terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

#ProntoFalei — quer gostem, quer não (5)

Não confunda pregador bem-humorado com pregador humorista. O primeiro vale-se eventualmente de fatos anedóticos, mas usa esse recurso com equilíbrio e moderação, com o objetivo de fazer as pessoas pensarem. Ele não torce textos sagrados nem faz aplicações esdrúxulas e profanas. Já o segundo, muito diferente do primeiro, emprega o estilo stand up e liga uma piada a outra, numa sequência que mantém as pessoas constantemente animadas e esperando a próxima piada.

Certa irmã, alhures, não gostou das minhas críticas à pregação (pregação) zombeteira e profanadora estilo stand up e sugeriu que eu deveria procurar um famoso pregador e falar com ele pessoalmente. Ela não foi a primeira a me dar essa sugestão. Várias pessoas já me disseram que eu deveria dizer o que penso diretamente aos astros gospel e aos animadores de auditório. Bem, por que, então, Jesus não procurou cada fariseu ou falso profeta pessoalmente? Por que o apóstolo Paulo não procurou cada falso apóstolo pessoalmente? Estou imitando Paulo, imitador de Jesus Cristo, os quais atacaram o erro de maneira contundente, sem a necessidade, em regra geral, de falar com cada um que torce as Sagradas Escrituras (Mt 23; 7.15-23; 2 Co 11).

Há pregadores eloquentes, engraçadíssimos, aparentemente sábios, com presença de palco e tidos como santos. E que, por causa disso, têm muitos seguidores. Contudo, assim como o Diabo — que foi o primeiro a arrastar multidão (a terça parte dos anjos) —, são soberbos, rebelam-se contra Deus, citam textos bíblicos fora de contexto, torcendo as Escrituras, etc. Ah, e quando alguém verbera contra seus erros, eles e seus agentes ficam furiosos! Bem-aventurados são os pregadores que imitam a Jesus Cristo (1 Co 11.1) e andam como Ele andou (At 10.38; 1 Jo 2.6).

Portanto, não confunda contador de piadas para casais com palestrante usado por Deus, de fato, para instruir casais. O primeiro — simpatizante de humoristas que zombam da fé cristã, como certo integrante do Porta dos Fundos —, diverte multidões fazendo aplicações esdrúxulas de passagens sagradas. O segundo — imitador de Jesus Cristo —, embora fale para grupos menores, ensina com seriedade e temor de Deus o que está escrito nas Escrituras.

Tenho feito críticas relativas à política e principalmente verberado contra as heresias prevalecentes no meio evangélico. Mas, por favor, não me convidem para participar de weblinchamentos e "assassinar" reputações. O leitor viu o que alguns cristãos (cristãos?) estão fazendo com uma professora que zombou de um advogado num aeroporto? Ela errou, sim, mas por que cometeríamos um erro maior do que o dela, ao fazer como muitos, que não satisfeitos em criticar a conduta da professora, zombam dela de modo desproporcional e a ridicularizam, mesmo depois de ela ter pedido desculpas? Cristão que se preza é misericordioso e não participa de weblinchamentos. Os webintolerantes de plantão deveriam meditar sobre a conduta de Jesus em João 4 e 8.

Ciro Sanches Zibordi

6 comentários:

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Paz do Senhor pastor Ciro. Eu particularmente já sai de um culto onde um pregador (pregador?) parecia mais um dos trapalhões. Eu creio que a Palavra é suficientemente poderosa e não é necessário fazer um circo para que as almas sejam impactadas por Ela. Basta o pregador ser humilde o suficiente para orar, consagrar e se por debaixo das mãos de Deus, pedindo que por misericórdia, ELE o use como um canal para transmiti-la para o povo. Deus o abençoe.

Jonnys Sales disse...

Pastor Ciro,

Há algum tempo venho notando que as piadas acabam sendo o foco principal nesse tipo de pregação e não a Palavra. Mas, foi só eu me manifestar e fui rápidamente confrontado. Não creio que seja pecado o pregador usar do humor uma vez ou outra, mas eu não gostaria que fossem ouvir minha pregação só porque estão esperando uma piada e é isso que acaba acontecendo com quem foca muito no "stand up preaching".

Misael Martins disse...

Parabéns amado irmão em Cristo. Gosto do seu posicionamento. Também acho que não deves procurar ninguém, nosso dever é ensinar o povo. Sabe, aqui no sul temos sofrido bastante com cada modismo que aparece. Tuas publicações tem me ajudado muito, sempre confirmando aquilo que o Espirito Santo já testificou em meu coração. Que o Senhor lhe de forças pra continuar este trabalho. um abraço do seu irmão menor. Misael M.

Misael Martins disse...

Querido irmão em Cristo.

Agradecemos pelo bem que vens fazendo ao povo cristão, aqueles mais simples e humildes, porque tens aberto os olhos de muitas pessoas, pessoas que querem viver uma vida em retidão com Deus. Aqui no RS temos sofrido com tantas heresias, falsos profetas, curandeiros, esses pregadores "modernos" cheio de piadinhas, é tanta "unção" estranha que da dó. Nasci num lar Cristão, e confesso que está difícil. Temos que combater sim. Parabéns continue nesta peleia Deus é contigo. Um abraço do seu irmão o menor. Misael M.

Misael Martins disse...

Querido irmão em Cristo.

Agradecemos pelo bem que vens fazendo ao povo cristão, aqueles mais simples e humildes, porque tens aberto os olhos de muitas pessoas, pessoas que querem viver uma vida em retidão com Deus. Aqui no RS temos sofrido com tantas heresias, falsos profetas, curandeiros, esses pregadores "modernos" cheio de piadinhas, é tanta "unção" estranha que da dó. Nasci num lar Cristão, e confesso que está difícil. Temos que combater sim. Parabéns continue nesta peleia Deus é contigo. Um abraço do seu irmão o menor. Misael M.

RENATO B disse...

Como li num artigo do Pr Renato Vargens, se o Silvio Santos não tomar cuidado vai acabar perdendo o emprego para certos "pregadores" que hoje existem no nosso meio, pois todo pregador, ou grande parte deles, querem ser os queridinhos da platéia, animar o auditório, e como bem escreveu o irmão Mateus, querem fazer da casa de Deus verdadeiro circo. Não estou dizendo que os pregadores tem que ter um estilo "suco de jiló com jurubeba sem açucar" mas por favor pregadores, parem com esse "Roi Roi" evangélico e preguem a verdadeira palavra de Deus em nome de Jesus. Amém.