terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Eleições CGADB: é tempo de unidade, e não de partidarismo


Velejando pela grande rede, li diversos artigos, comentários e debates acerca das eleições para a Mesa Diretora e o Conselho Fiscal da CGADB. O assunto está gerando muita discussão, e observo que pessoas mal-informadas (ou apressadas em suas conclusões) estão dizendo inverdades, positiva ou negativamente, acerca de certos candidatos. Noto, ainda, que as tais eleições ganham, a cada dia, características meramente seculares, haja vista a grande ênfase a pontos fracos e fortes de cada candidato.

Sinceramente, não vejo com bom olhos a atitude de apontar supostos defeitos de pastores de maneira nominal, exceto em casos extremos. Afinal, é importante que haja respeito e obediência de nossa parte àqueles que exercem liderança sobre nós (Hb 13.7,17). E o que tenho visto, ultimamente, são verberações diretas contra um ou outro candidato, como se eles estivessem disputando cargos para o exercício da política secular.
É mesmo válida a tentativa de macular a trajetória de pastores, referindo-se a eles como meros políticos?

Li, em alguns artigos inseridos na chamada blogosfera cristã, que o atual pastor-presidente da CGADB tem sido omisso quanto ao legalismo, fazendo com que os assembleianos sejam cada vez mais ignorantes. É isso mesmo verdade? Citou-se como exemplo o fato de ele se posicionar contra certo tipo de vestimenta para mulheres. Ora, todas as igrejas têm a sua tradição, o seu perfil, o seu padrão de usos, costumes e práticas. E a Assembleia de Deus não é diferente. O que é melhor: seguir aos costumes assembleianos ou aos costumes mundanos? Tenho visto líderes “antilegalistas” abraçando o mundanismo, infelizmente.

Certos pastores, sob a égide de que em suas igrejas não há espaço para o que chamam de legalismo, têm dito que Deus não se preocupa com o vestuário. No entanto, como o padrão de beleza do mundo é a sensualidade, algumas irmãs, por falta de bom senso ou ausência de temor a Deus mesmo, aproveitam essa abertura e se vestem de modo indecente, sensual, usando calças compridas que marcam o corpo, minissaias, decotes para lá de exagerados, etc. Ser cuidadoso nessa área não é, de modo algum, ser legalista.

É preciso equilíbrio no tratamento da questão relativa ao vestuário, deixando de lado o farisaísmo e o liberalismo. Um prioriza o exterior, e o outro afirma que o Senhor não se preocupa nem um pouco com a nossa aparência. A despeito de haver — reconheço — muito legalismo farisaico em nosso meio, preservar o perfil assembleiano quanto à vestimenta tem apoio da Palavra de Deus, a qual trata da questão, mencionando inclusive a necessidade de o traje ser honesto, com pudor e modéstia (1 Tm 2.9). Deus não prioriza a aparência, mas a valoriza (1 Ts 5.23). E isso vale para homem e mulher.

Outro aspecto considerado negativo em relação ao atual pastor-presidente da CGADB é o fato de ele ter, em uma entrevista (publicada no YouTube), supostamente avalizado as atitudes contraditórias de certo milagreiro assembleiano. A bem da verdade, o presidente da CGADB foi educado ao conceder a mencionada entrevista, a despeito de o tal “pregador” verberar contra pastores e instituições assembleianas publicamente. Cabe aos Conselhos de Ética e de Doutrina, bem como ao pastor do mencionado obreiro — os quais estão devidamente informados quanto às suas verberações e atitudes — uma tomada de posição, a qual, sem dúvidas, será respaldada pela Mesa Diretora da CGADB.

Vi, ainda, na grande rede, uma desaprovação ao fato de o presidente da CGADB ter visitado, no ano passado, o Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora (GMUH), em Camboriú, Santa Catarina, o qual é, sem dúvidas, o maior evento pentecostal brasileiro. É evidente que eu não estou de acordo com os desvarios de certos “pregadores” que já participaram do aludido congresso, os quais se tornaram públicos mediante vídeos do YouTube. Entretanto, se o evento é realizado pela Assembleia de Deus, por qual motivo o pastor-presidente da CGADB deveria ausentar-se, haja vista ter sido convidado pela direção do congresso?

Se há em tal conclave desvios do pentecostalismo bíblico, é preciso que a Mesa Diretora da CGADB esteja devidamente inteirada, a fim de orientar os seus organizadores. Mas apenas opor-se ao evento e verberar contra ele não é uma atitude louvável. Eu mesmo faço questão de, neste espaço, combater o erro, mas sempre procurei preservar pessoas e instituições, salvo exceções. Afinal, a nossa luta não é contra “carne e sangue” (Ef 6.12), não é mesmo?

Amados irmãos assembleianos, precisamos orar por essa grande Assembleia Geral Ordinária que ocorrerá em Vitória, Espírito Santo, no mês de abril. Vejo que os ânimos estão exaltados, e muitos estão em clima de guerra. Mas o Senhor não espera isso de nós. O presidente da CGADB foi o homem que o Senhor permitiu que estivesse todo esse tempo à frente dessa importante convenção. Se é o momento de uma mudança, às vésperas do centenário das Assembleias Deus, ela precisa ocorrer de forma pacífica, em oração e unidade, e não com ofensas de parte a parte.

Em tempo, na segunda capa, na parte interna das Lições Bíblicas da CPAD, há um anúncio da Semana Nacional de Oração e Jejum, de 9 a 15 de março de 2009. E o tema deste ano diz respeito à atitude que os obreiros do Senhor devem ter na próxima Assembleia Geral Ordinária: “É momento de a igreja no Brasil clamar por renovação e unidade no Espírito”, baseado em Daniel 9.3 e Lamentações 3.29.

Ciro Sanches Zibordi

13 comentários:

josiel disse...

Amado pastor,

A paz do Senhor!

Como o senhor mesmo pode ter comprovado ao longo do tempo em que venho acompanhando seus artigos, sou apenas um pobre presbítero sem condições intelectuais, embora amante das Sagradas Letras e um simples leitor do seu blog.

É lamentável que apesar do arrebatamento da igreja estar tão próximo,esteja ocorrendo tamanha oposição quanto á manutenção da ordem estabelecida por Deus no âmbito Ministerial da CGADB.Eu não sei pastor Ciro, até quando esta organização vai resistir e continuar firme na doutrina, pois a história nos mostra que, quando se começa fazer concessões a tendência é o enfraquecimento em atingir o verdadeiro alvo,para qual fomos chamados.É tempo de voltar as origens, de clamar a Deus, de se humilhar de dizer não as preferêcias pessoais. Obreiros digam a igreja de Jesus que Ele está as portas, parem de priorizar aquilo que é passageiro, ponham o seu coração no verdadeiro Tesouro, que é eterno e incorruptivel.

Digo isto áqueles que perderam o amor de Cristo e só pensam em se dar bem adquirindo além daquilo que Deus determinou.

Abraços fraternos.

Josiel.

Pr Natanael Santos disse...

Pr Ciro sou sou admirador do seu posicionamento bíblico-doutrinário. O irmão foi muito feliz em defender a honra daqueles a quem Deus colocou para estar à frente do Seu rebanho.Com relação a próxima AGO da CGADB, precisamos orar muito. Infelizmente alguns ainda não entenderam que ocupar o cargo mais alto nesse orgão, significa um compromisso maior com Deus, pois a Bíblia diz: "A quem muito é dado, muito será exigido". Com muita propriedade o irmão fez referência as gestões do Pr José Wellington Bezerra da Costa. Ao longo desse anos, ele tem conduzido a CGADB com muita lisura e como um verdadeiro homem de Deus. Creio que aqueles que estão se posicionando como políticos e fazendo politicagem, estão se esquecendo de que o temor de Deus é o princípio da sabedoria. Oremos para que a unidade das Assembléias de Deus não seja prejudicada por causa daqueles que estão pensando apenas no cargo. Li certa feita: "O político pensa nas próximas eleições; o estadista nas próximas gerações". Penso que ai fica estabelecida a grande diferença. Abraços

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amado pastor Natanael Santos,

É-me um grande prazer ler o seu comentário neste modesto espaço. Acompanho o seu trabalho há muito tempo e tive o privilégio de ouvi-lo ministrando a Palavra de Deus. Também já li seus textos na revista Pentecostes, então editada pela CPAD.

Agradeço-lhe pela participação. Realmente, vejo que é preciso respeitar e honrar os nossos pastores. Sabemos que eles não são perfeitos, mas aprendi que devemos respeitar aqueles que presidem sobre nós.

Que Deus abençoe grandemente o seu ministério!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Josiel,

De fato, como diz a Palavra de Deus, "os fundamentos se transtornam" (Sl 11.3). Vemos que há muitos obreiros sem chamada de Deus promovendo todo o tipo de intrigas em nosso meio, obreiros estes que entram no ministério, mas o ministério não entre neles. E há também aqueles que, tendo sido chamados por Deus, apostatam (2 Pe 2.1-3,15,16).

Oremos pela igreja mundial, pela igreja brasileira e também pela Assembléia de Deus.

CSZ

uilma disse...

Olá Pastor Ciro! Sou admiradora de seus comentários, parabéns pela forma clara, concisa e respeitosa com que responde aos leitores.È um prazer participar de seu Blog sabendo que os comentários serão analiasados e respondidos.
Concordo plenamente que temos que orar pela CGADB, e mais...pela Assembléia Geral Ordinária que acontecerá em abril no ES.Sinto que muita coisa vai mudar em nossa Igreja após as eleições.Que Deus tenha misericórdia de nós.
Estou preocupada com o comportamento de certos pastores "assembleianos" que ao invés de pregar à Palavra de Deus para o povo sobem na tribuna para falar mal,xingar,ofender,insultar e denegrir à imgem de seus companheiros de ministério usando palavras depreciativas contra própria CGADB E CPAD.
E parece que ninguém faz nada,continua sendo convidado normalmente para grandes eventos, nesta hora tenho vergonha de ser Assembleiana.Enquanto uns levam o auditório ao êxtase com os "milagres" outros utilizam a midia para auto promoção sem nenhuma ética pastoral.Sinceamente não sei onde vamos parar...
Fique na Paz...
Uilma

Anônimo disse...

Pr.Ciro
Acredito que este assunto a respeito das vestimentas de mulheres ira pesar e muito na escola da proxima mesa diretora das Assembléia de Deus.
O que falta na maioria das igrejas e o ensino de princípios, por exemplo no caso das mulheres falta ensinar decência, que é exigida por Deus em sua Palavra. O que vemos hoje e uma falta de temor e tremor por parte de algumas irmãs, que vão para a igreja independente se seja uma calça, saia ou vestido tão indecentes e sexuais que se elas fossem trabalhar em uma empresa seria não seriam aceitas devido as suas vestes.
Já ouvir Pastor pregar contra a calça, enquanto a sua mulher veste vestidos decotados e tranparentes, há uma incoerençia muito grande por parte de alguns pastores quando querem proibir o uso da calça e deixam todo o tipo de imoralidade e indecência entrarem dentro da Casa De Deus.
Os Pastores precisam posicionar/solucionar dentro das suas igreja esta problemática que se criou, porque o que se entende ou percebe em alguns casos e que se a mulher estiver vestindo saia ou vestido com manga longa e compridos está tudo bem, não importando se esta saia ou vestido seja indecoroso, o que não pode e usar uma calça independente se essa calça seja decente ou não.
Deus está ficando sem espaço dentro de muitas igrejas devido o pecado dentro da casa do SENHOR. Que pena que iremos completar 100 anos e ainda estamos discutindo assuntos que já deveriam ser solucionado pelos nossos lideres, com tantas almas para se ganhar, ficamos debatendo se pode ou não usar calças ao em vez de pregamos as Doutrinas e Princípios bíblicos que com certeza iriam produzir bons costumes.
A igreja esta sendo dívida e a comunhão entre irmãos está sendo dilacerada por está indecisão no âmbito local/nacional dentro da mesma igreja a pessoas que são a favor do uso de calça e outros que não são a favor. E as lideranças infelizmente tem ficando ''encima do muro''.Alguns afirmam está proibido, mais a igreja em que ele e o dirigente ou presidente muitas irmãs vestes calças e não se faz nada chegando até ocupar posições de lideranças dentro da igreja.
Que Deus possa direcionar a mente e o coração daqueles que iram votar na proxima AGO, se Deus assim permitir.E que independente de quem ganhem que solucione está problemática.
Em Cristo,
Valter Alex

Daniel Galvao disse...

Olá pastor Ciro. Venho acompanhando seu trabalho de um tempo para cá, lendo seus livros e demais textos publicados em outras mídias. Sou presbitero da O Brasil para Cristo e jornalista, ingresso na carreira de escritor e, por isso, gostaria de saber se o senhor poderia avaliar um segundo trabalho meu que acabo de terminar. Cheguei a enviar um e-mail para ti, mas não obtive resposta. Como confio em sua conduta e admiro sua clareza de raciocínio, peço esta ajuda.
No mais, oro para que Deus siga o abençoando ricamente em cada passo.
Em Cristo.
Pb Daniel Galvão - Macaé/RJ.
E-MAIL DE CONTATO - pbdanielgalvao@gmail.com

Valter Miranda disse...

Povo de Deus,

Bom dia e a Paz do Senhor para todos.


Peguei no dicionário o significado da palavra povo, a saber: “conjunto de indivíduos que têm a mesma origem, a mesma língua, e partilham instituições, tradições, costumes e um passado cultural e histórico comum” Porto Editora.

Ter a mesma língua ou falar a mesma língua. A cada dia, se torna mais difícil praticar a unidade dentro da casa do Senhor. Haja visto existir tantas divergências.

Sabemos que o homem somente consegue praticar a unidade quando este, está sob a direção do Espírito Santo. At 4.32a.

Verificamos pela Palavra de Deus que, o ingrediente principal para o exercício do unidade é o amor(Fp 2.1,2), e que este, por falta da fé(Lc 18.8), ficaria escasso com o passar dos tempos.

A abertura que alguns “lideres” defendem, poderá até parecer palatável, porém ao chegar ao estômago se reverterá em fel de áspides. Jó 20.12-14.

Não precisamos prever o que acontecerá se esses “lideres” forem eleitos, basta vermos os neo pentecostais. O caminho largo já sabemos qual será o resultado.

Minha oração é para que o mesmo Espírito que está com o Pr. José Wellington que é conservadorista, possa continuar com o próximo presidente da CGADB.

Oremos todos nós pela atual diretoria da CGADB e que o próximo presidente, continue sob a direção do nosso querido Deus.

A Paz do Senhor.


Valter Miranda

Pr. Newton disse...

Prezamado pr. Ciro,

É verdadeiramente triste, conhecer os fatos que assolam a Assembléia de Deus no Brasil, e quem sabe pelo mundo.

A situação é resultado da incoerência, por vezes, na escolha do ministério de cada igreja, que por sua vez, sempre deseja selecionar os mais "achegados".

A escolha do diácono, presbítero e pastores, sem a devida orientação e características bíblicas, proporcionou durante anos, este momento irracional, através de líderes, que não se disciplinam na utilização das palavras como um homem de Deus e, com a base bíblica. Estes, normalmente já não possuem a orientação do Espírito Santo em suas vidas, pois, estão na busca -somente- do poder "político" eclesiastíco.

A oração para que a misericórdia de Deus seja atendida, é primordial, neste momento de tão grande luta espiritual.

Que o Senhor Jesus Cristo, abençoe a AGO com grandes resultados, para o avivamento necessário dentro das igrejas e não a realização de movimentos.

Deus seja contigo,

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Lucimauro Marques Ferreira. disse...

AMADO Pastor Ciro.
Mais uma vez venho parabenizar o vosso trabalho,que como sempre tem edificado muitas almas,inclusive a minha,Agradeço por vossa sinceridade em mostrar para os assembleianos que esta AGO não deve ser motivo de Guerra e sim de unidade no Espírito,concordo plenamente com o Sr,é preciso respeitar nossas diferenças e jamais desprezar as outras possibilidades,contanto que seja no Senhor.
Parabéns.
A paz do Senhor.

Cristo a única Esperança disse...

A PAZ DO SENHOR!

Creio que já deveria ter ocorrido mudanças no que diz respeito a CGADB exercer plenos poderes no que diz respeito as convencões estaduais, pois do contrário cada dia que passa estaremos vendo mais e mais aberrações;

k.nais@hotmail.com disse...

a paz do senhor ,pastor ciro ,ótimo seu comentário,em tempos de eleição da mesa,o senhor esta certo quanto a respeitarmos a nossos líderes,mas sou do norte e aqui muitos nem conhecem o nosso pastor presidente,a qual nos esqueceu por 18 anos.por isso há um clamor muito grande pela mudança de liderança da igreja,sendo da vontade de deus,mas o que queremos e uma mudança que faça bem para todos da assembléia de deus,que deus venha fazer a vontade dele nessas eleições,e que o eleito seja o melhor para a assembléia a qual tenho orgulho de se assembleiano.

que deus o abençõe!

Anônimo disse...

REVELAÇÃO/EXORTAÇÃO
Urge difundirmos na terra a certeza de que Jesus Cristo já vive agindo entre nós, espargindo a luz do saber em sí, criando Irmãos Espirituais, e a nova era Cristã. Eu não minto, e a Espiritualidade que esperava pela sua volta, pode comprovar que digo a verdade. Por princípio, basta recompormos as 77 letras e os 5 sinais que compõe o título do 1º. livro bíblico, assim: O PRIMEIRO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO GÊNESIS: A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA E DE TUDO O QUE NÊLES HÁ: Agora, pois, todos já podem ver que: HÁ UM HOMEM LENDO AS VERDADES DO SEU ESPÍRITO: ÊLE É O GÊNIO CRIADOR QUE ESSA AÇÃO DE CRISTO: (LC.4.21) – Então passou Jesus a dizer-lhes: Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir: (JB.14.17) – O Espírito da verdade que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem conhece, vós o conheceis; porque Ele habita convosco e estará em vós.(MT.14.27) – Tende ânimo! Sou Eu: Não temais: (JB.2.5) – Fazei tudo o que Ele vos disser, (JB.5.27) – porque é o Filho do Homem: (JÓ.9.19) – Se se trata da força do poderoso Ele dirá: Eis-me aqui: Regozijai-vos e fazei jus ao poder que o Nosso Espírito traz às Almas Justas, para a formação da verdadeira Cristandade.

(MT.26.24) – O FILHO DO HOMEM VAI, COMO ESTÁ ESCRITO A SEU RESPEITO, MAS AI DAQUELE POR INTERMÉDIO DE QUEM O FILHO DO HOMEM ESTÁ SENDO TRAIDO! MELHOR LHE FÔRA NÃO HAVER NASCIDO:

E, ao recompormos as 130 letras e os 7 sinais que compõem esse texto, todos já podem ler, saber, e entender quem é o Filho do Homem:

E O FILHO DO HOMEM É O ESPÍRITO QUE TESTA AS ALMAS DO HOMEM E DA MULHER, NA VERDADE DO SENHOR, COMO CRISTO: E EIS A PROVA QUE O FILHO DO HOMEM FOI TREINADO NA LEI CRISTÃ:

DESPERTAI-VOS, FUTUROS CRISTÃOS: : (MC.14.41) – Ainda dormis e repousais! Basta! Chegou a hora, o Filho do Homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores: E à partir desse Santo Dia, toda Criatura racional que desejar interagir conosco na obra comum da nossa criação, precisa fundamentar-se n`A Bibliogênese de Israel; que já está disponível na internet, no portal amazon, e em todas as boas livrarias: E quem não quiser, pode continuar vivendo de esperança vã, assistindo passivamente a agonia da vida terrena, à par da auto-destruição do nosso planeta...