sexta-feira, 26 de setembro de 2008

O internauta opina (14)

Neste Internauta opina, publico a opinião do irmão Kléber (sem nenhuma revisão), o qual assina como Programa Mensagem da Cruz, acompanhada de minha resposta.

O irmão Kléber disse:


"shalom pastor ciro;sou visitante do seu blogger admiro a sua visão apologetica em combater heresias,mais eu queria deixa tambem um comentario da minha parte ao senhor ,essas palavras são do SENHOR JESUS ....MT:6;1guardai-vos de exercera vossa justiça diante dos homens,com o fim de serdes visto por eles;doutra sorte,não tereis galardão junto de vosso PAI CELESTIAL.um outro vv estar tambem em MT;7;1a5,que diz.... não julgueis,para que não sejais julgados.pois,com o criterio com que julgardes, sereis julgados;e coma medida com que tiverdes medido,vos medirão tambem.por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão,porem não reparas na trave que estar no teu próprio?ou como dirás a teu irmão:deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu?HIPÓCRITA !tira primeiro a trave do teu olho e,então,verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão.bom ciro essas são as palavras de JESUS , agora falo eu não o SENHOR.... ,JESUS nunca instituiu aqui na terra ninguem JUIZ de causas espirituais ,não estou querendo ser ignorante ,mais vejo que existem em nosso meio xiitas radicais, se eu quizesse fazer algum comentario sobre algumas declarações do ciro poderia tambem falar né quando o senhor falou sobre o pastor que já é falecido , que você fez a respeito dele e disse que ele era um homem que tinha todos os dons ministerias ,eu acho que o senhor não exero não o senhor passou dos limites ,sendo que nem o AP:PAULO não fez nenhuma dessas declarações a seu proprio respeito ,quando ELE disse que era APOSTOLO, PREGADOR E MESTRE ,e aí vem o senhor pr: ciro e diz que o tal pastor já falecido tinha todos os dons ministeriais acho que você foi muito exagerado ou não......não é um dezabafo mais é a minha opinião ok! muito obrigado pela oportunidade de expressa nossos comentarios também que DEUS o abênçoe em o nome de nosso SENHOR E SALVADOR CRISTO JESUS .amém."


Minha resposta:

Caro Kléber (Programa Mensagem da Cruz),

A paz do Senhor!


Agradeço-lhe pelas visitas ao meu blogue e por admirar o trabalho que venho, segundo a graça de Deus, realizando neste espaço.
Em primeiro lugar, uma pessoa que julga estar certa quanto a algum assunto, a ponto de tentar refutar alguém, deve saber escrever de maneira clara, a fim de expor as suas idéias de modo convincente.

Esse é o seu primeiro erro: falta de familiaridade com a língua pátria. Melhore o seu texto. Estude. Aplique-se ao vernáculo. Não digo isso para diminuí-lo, mas para ajudá-lo. Seu texto precisa melhorar, e muito.


O seu segundo erro é hermenêutico, isto é, de interpretação da Bíblia. O irmão precisa melhorar, e muito, pois o verbo "julgar" deve ser entendido à luz do contexto. Suas palavras, pois, meu amado, refletem péssima exegese.


Em Mateus 7.1,2 o Senhor Jesus referiu-se ao julgamento calunioso, e não à análise de heresias e modismos. Se o irmão ler, com meditação, João 7.24, 1 João 4.1, 1 Coríntios 14.28,29 e 1 Tessalonicenses 5.21, descobrirá (pois ainda não descobriu) que podemos julgar sim, isto é, examinar, analisar, provar. Afinal, o espiritual discerne bem tudo (1 Co 2.15).


Se existem em nosso meio "xiitas radicais", como o irmão disse, referindo-se a mim, creio que existem muito mais ignorantes, que sequer sabem interpretar os textos à luz de seus contextos, e pensam que estão certos. Por isso, insisto, com todo o respeito: o irmão precisa melhorar, crescer na graça e conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo (2 Pe 3.18).


Eis, por conseguinte, o seu terceiro erro, meu amado: ignorância. Quando eu me referi ao pastor Valdir Bícego, de saudosa memória, e disse que todos os dons ministeriais mencionados em Efésios 4.11 nele se manifestavam, fi-lo com convicção.


Se o irmão fosse um estudioso da Bíblia atento, saberia que, em algumas pessoas, vários dons do Espírito interagem e se inter-relacionam (alguns, é claro, em menor grau do que outros), como aconteceu com Paulo, e o irmão mesmo citou (1 Tm 2.7, etc.).
Eu não tenho dúvidas de que Valdir Bícego era um apóstolo, um profeta, um evangelista, um pastor e um mestre. Além disso, outros dons espirituais se manifestavam nele de modo esporádico.

Os dons quem dá é o Senhor Jesus, e Ele não concede apenas um dom para cada um. O Espírito age de maneira multiforme, multifacetada, repartindo a cada um como Ele quer (1 Co 12). Alguns podem receber vários dons, sim. Estude com afinco e sem preconceito 1 Coríntios 12-14; Efésios 4; 1 e 2 Timóteo; Tito; e outras passagens correlatas.


Que Deus o abençoe, meu amado irmão. Não se ofenda com a minha resposta, mas o irmão precisa melhorar, e muito, em suas interpretações da Bíblia e na expressão de suas idéias. Medite em Hebreus 6.9 e Provérbios 4.18.


Ademais, um quarto erro que o irmão cometeu foi, ao me acusar de julgamento calunioso (Mt 7.1,2), cometer esse mesmo erro, de maneira desapercebida e irresponsável.


Em Cristo,

Ciro Sanches Zibordi

29 comentários:

Lucivaldo de Paula disse...

irmão Kleber isso é para vc a prender,quem escreve o que quer,ler o que não quer.Deus te abençoe, e te quarde Pr.Ciro. meu blog http://escriba-lucivaldo.blogspot.com/

josiel disse...

Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que acompanham a salvação, ainda que assim falamos(Hb 6:9). Maravilha pastor Ciro, maravilha!

Bom fim de semana na presença de Deus.

Josiel.

Lucas Marin disse...

E prosperava em tudo quanto procedia, pois o Senhor Jeová era com ele...

Glórias aos Santo dos Santos, o Deus poderoso, misericordioso para com seu povo!!

Jeremias 9:24 Mas o que se gloriar glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR.

Thiago Mendanha disse...

Não é difícil encontrar esse tipo de argumento que procura deixar-nos inertes à desvirtualização do Evangelho de Cristo! Oportunamente, esse argumentos geralmente são invocados para defender certos "queridinhos" "ungidos do Senhor", que convenientemente são defendidos pelas ovelhas sem vida e raciocínio próprio! Querem misturar os ovos... Julgar implica em condenar, e isso de fato não é nosso papel enquanto servos de Cristo, contudo, nosso dever é analisar, estudar e denunciar práticas e doutrinas que contrariam a mensagem das Boas Notícias de Jesus Cristo! Não podemos confundir uma coisa com a outra... Me preocupo muito com o crescimento de um povo zumbi que diz-se "povo de Deus"... Povo que faz jus à lamentação de Deus, que padecem por falta de conhecimento, pura e simplesmente por falta de conhecimento!

Irmão Ciro, Deus continue dando-lhe sabedoria para analisar e, a exemplo dos crentes de Beréia, provar nas Escrituras os pensamentos falaciosos e malignos que nos cercam constantemente... e a exemplo de Paulo, continue, sim, denunciando... porque quanto a julgar e condenar, Deus se encarregará... cabe a nós como cristãos, prezarmos pela inteligência espiritual e não nos conformarmos com estes lobos, mas, renovar nossa mente em Cristo pela transformação que resulta do recebimento do Evangelho no coração!

Abraços!!!

Blog do Jordanny disse...

Pastor Ciro,

Percebo o fascínio das pessoas que, ainda na ignorância, não percebem a profundidade das coisas e se maravilham, não pelo ensino, mas pela humilhação do próximo. Quando li a presente postagem, acreditava que abriria esta página e veria os irmãos que aqui postam suas idéias reiterando, no amor, os ensinamentos que o senhor postou em resposta ao irmão Kleber. Mas, pelo contrário, percebi arrogância, soberba e orgulho.

Sei que o senhor, pastor Ciro, não respondeu ao irmão Kleber no intuito de humilhar-lhe. Pelo contrário, sua resposta foi instrutiva e não abrangeu apenas ao irmão Kleber, mas também a mim e a todos aqueles que se colocam em posição de humildade para ouvir a repreensão que advém da Palavra.

Contudo, logo que vi as postagens dos comentários a este tópico (Internauta opina), percebi que o efeito, talvez não para o irmão Kleber e nem para aqueles que se colocam em posição de amor, foi contrário. Percebi palavras da seguinte forma: “irmão Kleber isso é para vc a prender,quem escreve o que quer,ler o que não quer” ou mesmo: “Maravilha pastor Ciro, maravilha!”.
Ora, com todo respeito aos irmãos que assim se expressaram, não há percepção de humildade e amor nestes comentários. Nossas palavras devem ser de incentivo à fé em Cristo e não de exaltação por ter uma sensação de vitória em relação ao próximo.

O que quero dizer, amados, é que o amor do senhor nos constrange a ponto de nos colocarmos em posição de servidão. Se essa fosse a nossa posição inicial, com certeza a resposta a este tópico seria, mais ou menos, no seguinte padrão: “Irmão Kleber, receba de Deus a repreensão e saiba que nós estamos juntos no aprendizado e no conhecimento de Deus”. Ou então: “Irmão Kleber, o Senhor Jesus te ama. Ele quer que todos nós cheguemos ao conhecimento de Sua pessoa por meio da Sua Palavra; por isso nos exorta por meio de seus servos. Receba a exortação e o ensino com amor, alegria e obediência, pois isso nos evidencia como santos. Lembre que aquele que se humilha perante o Senhor, a Seu tempo será exaltado.”

Desculpe-me, pastor Ciro, mas precisava postar este comentário, não em relação a tua atitude de exortar segundo o amor do Senhor, mas em relação aos que não compreenderam e se acharam vitoriosos diante de uma “aparente” humilhação do irmão Kleber.

A todos que compreenderam estas palavras, segundo o Senhor nos entregou, que haja arrependimento e mudança de atitude, para que comentários impróprios não mais sejam postados.

(I Pedro 3:15) – “Antes, santificai ao SENHOR Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,”

(Filipenses 2:3 - 5) - Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus"

A paz do Senhor a todos.
Abraços pastor Ciro!

Jordanny Silva
Brasília - DF

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Jordanny,

Creio que o irmão exagerou ao dizer que percebeu nos comentários dos internautas acima arrogância, soberba e orgulho.

Apenas um dos irmãos que comentou a minha resposta ao irmão Kléber de uma maneira um tanto, digamos, exultante. Isso porque o irmão Kléber, como demostrei, foi sim um tanto infeliz em suas avaliações.

Mas eu nunca incentivei os irmãos que me apóiam a tripudiar dos que se opõem às minhas argumentações. Por outro lado, publico todo e qualquer comentário em que não haja ofensas ou falta de respeito.

De fato, eu respondi ao irmão Kléber com intenção de ajudá-lo, ainda que eu tenha sido bastante franco e contundente em minhas argumentações.

No mais, as suas considerações foram muito importantes e só corroboram o que eu escrevi.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Thiago,

Em certos contextos, o termo "julgar" aplica-se ao questionamento, à análise, à investigação, incluindo-se veredicto segundo a Palavra de Deus. Ou seja, podemos, se tivermos certeza (certeza mesmo, bíblica, incontestável), emitir um parecer conclusivo sobre pregações, canções, sinais, etc.

O termo "anakrinõ", em 1 Coríntios 2.15, significa "examinar", "investigar", "discernir", "julgar". O vocábulo grego alude ao exercício do julgamento perspicaz de todas as coisas sobre o valor delas, feito por alguém que é espiritual.

Em João 7.24, por sua vez, o sentido de "krinõ" é julgar a fim de "formar opinião". Essa mesma palavra grega aparece em Lucas 7.43; Atos 4.19; Romanos 14.5, etc.

O que não cabe a nós é julgar no sentido de assumir o ofício de um juiz, ocupando o lugar de Deus. Ou seja, esse tipo de juízo não leva em conta a Palavra de Deus; é um julgamento calunioso. A palavra grega, nesse caso, também é "krinõ", porém o contexto nos leva a outro sentido. Esse termo é usado em Mateus 7.1,2, por exemplo: "Não julgueis..."

Em tempo, agradeço-lhe pelas palavras de incentivo.

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

Assim como o irmão Kleber "analisou" o texto, acredito que o autor do artigo, também tem todo o direito de "analisar" o comentário realizado. Talvez tenha acontecido uma certa falta de respeito, de consideração, impensado, por parte do irmão Kleber, que indignou-se com a informação que leu e sem refletir, expressou-se mal, incorretamente.

Temos sim que, com senso crítico, analisar, examinar, refletir, ponderar tudo, mas com ordem, decência e à luz da Palavra de Deus. E, acima de tudo, respeito e consideração pelas pessoas, visto que ninguém iria afirmar categoricamente algo, se não tivesse realmente certeza. Claro que nem sempre vamos concordar com tudo o que ouvimos, vemos ou lemos, mas é necessário bom senso e equilíbrio em tudo, até mesmo antes de expor uma opinião... Na paz de Cristo, Quédia.

Lucivaldo de Paula disse...

não quero de maneira alguma humilhar ninguem,so que fico muito sentido,pela maneira como tratam,o Pr.ciro,tem que ter respeito,pelos nossos Pastores,falam deles como se fosse uma pessoa qualquer,e tem mais eu defenderei,aqueles que defendem a Palavra de DEUS.(Hb 13:17-18) Porto-velho Ro.

Pr. Newton disse...

Prezamado pr. Ciro,

Estou pensando em ficar arrogante, cheio de soberba e principalmente com muito orgulho. Afinal, pensando bem, não serei...arrogante e nem soberbo, mas poderei ficar orgulhoso da atitude do irmão.

Orgulhoso, porque, bem sei, dos arrogantes e soberbos que sem nenhum conhecimento de Deus, e sem possuir uma vida no altar, tentam utilizar as suas vontades-do-contra, desafiando os verdadeiros servos de Deus, que buscam sem medo, ensinar, segundo a Palavra de Deus, a melhor orientação para suas vidas.

Desejo cada vez mais encontrar no meio evangélico, estes como o amado pastor, que mesmo recebendo pedradas, não balbuciam e não temem os desafios de proclamar com base e decisão, as informações sobre o mau ensino que causam o mal dentro das diversas igrejas, que se perdem nas suas invenções do que possa ser espiritual.

Deus seja contigo! A minha oração é vê-lo sempre nesta decisão de coragem, e claro, com muito amor pelas vidas que se perdem por falta de esclarecimentos.

Creio que muitos com o coração sedento, já mudaram de direção e tomaram a decisão correta ao descobrirem e o seu Blog.

Deus te abençõe e te guarde!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Edmar Wruck disse...

A Paz do Senhor Pr.Ciro,

É lamentável ver pessoas que se dizem cristãs evangélicas, seguidoras e estudiosas (estudiosas ?) da Bíblia se utilizarem de passagens bíblicas para justificarem suas atitudes e também condenarem aqueles que de forma correta embasam na Bíblia suas afirmações.

Se fôssemos interpretar Mateus7.1,2 da forma como o referido internauta e muitos outros "estudiosos da Bíblia" interpretam não poderíamos de forma alguma refutar a idolatria do Catolicismo, nem as heresias das Testemunhas de Jeová, dos Mórmons e de muitos outros, pois afinal de contas "quem somos nós para julgar ? ".

Pastor Ciro, continue com a sua determinação em combater os modismos e heresias que muitos insistem em trazer para dentro da nossa igreja (Assembléia de Deus) como sendo "algo" de Deus.

Deus o abençoe.

Um abraço fraternal
Edmar Wruck

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amado Lucivaldo,

A paz do Senhor!

Agradeço-lhe pelas palavras de solidariedade. Eu não tive a intenção de humilhar o irmão Kléber e também peço a todos que se tratem com respeito, neste espaço.

Por outro lado, concordo que o aludido irmão empregou palavras fortes e exagerou em suas conclusões. Diante disso, tudo o que foi falado contra ele, como crítica, corrobora o ditado: "Quem fala o que quer ouve o que não quer".

Um abraço.

CSZ

Blog do Jordanny disse...

Pastor Ciro,

Não vi em sua resposta intenção em humilhar o irmão Kleber, pelo contrário, compreendi a repreensão de acordo com as Escrituras. Percebo, realmente, a minha falha por conta do exagero e desde já peço perdão.

Apenas postei pois, não foi a primeira vez que vi pessoas afrontando alguém que havia sido ensinado pelas palavras que o Senhor te entregou pastor.

Reconsidero as minhas colocações, mas reitero que não vi, em hipótese alguma, qualquer pretensão de sua parte em humilhar o irmão Kleber, tal como não vi intenção em humilhar-me enquanto respondia ao meu comentário.

Pastor, apenas oro para que nós aprendamos a receber a repreensão do Senhor, e a não nos exaltarmos quando alguém for repreendido, mesmo que justamente.

Sua resposta ao irmão Kleber foi condizente com a de um servo de Deus, pastor, e nisso glorifico a Deus.

Desculpe se me expressei mal e que os irmãos perdoem o meu exagero.

A paz de Cristo a todos!

Jordanny Silva

Anônimo disse...

a paz do senhor, pastor ciro fiquei feliz em ver a minha opinião ser publicada ,pricipalmente em sua resposta ao meu comentario,quero pedir perdão ao senhor, com todo respeito, não tive de forma alguma ofender ninguem nem tanpou o senhor ,como falei no inicio do meu comentario que sou admirador do seu blogger,e vou continuar sendo sim ,porque vejo que o senhor é muito sabío,e em relação aos comentarios dos outros visitantes que também olhei,percebi também falhas ,mais não quiz fazer comentarios para humilhar ninguém,creio sim pastor ciro que o seu amigo já falecido o pr:valdir tinha qualificações e dons ministerias,fico também feliz pela sua observação,não quiz chamar o senhor de xiita radical nem tão pouco ofender-lhe ,peço mais uma vez perdão e desculpas, e quero também pedir desculpas aos seus amigos e admiradores ,quero finalizar o meu comenterio pastor ciro, que o senhor tenha toda sorte de bênçao espiritual, e não fiquei irritado com sua resposta ao meu comentario, quero terminar dizendo a frase que o pastor valdir disse (aprendir pouco mais aprendir certo).que DEUS nos abênçoe.......um abraço!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão Kléber,

Não há necessidade de me pedir perdão, pois não me senti ofendido. Além disso, o fato de ter aceitado a minha contra-argumentação de maneira pacífica é uma prova de que o irmão é uma pessoa nobre, merecedora de minha admiração.

Eu usei de franqueza, mas as minhas poderações visam a ajudar o irmão, como enfatizei.

Realmente, essa frase do pastor Valdir Bícego é muito especial: "Eu sei pouco, mas aprendi certo". É disso que todos nós precisamos: ainda que tenhamos pouco conhecimento, devemos ter a certeza de que aprendemos da maneira correta.

Um grande abraço.

CSZ

Edson disse...

Um verdadeiro debate cristão, deve ser realmente desta forma, ordeira e respeitosa, parabenizo ambas as partes, pelo alto nível de consciência e respeito, pois, desta forma a vitória é de todos que interagem. Desta forma, expresso meus singelos agradecimentos a Ciro e Kleber. Que a graça e a paz do nosso senhor Jesus Cristo acompanhe sempre a todos.

Lucivaldo de paula disse...

irmão kleber, me perdoe pela palavra no primeiro comentário,a sua atitude de pedir perdão valeu;(mesmo não sendo necessário)gostei muito da sua atitude.Vamos orar pelo nosso querido Pr.Ciro,pois ele precisa, as a frontas são muitas contra ele.um abraço irmão Kleber.Pastor Ciro, leia isaias 53:11 a paz do Senhor.

JOSIEL disse...

Irmão Kleber,

A paz do Senhor!

A minha exultação ao ler a resposta do pastor Ciro, não foi de forma alguma intencionada a diminuir o irmão como alguém pensou.
Fiquei sim maravilhado pelo fato da minha própria pessoa ser edificada com uma verdadeira lição de amor e admoestação, incentivando não só o amado mas a mim também a melhorar nas coisas acompanham a salvação.
Quero agradecer-lhe, pois a sua atitude de reconhecer que se preciptou deve ser seguida por todos aqueles que estão batalhando pela fé que uma vez foi dada aos santos.
Continue andando por estradas já abertas pois quem pisa em piche queima os pés!A estrada que pastor Ciro se encontra é a mesma que outros homens de Deus tem passado na História do Cristianismo.

Abraços fraternos

Josiel Vitorino da Silva.

Blog do Jordanny disse...

Irmão Josiel,

Perdoe o meu pré-julgamento. Sinto-me envergonhado. Estendo este pedido ao irmão Lucivaldo.

A paz do Senhor a todos!

josiel disse...

Amado irmão Jordanny,

A paz do Senhor!

Com toda a sinceridade não estou ofendido. Não precisa ficar envergonhado, vamos em frente!

Um grande abraço adicionado com sal e luz.

Josiel

Fábio Mazziero Morales disse...

Amados, falando etimologicamente da palavra "julgar", ela significa "exercer discernimento", portanto concordo com o Pr. Ciro, quando diz que temos que combater as heresias e modismos, pois as vezes combatemos tantas baboseiras ensinadas por igrejas que se dizem evangélicas,como: maldiçoes hereditárias, ensinamentos contra a trindade, etc, e pegamos outras coisas achando que está tudo bem e colocamos na liturgia dos nossos cultos, cantamos músicas de grupos unicistas, e alguns dizem que não tem nada.
Sigamos a Bíblia amados, e que ela seja a nossa regra de Fé e prática, de conduta moral e ética.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Santiago, da FGV (ou anônimo que usa esse nome):

Não responderei à sua pergunta porque ela em si é equivocada. Eu não ataquei o internauta por ele não saber escrever bem. Eu, na verdade, orientei-o e o aconselhei a escrever melhor.

Portanto, preste mais atenção, a fim de que seus comentários e perguntas correspondam à realidade e possam, desta forma, merecer publicação e/ou resposta neste espaço.

Outrossim, seu texto também precisa melhorar. Ah, e assine com uma conta válida, se possível.

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

Bem, eu não possuo conta no Blogger.
Meu nome é Aline Santiago, não sou "anônima", sou Batista e moro aqui no Rio.

Quanto á opinião do irmão em relação ao meu texto, desprezo.. O irmão já ocupou alguma das cadeiras da ABL? Quando isso ocorrer eu aceitarei sua sugestão.

Mas o irmão não me respondeu: "O irmão é edificado em quê se considerando o detentor da verdade?
Amado,
Que Deus lhe abençoe e que o irmão possa verdadeiramente experimentar o amor de Cristo.
Meu e-mail aline.santos@fgv.br
Estarei sempre á sua disposição.

Mas quando puder me responda, não me dê respostas "infantis".

Em Cristo

Anônimo disse...

Prezado Pastor
Aqui é a Aline Santiago( a anônima)

Gostaria de ressaltar que não pedi em momento algum para que o irmão publicasse o meu comentário, não faz diferença..
Eu só queria mesmo era que o irmão soubesse de minha opinião(mesmo que a mesma não lhe interesse)

Entendo que o irmão usa o blog para seu WebMKT, compreendo o irmão produz materiais e quer divulgá-lo, e qual a melhor maneira: Causando polêmica. Porém Deus é o julgador de todas as coisas, deixa que ele resolva esta questão "com o irmão"

Não quero de forma alguma tê-lo como inimigo, ou ficar "trocando e-mails ofensivos", de forma alguma...

Da mesma forma que o irmão expõe sua opinião, eu me reservo o direito de fazer o mesmo, com respeito e amor.

Que Deus o abençoe.
Aline Santiago.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezada Aline,

Que bom que não estou conversando com uma anônima. Mas, se possível, faça uma conta. Isso é fácil.

Você é batista e mora no Rio? Muito bom! Eu sou assembleiano e moro em Niterói.

Agradeço-lhe pelo desprezo ao meu texto "infantil"... Eu também desprezo a sua crítica. Risos.

Você quer saber se eu já ocupei alguma das cadeiras da A.B.L.? Não. Eu até conheço vários pastores que fazem parte da A.E.B.L. Sinceramente, não tenho informação de que algum evangélico faça parte da A.B.L. Por graça de Deus, eu faço parte da C.L.E.C.

Bem, sinceramente, não vejo a necessidade de alguém fazer parte de alguma academia ou casa de letras para ser reconhecido. Caso contrário, você não deveria seguir os conselhos de nenhum dos seus professores de Língua Portuguesa! Nem de outros renomados lingüistas e filólogos! Sérgio Nogueira, Pascuale Cipro Neto fazem parte da A.B.L.?

Respondo a sua pergunta com outras: Voce é edificada em quê fazendo julgamentos apressados e errados? Voce é edificada em quê escrevendo em meu blog? Voce é edificada em quê por querer dar uma "resposta" a este editor?

Amada, que Deus a abençoe (e não "lhe abençoe", como você disse, erroneamente).

Que a irmã verdadeiramente experimente (e não "possa verdadeiramente experimentar", pois essa "muleta" é horrível!) o amor de Cristo.

Meu e-mail é ciro.zibordi@uol.com.br, mas você não vai querer escrever a quem lhe dá respostas "infantis".

Estarei sempre à sua disposição (e não "á sua disposição", como você disse).

Mas, quando puder, leia o meu texto com mais atenção, a fim de perceber que a minha intenção foi boa ao orientar o irmão, o qual, aliás, diferentemente de você, não se ofendeu.

Amadureça.

CSZ

Anônimo disse...

Amado,
Pode deixar que nunca mais escrevei em seu blog. Sabe porque? Porque vejo que o único objetivo dele é causar discurssões entre os irmãos.
Agora como pode um homem de Deus se alegrar nisso? Gera polêmica né irmão? O irmão quer ser reconhecido..
Ok.
Foi um prazer "dialogar" com o irmão , e ao mesmo tempo decepcionante.
Paulo fala que se há alguma coisa em que ele deve se gloriar, é o de fazer parte da comissão de Cristo(antes que me corrija, só estou resumindo) e o irmão para minha decepção, se gloria em seus "conhecimentos teológicos", em sua "eloquência"...

Me edifico sabe em quê: Em ter como exemplo a vida do irmão, e de não querer ser igual .

O nosso diálogo irmão, me fez querer buscar mais, e mais o Senhor, para que eu não venha seguir o "modelo" do irmão.

Desculpe, ou melhor, perdoe-me se proferi palavras ofensivas ao irmão, se o meu Português fez doer o coração do irmão.

Vamos parar por aqui, não por covardia,mas porque não quero usar palavras bonitas para trocar farpas com o irmão.

Deus lhe abençoe
Abraços
Aline Santiago.

Psc.: Não tenho o Blogger por uma opção pessoal, não por falta de acesso ou informação.
Mas obrigada pela sugestão.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezada Aline, a anônima:

Eu não uso o blogue para meu WebMKT, e sim para a propagação de mensagens.

Como eu sou escritor, também faço sim propaganda dos meus livros, de maneira sutil e modesta. É um direito que me assiste, não é mesmo?

Da mesma forma, é um direito que lhe assiste perder o seu tempo, que deve ser valioso, para escrever efemeridades neste espaço, o que definitivamente não edifica a você e a ninguém.

Que Deus abençoe a sua vida.

CSZ

Anônimo disse...

Amém meu amado irmão.
Que Deus também abençoe tua vida e teu ministério.
Foi um prazer.

Aline Santiago

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezada Aline,

Finalizando, portanto, o nosso diálogo, lamento por você decidir por nunca mais escrever neste blog. Isso só demonstra o quanto você ainda é imatura.

Por outro lado, você faz bem em não querer ser como eu. Afinal, você sequer me conhece! Devemos imitar pessoas que nós verdadeiramente conhecemos. Nesse caso, siga o que está escrito em 1 João 2.6.

Mas uma coisa me impressiona e me deixa preocupado: a sua grande dificuldade em interpretar textos! Cuidado. Isso pode lhe trazer problemas. Afinal, uma pessoa que confunde uma orientação contundente a um leitor com um menosprezo ao seu conhecimento da língua pátria precisa ter cuidado.

Que Deus abençoe a sua vida, ajudando-a a amadurecer mais e mais, em Cristo.

CSZ