domingo, 3 de agosto de 2008

Revista Eclésia: MAIS Erros que os Pregadores Devem Evitar


Tem fogo aí, irmão?

Mais erros que os pregadores devem evitar

Se você respondeu positivamente à pergunta feita no título acima, certamente precisa dar uma olhada no mais novo livro do jornalista assembleiano Ciro Sanches Zibordi. Depois de colecionar uma série de “pérolas” no meio do característico vocabulário evangélico em Erros que os pregadores devem evitar, Zibordi agora lança uma continuação com Mais erros que os pregadores devem evitar. Não beirasse a heresia e fosse a mais absoluta realidade, alguns ditos que tomaram conta das igrejas nos últimos tempos seriam até hilários: “Eu fui chamado para pregar milagres”, “crente que não faz barulho, tem defeito de fabricação”, “fale em mistérios, irmão”, “não desista de seus sonhos”, “quem veio buscar uma benção?” são alguns daqueles que o autor passa pelo criterioso crivo da Bíblia. Com o mesmo tom de alerta, ele ainda analisa a mensagem de músicas que fazem grande sucesso entre os crentes e os mais novos modismos, como o “reteté de Jesus”, os diversos tipos de unção de animais e a mania de se compor hinos que só falam em Satanás.

Mais erros que os pregadores devem evitar
Ciro Sanches Zibordi
224 páginas
CPAD
0800-217373
www.cpad.com.br

Marcos Stefano
Jornalista da revista Eclésia

4 comentários:

Mari Fernandes disse...

Paz do Senhor pastor!
Como o senhor está?

Estou esperando ansiosamente para comprar meus livros.
Esses dias alguém me disse que não gostava da forma como o senhor via as coisas...
Mas, será que as pessoas não veêm que na verdade, o senhor faz tudo á luz da Bíblia?
Engraçado como os crentes atuais fogem da verdade.

Mas até hoje, a melhor explicação que já ovi do senhor foi "Crente que tem promessa não morre?".
Quando eu li, pensei: "morre sim! e Moisés?"...
Compositores que escrevem as coisas sem pensar...e sem ler a Palavra!

Vamos nos aperceber mesmo...
Confesso que me tornei mais crítica após ler esse blog, aprendi a ver as coisas com mais atenção.

Que Deus abençõe pastor!

Maya disse...

Oi, pastor,

Seu livro deve ser muito bom; já ouvi algumas vezes frases como as que ilustram a reportagem; às vezes acho graça, outras, acho triste. É como aquele hino muito bonito, "Tu és fiel Senhor, fiel à mim..." Não! Deus é fiel a Ele mesmo e à sua Palavra! rsrs Imagine se ele fosse "fiel a mim", aos meus desejos, a minha natureza pecaminosa... Também não gosto qdo ouço: "Vamos pisar no diabo!". Ninguém merece ir à Igreja pra ouvir falar do diabo! Já ouvi falar mais sobre o diabo, em certas pregações, que de Deus.

Meu pastor lá de Brasília, Sóstenes Apolos, fala com conhecimento e sabedoria, tenho muitos CDs de pregações dele. É preciso ler, estudar e ter discernimento pra pregar, o pastor não é um animador de auditório, né?

Olha, já procurei a revista Eclésia pra comprar, aqui em Niterói, e ainda não achei, nem nas bancas perto das barcas, no centro.

Abraço,

Maya

:)

Paulino disse...

A paz do Senhor Pr.Ciro ja pude ler a primeira obra erros que os pregadores devem evitar,é uma obra que foi lançada em tempo oportuno levando-nos a primarmos para o que é biblico,para um evangelho cristocentrico e não voltado para o homem dou graças a Deus pelas duas obras,continua neste caminho pr Ciro Deus te abençoe.

Paulino disse...

A paz do Senhor Pr.Ciro mas esta palavra aonde então é que tem fogo se houver temos que certamente apagar para não nos queimarmos, esta palavra é mas para trazer certamente um ambiente de comedia na igreja e não de reverencia temor e tremor que esta faltando no nosso meio, esta fantasia não podemos ver de bom grado,é necessario primarmos pela verdade e não pela fantasia ou comedia.