quinta-feira, 13 de março de 2008

O pregador e a pregação, segundo a Bíblia

3 comentários:

JOSÉ MARCOS ANTUNES disse...

que preocupação tenho sentido dia após dia. quando vejo uma pleiade de pregadores que nunca chegaram perto o suficiente de uma ovelha, a não ser para oferecer seu novo trabalho.
Estamos (nós dirigentes de igreja) se consciente ou não produzindo pregadores artificiais, que pregam mensagens artificiais, para uma platéia que se esvai em emoções superficiais.
Temos que questionar, e batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos (Judas) e nos levantarmos na força da palavra e da oração, e que nossas vidas venham gerar impacto naqueles que nos cercam.
temos que reavivar o pentecostalismo biblico que não precisa de sensacionalismo, mas de oração e testemunho de vida. Há muita gente enganada sobre o que é ser pentecostal - sejamos cada um de nós uma expressão genuina deste mover do Espirito.
fiquemos todos na paz do Senhor

Anônimo disse...

é triste o momento atual que a igreja enfrenta: os pregadores parecem ter saído de uma escola, onde tudo se aprende, desde o estilo de falar até os titulos das mensagens, muitas vezes complicados e sem conexão com o conteudo. Homens como o apóstolo Paulo pregavam com ousadia porque eram cheios do Espirito Santo, não porque fizeram seminario de teologia. Traziam uma mensagem simples e poderosa, confirmada pela manifestação de dons espirituais, pois não tinham a intenção de dar um show e receber o titulo de ¨conferencista internacional¨,mas simplesmente santificavam suas vidas para ser apenas um instrumento para ser usado nas mãos de Deus. É de pregadores assim que estamos precisando.

Anônimo disse...

OLÁ PASTOR CIRO, GRAÇA E PAZ.

SOU UM DOS QUE ACHARAM GRANDE UTILIDADE EM SEUS ESCRITOS, QUE DEUS O ABENCOE CADA DIA MAIS.

EU PEÇO UMA PALAVRA SUA SOBRE A SEGUINTE QUESTÃO.

ONTEM (18/09/2010), EU ESTAVA NO CULTO E NÃO ESTAVA ESPERANDO RECEBER UMA OPORTUNIDADE, UM IRMÃO FALOU PARA MIM BRINCANDO - O PRÓXIMO É VOCÊ - E REALMENTE FUI O PRÓXIMO (APESAR DE ESTAR TODO ABAIXADO PARA A IRMÃ NÃO ME VER).
ANTES DE SER CHAMADO, EU ESTAVA REFLETINDO SOBRE A GRANDE CONTRIBUIÇÃO QUE A LEITURA BÍBLICA HAVIA ME PROPORCIONADO NAQUELA SEMANA, QUANDO DEDIQUEI MAIS TEMPO A LEITURA, E COMO O VERSÍCULO DE OSÉIAS 4.6 HAVIA CHAMADO MINHA ATENÇÃO.

QUANDO FUI CHAMADO ENTÃO, SENTI NO CORAÇÃO DE FALAR SOBRE AS VANTAGENS DA LEITURA BÍBLICA QUE ME ESTAVAM TRAZENDO PAZ, FORÇA CONTRA AS TENTAÇÕES, E ESPÍRITO AUTOCRÍTICO. E LI O VERSÍCULO ACIMA PARA A CONGREGAÇÃO. FIZ OS COMENTÁRIOS SOBRE AS VANTAGENS DA LEITURA E RESSALTEI O PERIGO DE SE VIVER SEM A MEDITAÇÃO NA PALAVRA DE DEUS. CONCLUÍ ENTÃO, QUE SE FOR PARA VIVER INDO A IGREJA E OUVIR MENSAGENS BELÍSSIMAS, E DEPOIS CHEGAR EM CASA E NÃO PEGAR NUNCA NA BÍBLIA PARA MEDITAÇÃO PESSOAL, ERA INÚTIL ESTARMOS ALI. E ENFATIZEI ESSA QUESTÃO.

RESULTADO; O CURSO DO CULTO MUDOU. E A OPORTUNIDADE SEGUINTE E A PREGAÇÃO FORAM TODAS CONTRARIANDO TUDO QUE EU HAVIA DITO, ARGUMENTANDO QUE É DEUS QUEM FAZ A OBRA, QUE SOMOS TODOS FRACOS MESMO, E QUE A MENSAGEM DE CORREÇÃO SEM UM CONFORTO POSTERIOR NÃO É DE DEUS.

E O PREGADOR AINDA SE VIROU PARA MIM E DISSE QUE DEUS ME ENSINARIA MUITAS COISAS AINDA.

RESUMINDO; É CLARO QUE FIQUEI MUITO CONSTRANGIDO DIANTE DE TODA A CONGREGAÇÃO, MAS NÃO ME ARREPENDO DO QUE DISSE (SUPONDO QUE NÃO FALEI NENHUMA MENTIRA),FIQUEI MUITO TRISTE, E COM UMA IMPRESSÃO DE TER CAUSADO CONFUSÃO NO CULTO; LOGO, PERGUNTO;

É VERDADE QUE A CORREÇÃO DURA NÃO É DE DEUS? SERÁ QUE EXAGEREI QUANDO DISSE QUE ERA INÚTIL SER CRISTÃO SEM TER COMUNHÃO COM A BÍBLIA?
POR FAVOR ME RESPONDA. AINDA ME ENCONTRO MEIO INSEGURO.

JÁ GRATO PELA RESPOSTA;
PEDRO RICARDO.