quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Aos que têm dúvidas sobre o "cai-cai" (4)


Alguém já disse que mais valem imagens do que milhares de palavras.
Nesse caso, entre tantos vídeos disponíveis no site YouTube sobre o "cair no Espírito", a "unção do riso" e outras aberrações tidas como provenientes de Deus, apresento-lhes um vídeo, caros internautas, que reúne diversas manifestações pseudo-pentecostais, além de contestar a maneira como Benny Hinn e outros telenganadores "arrancam" o dinheiro dos desavisados.
Não quero sugestioná-los. É bom que primeiro assistam ao tal vídeo e tenham a própria opinião, à luz da Bíblia.
No entanto, peço-lhes que, após conferirem o vídeo, respondam às perguntas que faço abaixo.


Confiram agora o vídeo:
http://youtube.com/watch?v=AUsMxuzjLSg


Vejam também:
http://cirozibordi.blogspot.com/2007/05/as-unes-de-benny-hinn-e-kenneth-hagin.html

Diante do que foi apresentado nesse vídeo, caro internauta, responda com toda sinceridade:

1) Você ainda têm dúvida de que pelo menos 95% do que foi apresentado no vídeo é de origem demoníaca?
2) Você ainda têm dúvida de que os outros 5% restantes é pura meninice?
3) Você ainda têm dúvida de que 100% do que foi apresentado não tem aprovação do Senhor Jesus, por estar em total falta de conformidade com a Palavra de Deus? Leia 1 Coríntios 14; 1 Timóteo 4; 2 Timóteo 4; Tito 1; 2 Pedro 2; e Mateus 7.

Crendo cada vez mais na infalível Palavra de Deus,

Ciro Sanches Zibordi

21 comentários:

André disse...

A Paz do Senhor amado pr. Ciro!

Que Deus continue levantando homens abençoados e compromissados com a Palavra de Deus como o senhor!
Achei interessante esse comentário do escritor Leonard Ravenhill:" João Batista conseguiu ficar seis meses solto. Em nossos dias, numa de nossas cidades, nem ele nem Elias teriam vivido um mês. Teriam sido presos antes disso, lançados numa prisão ou num hospital de doentes mentais, acusados de julgarem os outros, e de não abrandarem um pouco sua mensagem".
Louvo a Deus pela sua vida!
Ainda existem servos de Deus com coragem!
Abraço.

Anônimo disse...

Pastor, a paz do Senhor Jesus
em primeiro lugar, quero lhe dizer que concordo plenamente com suas palavras, mas gostaria de relatar uma experiência que tive.
A uns anos atrás, eu estava em um círculo de oração, senti uma presença muito forte de Deus naquela tarde, em um certo momento, sem ninguém tocar em mim, eu não senti fornça em minhas pernas e não consegui ficar em pé, não fiquei inconsiente nem me debatendo, posso dizer que caí no banco, parecia que minhas pernas não existiam, mas também não senti que estavam dormentes.
diante deste relato, o que o senhor poderia me dizer a respeito disso?
Desde já agradeço.

Schneider - AD Curitiba disse...

A Paz do Senhor servo de Deus Ciro,

Já há muito tempo, desde que li algumas páginas do livro "Bom dia espírito santo" que suspeitei que havia algo errado com Him, não obstante todos os crentes que conhecia na época me dizerem que eu estava a ponto de blasfemar por manter minha posição.

Lendo os livros "A Sedução do Cristianismo" de D. Hunt" e "Escapando da Sedução" de D. Hunt e T.A. McMahon, pude constatar o motivo do fracasso do protestantismo americano e, hoje, começo a verificar que a igreja brasileira está trilhando o mesmo caminho. Urge que nossos líderes, de maneira geral, rechacem estas práticas, voltem-se para a Palavra de Deus, não busquem atalhos, modismos, (há quem diga que é necessário utilizar cantores famosos para atrair o público, pregadores de renome, mesmo que não preguem verdade), pois o prejuízo será muito grande.

Um congresso no Brasil onde vê-se muitas aberrações (e falo sem medo de errar) é no G.M.U.H. em Camboriú. Ali, muitos pregadores sem mensagem tomam o púlpito e fazem o que querem, e o povo vai ao delírio... Inclusive um que foi entrevistado na edição nº 1466 do M.P.

Ainda bem que as misericórdias de Deus são infindas.

É o parecer.

Que Deus o abençoe.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Anônimo(a),

Em primeiro lugar, qual é o seu nome? Risos... Você podia ter posto seu nome. Afinal, sua pergunta é bastante pertinente.

A(o) irmã(o) tem certeza mesmo de que sentiu uma presença de Deus? Este é o primeiro ponto, pois Deus não deixa ninguém confundido.

O fato de não ter ficado inconsiente nem se debatendo é um bom sinal.

Caiu no banco, sem forças, mas sem perder a consciência? Pareceu-me uma experiência normal. Já senti algo parecido. Não vejo a sua experiência como algo incompatível com a Bíblia.

Em Cristo,

CSZ

André Luiz da C. Reis, ShD disse...

A Paz do Senhor Jesus Pr. Ciro
Diante do exposto nas suas postagens sobre dúvidas sobre o cai cai eu só posso dizer OBRIGADO!
Que Deus continue te abençoando e me dê discernimento e ousadia para fazer algo mudar.
Sê na Paz.

João Ricardo disse...

Caro Pr Ciro
A Paz do Senhor
Eu sou o "anônimo" do comentário acima, confesso que fiquei com receio de me identificar.
Com relação ao que o Senhor perguntou:
1º Tenho absoluta certeza que senti a presença de Deus.
2º Sim, caí no banco sem forças, sem força nenhuma no corpo, mas não fiquei inconciente. Nunca mais se repitiu, mas queria sentir novamente.

Ninguém tocou em mim, ninguém soprou em mim, ninguém jogou palitó em mim, nada disso que o senhor sempre comenta. Apenas um irmão diácono estava orando para encerrar o trabalho de círculo de oração, e derrepente a Presença de Deus tomou conta do lugar, todos sentiram, não apenas eu, mas esse fato foi apenas comigo. Isso nunca tinha acontecido antes.
Não estou defendendo esse movimento, estou apenas relatando uma experiência minha.

Mas gostaria de saber sua opinião.

Em Cristo,

João Ricardo

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro João Ricardo,

A paz do Senhor.

Peço que o irmão leia a parte 4 do estudo sobre o "cai-cai". Precisamos a cada dia firmarmo-nos no que está escrito na Palavra de Deus. Os dias são maus. O Espírito tem agido, mas Ele age em conexão com a Palavra. Tanto que Pedro, no dia de Pentecostes, fez questão de citar a Palavra para explicar o que acontecera... Mas ele citou corretamente, à luz do contexto.

Em Cristo,

CSZ

João Ricardo disse...

Caro Pastor
Eu só resolvi me "identificar" depois que li a parte 4 que o senhor citou.
Como disse, não estou aqui pra defender nada do que está ocorrendo hoje em muitas Igreja em nossa nação.
Apenas relatei uma experiência, depois disso, ninguém mais caiu na igreja, foi uma única vez, uma só.
Como disse, estava consciente de tudo, e creio que não foi simplismente pela oração, pois tinha sido ministrada uma Palavra Poderosa, uma mensagem realmente bíblica.

Repito não estou defendendo, confesso que até combato isso aqui.
Mas gostaria de suas palavras.
O senhor disse que já teve uma experiencia semelhante, acho que sabe o que estou falando

Em Cristo

João Ricardo.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro João Ricardo,

Quando Deus se manifesta em um culto, pela Palavra e pela ação sobrenatural do Espírito Santo, sentimos a sua presença. Às vezes, temos vontade de pular e ás vezes perdemos completamente as forças.

Mas observe que o que ocorre hoje é uma aberração. O show-man agita a multidão, e esta, movida por emoção ou por ação demoníaca mesmo (o Espírito Santo não faria ninguém ficar rindo igual a um demente, latindo, gemendo, "voando", rosnando, etc.), faz um monte de coisas. Deus reprova tudo isso.

Quanto à experiência que tive, semelhante à sua, se o que irmão relatou de fato aconteceu como disse, há similaridade. Eu estava no culto, senti a presença de Deus e tive de me assentar no banco. Perdi as forças, mas não a consciência, e continuei a glorificar a Deus. Isso é normal, meu caro. Agora, "cai-cai", "unção do riso", pulos exagerados, cambalhotas (tem um "pregador" que faz isso), etc... Isso tudo é movido pela carne ou por espíritos, e não pelo Espírito Santo.

Em Cristo,

CSZ

Charles Uchoa disse...

É bom entendermos isso, temos até um movimentar particular pela gloria Deus como foi narrado nas experiencia ,
Mas pastor Ciro isto que tem no video é uma aberração , como as pessoas podem ser enganadas assim?
As vezes vou em algumas vigilias e vejo algo estranhos como poderiamos repreender isto , por Deus e autoridae põe a mão na pessoa e repreender , orar em espirito, ja vi até pessoas dizer que se o pastor dizer amém naqueles cultos de orações e a pessoa não parar é porque não é de Deus ou devemos ficar so olhando pois ja vemos coisas grotesca já por ai .

João Ricardo disse...

Muito obrigado pelo esclarecimento
Continuarei orando a Deus por sua vida e combatendo esses movimentos que não levam a nada.

O que eu quero mesmo é ter mais experiências reais e verdadeiras com Deus, algo realmente vindo do Espírito.

Peço a Deus que Ele venha esclarecer através do Espírito Santo pela Sua Palavra essas pessoas que tem tais atitudes estranhas.

Em Cristo

João Ricardo

Elinaldo disse...

Caro Pastor Ciro. A sua preocupação em esclarecer o povo com a palavra de Deus é louvável. O Senhor Jesus disse: Erra o homem por não conhecer as escrituras... No entanto, é com tristeza que indo a CPAD constatei que a casa da qual o pastor faz parte, vende os livros do Pastor do "Riso" e do " cai-cai... Como o Sr. enxega esse procedimento?
Ass. Elinaldo Ramos

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Elinaldo,

A paz do Senhor.

Não falo em nome da CPAD, pois esta editora tem uma Ouvidoria. Acesse ouvidoria@cpad.com.br e apresente, por gentileza, a sua pergunta.

Mas o irmão deve dissociar editora de livraria. Como editora, a CPAD tem publicado obras de autores compromissados com a sã doutrina. No caso de uma livraria, há várias editoras evangélicas (ou pelo menos ditas evangélicas) que expõem o seu produto.

A questão é comercial. E todas as livrarias evangélicas vendem tudo o que se chama de "evangélico", bom ou ruim. Isso é o mercado. Por outro lado, os obreiros, professores de EBD, pastores, etc. não podem usar isso como desculpa para continuarem no erro ou aceitando-o passivamente, não é mesmo? Precisamos ensinar a verdade, para que o crente, ao entrar numa loja, saiba escolher um bom produto.

Lembre-se que a melhor maneira de se conhecer uma nota falsa é conhecendo primeiro a verdadeira. Quem conhece a verdade jamais se deixará levar pelo erro.

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

Meu pastor, lembra daquele comentário que o sr perguntou se poderia publicar? pois é, me identifico como JUERP, então quero comentar o seguinte, a respeito da questão "Sentir a presença de Deus", porque vejo algumas frases do tipo: "...A uns anos atrás, eu estava em um círculo de oração, senti uma presença muito forte de Deus naquela tarde" (Não estou querendo faltar com o respeito com o irmão que escreveu, estou apenas usando como exemplo), então aqui vai meu comentário:

Vivemos em uma denominação, na qual, as pessoas usam o sentimento, a experiência pessoal, a interpretação pessoal como autenticação de qualquer experiência, então se eu senti que era de Deus, então pronto, era de Deus porque eu senti e isso é a maior prova!
Supervalorizamos o sentimento, as emoções, as sensações, de modo que definimos nossas crenças pelas sensações (exemplo: Eu caí e senti que foi um toque de Deus, logo foi de Deus mesmo, porque senti que foi Ele).
Quero deixar bem claro para esses irmãos que as emoções são muito importantes, e elas fazem parte de minha vida, mas não são elas que determinam a minha vida, pois procuro ser um homem de convicções e não de sensações. O que determina minha vida, minha fé e minha prática de religião não são as minhas sensações e sim minhas convicções.
Vivemos sob o império das sensações, nossos pregadores perguntam: "Quem já sentiu a presença de Deus nesse culto?". Mas qual a importância da resposta? Não é pelo fato de eu sentir ou não que se determinará a presença ou não de Deus em minha vida.
Quando Jacó dormiu e sonhou com a escada, e Deus lhe fez promessas, Jacó não estava sentindo a presença e nem estava num culto, ele estava fugindo da face de seu irmão. Meu coração não é a bússola por onde Jesus se guia!
Aos irmãos "sentidores" de plantão eu digo: Submeta suas sensações, ê antes de aprovar suas experiências pessoais como regras de fé passe-as pelo crivo da Palavra e só a partir daí verá saberá de o que sentiu foi Deus mesmo.
Não quis ofender ninguém, e sei que o que disse foi muito duro, mas há coisas que precisam ser ditas e coisas que precisam ser ouvidas (ou lidas. rs).


Obs: Pastor ciro, qualquer comentário pra mim, o meu email é aquele mesmo para o qual o senhor escreveu

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Anônimo,

Esqueci seu nome! Mas o irmão disse tudo. Precisamos de equilíbrio. O sentimento é importante, porém o crente fiel não é guiado por sentimento, e sim pela Palavra de Deus (Sl 119.105).

Em Cristo,

CSZ

oi disse...

Pastor Ciro a paz do Senhor.
Pastor atualmente estou lendo um livro publicado pela cpad, por titulo, "ESPIRITO SANTO tenho fome de ti, de Claudio Freidzen".
Se possivel quero que faça um comentario desse livro, no meu orkut jeanpatrikcontato@hotmail.com querendo saber se é mesmo confiavel.
Agradecido!

Ron disse...

Não vejo qualquer autenticidade em mqanifestações de pular, correr, perder as forças, ou coisas do gênero quando se sente a presença de Deus. O que sei que que é real é a paz verdadeira que reina quando Deus se faz presente em nossas vidas - isso sim é prático de entender e me parece bem real.
Sou até radical quanto a isso, penso que toda e qualquer manifestação corporal - pulo, dança, suposta perda da força, riso, etc - em um culto não passa de entusiasmo meramente humano, ou até histeria e aberração, quando ocorre excesso. È muito fácil cair no erro quanto a isso, quando não se tem muito esclarecimento, pois como bem sabemos "o coração é enganoso" - as emoções confundem em muito, quando não se tem discernimento, cuidado e/ou esclarecimento. E mais, dizer que manifestações do tipo são coisas divinas é o mesmo que dizer que o espirito santo estaria possuindo o corpo de alguém, tal qual um demônio - eu hein! Percebam o ridículo disso tudo e como é fundamental que tenhamos esclarecimento. Não há significado algum, tampouco resultado prático e real nessas manifestações extravagantes e histéricas - o que fica é apenas uma ilusão de santidade e contato com o divino.
O "batismo no espirito santo" também é um tema que ainda hoje é alvo de muita confusão entre os crentes - a maioria das pessoas parecem não chegar a nenhuma conclusão e acabam sempre cedendo às manifestações histéricas. Muitos alegam ter visões explicitas em tempo real, outros riem loucamente, enfim... entre outras manifestações realmente estranhas. Não culpo a pessoa que manifesta tais coisas, até porque o coração é enganoso e as emoções, se não tomarmos o devido cuidado, podem, juntamente com mente fértil, fazer-nos pensar uma coisa contrária à realidade vigente, e de modo convincente. É preciso fugir dessas situações, pois o engano é maligno.
A mente humana é algo fabuloso e é por isso que devemos tratá-la com cuidado e discernimento, lendo a bíblia e não mais dando ouvidos aos misticismos religiosos que existem por aí.

Anônimo disse...

a paz do senhor ,pastor ciro ,ja li mais erros que os pregadores devem evitar ,e o livro super crentes de paulo romeiro e outros que tratam desses temas ,confesso que sempre ficava com um pe atras com esse tipo de coisa ,mas depois de ler esses livros e ver alguns videos de benny hinn no you tube ,nao tenho duvidas que nao e de Deus esses movimentos .dias atras a record exibiu uma reportagem sobre o tema ,mostrando as aberraçoes que aconteceram na igreja de toronto . ontem vi um video no you tube do pastor silas malafaia apoiando benny hinn , e confesso que nao esperava isso de um pastor que eu tinha como um verdadeiro servo de Deus .sera que eu estava tao enganado assim a respeito desse pastor

pb.Antonio de macedo disse...

A paz do SENHOR Pr.Ciro sou do df igreja do pr.Orvival, gosto muito dos seus comentarios em defeza da genuina fé,e tem uma coisa que eu fico intrigado porque que todos pregadores hoje no final da menssagem tem que fazer aquela movimentação chamando todo mundo pra frente colocando alguem pra canta como se só a palavra em SI não seja suficiente, e o pió todo culto aquelas masmas pessoas estão lá eu não consigo entende isso,o senhor poderia nos dar seu ponto de vista sobre isso? obrigado!aguardo resposta.

JônnatasGuimarães disse...

Paz do Senhor amado pastor, desde já concordo em tudo que foi apresentado, hoje muitos estão apenas sentindo emoção, o que é diferente do espiritual, devemos atentar para isso (lutemos também contra as doutrinas de demônios). E realmente temos que mostrar aos santos as coisas santas rsrs. Graça e Paz.

Com amor Jônnatas Guimarães (membro da AD em Ubajara-CE).

Fred Kappa disse...

A Paz do Senhor Pastor Irmãos
Quero Parabeniza-lo pela autoria, entre outros do Livro Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria, deveria ser um manual a ser seguido por muitos pastores, ensinadores, pregadores e membros das Assembléias de Deus, já que são divulgadores e incentivadores bagunças que chamam de mover do Espírito Santo.

Pessoas como Benny Him, Morris Cerulo, Mike Murdok, Marco Feliciano e tantos outros como nacionais e importados, deveriam ser expulsos dos pulpitos e dos meios de comunicação por serem hábeis promotores de meias verdades que tem afligido e convencido muitos crentes de que suas bravatas são inspiradas por Deus.
As verdades do Evangelho não tem mais lugar nos pulpitos, pois os pregadores show man os dominam com suas peripécias demoniacas e tem levado muitas pessoas para o inferno.
A AD como pioneira no movimento pentecostal no Brasil, esta envergonhando o verdadeiro evangelho criando e patrocinando estes empregados do diabo visando movimentar multidões para pagar e financiar as mordomias de pastores e pregadores que não enxergam nada além do seu próprio umbigo. Pois estão com suas garagens cheias de carros importados e desprezam o pobre.
Tem muita gente podre em nossos pulpitos, no seu livro acima mencionado, despertou em mim uma admiração muito forte pois o Senhor pareceu-me inimigo da mentira, pois agora durante a confecção deste texto deparei-me com a seguinte mensagem:A moderação de comentários foi ativada. Todos os comentários devem ser aprovados pelo autor do blog.Confesso-me frustrado pois as minhas palavras podem ser reprovadas. Não tenho a pretensão de esperar que concordes com tudo o que penso, não seria idiota e esse ponto, mas o Senhor ao dispor em seu blog que os irmãos registrem suas opiniões, correndo o risco de terem suas idéias e opiniões aprovadas ou não pelo Senhor, pois no livro o Senhor pareceu-me mais ousado, comprometido com a verdade doa a quem doer, o que teria feito o senhor tornar-se comedido, tens medo de sofrer represália pelas minha idéias e opinião????
O Comodismo tem calado grandes profetas, não seja um deles.
Fred Kappa
mpparousia@gmail.com