segunda-feira, 15 de outubro de 2007

O internauta opina (5)


Caro Pr. Ciro, a Paz do Senhor!

Acompanho seus textos desde quando o Mensageiro da Paz era em preto e branco. Tenho em meus arquivos um dos primeiros artigos seus (CUIDADO COM OS VERSICULOS “NOVOS”, MARÇO/1996). E de lá pra cá fui colecionando todos os que eu podia. Quando descobri sua página na internet não hesitei em colocá-la como uma das minhas favoritas.
No inicio de minha fé, eu tinha muito medo dos chamados “ungidos de Deus”, pois alguns até contavam histórias “reais” de pessoas que falaram mal deles e foram atingidas pelo juízo de Deus. Porém, quando resolvi estudar a Bíblia e descobri o que ela realmente ensina, fiquei crítico e “rebelde” contra certo tipo de pregadores e ao mesmo tempo triste com a ingenuidade dos nossos irmãos.
Desde o início de minha fé gosto muito da Doutrina das Últimas Coisas e de estudar os profetas, os livros de Daniel e Apocalipse, etc. Eu estou ciente de que existem muitas coisas erradas, muitas heresias nessa área. Mas não devemos deixar de estudar essas coisas só porque muita gente ensina errado, não é verdade?
É justamente nessa área que encontro refrigério diante de certas pregações que assolam nossas igrejas. O que mais me surpreendeu no estudo das profecias é que a Bíblia fala mais em apostasia na história da Igreja Cristã do final dos tempos do que em avivamento. Isso é exatamente o contrário do que muitos “mestre da fé” ensinam em nossos dias. Os apóstolos nos alertam sobre a apostasia e frieza espiritual que sobrevirão à igreja e os atuais “ungidos” dizem que está chegando “o grande avivamento”, “o maior avivamento de todos os tempos”, etc. Não é assim?
Sei que esses comentários são moderados (e não quero que sejam publicados mesmos, pois parecem mais uma carta). Eu só queria que o senhor tomasse conhecimento de mais um leitor seu (apesar desse leitor gostar de estudar umas coisas meio esquisitas, como o SIGNIFICADO DOS NÚMEROS na Bíblia, ou seja, NUMEROLOGIA BÍBLICA).
Não sei o que o senhor pensa disso, mas, se qualquer dia desses pudesse dar uma olhada em meu blog e depois me dissesse qualquer coisa, eu ficaria muito grato. É claro que a numerologia a que me refiro é do mesmo parentesco daquela encontrada no livro “SOMBRAS, TIPOS E MISTÉRIOS DA BÍBLIA” (CPAD), e não a tão conhecida numerologia ocultista (muito popular na televisão).
Ainda não adquiri seu livro “ERROS QUE...”, mas conheço uma boa parte dele (pelos artigos do Mensageiro da Paz, e revista Manual do Obreiro). Quando ele foi publicado, fiz a maior propaganda entre meus amigos e conhecidos. Falei do teor do livro em algumas oportunidades em que estive ministrando a Palavra de Deus, e graças a Deus que, em minha igreja, uma boa parte dos auxiliares e jovens não cai mais em certas conversas de pregador. MAS...
Aconteceu uma...
Algumas igrejas de cidades vizinhas (moro numa cidade do interior, quase 10.000 habitantes) acham que nossa igreja é muito desconfiada, incrédula, ou coisa desse tipo, por não apoiarmos os “pregadores da fé e prosperidade”. Nosso pastor é bem conhecido por se dedicar bastante ao ensino da Palavra – e também por não aceitar qualquer pregador para ministrar à igreja.
Mas aconteceu uma recentemente. Nossa igreja (AD) realizou, na semana passada, uma semana de festa. Todos os dias havia um pregador diferente, ou um a cada dois dias. Tudo gente da região ou conhecido (e recomendados) por pastores amigos da gente. Mas passamos por certos vexames que até o pessoal não crente está comentando (sabe como é, cidade pequena).
Uma semana antes da festa, passou um abençoado por aqui. Em certo momento de sua mensagem, teve uma revelação e disse que havia uma irmã na igreja que estava fazendo umas coisas erradas com o seu marido no quarto. A Igreja ficou naquele suspense e ansiedade. E tinha um bocado de gente descrente participando do culto.
Como se não bastasse, o homem de Deus chamou a irmã, para que viesse à frente, que queria orar por ela. Já pensou? Não sei se a irmã veio, porque muitas senhoras (que gostam de ir à frente quando alguém chama pra orar) se amontoaram diante do púlpito. O pessoal teve assunto pra comentar a semana inteira.
O mesmo pregador teve outra revelação: Havia um casal na igreja que não praticava relações sexuais há alguns meses (ele disse claramente). E chamou o casal para que viesse à frente, receber oração (Graças a Deus que esse casal não veio – mas os falatórios, as suspeitas passaram a reinar). O que o senhor acha disso? Essas coisas são comuns em nossa região. Infelizmente seus livros não são lidos por esses pregadores (quando podem, eles até falam mal dos livros apologéticos).
Durante a festa, um pregador gritou (quase que nossos ouvidos estouravam) que JESUS FOI UM HOMEM RICO, e para “provar” citou os costumeiros argumentos fajutos dos “mestre da fé”: Jesus tinha uma casa na praia, tinha um tesoureiro e uma roupa cara.
No encerramento da festa, foi o cúmulo do absurdo. Houve um grande mal estar quando o pregador, antes de ler a Palavra, chamou os líderes da Mocidade à frente (Havia muitos descrentes no culto) e disse que Deus havia revelado que eles (os líderes) estavam intrigados e precisavam se reconciliar (nada disso era verdade). O pregador passou quase uma hora citando versículos de todos os livros da Bíblia, falando de mil coisas diferentes e contando histórias. Foram tantas coisas absurdas, a gente constrangido, o pessoal saindo da igreja, antes da mensagem terminar, etc.
Pergunto: Numa hora dessas, como devemos agir? Como o dirigente do culto deve agir? Fiquei muito feliz ao saber que o senhor irá publicar a continuação da série “ERROS QUE...”.
Pelo visto, existem materiais demais para a série “ERROS QUE OS PREGADORES DEVEM EVITAR”. Infelizmente.
Bom, vou parar por aqui, porque o senhor não tem tanto tempo assim para ficar lendo cartas, mas agradeço a atenção. Continuarei fazendo propaganda dos seus livros e site, torcendo para que algum desses “pregadores” venha a se tornar mais um fã seu (fã, no bom sentido, é claro).

No amor de Jesus Cristo,

Moacir R. S. Junior
morganne@ig.com.br

9 comentários:

Anônimo disse...

Pastor Ciro fiquei muito feliz em ler suas mensagens que sempre nos trazem esclarecimentos sobre tantas duvidas que surgem no dia a dia.
Deus continue te iluminando hoje e sempre.
Malk

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Moacir,

Em primeiro lugar, agradeço-lhe pelas palavras de incentivo. Resolvi publicar seu comentário com destaque, não devido aos elogios, e sim em razão de suas pertinentes observações sobre a realidade da igreja "evangélica".

Achei lamentável a "performance" do pregador citado... Os dons espirituais são para exortação, consolação e edificação, não para constranger pessoas... E esse tipo de assunto não é para ser tratado em público. Deus não expõe as intimidades das pessoas dessa forma.

Já dirigi, por graça de Deus, duas congregações em SP. Hoje, sou pastor-auxiliar e me dedico ao meu trabalho como editor e autor da CPAD, além do ministério itinerante que o Senhor me concedeu, para pregar e ensinar a sua Palavra. Mas confesso que, às vezes, tenho vontade de ser um dirigente, um líder, só para tirar o microfone de um desses espalhafatosos animadores de auditório, que não respeitam a Deus, sua Palavra e seu povo. Isso responde à sua pergunta quanto a como agir num momento como esse?

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

Olá meus amados,
Quanto ao “avivamento” que o meu amigo irmão mencionou, foi motivo de muitas orações ao Senhor, pois realmente a biblia mostra que no fim haverá apostasia e não avivamento.
Em minhas orações o Senhor me mostrou que o que está havendo é o “Avivamento da apostasia”. O que é apostasia? Negar a fé!
Exemplo ao meu modo de entender;
O Espírito Santo disse entre outras: Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; Filipenses 4.6
Mas as igrejas ensinam o quê? Campanhas!! É campanha para tudo que é necessidade com diversos tipos de rituais e claro, sempre envolvendo dinheiro em envelope...isso pra mim é apostasia! E isso é ensinado e praticado em todas as igrejas...gostaria muito que um pastor me provasse que biblicamente campanhas é ensinado e apoiado por Deus.
Somos dispenseiros de sua multiforme graça, Deus não tem método de agir...mas nós temos um único método de busca-lo e apresentar nossas necessidades Fil. 4.6
E ai vão me dizer que dá certo e que Deus abençoa! Bem vamos tomar o exemplo de Moisés, Deus disse fala à rocha e ele bateu, e deu água! Mas logo em seguida ele dançou!
Um pastor, usa de um “chilique” e dá certo pois naquele momento ele estava com a autoridade de Deus sobre ele, mas logo em seguida isso vira doutrina.
Avivamento confundido com crendices, e com suposta base bíblica.
Outro dia em minha igreja apareceu um pastor com “O lenço ungido” quem colocasse as mãos no lenço em oração ficaria curado.
Na mesma hora eu refutei e repreendi em meu coração orando e pedindo perdão a Deus se eu estava errado em meu “julgamento” eu estava errado! Porque “julgamento” pois não julgo eu pela carne, mas pela palavra escrita! Jesus disse em Marcos 16.18 Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.
A única palavra clara sobre esse tipo de prática na biblia foi com Eliseu em 2Reis 4.29 e 4.31 onde ficou bem claro que não funcionou.
Tendo a palavra como base tenho o seguinte exemplo, vou isolar um versículo, mas leia o contexto.
Atos 3.7 E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram.
Ok, tendo isso em vista outro dia me peguei em discussão com minha irmã, e ela me disse que na bíblia estava escrito que o lenço tem base bíblica pois na bíblia diz que a sombra de Pedro curava e as roupas de Paulo também! Conversamos sem nenhuma evolução nas opiniões.
Estava eu lendo um artigo e me deparo com a segunte afirmativa do autor
II Avivamento é fonte de poder
Pouco antes de sua ascensão, Jesus proferiu as célebres palavras: “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo”, At 1: 8. Ele estava dando aos discípulos a garantia de que teriam os recursos necessários para dar continuidade à obra iniciada.
Milagres - Esse poder que enche de coragem, dinamismo e abundante graça evidenciou-se na vida dos crentes primitivos. Havia milagres esplêndidos, a ponto de até a sombra Pedro curar, At 5: 15. Levavam os aventais e lenços de Paulo e os colocavam sobre os doentes e perturbados e vidas eram libertadas, At 19: 12. O texto de Atos 3: 1 registra um milagre tão extraordinário que o povo ficou cheio de pasmo e assombro. Um coxo de nascença esperava receber de Pedro e João uma simples esmola, porém recebeu a cura física. Logo depois, foi visto entrando no templo, andando, saltando e louvando a Deus, contente, At 3: 9. Tal era o poder na vida dos apóstolos, que os milagres eram freqüentes.

Concordo com o avivamento ter como “umas das características” fonte de poder, mas refutei os exemplos imediatamente do cara, que afirmou categoricamente o que minha irmã também concorda...isso para mim nos leva a crendices!

Analisando os textos pude observar o seguinte;
- Atos 5.12 E muitos sinais e prodígios eram feitos entre o povo pelas mãos dos apóstolos. E estavam todos unanimemente no alpendre de Salomão.

Reparem que a palavra do Senhor ai não se contradisse com Marcos 16.18

E reparem que no texto usado pelo autor não afirma que a sombra curou as pessoas, me mostrou que elas tiveram um comportamento natural de pessoas acostumadas com crendices.
- Atos 5.15,16 De sorte que transportavam os enfermos para as ruas, e os punham em leitos e em camilhas para que ao menos a sombra de Pedro, quando este passasse, cobrisse alguns deles. E até das cidades circunvizinhas concorria muita gente a Jerusalém, conduzindo enfermos e atormentados de espíritos imundos; os quais eram todos curados.
Agora vamos a outra passagem de Atos 19.12, reparem que mais uma vez a palavra não se contradisse com marcos 16.18
- Atos 19.11 E Deus pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extraordinárias

Agora em Atos 19.12 De sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saíam.

Em Atos 19.12 eu comparei exatamente como em Mateus 9.20
- E eis que uma mulher que havia já doze anos padecia de um fluxo de sangue, chegando por detrás dele, tocou a orla de sua roupa; Mateus 9:20

Gostaria da opinião dos irmãso inclusive do Pastor Ciro. Fiquem com Deus
Anderson Rodrigues

joao disse...

Cada vez que vejo pessoas que comentam sobre a situação das igrejas pelo país a dentro, fico entristecido, pois a igreja institucional está em decadência, as pessoas não tem o amor pela palavra, preferem viver de "experiências", ou melhor, fábulas, como as infantis, onde tratam Deus como um mágico sujeito a nossas vontades, sendo que a realidade não é assim, nós que devemos ser sujeitos a Ele.

Pessoas têm oportunidade de pregar o evangelho do Reino de Deus, dizer que o Reino de Deus está próximo e que para ser participante dele basta arrepender dos seus pecados e crer no evangelho, mas não, vão pelo caminho largo, é melhor contentar com o mundo, ou "trazer" o mundo para dentro da igreja, tornar a "igreja monótona" em "moderna", enquadrar o "evangelho" ao próprio jeito de viver, é mais vantajoso.

Preocupo-me com o futuro dos meus futuros filhos (caso o Senhor não volte agora, hoje ou amanhã), sou jovem e penso em construir uma família, mas terei muito trabalho quando tiver meus filhos em educá-los conforme a palavra, até mesmo na igreja, crianças recebem instruções erradas "ocultadas" em músicas e pregações.

Tudo isso é sinal da vinda do Cordeiro que está bem próximo de voltar e os que o Senhor levará são aqueles da VERDADEIRA IGREJA, a Igreja que tem como cabeça Jesus e como corpo a nós pessoas que por mais que tenhamos a natureza pecaminosa, mas temos conciência de que o sacrifício de Jesus na cruz foi para que eu e você tivéssemos acesso ao seu Reino, Glória a Deus por isso.

Fico grato a Deus por nós crentes neste acontecimento(arrebatamento) que nos alegra e remove a tristeza da situação da igreja institucional, aproveitar este espaço para fazer colocações para na tentativa humilde de ajudar no entendimento dos demais irmãos em Cristo; peço a Deus que cada dia o Senhor venha orientar mais pessoas a levantarem do comodismo e saírem a luta para levarem a palavra de Deus.

A Paz do Senhor para todos
João Maurício

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro João Maurício,

Agradeço-lhe pela valiosa contribuição.

Em Cristo,

CSZ

Cristo a única Esperança disse...

A Paz do Senhor!

Creio que o correto é não colocar qualquer pessoa para usar o momento destinado a pregação, uma vez que até mesmo os pregadores renomados a maioria não está pregando o evangelho, pregam muitas coisas para animar e alegrar o povo, no final do culto as pessoas vão embora sem conhecer quem é Jesus, não são os milagres que mostram quem é Jesus e o que ele fez e faz pelo homem, que nenhum homem conseguiu fazer, nem mesmo Davi que andava segundo o coração de Deus, nem mesmo Abraão que era amigo de Deus, nem mesmo Moisés que falava com Deus, nem mesmo Salomão o homem mais sábio e rico do mundo;

Quanto ao pregador que não conhece o evangelho e por isso começou a profetizar jogando pra cima(olha eu vou jogar quem pegar é dele) meu irmão eu já dirigi algumas congregações na cidade onde moro, e já tomei microfone da mão de cantor, irmãos que começaram a dar testemunhos estranhos, falsos profetas já mandei calar a boca, e o resultado foi um só a palavra de Deus cresceu e a igreja cresceu edificada na palavra;

GONÇALVES disse...

a pz do senhor irmão ciro,Deus tE M TE ABENÇOADO DE UMA MANEIRA MUITO GRANDE QUE OSENHOR CONTINUEM TE ABENÇOANDO.

Anônimo disse...

Pastor Ciro, buscando na internet assuntos sobre ministérios e acabei encontrando o seu blog. Gostei muito de tudo o que li e falando a respeito de certas linguagens em algumas pregações, gostaria de esclarecer uma dúvida. Sou membro de uma igrejá e la eles usam linguagens bem claras a respeito de sexo. Um dia desses o pastor pregando ele disse bem claro que, o pênis serve para a vagina e vice-versa. Fiquei pasma com essa declaração tão normal p/ quem estava pregando. Ele estava falando sobre a vida a dois entre quatro paredes dizendo que não pode nada mais do que isso no sexo entre marido e mulher. Achei que ele foi muitoliberal com suas palavras pois quem ja e da igreja ha muito tempo ja esta acostumado com as palavras que ele usa mas e os visitantes nao ficam escandalizados??
A paz de Deus

Anônimo disse...

Ola Pastor Ciro Graça e Paz
Meu nome é Cristina postei anteriormente um comentário sobre a maneira como foi falada de sexo na igreja onde congrego. Me perdoe mas ao final da mensagem nao me dei conta que deixei como Anônimo. Me desculpe mais uma vez.
Sempre tenho consultado as suas respostas e tenho aprendido muito sobre conhecer mais a Deus com elas.