quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

O MDA e a falaciosa salvação por “decreto”

Em 3 de março de 2011, o pastor — alguns o chamam de apóstolo — Abe Huber, líder do MDA (Modelo de Discipulado Apostólico), declarou, no Congresso de Células da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte-MG: “Aponta suas mãos em direção à sua casa, ao seu bairro, à sua rua. E fala: ‘Eu decreto salvação, perdão de pecados aos meus vizinhos’. Diga assim: ‘Belo Horizonte já é do Senhor Jesus’. [...] Vai decretando perdão de pecados sobre seus vizinhos, sobre seus parentes. [...] Eles já estão salvos. Eu vejo a maioria de Belo Horizonte, mais de 50% salva”.

À luz do Novo Testamento, o dom de profecia é dado pelo Espírito Santo à Igreja para edificação, exortação e consolação (1 Co 14.3); e para o que for útil (12.7). Por meio desse dom, o Senhor fala conosco como e quando quer (12.11; At 13.1-4), e não quando uma pessoa resolve, por conta própria, “decretar”, “determinar”, “declarar” ou mandar alguém fazer isso. Há alguns anos, inclusive, uma famosa profetisa “decretou”, em um megaevento, o fechamento de todos os bares e casas de shows do Rio de Janeiro! Ela disse que todos eles seriam transformados em igrejas em pouco tempo... Isso aconteceu?

Penso que todos os cristãos que se prezam deveriam rejeitar essa prática descabida e herética de “decretar” salvação, visto que à Igreja do Senhor cabe apenas a pregação do Evangelho. Ele é quem salva, segundo a sua graça. E sabemos que a prática de “decretar” salvação, além de não ter o abono da Palavra do Senhor, não muda em nada as circunstâncias. Deus pode mudar a situação de um país ou de um governo por meio de intercessão e influência do seu povo, e não mediante palavras de ordem (1 Tm 2.1-3; 2 Cr 7.14,15).

Muitos evangélicos, enganados, pensam que é assim que o Brasil vai mudar: mediante “decreto”. Mas, hoje, os crentes não incomodam nem influenciam ninguém! Boa parte da igreja evangélica brasileira está misturada com o mundo, envolvida em assuntos que não são de sua competência, e ainda prega um falso evangelho, “contextualizado”, que agrada as pessoas do mundo, atraindo-as para dentro dos templos, mas afastando-as da verdade.

É comum, em grandes eventos, ouvirmos crentes dizendo: “Eu estou aqui para decretar que esta cidade é do Senhor Jesus”. Como os pregadores do evangelho antropocêntrico — boa parte deles faz parte dos movimentos G12, M12 e MDA — acreditam que são “a boca de Deus” na terra e que as suas palavras abrem e fecham portas, “decretar” que uma cidade é do Senhor Jesus determinará que, de fato, ela será dEle. Mas, se não houver compromisso com o Evangelho, as coisas continuarão exatamente como estão! Não seria mais eficaz pregar o Evangelho com verdade?

Não só Belo Horizonte e o Brasil, e sim o planeta Terra e todo o Universo pertencem àquEle que criou todas as coisas (Sl 24.1; Hb 11.3). Entretanto, o mundo precisa ouvir as boas novas de salvação (Mc 16.15; Mt 28.19). Quantos pregadores e líderes já não “decretaram” que nosso país é do Senhor Jesus?! A despeito disso, a nossa nação continua cheia de violência, imoralidade, corrupção, injustiça...

Quantos já não “decretaram” que as cidades do Rio de Janeiro, de São Paulo, de Belo Horizonte, de Vitória, de Curitiba, de Fortaleza, de Brasília, de Manaus, etc. pertencem a Cristo?! Mas elas continuam indo de mal a pior em matéria de segurança pública, educação, moralidade, civilidade... O Brasil precisa ser conquistado pelo Evangelho, e não politicamente. O Reino de Cristo é espiritual (Jo 18.36; Rm 14.17).

Precisamos abandonar essa ambição de “conquistar o Brasil na marra”, por meio de “decreto”, na base do grito! Devemos orar pela nossa nação e pregar a verdadeira mensagem do Evangelho! Mas, quando fizermos isso, de fato, estejamos preparados para as perseguições (1 Co 16.9). Se o mundo nos trata bem e nos vê com bons olhos, devemos ficar preocupados (Jo 15.18,19). Lembremo-nos das palavras do Senhor Jesus: “bem-aventurados sois vós quando vos injuriarem, e perseguirem, e, mentindo, disserem todo o mal contra vós, por minha causa” (Mt 5.11).

Ciro Sanches Zibordi

13 comentários:

almeida.feliz disse...

"Lamentavelmente muitas e talvez TODAS essas instituições que tem placa como 'igreja' (pra mim IGREJA são pessoas salvas) estão preparando o povo pra receberem o anti-cristo,
Mas a IGREJA não esta/é cega
ela é o corpo de CRISTO,
ela é a noiva de CRISTO."
ir. Benedito

almeida.feliz disse...

"Lamentavelmente muitas e talvez TODAS essas instituições que tem placa como 'igreja' (pra mim IGREJA são pessoas salvas) estão preparando o povo pra receberem o anti-cristo,
Mas a IGREJA não esta/é cega
ela é o corpo de CRISTO,
ela é a noiva de CRISTO."
ir. Benedito

almeida.feliz disse...

"Lamentavelmente muitas e talvez TODAS essas instituições que tem placa como 'igreja' (pra mim IGREJA são pessoas salvas) estão preparando o povo pra receberem o anti-cristo,
Mas a IGREJA não esta/é cega
ela é o corpo de CRISTO,
ela é a noiva de CRISTO."
ir. Benedito

almeida.feliz disse...

"Lamentavelmente muitas e talvez TODAS essas instituições que tem placa como 'igreja' (pra mim IGREJA são pessoas salvas) estão preparando o povo pra receberem o anti-cristo,
Mas a IGREJA não esta/é cega
ela é o corpo de CRISTO,
ela é a noiva de CRISTO."
ir. Benedito

almeida.feliz disse...

"Lamentavelmente muitas e talvez TODAS essas instituições que tem placa como 'igreja' (pra mim IGREJA são pessoas salvas) estão preparando o povo pra receberem o anti-cristo,
Mas a IGREJA não esta/é cega
ela é o corpo de CRISTO,
ela é a noiva de CRISTO."
ir. Benedito

Anônimo disse...

Que coisa horrenda anda acontecendo na Terra! Estas pessoas estão "recebendo" perdão sem se arrependerem, não estão nem sabendo que estão sendo perdoadas e salvas. Este evangelho de facilidades, não é o do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Abraços!

Pb. Gilmar Batista - Camboriú, SC

T.Mendes disse...

O oposto também chama atenção. Em muitos municípios importantes do país estão sendo ministrados dentro dos espaços físicos das igrejas cursos que curiosamente tentenciam a uma situação. Biblistas, arqueologia bíblica em Israel, história de Israel, grego, hebraico, cultura e sociedade nos tempos bíblicos, etc. embora a mensalidade seja barata, professores derramam conhecimento que inicialmente dizem interdenominacionais mas nota-se uma tendência de pensamentos sotereológicos pré destinados e linha calvinista. o que chama atenção é o fato de não formarem aqueles corajosos homens de 3º série de 1ºgrau pregando dia após dia em praças públicas, hospitais e não se vê um formado destes que estão nas ruas.
intelectuais agora virou bom negócio e nessas faculdades teológicas parecem que só formam profissionais para darem alimentos sólidos para cristãos mas não os preparam para as ruas. estranho mas é um fato.

DANNILO STELIO disse...

Ao contrário do que alguns dizem, as as igrejas não estão, em sua totalidade, preparando o povo para receber o Anticristo.

Por outro lado, os desigrejados podem muito bem estar servindo a esse propósito tenebroso.

Senão, vejamos: Eles são contrários a templos (componente geográfico), a pastores (componente legislativo/autoridade), a dízimos (componente financeiro), e a vários outros pontos da ortodoxia cristã (componente doutrinário).

O que sobra da Igreja então, sem esses componentes ? Algo que, com certeza, será presa fácil do Anticristo.

RENATO B disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RENATO B disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RENATO B disse...

MILHÕES E MILHÕES DE DECRETOS, EXIGÊNCIAS, DECLARAÇÕES E DETERMINAÇÕES, MAS NADA DE ORAÇÃO, SEPARAÇÃO DO MUNDO E PALAVRA, E QUANDO "HÁ" PALAVRA ELA VEM ADULTERADA, COMO AQUELA QUE A SERPENTE OFERECEU A ADÃO E EVA LÁ NO INÍCIO NO JARDIM, A MESMA QUE PAULO FALA EM 2 CO 4.2 EM QUE ELE NOS AVISA: "pelo contrário, rejeitamos as coisas que, por vergonhosas, se ocultam, não andando com astúcia, nem adulterando a palavra de Deus; antes, nos recomendamos à consciência de todo homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade". Torceram o evangelho e hoje muitos tem o evangelho que querem, como Paulo bem nos avisou em 2 tm 4.3 quando nos diz: "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos,". Irmãos, que o Senhor nos guarde desses engodos, amém.

Wesley Hayashi disse...

Mas o que dizer então da Assembléia de Deus em Belém-PA que está realizando a 3ª.Conferência Norte do MDA no seu Centro de Convenções, o Centenário, agora no final deste mês de fevereiro? Você não é Pastor da Assembléia de Deus?

Ciro Sanches Zibordi disse...

Wesley Hayashi,

Sua pergunta demonstra desconhecimento da história da Assembleia de Deus. Esta, assim como muitas outras igrejas tradicionais, históricas, se dividiu e se subdividiu, ao longo dos anos. A Igreja Batista da Lagoinha, por exemplo, é uma igreja ligada ao modelo celular. Isso significa que todas as Igrejas Batistas são iguais à Igreja Batista da Lagoinha? Não! Isso responde à sua pergunta?

CSZ