sábado, 8 de setembro de 2007

A síndrome do papagaio (1)


Você já percebeu como as pessoas gostam de repetir o que os outros falam? Não vou lhe dizer que essa prática seja imprópria, mas é bom analisar o que se ouve, para evitar situações constrangedoras... Na famosa igreja de Beréia, os cristãos recebiam de bom grado as pregações. Mas não as consideravam verdades bíblicas antes de confrontá-las com as Escrituras (At 17:11).
Essa síndrome do papagaio se verifica nos diversos versículos “novos” que alguns animadores de auditório insistem em repetir. Ouviram alguém, um dia, pronunciar uma dessas frases e começaram a citá-las como verdade, sem, antes, conferir a sua autenticidade bíblica. Há alguns anos, tive o cuidado de reunir, com a ajuda de meus alunos do seminário teológico, várias “pérolas” que muitos repetem pensando ser versículos bíblicos...
Você está “curioso” para conhecê-las? Quer saber se tem empregado alguma?
“Quem não vem pelo amor, vem pela dor”. É verdade que muitas pessoas, depois de passar por uma dolorosa experiência, entendem a vontade de Deus (Dn 4:30-37; At 9). Entretanto, isso não é uma regra. Existem pessoas que nem mesmo pela dor se arrependem. Por isso, a Palavra de Deus alerta: “O homem que muitas vezes repreendido endurece a cerviz, será quebrantado de repente sem que haja cura” (Pv 29:1).
“Não cai uma folha de uma árvore sem a vontade de Deus”. Todas essas frases tidas como bíblicas são analisadas em meu livro Erros que os Pregadores Devem Evitar, que está em sua 12a. edição. E a frase em apreço, ainda que seja uma das mais citadas no meio evangélico como parte integrante das Escrituras, não se coaduna com elas. A Palavra de Deus mostra claramente que Deus é o Controlador da natureza. Em Isaías 40:12-31, vemos como tem o Universo em sua mão e faz o que lhe apraz. Apesar disso, a frase em questão não é um versículo bíblico!

“O cair é do homem, mas o levantar é de Deus”. É comum o uso dessa frase para animar irmãos que fracassam na fé. Quem a usa, tenta demonstrar que a pessoa caída não precisa se preocupar. Deus a levantará em tempo oportuno. Entretanto, se o homem não tomar uma posição, levantando-se, tal como o filho pródigo, Deus não o socorrerá (Lc 15:17-24). O texto de Tiago 4:8 mostra que o primeiro passo deve ser dado pelo homem. A Bíblia não diz: “Quando Deus se chegar a ti, chega-te para ele”. O homem precisa querer, desejar se chegar a Deus. Em toda a Escritura, observa-se que Deus convida o homem a se levantar, pois o cair é do homem, e o levantar também é do homem (Pv 24:16; Ef 5:14)!
“A voz do povo é a voz de Deus”. Ouvi um animador de auditórios citando essa frase antibíblica e extrabíblica, oriunda do latim vox populi, vox Dei, como se fosse bíblica! Quando Jesus andou na terra, a opinião do povo a seu respeito era variada. Uns o consideravam pecador (Jo 9:16) ou endemoninhado (Mt 12:24), e outros criam que era um profeta (Mt 16:13,14). Enquanto isso, a voz de Deus ecoava: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mt 3:17). Seria a voz do povo a voz do Senhor?
“Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Esse provérbio popular alude à persistência. Conquanto não apareça nas páginas sagradas, realça o princípio da perseverança na oração (Mt 7:7,8; Lc 18:1-8). Isso, porém, não nos autoriza a citar a frase como se fosse um versículo inspirado da Palavra de Deus. Trata-se de um bom pensamento, mas extrabíblico!
“Até 1000 irá; de 2000 não passará”. Essa frase já virou história... Muitos “profetas da última hora” a usaram para alertar acerca da iminente volta de Cristo, antes ou durante o ano 2000. Mas o que a Bíblia realmente diz acerca da vinda de Jesus? As palavras de Cristo quanto ao Arrebatamento da Igreja são mais do que claras: “... daquele dia e hora ninguém sabe...” (Mt 24:36). Leia também Atos 1:7, I Tessalonissenses 5:1 e II Pedro 3:8.
“Deus cegou os entendimentos dos incrédulos”. Ouvi um animador de auditórios dizendo isso... Mas, foi Deus quem cegou o entendimento dos incrédulos?! A Bíblia diz: “... o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus” (II Co 4:4). Esse “deus” é o diabo, e não o Deus verdadeiro que ilumina os que estão em trevas (Jo 8:12; I Jo 1:7).
“Diga-me com quem tu andas, e eu te direi quem és”. Quantos já usaram essa frase! Alguém já chegou a dizer acerca dela: “Não está na Bíblia? Então deveria estar!” Bem, a Bíblia apresenta versículos parecidos, que podem ser usados em lugar da frase em questão: “O homem violento persuade o seu companheiro, e guia-o por caminho não bom” (Pv 16:29); “Não entres na vereda dos ímpios, nem andes pelo caminho dos maus. Evita-o, não passes por ele; desvia-te dele e passa de largo” (Pv 4:13,14).
“É dando que se recebe”. Essa conhecida frase é extrabíblica, mas não chega a ser antibíblica, pois confirma as palavras de Jesus em Lucas 6:38. Não deve, porém, ser usada como um versículo bíblico inspirado. O pregador só deve dizer “a Bíblia diz” quando for citar uma passagem das páginas sagradas.

(continua...)

Ciro Sanches Zibordi

26 comentários:

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Olá Pastor Ciro!
Parabéns pelo artigo!
Com sua permissão, e citando a origem, gostaria de utilizar o referido texto, para orientação dos nossos obreiros aqui em Cubatão. Blog também é cultura!
Muito Bom"!
Pastor Carlos Roberto - AD Cubatão SP

Anônimo disse...

outros que parecem versículos mas não são:
"Deus é amor mas é justiça também."
"Tem que pagar o preço!"

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor Carlos,

A paz do Senhor!

Agradeço-lhe pela divulgação da mensagem que Deus me deu. Desejo, de coração, que os servos do Senhor sejam orientados e motivados a estudar a Palavra de Deus com mais dedicação. Isso, sem dúvidas, gerará crescimento espiritual e aperfeiçoamento dos santos (cf. Ef 4.8ss).

Em Cristo,

Ciro Sanches

Ciro Sanches Zibordi disse...

Os enunciados postados pelo Anônimo são citados com freqüência, mas não os inseri na lista por não serem frases empregadas como se fossem versículos bíblicos. Mas merecem, sim, uma rápida análise.

A primeira frase não é um versículo. Se alguém disser: "A Bíblia diz que Deus é amor e justiça", estará errando. Contudo, se afirmar: "De acordo com a Palavra de Deus, o Senhor é amor, mas também é justiça", não há problema algum, uma vez que tal afirmação encontra apoio nas páginas sagradas. Portanto, Deus é sim amor; e é sim justiça (1 Jo 4.8; Jo 3.16; Rm 5.8; 2 Tm 4.8; Gn 18.25; Rm 1.32; 2.2-5ss).

A segunda frase também tem fundamento, haja vista textos como 2 Crônicas 7.14,15, Atos 2.38,39 e Tiago 4.8. Mas o pagamento do preço não significa recebimento da salvação pelas obras. A salvação é pela graça de Deus (Ef 2.8-10).

Entretanto, há uma parte que cabe ao ser humano, tanto para a salvação (arrependimento e fé), como também para se alcançar outras bênçãos subseqüentes.

Em Cristo,

Ciro Sanches

Gutierres Siqueira, 18 anos disse...

O novo versículo é "a bíblia diz que quem tem promessas de Deus não morre!", pastor Ciro, por favor, comente sobre está frase!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Boa sugestão, caro Gutierres! Obrigado! Um grande abraço!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Gutierres,

Muitos comentários estão publicados nos vários artigos deste blog...

Alguns foram apagados, haja vista caminharem para um tipo de discussão nada saudável e proveitoso. Não é minha intenção ficar "batendo boca" com ninguém, pois cada um dará conta de si mesmo a Deus. O meu dever é comunicar aquilo que Deus me tem dado (1 Co 11.23).

Se alguém desejar discutir no campo das idéias, mesmo tendo pouco tempo, estou pronto para dialogar.

Existe um recurso no Blogspot que me permite impedir postagens, mas eu não estou utilizando esse recurso para poder conversar com quem deseja fazer isso, de maneira cordial, como irmãos em Cristo.

Quando me são dirigidas ofensas, e não argumentos, apago as postagens. E, nesse caso, tive de apagar algumas de pessoas que não me ofenderam, não tendo nada que ver com a ofensa, mas, por estarem no contexto, deixar suas mensagens (inclusive respostas minhas), ficaria sem sentido.

Agradeço-lhe pela participação!

Gutierres Siqueira, 18 anos disse...

A paz do Senhor!
Pastor Ciro, não fui eu que escrevi esse comentario, em que omeu nome aparece na cor preta. Eu acho seu blog muito interressante e não tenho nenhuma crítica. USARAM MEU NOME DE MODO INDEVIDO.

josafa disse...

boas as considerações e bom o livro!!

...mas como o pastor vê mulheres com cargo de pastoras, bispas e apostólas, segundo a Biblia?

e Dízimo é obrigatório para quem está em Cristo Jesus?

Falar em linguas é evidencia única do batismo com Espirito Santo?

Batismo é em nome do Pai, Filho e Espirito Santo ou em Nome de Jesus
Cristo?

Trindade é Biblico ou uma palavra inventada pela igreja católica para explicar carnalmente Deus?

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Josafá,

O irmão está querendo me pôr em maus lençóis, não é mesmo? Mas vou responder às suas perguntas:

1) "como o pastor vê mulheres com cargo de pastoras, bispas e apostólas, segundo a Biblia?"

Resposta: A Bíblia só apresenta uma pastora, Raquel, uma pastora de ovelhas, literalmente (Gn 29.9). A palavra "bispa" sequer existe... O que dirá o ofício! Que seria, na verdade, o ofício de episcopisa! Quanto a apóstolas, certo escritor disse que o correto seria "apostilas"...

2) "Dízimo é obrigatório para quem está em Cristo Jesus?"

Resposta: Sim.

3) "Falar em linguas é evidencia única do batismo com Espirito Santo?"

Resposta: Única, não, mas é imprescindível que o batizado fale em línguas estranhas, de modo sobrenatural. Não nenhum caso na Bíblia de batismo sem tal evidência. Não é única, pois o batizado também é impulsionado a pregar o evangelho, e com poder e ousadia (At 1.8; 2.1ss).

4) "Batismo é em nome do Pai, Filho e Espirito Santo ou em Nome de Jesus Cristo?"

Resposta: a fórmula é em nome da Trindade (Mt 28.19). Mas o batismo é feito na autoridade do nome de Jesus.

5) "Trindade é Biblico ou uma palavra inventada pela igreja católica para explicar carnalmente Deus?"

Resposta: A palavra "Trindade" não consta das páginas sagradas, mas a Trindade é uma doutrina fundamental da Palavra de Deus, haja vista Gn 1.1,26; Is 6.1-8; Dt 6.4; Mt 28.19; Jo 14.17; Rm 5.1-5; 2 Co 13.13... São tantos e tantos textos...

Em Cristo,

CSZ

Teo Jornalista disse...

Muito bom. Ciro, você poderia também escrever sobre outros chavões como 'vire-se para o irmão que está ao seu lado', 'saldo (e não saúdo) os irmãos', 'pra mim é motivo de muita alegria' (repetido às moscas) e outros. A propósito, vincule meu humilde blog à sua riquíssima página, all right?

Anônimo disse...

GRAÇA E PAZ CIRO

Desculpe pelo outro "post" que mandei,estava com muita pressa, mas queria expor minha opinião.

Frisei a questão do dízimo, mas na verdade gostaria de escrever também sobre alguns tópicos que são pregados hoje em dia, com o aval da lei.

Não quero me tornar um liberalista, anulando o poder da lei, mas quero lhe fazer uma pergunta; "Não é em JESUS CRISTO que nós, os remidos, cumprimos a LEI?!?"

Concordo com as contribuições, ofertas, mas nada de uma forma OBRIGATÓRIA, mas como gratidão e por amor.

JESUS não morreu por nós OBRIGADO, mas porque MUITO NOS AMOU!!!
DEUS nos amou de tal maneira que nos DEU o que de mais Precioso ELE tinha, JESUS CRISTO.

Quero viver assim, sendo conduzido pelo ESPÍRITO SANTO à amar DEUS de tal forma, que em TUDO eu seja devoto. Principalmente em minhas finanças, pois DELE e para ELE são todas as coisas.

Não apenas 10%, do meu dinheiro, do meu tempo, da minha atenção... Mas o quanto meu entendimento alcançar, minha intimidade com ELE proporcionar...

Tudo por AMOR E FÉ,não por obrigação ou sacrifício.
Amando a DEUS sobre todas as coisas, e o próximo da mesma forma que me amo.

Paz

Luis Carlos Mathias
Joinville/SC

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Luís Carlos,

Desde os tempos da lei, as ofertas e os dízimos são voluntários. Ninguém era obrigado a contribuir. Observe que, por ocasião da construção do Tabernáculo, tudo o que se coletou foi VOLUNTARIAMENTE. Isso está claro em Êxodo 25.2; 35.5,21,29, etc.

Por outro lado, não há dúvidas de que o dízimo e as ofertas são também um mandamento com promessa para o crente fiel (Ml 3.8-10; Mt 23.23).

Uma aspecto não invalida o outro. Ler a Bíblia é um dever, um mandamento, mas também uma bem-aventurança (Sl 1; 119), por exemplo. Orar é mandamento (1 Ts 5.17), mas ninguém é obrigado a orar! Oramos voluntariamente, pois cremos nas promessas de Deus (Mt 7.7,8; Jr 29.13; 33.3).

Quanto ao dízimo e as ofertas, sabemos que 100% de nossa renda pertence ao Senhor. Tudo é dEle! Voluntariamente, no entanto, podemos entregar para a sua obra quanto quisermos, de 1% a 100% de nossa renda... Contudo, existe, sim, o mandamento relacionado com o dízimo e as ofertas, pois a igreja local precisa de manutenção. E, quando ofertamos com voluntariedade, Deus nos abençoa (2 Co 9).

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

GRAÇA E PAZ CIRO

Realmente, as contrbuições devem ser VOLUNTÁRIAS. Talvez me fiz entender errôneamente, mas o quis e quero afirmar é que, principalmente nossas ofertas devem ser um ATO DE AMOR E LOUVOR ao SENHOR.

Por muito tempo ouvi falar e fui cobrado de quem não dá o dízimo não vai para o céu, pelo que escritos está em Malaquias, mas os mesmo pastores que falavam isso nunca pregaram com a mesma veemência o capítulo anterior onde diz; DEUS ODEIA O DIVÓRCIO!

Hoje faço tudo por AMOR, gratidão. Não que eu vá conseguir retribuir, pois DEUS não espera nada de mim a não ser minha FÉ, meu ato de entregar tudo em suas mãos.

Com temor

Luis Carlos Mathias
Joinville/SC

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Luís Carlos,

O verdadeiro servo nada faz por imposição. Embora recebamos do Senhor mandamentos, é o amor de Cristo que nos constrange.

Deus o abençoe!

CSZ

Anônimo disse...

Olá a paz do Senhor

Olha Pr. Ciro , gosto de uns estudos seus, não gosto de estar comentando sobre as "manifestações" do ES pq sei que Deus tem maneiras de trabalhar que nós desconhecemos, por isso me sentiria mal se ficasse comentando e até msm julgando, tenho apenas 15 anos mas tenho medo de pecar contra o ES, ou até nem seje medo e sim respeito. As igrejas tradicionais nos(cujo meu irmão e minha mãe são membros) criticam sobre os dons espirituais, falam que o dom do amor é maior, e tem a razão pois é verdade. Se penso errado que eu seja corrigido, a unção de linguas estranhas é para edificação pessoal e a unção do amor é para edificação de toda casa do Senhor, pois se derramada transborda.
Um culto tem que ser agradável,edificante e cm muita adoração. Sobre adoração extravagante, ainda não tinha visto o significado da palavra mas analiso de uma forma diferente. Hoje tudo tem sido muito difcil, muita violência e tantas outras coisas que afastam tantas pessoas do Senhor, trazendo um pensamento que se Deus existisse não deixaria tal coisa acontecer....
Adoração Extravagante para mim não é adoração esquisita, é um tipo de adoração que tenta ao maximo se aproximar do Senhor pois hoje em dia as coisas estão muito dificil, ja penso como estaria se não buscassemos? O que seria de nós se não fosse a misericórdia do Senhor. Acho bom de mais uma vida com Cristo pois mesmo caindo o amor dEle por nós não acaba e por isso andamos com Ele sempre aprendendo.
Amém!!
Depois lhe mando outra mensagem, prometo que vou tentar resumir ao maximo.
Ah, e me desculpe se escrevi errado, saindo das regras da lingua portuguesa, como eu disse....sempre aprendendo.

Um abraço e ore por mim.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Rafael,

A paz do Senhor!

O pecado contra o Espírito Santo não provar se os espíritos são de Deus (1 Jo 4.1). Isso é correto. Vejo que o irmão está um tanto confuso, ou alguém lhe ensinou de forma errada. O pecado de blasfêmia contra o Espírito é outro assunto muito distinto de analisar, provar, julgar. É uma pena que muitos crentes estejam enganados quanto a isso, pois, assim, tornam-se alvo fácil das heresias e modismos que existem em nosso meio (2 Pe 2.1,2; At 20.28-30).

Não confunda uma crítica de acordo com a Palavra com as críticas de movimentos cessacionistas, isto é, que rejeitam toda e qualquer manifestação espiritual. O que eu condeno são as manifestações estranhas, para promoção humana, pois os genuínos dons espirituais são uma necessidade em nossos dias.

O amor é uma grande virtude, mas não anula a necessidade dos dons espiritais. Estude com muito cuidado 1 Coríntios 12, 13 e 14. Veja que um não subsiste sem o outro. Ademais, Paulo não quis dizer em 1 Coríntios 13 que os dons cessaram. Ele disse que, se não houver amor TUDO cessa, inclusive a ciência. Mas nenhum cessacionista afirma que a ciência cessou...

Deus não está a procura, primeiramente, de adoração, e si de ADORADOR (Jo 4,23,24). Este é o problema. O pessoal quer adorar, adorar, adorar, mas adorar a seu modo, desrespeitando a Palavra de Deus. Dançam, pulam, etc. Balançam o corpo, mas não balançam o coração.

Adoração extravagante hoje é só uma expressão pela qual muitos querem justificar as suas invencionices, ainda que tudo seja feito com sinceridade. Só sinceridade não basta. É preciso se submeter à Palavra de Deus como ela é. E isso poucos querem. Preferem seguir às suas preferências pessoais.

Em Cristo,

CSZ

Carla Adriana disse...

Olá, a paz do Senhor,
Gostei do seu blog.
Que continue abençoando sua vida!
Grande abraço,

Carla Adriana

Ciro Sanches Zibordi disse...

Carla Adriana,

Agradeço-lhe pela visita! Que Deus abençoe grandemente a sua vida também!

Em Cristo,

CSZ

Paulinho disse...

Ao longo de minha vida religiosa (criado nos moldes da AD, depois Luterano, Batista e Metodista, hoje, apesar de estar congregando na AD, prefiro dizer que sou cristão, ao invés de estar usando esses rótulos denominacionais) tenho visto um sem número de criancices e outras coisas que chegam as raias do cômico. Algo que sempre me chamou atenção é o fato de como os pentecostais modernos transmitem profecias nas igrejas. Vem cá, pastor, me explica uma coisa: É normal pessoas entregarem (este termo está correto?) profecias na primeira pessoa do singular? - Tipo: "Meu servo, eu sou seu Deus que falo contigo?" Isso não é anti-bíblico, já que nunca vemos essa maneira de profetizar na bíblia? Sempre que esse termo é usado na bíblia, não é o profeta falando, mas, Deus mesmo falando ao vivo e a cores. Ora, todos os profetas do AT testamento usam a mesma fórmula, ou seja, "e veio a mim a palavra do Senhor dizendo" ou "assim diz o Senhor..." - Hoje, toda vez que um "profeta" vai profetizar (estranho, pois os ministério profético como era visto no AT terminou e no período da igreja, esse que vivemos, todos são profetas de Deus, e mesmo assim a maiorias esmagadora do pentecostalismo afirma que existem profetas na igreja, quando na verdade "todos" são profetas) ele usa os termos na primeira pessoa, como alguém que estivesse sendo possuído, (se me permite usar um termo até perigoso para o momento). Mas quero ser claro o bastante que nada tenho contra profecias nas igrejas, pois Deus continua falando, o grande problema são fórmulas anti-bíblicas que estão valendo em nossos dias. Profetizar na primeira pessoa não é uma maneira errada? Isso não seria um exagero da pessoa? Existe algum momento na bíblia onde um profeta entregou uma profecia como se fosse Deus mesmo falando, usando ele como quem usa um microfone? Pelo que eu sei o profeta sempre recebia a mensagem por inspiração divina, ou revelação e daí transmitia o recado de Deus. Olha lá, hein? Não sou contra profecias, dons, etc e tal, mas creio que tem gente demais exagerando na dose por aí. – No mais, foi um prazer enorme e gostei desse blog. – Tu és abençoado, hein, camarada?
Paulo Antonio

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Paulo Antonio,

Sua pergunta é boa e vou respondê-la com destaque, na página principal... Aguarde...

Em Cristo,

CSZ

CONFORME CRISTO disse...

Graça e Paz CIRO!

Primeiramente, obrigado por ter me adicionado em seu Orkut.

Li ontem o ocorrido com o pastor Ricardo Gondim e sua Igreja. Sempre visito o site do Pr.Gondim, leio seus escritos, que para o um neófito, às vezes, pode parecer pertubador e confuso.

O Gondim não é o único em menos de 1 mês que sofreu um golpe dessa natureza. Recentemente, a 1º AD de Joinville também foi protagonista de um racha que resultou na saída de uma boa parte dos seus membros. Esses irmãos que se desvincularam da AD fundaram a Igreja Resgatte.

Claro que são situações diferentes. Diferentes também são os motivos.

Mas será que esta é a vontade de DEUS? A divisão do seu CORPO?

Em meu bairro, há uma Igreja que também está dividida, seu pastor, inchado em arrogância e prepotência, tem criado um ambiente favorável a mais uma divisão.

O que fazer, sendo membro de uma igreja assim, onde o pastor; ou prega heresias, ou é rígido demais ao ponto de colocar doutrinas acima da PALAVRA, ou simplismente é um irreponsável e inconsequente em sua palavras?

Em tempo, parabéns pelos seus livros, que DEUS te ilumine ainda mais para que esse seu Ministério venha a abençoar muito mais vidas do que já abençoa hoje.

Com temor

Luis Carlos
http://conformecristo.blogspot.com/

Agnelo disse...

Paz do Senhor, Pastor Ciro. Gostaria de acrescentar algo ao que foi postado pelo Sr. ao Rafael: O amor é uma grande virtude, mas não anula a necessidade dos dons espiritais.
Porém, os dons espirituais sem amor são nulos, não é verdade?

Agnelo - Natal/RN

Blog do Jordanny Silva disse...

Pastor Ciro,

O Senhor Jesus, por meio dessa esclarecedora postagem, dispertou-me para diversos pontos. Tenho tido cuidado enquanto escrevo e prego, entretanto, já teve vezes de "escorregar". Graças a Deus, tenho mudado em tempo.

Contudo, o Sr. falou da clara passagem de II Co 4:4, da qual preciso de um esclarecimento de tua parte quanto a algo que escrevi, que acredito ter conexão, e que receio estar errado.

Enquanto redigia um texto, inseri a seguinte frase: "Deus entregou o mundo ao poder do engano; Deus o entregou às trevas." Como base dessa passagem utilizei o texto de Rm. 1: 18-32. Percebo que esse verbo "entregar", tem o sentido de permissão. E, pelo que percebi ali, Deus, nesse sentido, permitiu que aqueles homens se afundassem em seus pseudo-prazeres, por conta da conversão da verdade de Deus em mentira.

Informo, outrossim, que não utilizei a frase como uma passagem bíblica. Tão somente, enfatizei como uma interpretação que se extrai do contexto. Entretanto, depois de ler a postagem aqui disponibilizada, senti-me motivado a perdir uma orientação.

A paz do Senhor pastor Ciro e, se tiver um tempinho... eu aguardo uma resposta.

Em tempo!!!! Gostaria de saber como eu faço para adquirir seus livros de uma forma mais barata. Aqui perto de casa tem uma livraria evangélica bem estruturada, mas os preços, normalmente, são significantemente expressivos.

Jordanny Silva
Brasília, DF

Blog do Jordanny Silva disse...

"despertou-me"

Erro pela correria na digitação...

kleber de sa disse...

Graça e Paz Pastor Ciro!

Eu ainda não tive oportunidade de ler,nenhum de seus livros,mas quero tirar uma duvida,sobre uma frase que muitas pessoas costumam dizer,("estou agradecido mais nunca ou não satisfeito"), estar correta?.

Eu já ouvi pastores dizer na igreja ,que o crente não pode se comformar com as bênçãos que Deus tem lhe abênçoado.Eu sei que Deus quer nos abênçõa, mais com essa frase pastor Ciro, eu fico pensando que dessa forma parece que Deus é o nosso empresario,já recebemos Perdão sem merecer,e ainda dizer que eu não tenho que me comformar com o que Deus tem liberado pra mim é um pouco conplexo de entender isso.

fico no aguardo de sua resposta;
um abraço !