde estão os homens de Deus que desejam somar forças a esta visível agressão da carne através de líderes extrapolados de poder?

É necessário a postura correta no ensino e na orientação adequada com veementes denúncias, diante de quem quer que seja, pois, o abuso chegou a níveis alarmantes.

Necessitamos de homens comprometidos com Deus, apenas com Deus, e mais ninguém, muito menos aos interesses políticos bem coordenados dentro da igreja na eleição de interesseiros carismáticos que denigrem o verdadeiro evangelho de Cristo, por seu próprio motivo financeiro.

Um basta deve ser dado definitivamente a estes arruaceiros do louvor e aos que promovem caminhos de perdição dentro da igreja e vivem uma vida não santa, mas zombando do que é SANTO.

O Senhor seja contigo! E denuncie Sempre!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com
Contra a Falácia da Prosperidade!
Contra o Louvor de Mentira!

Genis disse...

Não tarda a volta de Jesus....
Sempre passando por aqui para ler suas excelentes postagens...
Abraços, Genis.

Anônimo disse...

Sinto falta dos cultos de oração, dos cultos de doutrina e dos cultos de missões....

Clayton Góis disse...

A paz do Senhor, Pr. Ciro.

Tais títulos atribuídos atualmente aos nossos cultos, sempre me incomodaram.Os intitulados “cultos de libertação” são os que mais me causam desconforto; haja vista que tais reuniões são recheadas de antropocentrismo. Em sua maioria, as pessoas presentes nestas ocasiões alvejam somente um propósito: receber bênçãos e mais bênçãos, fazendo de Deus um mero coadjuvante doador de presentes.

Hoje é comum no início de nossos cultos, ouvirmos a seguinte oração de abertura: ”Senhor Jesus dai-nos um culto abençoado...” Ora, não é Jesus que nos presta culto, e sim nós que devemos cultuá-lo.

Bom, como diz minha avó, todo culto quando a palavra verdadeiramente é exposta, é culto de libertação; tanto que minha querida avó se converteu há pelo menos uns 50 anos, em uma aula da escola dominical.

Que Deus continue te usando Pastor Ciro, e oremos para que os demais irmãos tomem a mesma postura.

Clayton Góis

a verdade do evangelho disse...

Dirigi uma congregação e uma das primeiras coisas que fiz ao assumir o púlpito da mesma foi abolir os cultos de campanhas, pois nestas campanhas tenho visto que os crentes se tornam viciados em campanhas. São os irmãos campanheiros, ao invés de viver de fé em fé, vivem de campanha em campanha.
Também não dei meu apoio aos cultos de vigilias, pois nas chamadas vigilias o povo passa horas e horas só cantando, profetizando da carne, pulando, gritando, rodopiando e caindo no chão. Oração que é bom, nada!

Pb. Edinei, Th.B

eduardo disse...

pastor ciro,também concordo,com o Senhor,agora nós já temos uma tradição de culto de doutrina e,culto administrativo,que são colocados desde o primordio da igreja,agora há cultos que são para chamar o povo,culto de libertação,avivamentolibertação,aí não tem nada ver.

Adriano Wink Fernandes disse...

Pr. Ciro,
Excelente postagem.
No domingo à noite, o Pr. Daniel trouxe uma mensagem sobre a necessidade de um avivamento. No decorrer da mensagem ele contou sobre o culto da Igreja na Ucrânia (ele pregou na igreja da Ucrânia, e vivenciou o que nescrevo abaixo). dizia ele:
- Todo o culto na Igreja da Ucrânia, no momento da mensagem, há um interrupção. Toda a Igreja ajoelha-se, começam orar, adorar e há manifestações do Espírito Santo: profecias, línguas e intepretação, como também a manifestação do Espírito através dos demais dons espirituais; são manifestações do Espírito Santo na Igreja, é algo maravilhoso. Perguntei ao Senhor, disse ele, o porquê de não ver isso no Brasil, pois vejo nossos cultos engessados, nossa liturgia amarrada, ao que o Senhor respondeu: é que esta Igreja foi perseguida. Concluindo, o Pr. Daniel nos exortava: não vamos esperar uma perseguição para adorarmos a Deus, para nos rendermos totalmente a Ele, para deixarmos o Espírito Santo fazer o que Ele quer.

Estamos inovando o nome de cada culto, mas, infelizmente, estamos deixando a direção do Espírito Santo de lado.
Depois de estar em um culto da vitória, e presenciar como se pede riquezas e coisas materiais, comecei a lembrar de anos passados, e acabei escrevendo o artigo "Como mudou o culto!" (http://palavracristaviva.blogspot.com/2009/05/como-mudou-o-culto.html)

Concordo: precisamos voltar ao culto genuíno!

Que Deus continue o abençoando!
Paz

Pr. Alexandre Sousa disse...

paz e graça, Deus te abençõe abundantemente.....
aproveitando o texto pergunto: qual seria então a nomenclatura exata? pergunta feita com franqueza....rss.a paz pastor csz!!!!

Fernando disse...

Olá, Pr. Ciro Sanches.
A Paz do Senhor Jesus Cristo.

Estimado Pr. Ciro,

Eu quero dizer amém!
Parabéns pelo belíssimo artigo.

Os cultos(cultos?), em sua maioria, tem sido totalmente voltado para o homem, e não a Deus, que é o único digno de adoração.
Eu não aguento mais, ouvir em nossos cultos, as "cantorias" que são direcionadas ao ser humano.

Ao ler esse artigo, fico impressionado com a tamanha responsabilidade que o Senhor tem com a Palavra de Deus e com o Deus da Palavra.

Agradeço ao Senhor por ter homens e mulheres que são, verdadeiramente, comprometidos com o Reino de Deus.

Deus te abençoe em nome do seu Santo Filho, Jesus.

Aleluia!
Louva, ó minha alma, ao Senhor.
Louvarei ao Senhor durante a minha vida; Cantarei louvores ao meu Deus, enquanto eu viver.
Salmos 146.1,2

Fique com Deus, e a Paz do Senhor Jesus Cristo.

Fernando da Conceição
Assembléia de Deus
Rio das Ostras-RJ

Fernando disse...

Olá, Pr. Ciro Sanches.
A Paz do Senhor Jesus Cristo.

Estimado Pr. Ciro,

Eu quero dizer amém!
Parabéns pelo belíssimo artigo.

Os cultos(cultos?), em sua maioria, tem sido totalmente voltado para o homem, e não a Deus, que é o único digno de adoração.
Eu não aguento mais, ouvir em nossos cultos, as "cantorias" que são direcionadas ao ser humano.

Ao ler esse artigo, fico impressionado com a tamanha responsabilidade que o Senhor tem com a Palavra de Deus e com o Deus da Palavra.

Agradeço ao Senhor por ter homens e mulheres que são, verdadeiramente, comprometidos com o Reino de Deus.

Deus te abençoe em nome do seu Santo Filho, Jesus.

Aleluia!
Louva, ó minha alma, ao Senhor.
Louvarei ao Senhor durante a minha vida; Cantarei louvores ao meu Deus, enquanto eu viver.
Salmos 146.1,2

Fique com Deus, e a Paz do Senhor Jesus Cristo.

Fernando da Conceição
Assembléia de Deus
Rio das Ostras-RJ

Jairo Costa disse...

Prezado Pastor Ciro!
Creio que tudo já foi dito (excelente post o de hoje, sem desmerecer os demais, e, por isso, respondo apenas a sua pergunta. AMÉM!

Luciano Lourenço disse...

Queridos, ontem(dia 07) foi o meu aniversário de 39 anos de batismo nas águas. No início da minha fé não existiam muitos "entendidos em teologia", mas os cultos eram uma bênção. Tínhamos o prazer de dizer: alegrei-me quando em disseram vamos à casa do Senhor. A manifestação do Espírito Santo era real. Hoje, sinceramente, fico estressado quando assisto determinados cultos, em que tudo se fala e faz, menos em cultuar e louvar a Deus. Vejo atitudes aberrantes de "pregadores" que querem imitar os da moda. Não aguento mais os termos modistas: "vire para o seu irmão e diga"; "profetize para o seu irmão"; “declare a sua vitória”, etc. Tenho que colocar minha esposa ao meu lado para não me desgastar com esses gestos repetitivos que afetam psicologicamente e espiritualmente a qualquer cristão temente a Deus. Quanto aos louvores, tanto a música como a letra, não passam no crivo da Palavra de Deus. Sinceramente, estou cansado!. Acho que estou fora do contexto!. E o pior de tudo é que a maioria das pessoas acham que esse estilo de culto moderno é o que é verdadeiro, pois é o que está na moda. Não aguento mais! Fui chamado algumas vezes para o ministério pastoral, mas rejeitei, pois acho que estou fora do contexto! Certamente vou ter atrito com pós-modernistas. Prefiro ser um crente comum e esperar no Senhor pelo o último estágio do processo da salvação – a glorificação. Neste momento, o meu maior desejo é partir para estar com o Senhor. Acho que cada dia que passa a igreja vai ficando mais vazia de salvos. O Senhor previu essa situação e disse: “Porventura quando o Filho do Homem voltar achará fé na terra?”. “ E por se multiplicar a iniqüidade o amor de muitos esfriará”.
Uma coisa é certa: As portas do inferno não prevalecerá contra a Igreja do Senhor.
Que Deus tenha piedade do seu povo, pois está perecendo por falta de conhecimento, qual o povo de Israel.

Luciano Lourenço disse...

Queridos, ontem(dia 07) foi o meu aniversário de 39 anos de batismo nas águas. No início da minha fé não existiam muitos "entendidos em teologia", mas os cultos eram uma bênção. Tínhamos o prazer de dizer: alegrei-me quando em disseram vamos à casa do Senhor. A manifestação do Espírito Santo era real. Hoje, sinceramente, fico estressado quando assisto determinados cultos, em que tudo se fala e faz, menos em cultuar e louvar a Deus. Vejo atitudes aberrantes de "pregadores" que querem imitar os da moda. Não aguento mais os termos modistas: "vire para o seu irmão e diga"; "profetize para o seu irmão"; “declare a sua vitória”, etc. Tenho que colocar minha esposa ao meu lado para não me desgastar com esses gestos repetitivos que afetam psicologicamente e espiritualmente a qualquer cristão temente a Deus. Quanto aos louvores, tanto a música como a letra, não passam no crivo da Palavra de Deus. Sinceramente, estou cansado!. Acho que estou fora do contexto!. E o pior de tudo é que a maioria das pessoas acham que esse estilo de culto moderno é o que é verdadeiro, pois é o que está na moda. Não aguento mais! Fui chamado algumas vezes para o ministério pastoral, mas rejeitei, pois acho que estou fora do contexto! Certamente vou ter atrito com pós-modernistas. Prefiro ser um crente comum e esperar no Senhor pelo o último estágio do processo da salvação – a glorificação. Neste momento, o meu maior desejo é partir para estar com o Senhor. Acho que cada dia que passa a igreja vai ficando mais vazia de salvos. O Senhor previu essa situação e disse: “Porventura quando o Filho do Homem voltar achará fé na terra?”. “ E por se multiplicar a iniqüidade o amor de muitos esfriará”.
Uma coisa é certa: As portas do inferno não prevalecerá contra a Igreja do Senhor.
Que Deus tenha piedade do seu povo, pois está perecendo por falta de conhecimento, qual o povo de Israel.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor Alexandre Sousa,

A paz do Senhor!

A minha preocupação nem é tanto quanto à nomenclatura, ainda que eu tenha citado alguns exemplos. Não vejo problemas em usarmos culto de doutrina, culto evangelístico, culto de ensino, culto de louvor, desde que o culto seja cristocêntrico.

Mas, em cultos de vitória, de libertação, de causas impossíveis, de prosperidade, etc., tudo é feito para atender às necessidades dass pessoas. Isso é até ocorre no culto, porém não deve ser a nossa prioridade.

Podemos ir ao culto em busca de respostas. Isso não é pecado. Mas repito: a nossa prioridade no culto deve ser a adoração. Observe que, na oração do Pai Nosso (oração modelo do cristão), o Senhor Jesus nos ensinou a priorizarmos a adoração: "Pai nosso que estás no céu, santificado seja o teu nome..."

Em Cristo,

CSZ

Robson disse...

Pastor Ciro, creio que já deve ter ouvido falar de Frank Viola, americano que tem escrito livros de exortação à igreja, no sentido de alertá-la quanto ao tipo de culto que ela tem dado a Deus.

Segundo ele, a igreja protestante/evangélica/pentecostal se individualizou tanto que perdeu a essência da igreja primitiva de uma maneira que parece total ruptura.

Leia pelo menos o capítulo 1 desse livro:

http://www.editorarestauracao.com.br/arqs/CRISTIANISMO%20PAGAO.pdf

Anônimo disse...

O culto com o Pr Ciro e so se tiver muitas pessoas, todas focadas em saber sua grande sabedoria.... me polpe... Use sua grande sabedoria na sua propria vida, pois todos em araguari estão se lembrando do seu lindo testemunho.

Anônimo disse...

Amém

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amargo anônimo de Araguari-MG,

Agradeço a Deus por ter conhecido o povo de Deus de sua cidade. E o Senhor Jesus conhece o meu coração. Mas houve um grande mal-entendido, que está agora sendo usado malignamente por você (Deus o julgará).

A minha palestra na parte da manhã foi visando às respostas às perguntas, na parte da tarde. E percebi que não houve interesse por parte da maioria que esteve pela manhã. Daí a minha decepção. Mas não foi porque havia poucas pessoas. Ademais, percebi que o pequeno público estava disperso, dificultando o meu trabalho.

Tive também muitas dificuldades para atender a esse compromisso. Mas me esforcei para atendê-lo. E as suas palavras muito me entristecem. Passei mal, na parte da manhã, e eu até preferiria não ter participado do evento na parte da tarde. Esforcei-me e fui, mesmo sem estar cem por cento.

Gostaria que o irmão tivesse coragem de dizer o seu nome, prezado irmão, já que se julga um servo do Senhor. É esse o seu testemunho?

CSZ

jaime disse...

que benção pr Ciro este artigo é uma benção, vai imcomodar muita gente ,que Deus continue sempre te usando,amém.

Gutierres Siqueira disse...

Pr. Ciro, a paz!

Ótima exposição sobre o valor do culto...

Vou expressar um grande AMÉM!

Abraços!

claudio disse...

ola pastor ciro, A PAZ DO SENHOR! Meu nome é Claudio moro em araguari e já acompanho seu blog a um bom tempo embora nunca postei comentario sobre qualquer assunto nele abordado.Gostaria de dizer que sua vinda aqui em minha cidade foi uma benção e seu estudo muito acrescentou em meu aprendizado. Sinceramente não consegui entender o que causou o comentario de uma pessoa que se intitulou anonima aqui da cidade. Haja visto que tudo que o sr expôs aqui estava pautado na palavra de DEUS.Sei tambem que o sr recebe todos os dias esse tipo de palavra que não ajuda a ninguem não é mesmo? Tudo que posso dizer é que eu e minha familia continuaremos a orar por sua vida e que o sr continue sempre a agradar a DEUS. fique firme aos pés do SENHOR.
Em Cristo.

Newton Carpintero, pr. disse...

Nosso p. Ciro Zibordi,

A Paz do Senhor!

Agradeço a Deus por sua vida e pela sua coragem e principalmente a carinhosa decisão em dar o melhor de si aos crentes decididos em caminhar com a verdade.

Infelizmente, é normal, quando o homem de Deus coloca-se de pé, os demônios se rebelam e tornam-se agressivos e principalmente se escondem nas sombras do medo e pavor.

Sabem acusar e tentam envergonhar, mas o Senhor é o seu e nosso escudo, contra estas mágicas aparições através de seus instrumentos vindo das trevas.

Continue pr. Ciro. Continue e distribua a Palavra de Deus com esta sabedoria e conhecimento que o Senhor tem marcado e registrado em sua vida.

O Senhor seja contigo!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Mateus Nogueira da Silva disse...

Hehehe, há ainda os cultos "De Fogo", "de Prosperidade", "de Mistério" etc... Tudo falta de conhecimento bíblico e vernacular... As pessoas nem sabe o que é o Culto a Deus...

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

1. Nobre Pr Ciro, expoente das Escrituras! Parabéns por este pertinente e edificante artigo. Precisamos fazer uma "campanha": De volta a Bíblia! A Supremacia das Escrituras!

2. Hoje estive na Expo Cristã - SP visitei o stand da CPAD e vi seus ótimos livros lá!

3. Aguardo sua resposta no tocante aquilo que conversarmos via fone - ok

um abraço do companheiro

Pr Marcelo de Oliveira

Colossenses 3.16

jean disse...

Paz do Senhor pastor!!!
Realmente tenho que admitir Deus te deu um talento imprecionante para escrever.
Mas ao ler o que o senhor postou me pareceu que estava generalizando em algumas partes; de qualquer forma realmente isso que é cartas doutrinarias para uma povo que tanto precisa examinar as escrituras pois nela temos vida eterna e são elas que testificam de JESUS CRISTO-Jo:5.39.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Jean,

Não, não é generalização, meu amado. Os cultos hoje são, em sua maioria, preparados para atender às nossas próprias necessidades. Precisamos voltar a cultuar ao Senhor Jesus.

Mas aproveito para sugerir que o irmão use Mateus 22.29 em vez de João 5.39 para enfatizar a necessidade de examinarmos as Escrituras. Por quê? Porque João 5.39 não apresenta um ordem para examinar a Palavra. Antes, o Senhor afirmou -- "Examinais" (ou "Vocês examinam") -- que os religiosos da época eram estudiosos, porém não queriam IR A CRISTO PARA TER VIDA (Jo 5.40).

Um grande abraço.

CSZ

Renato Santiago disse...

E tem cultos que já nem chamam de "cultos" mais, chama de "novena"....
Meu Deus!!

Janilson Bezerra disse...

Caro Pr. Ciro, a paz do Senhor Jesus seja contigo.

Observo que, em noso meio pentecostal, os modismos atingiram em tal proporção a liturgia de nossos cultos que, em alguns casos, fica difícil, pra quem passa em frente a uma igreja, saber o que está acontecendo no interior do templo.
Os tais "cultos nonimados" viraram febre e são organizados também por muitos pastores com a melhor das intenções. E não se pode negar que haja operação de mararvilhas nestes eventos.
No entanto há de se observar que a imaturidade cristã é que fomenta estes trabalhos. E aí não há como deixar de se fazer a seguinte pergunta: por que os "crentes pentecostais" são tão imaturos no trato com o pentecostes?
Será que eles, em sua maioria, já leram as epístolas paulinas?
Tenho acompanhado o seu blog a algum tempo e algo nele me chama a atenção: a quantidade de vezes em que o Sr, Pr. Ciro, recomenda que se leia a palavra, para encontrar nela as respostas às nossas necessidades.
E creio que é isto que está faltando em nossos púlpitos: mais racionalismo pentecostal(afnal nosso culto precisa ser racional), baseado somene na palavra, e menos
corrida aos sinais. Afinal, os sinais nos seguirão e não o contrário, embora muitos seguissem a Cristo por causa dos sinais que Ele operava.
Que nós possamos a cada dia buscar ao Senhor dos sinais.

Em Cristo,

Janilson Bezerra
Natal/RN

jean patrik disse...

PAZ DO SENHOR JESUS Pastor!!!
Passei aqui para agradecer o esclarecimento que me deu, muito obrigado!
Na (NVI) está assim: Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as escrituras que testemunham a meu respeito;
contudo, vocês não querem vir a mim para terem vida.(Jo.5:39-40).
Creio que como eu muita gente não sabia desse detalhe.
De pouco a pouco eu chego lá pastor.
Um grande abraço!!!

Regina disse...

Graça e Paz, Pr. Ciro.
Tenho acompanhado seu site, tem sido maravilhosa suas mensagens. Parabéns.

Regina - Bauru/SP

Jimmy Fenner - Servo do Deus Vivo disse...

AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEM!

Pastor, só cuide um pouco de uma coisa. Não te tornes um pastor de críticas, e sim de ensinar a verdade. Não cite nomes de pessoas que nem sequer merecem ser citadas, isso não é a vontade de Deus, que aponte para o cisco no olho do irmão, ainda que ele tenha traves de futebol americano. Minha mãe, serva de Deus, fui mostrar seu blog e ela, e ela saiu depois de 2 minutos, ao ver o título dos tópicos, e tive que concordar com o que ela falou: "Aqui só tem ele falando mal dos outros, e isso não é obrigação dele."
Pastor, admiro e sei que não fazes por mal, mas cuide, e visite meu blog quando possível. Deus abençoe, em nome de Jesus, e continue apontando pro Cristianismo puro e cristalino!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão Jimmy,

O seu "amém" é exagerado para quem não concorda com o perfil deste blog. E olha que ele, neste formato que lhe causa estranheza, já está no ar há mais de dois anos!

É preciso observar que o meu objetivo não é expor pessoas, e sim combater o erro. Entretanto, citações de nomes (como é o caso de Cerullo, Benny Hinn, Hagin, etc.) às vezes se fazem necessárias. Até Paulo, que evitava citar nomes, negativamente, quando criticava (2 Co 11; Fp 3.18), fez isso (2 Tm 4).

A sua mãe, serva de Deus, infelizmente, é como a maioria dos evangélicos. Não examina, não discerne entre o bem e o mal, o que é lamentável (1 Co 2.15). Por isso, em dois minutos ela rejeitou o conteúdo do blog. Mas precisamos reconhecer que há muito erro em nosso meio, o qual precisa ser conhecido de todos e rejeitado. O Senhor Jesus nos manda julgar segundo a reta justiça (Jo 7.24).

Saibam o irmão e a sua amada mãe que é lícito, conveniente e edificante examinar tudo e reter o bem (1 Ts 5.19; 1 Jo 4.1; Mt 7.15; At 20.27-31; 2 Pe 2.1-3).

Ademais, não é verdadeiro que o blog se ocupe da crítica pela crítica. As críticas têm embasamento bíblico. O que o irmão pensa das críticas do Senhor Jesus, registradas em Mateus 23 e Apolipse 2-3? E, se o irmão observar, verá que no blog há também mensagens inspirativas.

Em Cristo,

CSZ

Jimmy Fenner - Servo do Deus Vivo disse...

Não disse que as mensagens não são inspirativas, pelo contrário, por que acha que o fui mostrar pra minha mãe?
Se olhares meu blog verás que em nenhum dos momentos eu sou a favor das "pregações" comumente vistas nos pulpitos hoje em dia, esqueceram de falar do evagelho de Jesus, marcado pelo amor e pelo temor a Deus, e começaram uma grande campanha a favor do enriquecimento não espiritual, mas financeiro de cada um. Não digo nem a respeito das igrejas que querem a casa do ofertante, digo também das igrejas que mesmo sem "apelar" nas ofertas, serem discretas nesse sentido, não param pra pregar a volta de Jesus, a misericórdia e compaixão com o irmão, pelo contrário! Ficam pregando que crente tem que ser próspero, quase o que os amigos de Jó fizeram com ele, dizendo que não ser rico é fruto de falta de buscar a Deus, e chegam a usar Mateus 6:33 como embasamento pra isso, pode?
Comentei sobre isso porque se tu falar que o "Apóstolo" do lenço, é o suficiente pra todos entenderem, por exemplo. Não precisa ridicularizar o nome dele, disso ele mesmo já trata sozinho, quando se deparam com cristãos que infelizmente pra eles, lêem a bíblia e são libertos pela Palavra, em Jesus Cristo.
Não quis ser ofensivo, quis ajudar a edificar. Estar no ar a dois anos, não necessariamente é sinal de bom. A Rede Globo tá no ar há quanto tempo? Mais fácil agradar o mundo que agradar a Deus, pastor. Teu galardão será grande, pelo que leio das suas mensagens, Deus te abençoe.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Jimmy,

Eu não fiz menção dos dois anos para dizer que isso é sinal de que o blog é bom! Essa conclusão foi sua, por algum preconceito, talvez. Eu citei o período para mostrar-lhe que há mais de dois anos este blog tem um formato, gostem ou não dele. Aliás, no topo dele se menciona os seus objetivos, aos quais este editor obedece.

Quanto a citar nomes, já lhe disse: às vezes é necessário. E isso, à luz da Bíblia. Confira as referências que mencionei, por gentileza. Nelas fica claro que o próprio apóstolo Paulo cita nomes negativamente quando houve necessidade.

No mais, agradeço-lhe pelas palavras de incentivo.

CSZ

Sidney Rosa disse...

Hoje, 16/09/2009, no jornal O DIA, que circula no Estado do Rio de Janeiro, tem uma reportagem na página 25 que como título " LUTAS E REGGAE PARA ATRAIR JOVENS FIÉIS". E nesta reportagem fala sobre a estratégia da Renascer em Cristo de buscar atrair jovens com combates de luta livre, denominado EXTREME FIGHT, onde o ringue é marcado dentro da própria "igreja" e neste mesmo lugar os jovens são tatuados com a frase I Belong to Jesus ( eu pertenço a Jesus ).Olhando para dentro da Palavra de Deus, o que Sr. Pastor Ciro diria disso tudo?

Vanessa disse...

Vi isso escrito em uma reportagem ("Noites de luta e Reggae enchem igrejas evangélicas no Brasil").. É apenas uma demonstração de como o culto(?) em certas igrejas(?) é totalmente antropocêntrico.

"Precisando de um altar para sua primeira cerimônia, Pereira pegou uma prancha de surf que viu no corredor e a colocou em algumas cadeiras.

Hoje a igreja diz ter cem unidades, a maioria no Brasil. Uma delas, na Barra da Tijuca, área do Rio de Janeiro perto da praia, começou três anos atrás, com sete pessoas, e agora tem cerca de 3.000 integrantes.

Esportes e música "superam todos os tipos de limites", disse Pereira em uma entrevista.

"As pessoas podem não entrar numa igreja, mas definitivamente vão assistir a uma luta, a um campeonato de surf, a um evento musical", ele disse. "Tanto o esporte quanto a música transmitem uma mensagem para o público". (onde fica a mensagem de Salvação?)

Em São Paulo, a igreja é verdadeiramente um assunto familiar. Num domingo, Pereira, de 37 anos, fez um sermão que durou três horas, ainda usando uma prancha de surf de cabeça para baixo como seu púlpito. A mulher dele, Denise, que também é pastora, aqueceu a multidão, cantando com força letras com uma banda de rock às suas costas.

No porão da igreja, o filho deles de 16 anos de idade, Nathan, liderou uma multidão de adolescentes e jovens. O pastor "em treinamento", de cabelo espetado, fez um sermão sobre Jesus Cristo com habilidade de talk-show. Em determinado momento, ele segurou um recipiente de plástico branco e estimulou os jovens seguidores a fazer doações, assegurando a eles que Deus "daria de volta em dobro" o que quer que eles oferecessem."

Robson Airom disse...

essa irmã do amem longo...Esta equivocada os erros e os errados devem sim ser repreendidos publicamente,por seus erros. ex: Paulo repreendeu pedro na face, avista de todos,jesus repreendeu fariseus saduceus escribas e todos os falsos religiosos. HAAAA Micaias até levou um tapa no rosto por falar a verdade,HAAA a questão do cisco no olho rf a pratica de um julgamento essecivo e maldoso e caluniador,leia mateus 7 diz para não julgar mas logo no contexto diz não deis aos cães as coisas santas.pare e pense como que eu definiria quem são os porcos sem fazer um julgamento Jesus condena dizer o q é falso êx:23 1_o q é desnessesário prv11.13-o q é maldoso prov18.8

brunaS2renato disse...

A paz do Senhor Pr. Ciro
É bem verdade que precisamos restaurar o verdadeiro culto a Deus.
vai uma sugestão; que tal escrever agora ERROS QUE O PASTOR DEVE EVITAR, afim de alertarmos aos nossos lideres a fazer o que e correto diante de Deus.
Em Cristo.

giselly.. disse...

ha uns dez anos atraz os cultos assembleianos começavam com meia hora de oração de joelhos na presença de DEUS.

eu não perdia um culto doutrinário e de exortação.seminários eram realizados todos os anos.agora só existem congressos de restauração e restituição...e pppp