sábado, 15 de setembro de 2007

Podem todos profetizar ao mesmo tempo, e quando querem?


A verdadeira profecia ocorre quando o Espírito Santo usa os seus servos para edificar, exortar e consolar a igreja (1Co 14.3). Ele fala como e quando quer (1Co 12.11), e não no momento em que alguém resolve proferir palavras de ordem. Aliás, como num culto nem todos são profetas (1Co 12.29), devem falar apenas dois ou três, enquanto os demais julgam (1Co 14.29). Para quem não sabe, a profecia pode ter três origens: divina, humana ou demoníaca (1Jo 4.1; Dt 18.21-22 e 1Tm 4.1).
Mas o que temos visto acontecer hoje em muitos cultos é puro mecanicismo e banalização do verbo “profetizar”. Os crentes têm sido motivados a usar o poder de suas palavras, como se elas fossem mágicas. Acreditam que qualquer declaração de fé é uma profecia para abençoar pessoas, famílias, empresas e até times de futebol!
Se algumas celebridades evangélicas estivessem com a razão, nenhum crente teria problema. Como num passe de mágica, todos profetizariam bênçãos uns aos outros, a qualquer hora, e Deus teria de sair cumprindo cada predição, inclusive as mais absurdas, como aquela de que a seleção brasileira seria campeã mundial na Alemanha!
Um texto muito usado por irmãos mal-orientados é Tiago 3.10, que de modo algum respalda esse modismo de profetizar a qualquer hora, sem que o Senhor mande, o que é muito perigoso (Ez 13.1-3). Tiago, na passagem citada, condena a maledicência e nos incentiva a usar a língua para bendizer a Deus. Basta ler o contexto para entender isso (Tg 3.1-9). Não há ênfase ao suposto poder abençoador das palavras humanas.
Muitos gostam de citar a visão do vale dos ossos secos, em que Ezequiel profetizou, e os ossos reviveram. No entanto, o profeta, conforme se lhe deu ordem (Ez 37.7), disse: “Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor” (v4). O poder para vivificar os ossos, pois, não estava em suas palavras, e sim na Palavra que recebera de Deus.
Outros citam o fato de Elias ter profetizado que não choveria durante três anos e seis meses (1Rs 17.1). Porém, a ousadia do profeta diante do rei Acabe se deu em decorrência do que está registrado em Tiago 5.17: “Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse...” O que ele profetizou havia recebido do Senhor, em oração.
É comum, em grandes eventos, ouvirmos celebridades evangélicas dizendo: “Eu profetizo que esta cidade é de Jesus”. Contudo, se não houver compromisso com a Palavra de Deus, teremos vários fãs de Cristo — e não seguidores — profetizando isso e aquilo, enquanto as coisas continuarão exatamente como estão.
Quantos já não “abençoaram” o Brasil, profetizando por conta própria que esse país é do Senhor Jesus?! (Ah, se as coisas fossem tão fáceis como esses “profetas” pensam que são!) Apesar disso, a nossa nação continua cheia de violência, imoralidade, corrupção... O que pode mudar o mundo é a evangelização e a intercessão (Mc 16.15-18 e 1Tm 2.1-3). Mas, em vez de pregar o evangelho, muitos já foram convencidos de que basta profetizar bênçãos sobre a nação...
Muitos hoje não querem examinar as Escrituras. Preferem seguir aos modismos de alguns célebres pregadores e cantores. Não embarque nessa canoa furada. Não siga o exemplo deles, por mais famosos que sejam! Permita que a Palavra de Deus guie a sua vida (Sl 119.105).

Ciro Sanches Zibordi

13 comentários:

gutierres disse...

Pastor Ciro, continue na defesa do verdadeiro pentecostalismo!

Chafurdius disse...

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade." 2 Coríntios 13.8

Já imprimi e vou fixar uma cópia no mural de minha congregação. O povo de Deus deve ser instruído na verdade.

Valmir Nascimento disse...

Pr. Ciro,

Parabéns por esse brilhante artigo.

Valmir Nascimento
Comoviveremos.com

Igor disse...

Caro Pr Ciro Zibordi,

É verdade td q o irmao fala, inclusive, pra ilustrar, tem um caso de uma campanha q teve em uma cidade, e lá nessa campanha eles "amarramam Satanás, colocaram na jaula, e entregaram as chaves da cidade pra Jesus", durante uma oração. Depois da oração, um irmao perguntou: "Quer dizer, irmao, que agora, com Satanas amarrado, nao vai mais haver crime na cidade, nem calote, e podemos abrir as celas das cadeias??" A resposta que o irmao teve é de que ele era incredulo.

Porém, quando vejo, na minha própria igreja as pregações, vejo que a nossa Bléia não ta mto distante disso, nos divulgamos isso aos quatro cantos da terra. Poucos pastores e pregadores tem a sua visao, meu irmao. Outro dia, qdo fui convidado a ir num culto de jovens e levar a palavra, falei sobre os 3 jovens na babilonia, sobre fidelidade. Qdo terminei, o irmao disse: "É irmaos, o irmao nao tem uma palavra de fogo, mas palavra de sabedoria é bom tbm..", como se distribuir bençaos e gritar fosse preponderante numa palavra, e nao ensinar para a transformaçao de vidas..

Suas palavras, principalmente esta acima, deveria ser enviado a todas as igrejas, e chegar ao conhecimento de todos os irmaos da bleia.

web disse...

Realmente, estas "profecias" são na verdade "ordens" mascadaras dos homens a Deus, como se isso fosse possível. É uma pena vermos tais coisas acontecerem em nosso meio, infelizmente, a verdade é que o povo gosta de ir ao delínio, apenas isso... não que seja ruim estar na presença de Deus, e isso realmente as vezes parece uma loucura, mas "o povo" quer ter apenas seu ego massagiado... Que Deus continue lhe abençoando Pr. Ciro, grandemente...
Paz!

web disse...

Realmente, estas "profecias" são na verdade "ordens" mascadaras dos homens a Deus, como se isso fosse possível. É uma pena vermos tais coisas acontecerem em nosso meio, infelizmente, a verdade é que o povo gosta de ir ao delínio, apenas isso... não que seja ruim estar na presença de Deus, e isso realmente as vezes parece uma loucura, mas "o povo" quer ter apenas seu ego massagiado... Que Deus continue lhe abençoando Pr. Ciro, grandemente...
Paz!

GALVÃO SANTOS disse...

Pastor Ciro, o amado irmão tem minha admiração em razao da firmeza com que defende o evangelho e ao mesmo tem é zeloso com a sâ doutrina de Cristo. Deus o abençoe. alguns de seus artigos são publicados em nosso blog http://igrejaevangelicalibertosemcristo.blogspot.com/
Deus o abençoe.

Mi disse...

A Paz do Senhor Pr. Ciro,

Acabei de ler esse post e fiquei com uma dúvida, na igreja a qual pertenço temos o costume de ao final do culto dizermos: "Brasil nós te abençoamos em nome de Jesus". Seria errado?
Agradeceria se me respondesse.

Um abraço,
Miriam.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezada Míriam,

O que eu questiono é o fato de hoje muitos acharem que são "a boca de Deus" na Terra. Pensam que dizendo repetidas vezes que o Brasil é do Senhor Jesus ele será. Que engano! A igreja tem de fazer a sua parte: evangelizar, influenciar pessoas por meio de uma vida exemplar, santa, além de interceder pela nação.

O que vemos hoje? Líderes evangélicos metidos em uma série de irregularidades "profetizando" que o Brasil é do Senhor Jesus! Ora, isso não é o evangelho de Cristo!

Portanto, o que eu questiono é a supervalorização da palavra humana, conferindo-se a ela um poder mágico, como se toda e qualquer declaração de um evangélico (inclusive os que têm vida atrapalhada) seja profética...

Um grande abraço!

CSZ

Maris disse...

Pastor Ciro, eu também sou completamente contra a esse modismo de "eu profetizo que". Não tem nenhuma base bíblica. Os que fazem isso usam a história dos ossos secos que está no VT,onde Deus pediu o profeta para profetizar e dizer "assim diz o Senhor que..." Estão profetizando por aí de tudo a seu bel prazer, sem Deus ter mandado essas pessoas profetizarem. As pessoas deveriam analisar mais a passagem dos ossos secos. Só porque acham bonito e emocionante, pois amacia o ego de cada um. Apesar que eu já ouvi profecias absurdas, até de maldição.
Um dia muito triste sobre esse assunto,perguntei a Deus se Ele iria fazer alguma coisa por aqueles que querem andar na verdade e não querem se continaminar por essas porcarias que vivenciamos hoje nas igrejas.Porque hoje, está muito difícil ser membro de alguma igreja, é como se todas estivessem contaminadas pelo engano. Conversei com Deus e Ele me deu uma revelação que infelizmente não posso falar aqui. Espero que o que ele disse,se concretize logo, pois eu sinto a necessidade de conviver com pessoas que amem a Palavra de Deus e lutem por ela, custe o que custar. Hoje posso dizer que a minha denominação é a Bíblia.
Aos profetas que profetizam sem o Senhor ter mandado, cuidado, porque Deus irá calar a boca de todos!
A Paz Pastor.

Maris disse...

Pastor Ciro,
além dessa moda de "eu profetizo que", uma outra coisa que estou percebendo nas igrejas, é gente que ora para o Espírito Santo, pede as coisas ao Espírito Santo, adora o Espírito Santo. Em vez de se dirigirem a Deus, se dirigem diretamente ao Espírito Santo. Eu ainda não encontrei nenhuma base bíblica pra isso. Isso, é de acordo com a Bíblia? Por favor me esclareça sobre esse assunto.
Fique com Deus.

Frank Braga Jrna disse...

pr. ciro ótima postagem permita-me publica-la em meu blog, grato se atendido.
frank braga
blog do frank bragajrna

Zilton Alencar disse...

Sapientíssimas palavras, pr. Ciro! Estes "atos proféticos" dos triunfalistas (que deveriam ser chamados de ATOS PATÉTICOS) têm origem na carne. Desde Jeremias, Deus já repreende severamente os profetas que profetizam os quereres de seu coração, e não as palavras proferidas pela boca do Senhor. NENHUMA PROFECIA pode vir de lugar diferente, senão de Deus!b Se algum profeta profetizou, quer no AT quer no NT, só o fez porque primeiro o Senhor mandou que eles falassem. O próprio Ezequiel, no episódio do vale de ossos secos, só abriu sua boca após Deus mandá-lo profetizar, e dizer-lhes as palavras que ele deveria dizer. Que a Igreja do Senhor compreenda estas verdades! Sola Scriptura! Soli Deo Gloria!