segunda-feira, 21 de julho de 2008

Não toqueis nos meus ungidos


A frase bíblica “Não toqueis nos meus ungidos” (Sl 105.15) tem sido empregada para os mais variados fins. Maus obreiros e falsos profetas se valem dela para ameaçar seus críticos; crentes mal-orientados usam-na para defender certos “ungidos”; e outros ainda a empregam para reforçar a idéia de que não cabe aos servos de Deus julgar ou criticar heresias e práticas antibíblicas.

Quando examinamos o contexto da frase acima, vemos que ela está longe de ser uma regra geral. Uma leitura atenta do Salmo 105 não nos deixa em dúvida: os ungidos mencionados são os patriarcas Abraão, Isaque, Jacó (Israel) e José (vv.9-17). Ademais, o título “ungido do Senhor” refere-se tipicamente, no Antigo Testamento, aos reis de Israel (1 Rs 12.3-5; 24.6-10; 26.9-23; Sl 20.6; Lm 4.20) e aos patriarcas, em geral (1 Cr 16.15-22).

Conquanto a frase não encerre um princípio geral, podemos, por analogia, afirmar que Deus, na atualidade, protege os seus ungidos assim como cuidou dos seus servos mencionados no Salmo 105. Mesmo assim, não devemos presumir que todas as pessoas que se dizem ungidas de fato o sejam. Lembre-se do que o Senhor Jesus disse acerca dos “ungidos”: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus” (Mt 7.21).

É claro que a Bíblia apóia e esposa o pensamento de que o Senhor cuida dos seus servos e os protege (1 Pe 5.7; Sl 34.7). Mas isso se aplica aos que verdadeiramente são ungidos, e não aos que parecem, pensam ou dizem sê-lo (Mt 23.25-28; Ap 3.1; 2.20-22). Afinal, “O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniqüidade” (2 Tm 2.19).

Quando Paulo andou na terra, havia muitos “ungidos” ou que aparentavam ter a unção de Deus (2 Co 11.1-15; Tt 1.1-16). O imitador de Cristo nunca se impressionou com a aparência deles (Cl 2.18,23). Por isso, afirmou: “E, quanto àqueles que pareciam ser alguma coisa (quais tenham sido noutro tempo, não se me dá; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que pareciam ser alguma coisa, nada me comunicaram” (Gl 2.6).

Aparência, popularidade, eloqüência, títulos, status, anos de ministério... Nada disso denota que alguém esteja sob a unção de Deus e imune à contestação à luz da Palavra de Deus. Muitos enganadores, ao serem questionados quanto às suas pregações e práticas antibíblicas, têm citado a frase em análise, além do episódio em que Davi não quis tocar no desviado rei Saul, que fora ungido pelo Senhor (1 Sm 24.1-6). Mas a atitude de Davi não denota que ele tenha aprovado as más obras daquele monarca.

Se alguém, à semelhança de Saul, foi um dia ungido por Deus, não cabe a nós matá-lo espiritualmente, condená-lo ao Inferno. Entretanto, isso não significa que devamos silenciar ou concordar com todos os seus desvios do evangelho (Fp 1.16; Tt 1.10,11). O próprio Jônatas reconheceu que seu pai turbara a terra; e, por essa razão, descumpriu, acertadamente, as suas ordens (1 Sm 14.24-29).

O texto de Salmos 105.15 em nenhum sentido proíbe o juízo de valor, o questionamento, o exame, a crítica, a análise bíblica de ensinamentos e práticas de líderes, pregadores, milagreiros, cantores, etc. Até porque o sentido de “toqueis” e “maltrateis” é exclusivamente quanto à inflição de dano físico.

É curioso como certos “ungidos”, ao mesmo tempo que citam o aludido bordão em sua defesa — quando as suas práticas e pregações são questionadas —, partem para o ataque, fazendo todo tipo de ameaças. O show-man Benny Hinn, por exemplo, verberou: “Vocês estão me atacando no rádio todas as noites — vocês pagarão e suas crianças também. Ouçam isto dos lábios dum servo de Deus. Vocês estão em perigo. Arrependam-se! Ou o Deus Altíssimo moverá sua mão. Não toqueis nos meus ungidos...” (citado em Cristianismo em Crise, CPAD, p.376).

Quem são os verdadeiros ungidos, os quais, mesmo não se valendo da frase citada, têm de fato a proteção divina, até que cumpram a sua vontade? São os representantes de Deus que, tendo recebido a unção do Santo (1 Jo 2.20-27), preservam a pureza de caráter e a sã doutrina (Tt 1.7-9; 2.7,8; 2 Co 4.2; 1 Tm 6.3,4). Quem não passa no teste bíblico do caráter e da doutrina está, sim, sujeito a críticas e questionamentos (1 Tm 4.12,16).

Infelizmente, muitos líderes, pregadores, cantores e crentes em geral, considerando-se ungidos ou profetas, escondem-se atrás do bordão em análise e cometem todo tipo de pecado, além de torcerem a Palavra de Deus. Caso não se arrependam, serão réus naquele grande Dia! Os seus fabulosos currículos — “profetizamos”, “expulsamos”, “fizemos” — não os livrarão do juízo (Mt 7.21-23).

Portanto, que jamais aceitemos passivamente as heresias de perdição propagadas por pseudo-ungidos, que insistem em permanecer no erro (At 20.29; 2 Pe 2.1; 1 Tm 1.3,4; 4.16; 2 Tm 1.13,14; Tt 1.9; 2.1). Mas respeitemos os verdadeiros ungidos (Hb 13.17), que amam o Senhor e sua Santa Palavra, os quais são dádivas à sua Igreja (Ef 4.11-16).


Quanto aos que, diante do exposto, preferirem continuar dizendo — presunçosamente e sem nenhuma reflexão — “Não toqueis nos meus ungidos”, dedico-lhes outro enunciado bíblico: “Não ultrapasseis o que está escrito” (1 Co 4.6, ARA). Caso queiram aplicar a si mesmos a primeira frase, que cumpram antes a segunda!


Ciro Sanches Zibordi

47 comentários:

Alan Silva de Oliveira disse...

Muito bom este artigo.
Que Deus tenha misericórdia dos seus "ungidos", e que eles venha a se arrepender.

E que Deus nos livre deste tipo de gente.

"Pelos frutos os conhecereis".

Lucas Marin disse...

A Paz do Senhor Jesus

Verdadeiramente, essa frase é muito empregada, e é muito bom a alerta ao zelo por essa citação!!

Tenho muito a agracer a Deus pelo irmão em Cristo Pastor Ciro!!
Digo isso porque são minhas, as palavras de quem Deus ainda está ensinando a engatinhar, e precisará de muita ajuda ainda, e muita repreensão e conhecimento maior de Deus!!
Que Deus continue usando o irmão poderosamente!!

Deus seja louvado

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezado Alan,

A paz do Senhor!

Agradeço-lhe pelas palavras de incentivo.

Realmente, certos "ungidos" precisam se arrepender. Mas os "ungidos" mencionados em Mateus 7.15-23, conhecidos pelos seus maus frutos, são os apóstatas, isto é, aqueles que não se arrependerão, posto que terão escolhido fazer a própria vontade, a do povo e até a do Diabo, em detrimento da vontade do Pai celestial.

Por isso, "Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas" (Ap 3.6).

Deus o abençoe!

CSZ

zwinglio rodrigues, pr. disse...

Pr. Zibordi, paz.

Concordo contigo quanto ao mau uso da frase "não toqueis em meus ungidos".

São muitos os que escondem-se, como se fosse possível, atrás desse textículo.

Todavia, desvios da doutrina apostólica eu encontro inclusive em sua denominação (estou aberto ao debate no campo das idéias mesmo sabendo que o irmão nunca está, apesar de sempre atacar. Será um hobby?!!)

A questão é: até onde e quando devo tolerar os errados doutrinalmente quando até mesmo as minhas crenças possuem um "q" de desvios?

Obs. Já sei que você não irá publicar este meu comentário, coisa desprovida de novidade. Porém, fica registrada minha "provocação".

Abraços em Cristo!!!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Lucas Marin,

A paz do Senhor!

Suas palavras muito me alegraram, pois é bom saber que este blog tem sido uma bênção para a sua vida e de outros irmãos! Aleluia!

Que o irmão cresça a cada dia em todas as áreas, assim como o Senhor Jesus, que crescia em estatura, e em graça e em sabedoria, para com Deus e para com todos os homens!

Um grande abraço!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor Zwinglio,

A paz do Senhor!

Que Deus o abençoe mais e mais, fazendo com que o seu ministério seja frutífero e uma bênção para todos!

Em Cristo,

CSZ

zwinglio rodrigues, pr. disse...

Amém caro colega!!

Q Deus também abençõe mais o seu ministério.

A propósito: não estou tomando um cafesinho como o irmaõ está fazendo na foto apresentada aqui, mas estou comendo sonho com queijo dentro e tomando a velha coca-cola.

Abraços!!!

Anônimo disse...

A paz do Senhor, Pr. Ciro!

Infelizmente, essa frase está na "moda". É comum os pseudo-ungidos se vestirem com a "capa da unção" para legitimarem suas más ações. Pensam que assim estarão protegidos, e poderão fazer e acontecer nas igrejas, usando indevidamente o nome de Deus. Mas Ele, que tudo vê, não deixa nada em oculto e um dia a "capa" cairá... Que Deus abra o nosso entendimento para não sermos enganados por eles...Como bem mostra a imagem, são lobos, disfarçados de ovelhas...

Mais uma vez, um excelente texto, fundamentado na Verdade da Palavra de Deus!! Glória a Deus!!! Em Cristo, Quédia.

Alex Esteves da Rocha Sousa disse...

A análise é bíblica, oportuna, necessária e bem redigida. Uma das qualidades do Pastor Ciro é representar o pensamento de muitos que, infelizmente, têm sido minoria no intrincado mundo que se diz "evangélico".

Dartwnz Wamberto disse...

A paz do Senhor a todos.

Eita que a coisa entre nós evangélicos)está ficando pior !

A mentira e o pai dela reinam no meio dito evangélico. As igrejas tradicionais que mantinham a postura mais próxima possível da bíblia estão flexionado em favor desse tipo de coisa.

Alguém pode dizer: "Ai que falta de algum apóstolo Paulo!". Mas na verdade eles estão por ai ainda. O Senhor Jesus não deixa de levantar "paulos". Porém como em sua época, eles são decapitados pela insatisfação das "massas" com as verdades do Senhor.

Os que se auto intitulam ungidos influenciam e literalmente jogam as massas contra os Paulos.

Oro para que o Senhor continue a levantar Paulos entre nós. Que continue expondo a verdade.

Pastor Ciro. Que Deus nos abençoe e continue nos firmando cada vez mais na Rocha.

Anônimo disse...

Pr. Ciro que Deus continue te usando como atalaia! Verdadeiramente o povo tem sido enredado pelos "ungidos" e seus factóides criados a partir de versículos fora de contexto...

Lendo este blog lembrei de um produto que vi em uma loja evangélica, um "kit das 7 unções", tinha sete frascos com óleo de unção cada um como um aroma e uma finalidade: prosperidade, saúde etc... Lembrei na hora dos incensos indianos que são vendidos em lojas esotéricas... Tirei até foto...

Abraços,

Pb. Mateus Nogueira
Salvador-BA

Anônimo disse...

moacir (interior sp , rio claro)

a paz de cristo pastor ciro!!!
esse topico muito tem a acrescentar em nossas vidas , e louvado seja Deus por essa iniciativa de esclarecer certas heresias em o meio evangelico.
mas gostaria que pudesse estar dando uma explicação do que vem a ser a sã doutrina. espero que não seje preceitos de homens somente, tipo tradicionalismo ou costumes culturais. se possivel nos esclareça, pois o povo erra muitas vezes por falta de conhecimento!!!

Ivan Tadeu Panicio Junior disse...

Paz do Senhor Pastor Ciro!
Depois de um tempo voltei a postar.

Bem, o que me impressiona é que as heresias se proliferam de uma forma bem mais veloz que as sãs doutrinas!

Oremos e vigiemos, para que tenhamos uma Igreja saudável e com sua identidade integra.

Forte abraço

Juber Donizete Gonçalves disse...

Pr. Ciro,

Parabéns pelo artigo, que vem a esclarecer, esse assunto. Quantos abusos não foram e não são cometidos por trás desta frase bíblica de não tocar nos ungidos!

Que Deus continue lhe abençoando e que tenha logo mais 200.000 acessos ao seu blog.

Pr. Juber

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezada Quédia,

A paz do Senhor!

É verdade: a frase está na moda. Mas observe que os que a usam em sua defesa são exatamente os que não podem e nunca deveriam usá-la! Aliás, só a empregam porque não conhecem a Palavra de Deus, pois quem a conhece jamais seria presunçoso a ponto de aplicar a si a tal frase.

Quem é ungido de verdade não precisa falar a ninguém que é. Moisés desceu do monte, após ficar quarenta dias na presença de Deus, e seu rosto brilhava. Mas ele não sabia! Ele não precisou dizer a ninguém que era homem de Deus, ungido, etc. Todos viram que a glória de Deus estava sobre a vida dele e que estivera com o Senhor.

Quem é ungido é. Quem não é precisa ficar dizendo que é.

Em tempo, agradeço-lhe por todas as palavras de incentivo, perguntas e dicas.

Deus abençoe a sua vida!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Alex,

Suas palavras muito me animam! Agradeço-lhe pelo respeito que demonstra ter para com a minha pessoa. E que o Senhor Jesus Cristo nos fortaleça a cada dia!

Que grandes bênçãos sejam derramadas sobre a sua vida!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Dartwnz,

A paz do Senhor!

Concordo com o irmão: precisamos de cristãos como Paulo, um imitador de Cristo (1 Co 11.1). Afinal, "Quem diz que está nele [Cristo Jesus] também deve andar como ele andou" (1 Jo 2.6). E Jesus andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do Diabo, porque Deus estava com Ele (At 10.38).

Os dias realmente são maus, e os que procuram mostrar ao povo de Deus quais são os desvios do evangelho, assim como fez Paulo (2 Co 11; Tt 1; 2 Tm 4.1-5, etc.), corre mesmo o risco de ser perseguido pelos descontentes.

Mas quem faz a obra de Deus por convicção, tendo a chamada de Deus, não tem o que temer. Como disse o autor de Hebreus, "... não temerei o que me possa fazer o homem" (13.6).

Que Deus o abençoe, caro irmão! Agradeço-lhe pelas palavras de incentivo.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro presbítero Mateus,

Sejamos atalaias do Senhor, nessa última hora! Agradeço-lhe pelo elogio!

Esse "kit das 7 unções" é uma das muitas aberrações aceitas e toleradas em nossos dias, infelizmente. A simplicidade do poderoso evangelho de Cristo (2 Co 11.3,4; Rm 1.16) tem sido trocada por essas novidades...

Mas eu tenho uma idéia! Podemos lançar o "kit do fruto do Espírito", contendo nove maçãs, uma para cada virtude que os ungidos devem ter (Gl 5.22). É só uma brincadeira. Quem ninguém lance esse produto, mas que todos tenhamos amadurecido em nossa vida o fruto do Espírito.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Moacir,

A paz do Senhor!

O irmão ainda não sabe o que é sã doutrina?

"Sã doutrina" é uma expressão bíblica, contida por exemplo em Tito 2.1 e 1 Timóteo 6.3. Essa expressão, tal como consta do texto sagrado, é sinônimo de "Palavra de Deus".

A sã doutrina é a Palavra de Deus devidamente compendiada, explicada, interpretada corretamente, sistematizada. Diz respeito a "todo o conselho de Deus" (At 20.27), a toda verdade baseada inteiramente nas Escrituras (1 Co 15.1-4).

Por conseguinte, a sã doutrina tem como fonte de autoridade a própria Palavra de Deus, e não a lógica humana, a tradição, as experiências, etc. E os bons costumes e práticas adotadas por igrejas sérias decorrem da sã doutrina.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Ivan Tadeu,

A paz do Senhor!

O irmão tem razão: as heresias se proliferam de uma forma bem mais veloz que a sã doutrina.

Mas isso não deve nos desanimar. Até porque o próprio Senhor Jesus nos avisa, em sua Palavra, que a porta para a salvação é estreita, e poucos são os que a encontram (Mt 7.23).

São muitos (muitos, mesmo!) os seguidores do erro (Mt 7.14,21; 24.12; 2 Co 2.17; Fp 3.18; Jo 6.60-69). O ser humano busca as facilidades e o cumprimento de seus desejos. Poucos são os fiéis (Sl 12.1; 101.6), que renunciam a si mesmos para seguirem ao Senhor (Lc 9.23; Rm 12.1,2). Infelizmente, o triunfalismo tem cegado muita gente.

Não desistamos! A verdade sempre prevalece. E um dia receberemos a recompensa do Justo Juiz (1 Co 15.58; 2 Tm 4.7,8).

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor Juber,

Agradeço-lhe pelas palavras...

De fato, muitos escondem os seus desvios em baixo da pele de "ungido". Aproveitam-se da fama e da ingenuidade de boa parte do povo evangélico para continuarem pregando heresias, vivendo à margem da Lei e ameaçando aqueles que expõem os seus desvios à luz da Palavra de Deus.

Mas façamos a nossa parte. Afinal, a despeito de os fundamentos estarem sendo transtornados, o justo pode, sim, fazer alguma coisa (Sl 11.3).

Em Cristo,

CSZ

Bruno Silva disse...

Pr Ciro, gostaria que o senhor comentasse sobre a entrevista que fez o pastor Paulo Roberto, aquele que afirma que Deus usou um galo e uma galinha para o curar, ao pastor José Wellington Bezerra da Costa, e as afirmações feitas pelo nosso representante maior no Brasil da nossa querida CGADB.

Grato,

Bruno Silva

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Bruno,

A paz do Senhor!

A minha avaliação é a seguinte: devemos examinar tudo e reter somente o bem (1 Ts 5.21). E nunca nos esquecer que a Palavra de Deus é a nossa regra de fé, de prática e de viver (Sl 119.105; 1 Co 4.6).

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

Bruno e pastor Ciro,

Pedir pro pr J. Wellington que está em fase de reeleição e não quer se indispor com ninguém é fácil.

Eu queria ver o que o pastor Antonio Gilberto, a maior autoridade assembleiana, o consultor teologico da CPAD, falaria sobre o assunto.

Aliás, o pastor Antonio Gilberto já escreveu contra os dentes de ouro e o ouro nos dentes na extinta revista Seara da CPAD.

1 abraço.

Anônimo disse...

moacir, rio claro, sp

Deus te abençoe caro pr. Ciro!!!

claro que sei que é sã doutrina, mas o que deixa transparecer é que a "sã doutrina" que é divulgada aqui mais parece preceitos de denominações do que a propria palavra de Deus, concordo com o fato de algumas denominações aderirem certos costumes, mas sera que isto não tem feito com que as pessoas se apeguem a esses costumes como "talismã da sorte",ou pensem que so assim possam agradar a Deus, deixando de lado o verdadeiro sentido de adoração ao Senhor,que é de coração em espirito e em verdade, pela discriminação que é dada as outras denominações por não adotarem tais costumes?
mas sou grato por esse seu trabalho aqui na net, em se fazer prevalacer a verdade da palavra de Deus , nos ajudando a entender melhor muito do que tem acontecido no meio "evangelico".

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Moacir,

Deus o abençoe também.

Mas me parece que o irmão está equivocado quanto as diferenças entre a doutrina bíblica e os usos, costumes, práticas, etc.

Aqui não questiono costumes das igrejas, a menos que sejam costumes ou modismos que deponham contra a Palavra de Deus.

Todos nós temos a nossa denominação, todavia o propósito deste blog é, de fato, fazer prevalecer a Palavra de Deus. Eu valorizo sim os bons costumes. Até porque eles decorrem da sã doutrina.

É temerário dizer-se a favor da Palavra de Deus e, ao mesmo tempo, declarar-se contra os bons costumes, uma vez que estes decorrem da exposição da Palavra.

Não apóio o extremismo, o farisaísmo, o legalismo. Contudo, abrir mão dos bons costumes significa abrir mão da Bíblia, pois eles, como já disse, decorrem da pregação da verdade.

Em Cristo,

CSZ

Blog do Jordanny disse...

Uma consciência plena em conformidade com Verdade, que só encontramos em nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, faz com que nós compreendamos que convém a nós diminuir para que o Senhor cresça em nós.
É triste ver que os títulos ministeriais (serviçais) são hoje utilizados como uma forma de nos engrandecermos.
Valorizamos as graduações dentro das igrejas com títulos que apenas alimentam a nossa vaidade. Existem pessoas que ambicionam cargos ministeriais, sem, contudo, compreender o que vem a ser um cargo ministerial.
Queremos crescer no ministério, quando a Palavra nos manda diminuir. O próprio Senhor Jesus, em resposta aos seus discípulos, nos ensina quem é o maior no reino dos céus (quem quiser conferir, leia).
Essa “ambição ministerial” criada pela institucionalização (entidade civil) da igreja tem contribuído para despertar o desejo pelo poder.
E este poder, que não provém do Espírito, leva muitos a utilizarem-se de frases como “não toqueis no ungido de Deus” como uma forma de defesa, um escudo contra as confrontações e críticas.
Hoje a visão do que é ministério é completamente diferente da visão deixada por Cristo e praticada pelos apóstolos.
Ser ministro significa ser servo, ser escravo. Quem deseja crescer ministerialmente tem que diminuir e servir mais. Muitos dos líderes da atualidade têm se utilizado do “poder” concedido pelo homem para ditar seus preceitos humanos e, sob a desculpa de serem “ungidos” por Deus, desrespeitam as diretrizes bíblicas e vão além: tentam submeter “Deus” a suas vontades humanas, caprichos e vaidades.
Entretanto, não há que se falar em soberania da vontade humana, mas sim em soberania da vontade de Deus.

O que ocorre é que a maioria desses líderes religiosos dissimulados, verdadeiramente, não cultua a Deus. Na verdade criam seu próprio deus. E este deus é que se submete às vontades do homem que o criou. Aliás, este deus é a imagem e semelhança de quem o criou. E é por este deus que estes homens são “ungidos”. Contudo o nome deste deus não tem nada a ver com o Deus verdadeiro, o qual é soberano. O nome deste deus, criado à nossa imagem e semelhança (com caráter pecaminoso), é “ego”.

Entretanto, (e é o nosso dever alertar) um dia todo joelho se prostrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor. A soberania do Grande Eu Sou há de prevalecer. Neste momento saberemos que são os ungidos. Neste momento saberemos quem são os ministros. Neste momento saberemos quem são os servos. E, SOBRETUDO, NAQUELE DIA TODOS SABERÃO QUEM É DEUS E SENHOR SOBRE TODOS.
Sejamos submissos a Deus. Sejamos obedientes à Palavra. Sejamos servos (escravos, ministros) fiéis d’Aquele que nos salvou. A Palavra não serve para justificar nossos erros e pecados, tal como tentam fazer “ai de quem tocar no ungido de Deus”. É o sangue de Jesus Cristo que nos justifica de todo pecado. Mas, para isso, é necessário que nos arrependamos e nos voltemos ao Senhor!

A paz do Senhor a todos!
Pastor Ciro, parabéns pelas colocações!

Jordanny Silva
Brasília

Bruno Silva disse...

Pr Ciro,
Eu sei que a palavra de Deus é nossa regra de fé, de prática e de viver. Mas, se o presidente da CGADB tem uma posição contrária a de renomados escritores da nossa casa CPAD, como Pr Antônio Gilberto, Pr Ciro Sanches...não dá pra entender, a menos que haja algum tema político no meio. Eu não encontrei na bíblia algo que favoreça o argumento desse pentecostalismo exarcebado. Prefiro ficar com o evangelho que aprendi com os grandes homens de Deus, entre eles meu Pr Ailton José Alves (líder da AD/PE - Recife), evangelho que salva, cura, batiza com espirito santo e leva o pecador aos céus.

Atenciosamente,

Bruno Silva

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão Bruno,

Que bom que o irmão sabe que a Palavra de Deus é a nossa regra de fé, de prática e de viver. Muitos jovens ainda não sabem disso.

No mais, o irmão já conhece a minha posição sobre heresias e modismos contrários à Palavra do Senhor. E eu não preciso fazer juízo de valor sobre pessoas.

Deus o abençoe.

CSZ

Anônimo disse...

Pra mim dente de ouro é coisa de cigano e pirata... Alguém saberia dizer qual a finalidade de Deus dar dentes de ouro para alguém? Não seria mais lógico Deus dar dentes normais?

Não querendo julgar a vida com Deus de quem quer que seja, mas, sinais e prodígios não são provas de que Deus está no negócio... Na macumba também há sinais e prodígios e Deus certamente não está lá!! Quando Moisés transformou seu cajado em serpente, os encantadores de Faraó fizeram o mesmo. A diferença é que ,como sempre, a verdade prevaleceu e a serpente de Moisés engoliu as outras...

Sei de uma coisa, na minha Bíblia não está escrito: "Em nome vomitarão cobras, lagartos, raios de bicicleta, emagrecerão gordos, receberão dentes de ouro, falarão com galinhas e galos, dançarão no retete (onde aparece essa palavra na Bíblia? Ou alguém foi no céu e a recebeu do anjo Gabriel?)etc etc etc"...

Esse evangelho falsificado só afasta as pessoas da comunhão real e íntima com Deus!

Saudações em Cristo,

Pb. Mateus Nogueira

José Rinaldo de Santana disse...

Caro pastor Ciro apz do Senhor,

Fico sem entender, como conseguimos chegar neste nível de desarranjo espiritual onde muitos homens que se diz pregador da palavra de Deus e se acham super-crentes ungidos com uma nova unção(Unção especial), distorcen o que está escrito em 1 Jo.2.20," A unção que conheço é a unção do Santo" ao mesmo tempo em que existem também, milhares de outras pessoas que estão dispostas a acreditar e seguir os super-crentes a qualquer custo, achando que com isto estão seguindo no caminho de Deus.

www.rinaldoeapalavra.blogspot.com

Anônimo disse...

Graça e Paz Ciro!

Olha eu aqui novamente! (rs)

Concordo integralmente com as sua palavras. Principalmente com a observação:

"...Se alguém, à semelhança de Saul, foi um dia ungido por Deus, não cabe a nós matá-lo espiritualmente, condená-lo ao Inferno. Entretanto, isso não significa que devamos silenciar ou concordar com todos os seus desvios do evangelho..."

Essa corja de "colarinhos-brancos do evangelho", que se esconde atrás de uma pseudo-unção, e se valem da ignorância do povo. São todos "sepulcros caiados". São os famosos "crentes denorex".

Mas o que mais me assusta é como os crentes não enxergam as barbaridades que eles praticam. Vendem rosa, óleo ungido, sal grosso, vassoura. Curam bico-de-pé, unha encravada, D E N G U E. Fazem emagrecer, engordar, casar e se a oferta for boa, até viuvar.

Aí vemos como se cumpre a Palavra do Senhor:

"O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos." Os 4:6

Busquemos no Senhor a direção. Que o Espírito Santo nos guie pelo Caminho, JESUS CRISTO.

Fraternalmente

Luis Carlos Mathias
Joinville/SC

Cristo a única Esperança disse...

A Paz do Senhor Para Todos!
Pastor Ciro escrevo da cidade de Colatina-ES, tivemos o prazer de conhecer e ouvir o Senhor pregar aqui na cidadezinha de Colatina, foi muito edificante para todos;
Quanto ao assinto em questão, gostaria de fazer duas pequenas colocações sedo que a 1ª é que dentre o povo israelita para tocar num ungido do Senhor só ferindo ou matando tal pessoa, como foi o caso de Davi, que teve tal oportunidade e não desferiu nenhum golpe contra Saul, pois somente Deus têm o poder de tirar a vida e dar a vida(1ªSm 2v6); A 2ª colocação diz respeito a analizarmos se tal pessoa está falndo de acordo com a bíblia ou não se fizermos isso não estaremos matando ninguém, não estaremos tocando em ungido nenhum;

marcio leal disse...

__ PREZADOS IRMÃOS,E PR.CIRO !?

. A PAZ DO SENHOR !

__ DOU GRAÇAS AO MEU DEUS,PELOS
QUE COM UM CORAÇÃO PURO TEM
BUSCADO ABSORVER A SÃ DOUTRINA .

__ PERMITAM-ME .. POIS,PENSEI TER
OUVIDO ALGO A RESPEITO DE ..
(.. não ser recomendavél,permitir
que razões humanas sobrepugem as verdades inalteráveis da biblia ).

__ AO IRMÃO DANIEL,FOI LHE DADA
UMA VISÃO ..
( na babilônia,junto ao rio hidéquel )

__ " NÃO TEMAS DANIEL "!

( bradou um homem com voz como de uma multidão ).

__ E,LHE IMFORMOU:

__ CP 10 VS 4,5,12..

__ " DESDE O PRIMEIRO DIA EM QUE
APLICASTE O TEU CORAÇÃO,A COMPREENDER E A HUMILHAR-TE PERANTE
O TEU DEUS,SÃO OUVIDAS AS TUAS
PALAVRAS;E EU VIM POR CAUSA DAS TUAS PALAVRAS .
__ E .. ( eu,marcio )..

__ AFIRMO QUE,SOU UNÂNIME AO PARE
CER DAQUELE IRMÃO .

__ DEVEMOS " APLICAR "
OS NOSSOS CORAÇÕES EM COMPREENDER
E HUMILHAR PERANTE NOSSO DEUS ..
. DN 10.12 .RC.

__ O ZELO DO SENHOR E QUE DIRECIONA,E GARANTE O EFICAZ CUMPRIMENTO DE SUA PALAVRA !
( não as nossas razões )
. JR 1.12 .

__ QUANTO AO ASSUNTO EM PAUTA ..

__ CORJA DE " COLARINHOS BRANCOS "
" EVANGELISTAS DA PSEUDO-UNÇÃO "
SEPULCROS CAIADOS,E.
CRENTES " DENOREX "

( disse o ir.anônimo acima em seu
eloquente desabafo )

__ JÁ ESTÁVAMOS ESPERANDO POR ELES
NÃO E MESMO !?
( 2 PE 2.1,2,principalmente o 3 .

. A PAZ DO SENHOR A TODOS !

J. Silva disse...

A Paz do Senhor ´Pr. Ciro...
atualmente a igreja onde congrego está passando por essa situação, mandos e desmandos e muita "intimidação" com essa frase que se tornou um 'bordão' oficial de muitos.
Quero pedir ao senhor alguns esclarecimentos acerca do que a igreja pode fazer(alem de orar é Claro) para q esses desvios biblicos sejam banidos, visto que o pulpito se tornou um lugar de auto-defesa onde pouco se vê a exposição verdadeira da palavra?
Muitos obreiros que nao concordaram com os absurdos cometidos mudaram de congregação, e ele mais que depressa separou outros obreiros(na realidade uma cortina de ferro a sua volta), é lamentável Pr. ver esse tipo de coisa acontecer....
Nós estamos pela graça de Deus..

A Paz..

Anônimo disse...

Quando o assunto é pastor há uma unanimidade quase insana da parte da massa evangélica ignara, de que o pastor é "o ungido do Senhor" e que sob nenhuma circunstância deve-se questionar a sua autoridade .Mas o que é unção? No Velho Testamento a unção era um ato específico dado por Deus a uma pessoa escolhida para a execução de uma determinada missão, e podia ser retirada a qualquer momento, assim como foi com Saul, quando o Espírito de Deus afastou-se dele, e sobre ele veio um espírito maligno. 1 Sm. 16:14 "Tendo-se retirado de Saul o Espírito do SENHOR, da parte deste um espírito maligno o atormentava." Em Is. 45:1 está escrito: "Assim diz o SENHOR ao seu Ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações ante a sua face, e para descingir os lombos dos reis, e para abrir diante dele as portas, que não se fecharão".A unção era dada a quem era e a quem não era servo de Deus, conforme vimos no texto de Isaias. Deus ungia quem bem queria para que sua vontade fosse realizada e a história da salvação seguisse seu curso normal. Ciro era um rei pagão e nunca adorou ao Senhor. Entretanto foi ungido por Deus para libertar o povo de Israel para voltarem para sua terra.
Ungir, segundo o Dicionário da Bíblia de Almeida, é: "Pôr azeite na cabeça de uma pessoa. Profetas foram ungidos{#1Rs 19.16},"Também a Jeú, filho de Ninsi, ungirás rei de Israel; e também a Eliseu, filho de Safate de Abel-Meolá, ungirás profeta em teu lugar." Sacerdotes também o foram {#Êx 30.30}"Também ungirás a Arão e seus filhos, e os santificarás para me administrarem o sacerdócio." E reis também tiveram o óleo derramado sobre suas cabeças para serem ungidos {#1Sm 16.1-13}"ENTÃO disse o SENHOR a Samuel: Até quando terás dó de Saul, havendo-o eu rejeitado, para que não reine sobre Israel? Enche um chifre de azeite, e vem, enviar-te-ei a Jessé o belemita; porque dentre os seus filhos me tenho provido de um rei.(1)... (13)Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá." Eram ungidos portanto quem Deus bem queria e entendia. Tanto "o Cristo" (grego) como "o Messias" (hebraico) querem dizer "o Ungido", um dos títulos de Jesus, a quem Deus escolheu para ser o Salvador da humanidade {#Jo 1.41;}" Este achou primeiro a seu irmão Simão, e disse-lhe: Achamos o Messias (que, traduzido, é o Cristo). {At 4.26-27}."Levantaram-se os reis da terra, E os príncipes se ajuntaram à uma, Contra o Senhor e contra o seu Ungido. Porque verdadeiramente contra o teu santo Filho Jesus, que tu ungiste, se ajuntaram, não só Herodes, mas Pôncio Pilatos, com os gentios e os povos de Israel;" O Ungido do Senhor não é outro, senão Jesus Cristo o filho de Deus. O Dicionário da Bíblia de Jonh Davis reafirma que as palavras Messias e Cristo significam "o ungido".No texto de Lucas 4:18 assim está escrito: "O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos." O texto em epígrafe não se aplica ao pastor e sim exclusivamente a Jesus Cristo conforme citação do Novo Dicionário de teologia do Novo Testamento, vol. IV, pg. 677 onde se lê: "Em passagens como Is 61:1" O ESPÍRITO do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; " e Ez 16:9, "Então te lavei com água, e te enxuguei do teu sangue, e te ungi com óleo," a unção deve ser entendida metaforicamente, sendo que, em Israel, a unção ritual era apenas disponível para reis e sacerdotes. Is 61:1 deve ser entendido como autoridade. No NovoTestamento (Lc 4:18) este texto é aplicado a Jesus: Ele foi o ungido por Deus para ser o profeta prometido."

Atos 4:26 "Levantaram-se os reis da terra, e as autoridades ajuntaram-se à uma contra o Senhor e contra o seu Ungido;"Comentando este versículo, I. Howard Marshall em seu comentário ao livro de Atos p104, afirma que,"O emprego do termo ungido (i.é Messias) tornou inescapável à aplicação a Jesus". Então como fica o pastor nesta história? A unção de Deus é universal, ou seja, recai sobre todos. Em I João 2:20 lemos:" E vós possuís unção que vem do Santo e todos tendes conhecimento." No versículo 27 assim escreve o apóstolo:" Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele, como também ela vos ensinou." O texto é mais do que explícito. Todos somos ungidos e todos nós somos sacerdotes do Senhor conforme está escrito na 1 de Pedro 2:5 "também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo." No verso :9: "Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;" Portanto, Pastor, Bispo, Presbítero e etc, não é unção com a conotação dada pelos reverendíssimos e, sim, dom do Espírito Santo de Deus. É comissionamento, é chamado.
Diante do exposto, não vejo onde está esta unção especial defendida e requerida pela maioria dos pastores, principalmente os da linha pentecostal e neopentecostal. Na carta escrita aos Efésios 4:11 o apóstolo Paulo diz que "ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro."
Notaram no início do versículo o "ele mesmo concedeu"? Em Mateus 22:29, Jesus diz: "Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus." e ainda em Marcos 12:24 "Respondeu-lhes Jesus: Não provém o vosso erro de não conhecerdes as Escrituras, nem o poder de Deus?"
Defender portanto esta doutrina esdrúxula de que o pastor é o ungido do Senhor, e que é um ser inatacável, e intocável é induzir o irmão ao erro. Não defendo aqui a desobediência ou rebeldia contra o pastor. Não é esse o objetivo deste artigo, mas sim o de demonstrar que nós os cristãos devemos seguir o exemplo dos crentes de Beréia que conferiam se tudo que lhes estava sendo ensinado, se coadunava com os ensinos bíblicos.
A palavra de Deus nos ensina que qualquer um que comete erro é digno de repreensão. Paulo em sua carta aos Gálatas no capítulo 2:11-14 repreendeu a Pedro publicamente por estar se portando de maneira errada."E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão. E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação. Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?" O ensino bíblico coloca a todos em pé de igualdade. Ninguém é superior a ninguém. Jesus ensinou que aquele que quisesse ser o maior, fosse o menor.Não permitamos que teologias canhestras venham minar o nosso relacionamento com Deus, a igreja e nossos irmãos.
Todo pastor que anda consoante os ensinos neotestamentário é digno de honra bem como qualquer membro comum da igreja. Todos são dignos de honra. O membro não pode nem deve se colocar contra o pastor por discordar de algum pensamento seu, pois o pensar é livre e direito de todos. De igual modo o pastor não pode e nem deve perseguir o membro de sua congregação, chegando às vezes a expulsa-lo por discordar de um pensamento seu. Somos livres para tomar nossas decisões e libertos por Jesus para sermos realmente livres com o conhecimento da verdade."E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará."(Jo 8:32)
Há que se ter bom senso, tolerância e acima de tudo amor uns com os outros.Em sua primeira carta aos Coríntios o apóstolo Paulo afirma:"AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine." O amor é a solução para toda sorte de problemas que enfrentamos nas nossas igrejas. O apóstolo Paulo em sua I carta aos Coríntios 13:13 diz:" Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor." Recomendo a leitura de todo o capítulo 13 desta carta com o firme desejo de que essa leitura surta efeito na vida de , todos nós.
Certamente que este assunto não se esgota nestas poucas linhas, mas com certeza servirá para trazer um pouco de luz sobre o assunto. Assim espero!

E Deus me ajude que eu não seja excomungado pelo que escrevi!

Shalom Adonai
Jesser Medeiros

Lucas Marin disse...

Porque devemos então respeitar aos pastores, já que todos somos ungidos?

Primeiramente, se o irmão for seu imediato pastor(anjo da igreja local onde você congrega) diante de Deus você deve a esse irmão sujeição;

Hebreus 13:17 Obedecei a vossos pastores e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossa alma, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.

O segundo fator é a obra do Senhor, sendo o fator mais importante...
se você serve de estorvo pra os obreiros do Senhor, sobre ti virá más consequências:

Gálatas 6:8 Porque o que semeia na sua carne da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito do Espírito ceifará a vida eterna.

Todavia, se você semeia a um irmão seu, uma exortação, no Espírito, dentro Palavra de Deus, ceifará a vida eterna;

Vejo que Deus com cada um tem um chamado dentro da sua Igreja, pois cada membro do corpo de Cristo há de ter uma função, e o Deus que chamou o obreiro honra o trabalho que é feito para Ele:

Efésios 4:
11 E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,
12 querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo,

Então, todos são ungidos, mas alguns apresentam funções diferentes dentro do corpo da Igreja... alguns tem grande responsabilidade e compromisso com Deus, e se Deus ainda tem compromisso pior será o mal semeado contra esse obreiro do Senhor!

Lembrando também, que há pregadores que aplicam certas expressões inplicáveis a Igreja, dizendo que todos são "profetas" e por ai vai... refutação?

1 Coríntios 12:19 E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?

A Paz do Senhor Jesus Cristo esteja com cada um de vós!

Lucas Marin disse...

1 Pedro 5:5 Semelhantemente vós, jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.

1 João 2:11 Mas aquele que aborrece a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos.


Tiago 4:11 Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão e julga a seu irmão fala mal da lei e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz.

Tiago 5:9 Irmãos, não vos queixeis uns contra os outros, para que não sejais condenados. Eis que o juiz está à porta.


1 João 4:11 Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.

Hebreus 3:13 Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado.

Não devemos nos queixar uns contra os outros, mas exortar segundo a Palavra de Deus a nossos irmãos, em Amor, Amor que provém de Nosso Senhor Jesus, para que nossa palavra não sirva para destruição ,mas para edificação!

Quando julgamos nossos irmãos segundo nossos próprios preceitos, estamos errados em julgar!
Mas quando julgamos nossos "irmãos" segundo a Palavra de Deus, quem julga não somos nós, mas o próprio Deus!
Mas esse 2º julgamento todavia deve ser para edificação da Obra de Deus!

Thiago R. de Castro disse...

O povo de Deus deve orar e vigiar.
Sem Deus somos muito influenciáveis.
Não podemos nos calar diante de coisas erradas.

Irmão Josias disse...

Que a Paz,o Amor e a Misericórdia,sejam multiplicadas a todos em Cristo Jesus.

Eu acredito que:
A luta do crente não é debater ou mautratar alguém.
E o Evangélio é feito de Amor e Perdão.
mim descupe irmãos mas enquanto vcs discutem e se acham mais sábios que outros, almas estão se perdendo, por favor procurem levar o Evangélio, e não jugar seu próximo, deixe que seu próximo quem cuidará é Deus.
Que Deus Abencoe a todos. Amém.

Rubens Estevam disse...

.Diz a palavra de Deus:
.``nada podemos contra a verdade senão pela verdade´´.
.Concordo com o amado pastor,tenho uma revista que fêz uma matéria sobre esse assunto ``Enfoque gospel edição 24-ano2-julho de 2004´´como titulo ``O poder dos pastores´´com certeza foi grande as maldições lançadas sobre eles,admiro a ousadia do amado em lançar essa matéria,parabéns,por falta de conhecimento as ovelhas sofrem c/ esses falsos ungidos.

edcarlos disse...

Adorei esse comentario, em primeiro lugar a paz do Senhor querido pastor ciro.Seu blog e uma verdadeira fonte de informacao para quem gosta de ler e de se manter informado sobre as noticias do evangelho. Muitos obreiros desonestos usam esse versiculo para se esconderem de suas falcatruas e agem de ma fe com a congrecacao."Pelos frutos conhecereis"

Anônimo disse...

A PAZ PASTOR:

AMADO, CANSEI DE OUVIR ESTE MANTRA, ESTE METAREFRÃO LINGUISTICO, MAS SEMPRE EM TOM DE AMEAÇA, MAS POR QUE SERÁ QUE NÓS QUE TENTAMOS PREGAR MINIMAMENTE CERTO SOMOS ´TÃO CRITICADOS???

PR CLAUDIO ACCONCI
12 97258223
prclaudio-acconci@bol.com.br

Anônimo disse...

Pr. Ciro se entre as pessoas teológicamente instruidas a passagem biblica em questão é usada da forma que lhes é conveniente imagine onde há ignorancia teológica, náo tenho nenhuma formação teológica ainda, apenas iniciei o básico por correspondencia mas vejo cada interpretação de texto biblico feita por supostos ungidos que são verdadeiros atentados contra a hermenêutica biblica e está ficando cada vez pior,como disse não tenho formação teológica por isso já disse em outro comentário e volto a repetir, que seu livro ERROS QUE OS PREGADORES DEVEM EVITAR me ajudou muito pois como pregodor iniciante tinha o costume de usar em pulpito algumas das aberrações teológicas que ouvi de alguns "ungidos" como na minha igreja ninguem tem um profundo conhecimento, não era questionado, mas estudando de forma mais criteriosa,com a ajuda do Espirito Santo e de homens como o Sr comprometidos com a palavra e com o DEUS da palavra vou crescendo a cada dia.Jeziel costa Anapu- pará

Lucas Silva Passos disse...

Fogo puro,maravilha do céu kkkk oh glória

Lucas Silva Passos disse...

Fogo puro,maravilha do céu kkkk oh glória

Lucas Silva Passos disse...

Fogo puro,maravilha do céu kkkk oh glória