quarta-feira, 22 de julho de 2009

O jugo de Zaqueu e o jugo de Cristo


É comum, em pregações evangelísticas, a citação de Mateus 11.28: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. Mas precisamos pregar também o que está escrito no versículo 29: “Tomai sobre vós o meu jugo”.


O que é a salvação? Libertação de nossos fardos e dificuldades? Em parte, sim. Por que
“em parte”? Porque, além de ficarmos livres do jugo do pecado, recebemos outro jugo: o de Cristo. Ele nos liberta de nossos velhos fardos e problemas, a fim de nos usar em seu Reino. Quando entregamos a nossa vida ao Senhor Jesus Cristo, vivemos para Ele, e não para nós mesmos.

Hoje em dia, fala-se muito do
“grande” Zaqueu e sua “exemplar” subida ao sicômoro para chamar a atenção de Jesus. Observe, na foto acima, que, ao subir na tal árvore, aquele publicano deve ter ficado escondido atrás das suas folhas. Como teria chamado a atenção do Mestre? Mas, deixando um pouco de lado o hit “evangélico” do momento, como foi que Jesus se apresentou àquele miserável pecador? Se o Senhor fosse um dos pregadores da atualidade, o diálogo entre os dois teria sido mais ou menos assim:

— Senhor Zaqueu, tudo bem? Tenho muito prazer em conhecê-lo.
— Ah, igualmente!
— Gostaria de perguntar-lhe se tem uma vaga em sua agenda para me receber em sua casa. Sei que o senhor é muito ocupado, mas talvez possamos marcar uma entrevista. Quando seria mais conveniente para o senhor?
— O assunto é importante, Senhor Jesus?
— Sim, é uma questão de suma importância, embora o senhor possa pensar de modo diferente.
— Bem, deixa eu ver... Nesta semana está difícil. Creio que na próxima posso recebê-lo em minha casa.

Não! Jesus não agiu assim! Ele simplesmente olhou para cima e ordenou: “Zaqueu, desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa” (Lc 19.5). Quando se trata do Senhor Jesus, não há para nós uma escolha de condições. A salvação não é uma opção. É um mandamento! E Zaqueu — pelo livre-arbítrio — tinha de decidir como iria encarar a ordem que Jesus lhe deu. Ele só podia ter obedecido ou desobedido à ordem do Senhor. Mas deveria obedecer.

Para Zaqueu, obedecer à ordem de Jesus implicaria confessá-lo como Senhor (Rm 10.9,10). E desobedecê-la significaria tornar-se inimigo do Senhor. Mas ele resolveu obedecer. Desceu do sicômoro prontamente e conduziu Cristo à sua casa. Quando chegaram lá, o que fez Zaqueu? Como deve ter sido o seu diálogo com a sua esposa? Imaginemos...

— Querida, prepare uma refeição para esse homem e seus discípulos.
— Por que você não me avisou que havia convidado os seus amigos para o almoço?
— Eu não os convidei, querida. Foi este Homem que se convidou.

É isso mesmo. O Senhor Jesus não precisa de convite, do tipo “Entra na minha casa, entra na minha vida”. Ele é o Senhor de todas as casas, de todas as pessoas. Por isso, alguns instantes depois, declarou: “Hoje veio salvação a esta casa” (Lc 19.9). Quando isso aconteceu? Ninguém havia explicado a Zaqueu o plano da salvação! Quando ele foi salvo? Quando ele obedeceu ao Senhor! No instante em que desceu daquela árvore, colocou-se sob o senhorio de Cristo. Isso é salvação: receber a Cristo como Senhor e Salvador!

Portanto, sejamos como Zaqueu e tomemos sobre nós o jugo do Senhor Jesus.

Ciro Sanches Zibordi

30 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

SHALOM!

1. Excelente reflexão! Que o Deus Eterno a cada dia, ilumine sua mente e lhe conceda o discernimento para entender o verdadeiro sentido do texto.


um abraço do companheiro, Pr Marcello

Lucky Costa disse...

A paz do Senhor Jesus, pastor Ciro,

Essa história do Zaqueu está rendendo, heim...

Melhor para os servos fieis, que aprendem mais e se previnem com facilidade dessas heresias que tem se levantado e engandando os incautos, além daqueles que pensam que sabem tudo de Bíblia, mas são cegos demais para entender a Bíblia além da letra.

Seria ótimo se todo o povo de Deus tivesse discernimento em identificar tudo o que é modismo e movimento. Assim não haveria espaço para as coisas bizarras que estão entrando com naturalidade em algumas igrejas.
Glória Jesus que ainda existem pessoas que defenden a sã doutrina!

Deus te abençõe e te guarde.

Lucky Costa

Anônimo disse...

Enquanto voce fica preocupado com o "hit evangélico"ja vi muitas pessoas serem tocadas pelo Espirito; através desse hino.Em vez de criticarmos vamos orar e trabalhar para JESUS.
Não que eu discorde de suas análizes,mas só criticar não ajuda em nada.



Mario.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Olá, Mario!

Tudo bem?

Olha, enquanto você perde o seu tempo acessando esse "desprezível" blog, que fica criticando o "inquestionável" hit do momento, as almas estão perecendo! Por que você não evangeliza os perdidos?

Pare de perder o seu tempo neste "inútil" blog, meu amigo! Ficar criticando a minha crítica não resolve nada! Faça alguma coisa útil, querido irmão, por favor!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amada Lucky, é verdade...

Mas eu apenas fiz uma pequena menção ao Zaqueu, desta vez. O assunto central é o jugo de Jesus.

Agradeço-lhe pela participação neste blog!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor Marcelo,

Grato pela participação e pelas palavras de incentivo.

CSZ

Daniel Pereira disse...

Caro pastor Ciro, sei que você não comenta comentários anônimos mas tem algo que precisa responder aos que o criticam por condenar tal "hino".

Semana passada foi realizada a festa de aniversário de minha cidade. A cidade é pequena, mas a festa tem grandes proporções chegando ter 15 mil pessoas por noite.

Certo dia ia se apresentar um famoso cantor, e enquanto aguardavam a apresentação do dito cujo, animador, animava a multidão com músicas da atualidade e povão dançava e pulava ao som de tais músicas. Até ai tudo bem.

O problema foi quando tocou o tal "hino" em ritmo de pagode, foi muito bonito, todo mundo com cerveja na mão, fumando, pulando, e cantando "como Zaqueu..."

Senti vergonha de ver aquela cena.

É isso,

Ciro Sanches Zibordi disse...

Pois é, irmão Daniel Pereira...

É isso que chamam de "ser tocado pelo Espírito"... Esse evangelho do entretenimento realmente é muito "eficaz"!

CSZ

Vanzuite disse...

A paz do Senhor Jesus seja contigo.
Muito bom este comentário a respeito do jugo de Jesus. Percebo esta análise como um dos aspectos da doutrina da Salvação (me corrija se eu estiver errado). Quanto a música do "Zaqueu" tenho a seguinte impressão: parece que o nosso Adversário, que usa a Bíblia a seu bel prazer, tomou emprestado a passagem a respeito do Zaqueu e distorceu, como lhe é peculiar, o sentido da mensagem. Como o senhor já houvera dito: quando a ordem de Cristo é "descer", canta-se "subir". Aos anônimos que entram neste blog e criticam o pastor Ciro, peço que atentem para o que ele tem dito (não só ele, mas outros homens de Deus que têm se levantado e denunciado o engano na casa de Deus). Não estou dizendo que alguém é intocável quanto a críticas. Todos nós falhamos. Porém, são poucos hoje que têm a predisposição para andar contra a maré para exclusivamente agradar a Deus.
Lembremos, o Diabo é especialista em fazer com que as coisas pareçam vir da parte de Deus (inclusive em letras de música consideradas evangélicas). Quando Jesus foi tentado foi com palavras das Sagradas Escrituras que ele foi tentado, porém palavras distorcidas.
Que Deus nos guarde.
Pr. Ciro, continue diligentemente esta labuta, pois você não está sozinho.

Vanzuite.

a verdade do evangelho disse...

É por isso que quando pedem uma oferta para pagar despesas de alguns congressos e eventos, não dou.
Pois não quero ser cumplice destas bizarrices.

Pb. Edinei Siqueira, Th.B

Jæn disse...

bah pastor
muda um pouco

vamo fala do Lazaro entao (fazendo trocadilho ao outro musico :P)

desse jeito da uma impressao engracada q o senhor pegou implicancia com o dito musico...

agente entendeu o recado e sinceramente eu concordo contigo nas argumentacoes... mas o meu pedido eh q o senhor faca como fez antes, com a CGADB, e deixe um pouco de lado esse assunto.

o tal 'hit evangelico' nem ta tocando tanto mais :D

soh um pedido/sugestao =D

abracos

http://proibidaentrada.blogspot.com/

Victor Leonardo Barbosa disse...

Excelente artigo pastor Ciro. cada vez mais a igreja precisa se render ao Senhorio de Cristo, e isso só pode acontecer com convicção do pecado, arrependimento e fé no Senhor Jesus.

Infelizmente não é isso que vemos hoje em na então dita igreja evangélica.

Um forte abraço e Deus o abençoe!!!

Jæn disse...

e só pra constar
eu tbm tenho uma história ruim sobre o tal musico que canta o hit do zaqueu :P

aqui na minha cidade teve um evento onde ele foi 'contratado' (sim, com pagamento e tudo) pra cantar... mas ele nao pode vir por problemas com aviao e etc...

apesar disso, ele nao devolveu dinheiro nem nada ..

enfim... e como tem crente q acha q processo judicial nao eh de Deus, acabaram ficando chupando o dedo :P

abracos irmao

Anônimo disse...

Quanto ao convite, mesmo sendo o Senhor de todas as coisas, fica inadequado o termo usado neste post. Esqueceu-se que na carta de para João, a saber o Apocalipse, diz-nos que "Estou a porta e bato; e quem abrir..." Lembrou-se?!

Raphael Silva

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amado irmão "Raphael Silva",

Eu o perdoo por não ter entendido o sentido da abordagem acima, pois os fãs de Zaqueu realmente não conseguem enxergar outra coisa, a não ser a "grandeza" de Zaqueu, ao subir no sicômoro para chamar a atenção de Jesus... Que engano!

A rigor, o texto de Apocalipse 3.20, na verdade, não está relacionado com o pecador perdido, e sim com um pastor desviado. Leia o contexto, por favor. O irmão está equivocado.

É claro que um pecador pode dizer "Entra na minha casa, entra na minha vida". Mas a iniciativa para a salvação é sempre do Senhor! Se Ele não quiser entrar, de nada vale convidá-lo. Aliás, o pecador nem tem condições de tomar essa iniciativa, sem antes ser convencido pelo Espírito (Jo 16.8-11), de que precisa ser salvo, haja vista estar morto em pecado (Ef 2.1-3).

É claro que Jesus só entrou na casa de Zaqueu porque este permitiu. Mas quem teve a iniciativa de entrar na casa foi o próprio Senhor Jesus. Não foi Zaqueu quem o convidou.

Grato pela participação.

CSZ

Anônimo disse...

Confesso que agora entendi o sentido! Obrigado pelo esclarecimento...

Rapha Silva

Andreia =] disse...

Graça e paz, Pr. Ciro! =]

irmão, para àqueles que ainda o criticam pelas suas sapientes observações, será que cabe o texto de II Co 5: 12 e 13?

Abraços!

Andréia =]

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão Jaen,

A blogosfera tem uma diversidade muito grande, e o irmão pode aproveitá-la bem. Neste espaço, eu gosto de "bater em certas teclas" durante algum tempo e voltar nelas, quando necessário. É um estilo de "blogar", e não implicância contra alguém.

Mas o irmão não está sendo justo. O Blog do Ciro, com a ajuda de Deus, possui várias seções, tratando dos mais diversos assuntos. Tenho abordado assuntos diversos, nos últimos dias, como Trindade, segurança da salvação, Sudário, Kenneth Hagin... E por que só agora o irmão se manifestou? Não me diga que é também um fã de Zaqueu irritado? Risos... Creio que não.

Quero que o irmão saiba que eu não persigo pessoas, mas me levanto contra o erro. Não estou contra o compositor (ou a compositora) da aludida canção nem contra o seu intérprete. Mas o nosso culto é racional e precisamos saber o que cantamos, o que pregamos, o que ouvimos, etc.

Em Cristo,

CSZ

Elaine Cândida disse...

Mais um excelente argumento.

Outro "glória a Deus!" pela tua vida, amado em Cristo.

Shalom.

Jæn disse...

Buenas pastor =D

em primeiro lugar, obrigado por responder :D

mas sobre a questao:
respeito o teu estilo e entendo que o irmao bloga aquilo que quiser e entender que deve...

eu percebo que tenham varios outros posts relacionados a outros assuntos e geralmente gosto muito do que leio aqui =D

o meu comentario foi no sentido de dar uma sugestao, como leitor assiduo q sou, ja que as vzs percebo que o senhor, apesar de postar sobre varios assuntos, as vzs pega um determinado assunto pra periodicamente "lembrar" das maneiras mais variadas, sempre apontando sobre a mesma coisa.

no caso do Zaqueu, eu quis dizer q o senhor ja falou varias vzs sobre ele, apontando os mesmos problemas do hino, o mesmo problema de interpretacao da passagem bíblica, etc... ae de tanto apontar pra esses mesmos problemas acaba passando uma impressao de implicancia com o autor =D

eu uso a expressao "impressao de implicancia" porque de fato eu entendo q o irmao esta cumprindo com a tua funcao de pastor, nao aceitando qlqr coisa q falam por ae (qlqr 'vento de doutrina, digamos assim)... mas o que eu quis dizer eh q o tal 'hit', pelo menos aqui no Rio Grande, nem faz mais tanto sucesso...

enfim
Grande abraco

e como agente brinca as vzs na igreja: Paz tejamos xD

EDILSON disse...

Pr Ciro,

Parabéns pela postagem! Essa musica que alguém chapa de hino, tem tocado em tudo que é lugar. Outro dia, passou um carro de som tocando a mesma, e um cidadão muito alegre, anunciava no microfone "o milagre vai acontecer" "é preciso acreditar e compra a cartela do bingo" "você repcisa mudar de vida". Só faltou alguém se apresentar chorando, e comprar a cartela em nome DEUS. Sugiro que continue postando, pois muitos trabalhadores ainda não aprenderam e continuam cantando.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Jaen,

Agradeço-lhe pela "audiência" (risos), mas me parece que o irmão não está lendo os artigos deste blog com muita atenção. Apesar de o assunto girar em torno de Zaqueu, a cada abordagem tenho acrescentado fatos novos e explicações novas, em vez de dizer as mesmas coisas, de outras maneiras. Nesta, por exemplo, discorri sobre o jugo de Jesus, enfatizando o seu senhorio. A canção do Zaqueu foi só um dos elementos da abordagem.

Um abraço.

CSZ

Anônimo disse...

Eu não considero,desprezivel e nem inútil esse blog,pois concordo com voce ,como disse, com suas análizes.O que escrevi foi apenas uma colocação minha sem intenção de te ofender
Se te ofendi em algum ponto me perdoe em nome de Jesus,quanto em evangelizar,estou fazendo-o.



MARIO.

Igreja Evangélica Aliança com Cristo disse...

Excelente reflexão...que Deus abençõe teu ministério...
estamos te seguindo....

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amém, irmão "MARIO"!

Que Deus o abençoe mais e mais!

CSZ

Anônimo disse...

Querido Pr.com respeito a afirmaÇao que o sr. fez dizendo:
"É isso mesmo. O Senhor Jesus não precisa de convite, do tipo “Entra na minha casa, entra na minha vida”. Ele é o Senhor de todas as casas, de todas as pessoas"
Con todo respeito eu acho que o sr. esta errado em dizer algo asim, primeiro porque o propio Jesus dise que ele esta NA PORTA, ou seja..nao e mal educado..so entra si agente deixar ele entrar em nossos coraÇoes, i iso acontece cuando o homen se humilha i pede para que ele ENTRE I FAçA MORADA NO SEU CORAçAO, i segundo sobre o que o sr. tinha dito que ele era o senhor de toda casa i pessoa, tambem acho que esta errado, i fico asustado em saber que alguem como o sr. sendo um PR. diga absurdos como eses, ja que a Biblia afirma que nao e asim!.
Espero que aprove meu comentario,i claro coloque tambem uma resposta..

eu.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Desatento anônimo,

Você não entendeu nada! Leia o texto de novo, devagar, com calma, confira todas as referências bíblicas...

Primeiro, a iniciativa da salvação é sempre divina. Foi Jesus quem resolveu entrar na casa de Zaqueu. Mesmo o texto que você usou, que não fala sobre a salvação do perdido, especificamente, mas tem alguma validade na argumentação, Jesus disse: "Eis que eu estou à porta e bato..." (Ap 3.20). A iniciativa é dEle.

Segundo, o homem pode recusar a salvação. Ele tem livre-arbítrio. Não existe graça irresistível. Mas Zaqueu abriu livremente a porta de sua casa para Jesus. O Senhor, de fato, não entra em uma casa, se a porta não lhe for aberta, no sentido de aceitação, desejo de recebê-lo.

Terceiro, fico assustado em saber que fãs de Zaqueu como você têm tanta dificuldade de entender o que está claramente escrito na Bíblia. Será que Jesus entrou mesmo em sua casa? O Senhor entra na casa de quem ama a sua Palavra (Jo 14.23), e não na casa de pessoas que "acham isso e aquilo".

Quarto, estude mais a sua Bíblia, a fim de que pare de ACHAR isso ou aquilo tenha CERTEZA do que a Palavra do Senhor diz.

Que o Senhor Jesus ilumine a sua vida.

CSZ

edson olhos verdes disse...

O grande problema de 99% dos cidadãos brasileiros está na forma de interpretação daquilo que se lê.Na escola aprendemos de forma errônea a fazer analises em cima de frases e não de contextos.Esse mal se alastra de forma mais contundente para as igrejas,onde,pastores sem o mínimo de preparo tanto intelectual quanto teológico interpretam a Bíblia como "entendem" ou como convêm aos seus propósitos.
É fácil perceber quais pastores realmente fazem uso de ferramentas teológicas para poder fazer uma pregação expositiva e Cristocêntrica.Os pastores do"vamo ficar rico com esse negócio", pregam o mesmo "sermão" temático e pobre em todas as igrejas que visitam.
Sou um Cristão de pensamento reformado,gosto e acredito que a interpretação de Calvino para a salvação seja a mais contundente.Esse pensamento no entanto não atrapalha em nada o convívio com aqueles que acreditam no lívre-arbítrio.O que não consigo suportar é esse evangelho barato que está sendo vendido em todas as esquinas e centros de cidades.Toda generalização é passível de se estar cometendo injustiça,porém,se Deus não usar de misericórdia para com os neopentecostais, o seu futuro é tenebroso,pois,desconheço em toda história da igreja quem tenha feito mais mal ao Cristianismo.Os neopentecostais estão trazendo o mundo para a igreja e vendendo a salvação a preços estratósfericos.

Anônimo disse...

Pr. Ciro!

Que diferença...
Veja como a mesma passagem é interpretada por alguém que se preocupa com a poesia, a letra e principalmente a biblicidade da coisa...

A letra abaixo é da música "Zaqueu", de Stênio Marcius

Multidão me aperta, gente tão dispersa
Tenho compaixão, chora coração
Gestos e palavras, vidas restauradas
Vou curando mágoas

Há um amigo à frente secreto e silente
Pensa que Eu não vejo sua dor pungente
Num pomar ao longe sofre e se enconde
Meu amor responde

Desce Zaqueu, nem me impeça
Que o perdão tem pressa em perdoar
Não me interessa o passado
Pecado eu apago pra não mais voltar

Em tua casa quero pousar
Pequeno amigo, grande é mudar
Eu vou contigo, pois o perdido
Eu vim buscar salvar

Anônimo disse...

Reescreví a letra da música dentro da minha concepção teológica. O que acham?

Pode ser melhorada, sintam-se à vontade! Perfeito só Cristo mesmo!


Como Zaqueu quero descer,
Do mais alto em que eu estiver
Pra me sentir amado por ti
Perceber que teu chamado é para mim

Eu me rendo a ti Senhor
Pois preciso de ti oh Pai

Sou pequeno demais
Preciso de tua paz
Faz-me sempre te seguir

Entraste em minha casa, mudaste a minha vida
Me amaste com ternura, salvo estou por tuas feridas
Viverei tua verdade
Toda a glória é para Ti
Teu amor é meu bem maior
Sim, um milagre em mim