sábado, 30 de maio de 2009

Jesus só voltará depois de cumprir as promessas individuais de cada crente?

O irmão Josedilson dos Santos Silva me enviou uma pergunta para ser respondida no meu blog Pastor Ciro Responde. Mas, em razão de sua relevância, preferi respondê-la aqui, haja vista ser este blog mais conhecido do que outro.

O irmão Josedilson disse:

Prezado pastor Ciro, a paz do Senhor! Recentemente em minha cidade foi realizado um culto festivo... O preletor da festa em determinado momento da mensagem mencionou o volta de Jesus e perguntou:
Quem espera a volta de Jesus? Quem tem certeza de que Ele vai voltar? Muitos levantaram as mãos. Depois, o pregador perguntou: Quem tem promessas de Deus? Com alegria, muitos levantaram as mãos. Então, o pregador, batendo no púlpito, bradou: Então, Jesus não vai voltar enquanto as promessas não se cumpriiiiiiiirem em sua vida! Afinal, Jesus volta ou não volta?

Lembro-me de que, na minha juventude pós-adolescente, encontrei-me, em um ônibus, com um amigo que afastara-se da igreja. Convidei-o para ir ao culto, e ele me respondeu: “Estou muito ocupado, estudando, trabalhando e também me divertindo bastante”. Então, eu lhe disse: “Mas, o Senhor Jesus em breve voltará”. Ao que ele me respondeu, para minha surpresa: “Olha, Jesus já demorou quase dois mil anos para voltar. Talvez Ele demore ainda outros dois mil”, dando uma gargalhada.

É impressionante como a Palavra de Deus tem se cumprido em nossos dias! O apóstolo Pedro asseverou que haveria escarnecedores nos últimos dias (2 Pe 3.3,4), e muitos estão pensando que esses zombeteiros são apenas as pessoas mundanas. Infelizmente, temos visto até “pastores” e “pregadores” de renome desdenhando do Arrebatamento da Igreja ou levando os crentes a priorizarem a vida neste mundo.

Nesses últimos dias predomina entre os evangélicos o pragmatismo, o imediatismo, o materialismo e o egotismo (que é mais que egoísmo). A mentalidade do eu-quero-ser-abençoado-agora-e-isso-é-mais-importante-para-mim é prevalecente nos grandes eventos. Falações e canções (e não pregações e hinos) giram em torno de prosperidade, vitória aqui e agora. Os pregadores mais famosos da atualidade (salvo exceção) não têm mais compromisso com o Deus da Palavra e com a Palavra de Deus e, por isso, conquistam as massas com bordões que massageiam o ego dos incautos.

O que fez o pregador (pregador?) citado pelo irmão Josedilson? Deu ao povo o que o ele desejava ouvir, e não o que precisava ouvir. Ao dizer que o Senhor Jesus só voltará depois de cumprir todas as promessas individuais (qual crente não acredita que tem promessas de Deus?), Ele tirou dos ouvintes o peso da responsabilidade de vigiar em todo tempo, haja vista a iminência do Arrebatamento da Igreja (Mt 24.42-44; 25.1-13; Lc 21.36).

Assim como o bordão “Crente que tem promessa não morre” — analisado neste blog e em meu livro Mais Erros que os Pregadores Devem Eviar —, o novo chavão (variação do outro) também não resiste a uma exegese bíblica. Isso porque nenhum crente admite não ter promessas para esta vida. Apesar disso, a cada dia, há servos do Senhor partindo deste mundo... Aliás, na eternidade há cantores e pregadores que diziam que não morreriam enquanto todas as promessas não se cumprissem!

Quando se fala em promessa, é preciso considerar a sua origem, a sua modalidade, a sua especificidade, bem como a sua condicionalidade. Ademais, nenhuma promessa individual relativa a esta vida na Terra anula a maior e mais esperada de todas as promessas, “a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo” (Tt 1.13).

O crente que se preza não vive pensando, de modo egoísta, em promessas para esta vida, as quais devem ser valorizadas, mas não priorizadas. Somos peregrinos e forasteiros (Hb 11.13; 1 Pe 2.11). Estamos hospedados neste mundo. A nossa cidade está nos Céus, donde esperamos o Senhor Jesus Cristo (Fp 3.20,21).

Portanto, cumpra-se ou não as suas promessas individuais, prezado internauta, o Senhor Jesus voltará! E isso acontecerá a qualquer momento. Confiemos, pois, na última e mais importante promessa (e profecia) para a Igreja, registrada na Bíblia: “Certamente, cedo venho”. E o crente fiel não responde a esta promessa de modo interesseiro (“Não vem não, Senhor! Primeiro cumpra todas as promessas em minha vida”). Não! A resposta do cristão que ama a vinda de Jesus é: “Amém! Ora, vem, Senhor Jesus!” (Ap 22.20).

Amém?

Ciro Sanches Zibordi

13 comentários:

Newton Carpintero, pr. disse...

Nosso pr. Ciro Zibordi,

A Paz do Senhor!

Encho os meus olhos de lágrimas com esta PALAVRA.

Sei bem, que o meu coração deseja que se cumpra a MAIOR das PROMESSAS, para o crente em Jesus Cristo: O Arrebatamento da Igreja.

Qual o significado de vivermos presos a qualquer outra promessa, se esta é a mais importante?

Infelizmente, muitos dos que vivem na expectativa da carne, desejam mais os seus produtos e bens materiais, e esquecem do principal.

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

O Senhor seja contigo, meu amigo!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Alessandro Cristian disse...

Amém.

Alessandro Cristian
Caraguatatuba/SP

L. H. Dessart disse...

Se houver promessa mais gloriosa do que essa, a própria volta do Senhor Jesus, então acho que abracei a crença errada....

Ótimo post Pr. Ciro!

Anônimo disse...

Pastor Ciro, graças a Deus por esse blog edificante.
Acho, que desde o inicio do blog acompanho os seus encinamento, que vem do Senhor. Graças a Deus por isso, você não sabe o quanto eu tenho me edificado (falo isso sem hipócrisia).
Veja meu ponto de vista; Por exemplo, uma pessoa que tem promesas, mas infelizmente após o arrebatemento ela não sobe. Então tem acontecido que o Senhor ja sabia que a pessoa não iria subir, então deu-lhe a promessa. Mas o caso de Jesus ter levado a igreja não seria o caso de a promessa seja anulada.
O que o senhor acha?

A Paz do Senhor, irmão amado.
(Ir. wandson)

Robson Silva de Sousa disse...

Que diremos, pois, a todas essas coisas?...

“Amém! Ora, vem, Senhor Jesus!” (Ap 22.20).

Robson Silva

Elaine Cândida disse...

Amém!

Amém!

Amém!

Josiel disse...

Pastor Ciro,
Amém.
É incrível como esse ``espírito do erro´´, está atuando de forma simultânea em todas os lugares.

Josiel Vitorino da Silva.

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Amado Pr Ciro, a cada dia percebo que se a Igreja não voltar a expor as Escrituras, veremos uma enxurrada de heresias dentro dela. Precisamos "gritar": Há morte na Panela! Somente a farinha [Palavra] pode curar essa morte. Pr Ciro, será que este pregador nunca leu o texto de Hebreus 11.39,40 ?

E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não ALCANÇARAM A PROMESSA. Provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles sem nós não fossem aperfeiçoados.

Leiamos mais a Bíblia!

abraços do amigo, Pr Marcello

P.s veja o texto: O título dos Salmos

O PENSADOR disse...

IMPRESCINDÍVEIS SÃO ESTAS PALAVRAS...

Quem dera todos estivéssemos alinhados com ela! Seríamos diferentes! Estou, sinceramente, muito, muito preocupado com a iminência, ..., tanto a fazer, tanto a ser feito, tantos se desviando, ..., tanto evangelho corrompido e até que ponto, eu mesmo não fui tragado pelo falso evangelho?

De certo modo, se faltar na Igreja temas como a proximidade da vinda de Cristo, o arrebatamento, o reino de Deus e escatologia de uma maneira geral, ..., estamos a alguns passos de buscarmos materialidade e perder nossas vistas no temporário...

ESPERO QUE MAIS VOZES SE LEVANTEM EM PROL DO EVANGELHO E DAS ALMAS...
o tempo urge... nas palavras de uma jovem que tornou-se célebre, "... jesus está voltando, ..., se não fazemos nossa parte agora, se quisermos fazer amanhã talvez não haja tempo!" Andressa Barragana (1994-2008)

Temos que pregar em tempo e fora de tempo!

Anônimo disse...

A paz do Senhor!!!!
Pr. Ciro sempre acompanho o seu blog, e é a segunda vez que faço um comentário, agradeço a Deus pela sua vida, pois foi atravez deste que meus olhos espirituais se abriram. que deus continue te abençoando.
Pr. gostaria de aproveitar o momento para perguntar se acaso o Sr. tem visto ou ouviu falar a respeito de informações que estão sendo divulgadas na irtenet de pastores que estão participando de reuniões maçonicas. Não sei até aonde as informações são verdadeiras, por isso gostaria de saber do senhor, o qual eu acompanho que sempre busca a verdade, pois não me aprofundei em pesquisas por ser leiga sobre os maçons, o pouco que sei acredito não ser muito suficiente para argumentações, se for possível uma resposta fico muito grata. Marcia Regina - São Mateus - São Paulo
se por um acaso não puder adicionar o meu comentário junto com a pergunta, pode exclui-lá, mas por favor me envie uma resposta via e-mail ( marcia.revi@bol.com.br) se for possível. Que Deus te abençõe.

Edinho disse...

A paz do Senhor pastor!
Realmente é verdade isso que o senhor colocou.
Eu tenho uma dúvida também: enquanto na minha igreja falam que Jesus pode voltar a qualquer hora, vejo outros pastores falarem que Jesus não vai voltar agora porque o Evangelho tem que ser pregado em todo mundo primeiro!

Eu tomo pra mim que esse versículo (na qual eles se baseiam em Mateus 24.14) está falando que todos já terão ouvido o Evangelho na Grande Tribulação, e não antes do arrebatamento.

Sei que o crente deve pregar o Evangelho, mas pergunto: será que Jesus só vai arrebatar a Igreja depois que o Evangelho chegar a todos?

Anônimo disse...

É até embaraçoso ver quantos cristãos seguem seus pensamentos.
Pois visitar seu blog é se assentar na roda dos escarnecedores.
Sua teologia é fraca e débil pois é racional demais, pesada em sem vida, digo que a letra te mata, mas posso dizer que o amor e a humildade poderia torná-lo mais capacitado a confiar na sua chamada e te levar a explorar as profundas riquezas de Cristo ao invés de chegar ao topo de um espirito crítico destrutivo, Cristo nos ensinou a renovar o mundo pelos nossos pensamentos, mas o Senhor só sabe destruir e escarnecer, seu sucesso é fincado na debilidade dos outros. que pena que não é em amor e mansidão.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amargo anônimo,

A sua alma está doente. Falo isso porque eu o conheço.

Você está com inveja?

Eu louvo a Deus porque sei que os que gostam deste blog segue a Palavra de Deus, e não os meus pensamento.

Busque um tratamento. Ainda há tempo.

CSZ