sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

O MDA e a “cobertura espiritual”

Há muita gente irritada comigo, dizendo que o G12 e o M12 são muito diferentes do MDA (Modelo de Discipulado Apostólico). A despeito de eu admitir que existem diferenças entre esses modelos, valho-me do essencialismo — uma escola filosófica que defende a ideia da prevalência da essência de algo mesmo em contextos diferentes — para afirmar que o MDA foi adaptado ao Brasil, tem a “cara do Brasil”, mas mantém a essência do G12, um modelo que, como todos sabem, tem propagado muitas heresias. Neste artigo apresentarei mais uma doutrina prevalecente nos três modelos: a “cobertura espiritual”.

Como já afirmei, em outro texto, cada adepto do MDA precisa de um “discipulador”, a quem deve prestar contas. E entre ambos deve haver uma relação próxima, em que o “discipulador” tem autoridade sobre seu discípulo, podendo se intrometer em sua vida pessoal, em seus negócios, em sua vida financeira. Em troca de quê? No MDA — e também no G12 e no M12 — prevalece a ideia de que uma pessoa que está em uma determinada escala hierárquica “protege” quem está abaixo dela.

Nos aludidos modelos tidos como apostólicos — que priorizam, ainda que não se admita, o crescimento numérico —, o “discipulador” é uma espécie de “anjo da guarda”. E muito mais que isso: trata-se de alguém que, de certa forma, faz o papel do Espírito Santo! Através da “cobertura” em apreço, ele oferece ao seu discípulo até “proteção espiritual”, que é comparada a um guarda-chuva. Ou seja, assim como este protege alguém de se molhar, a “cobertura espiritual” impede que o discípulo seja contaminado pelo mundo.

Recentemente, o líder maior do M12 escreveu o seguinte (no Instagram) a uma famosa discípula: “Cubro sua vida com autoridade e cuido do seu nome no mundo espiritual para que o adversário não ganhe vantagem na sua jornada”. Poderíamos chamar isso de endeusamento tácito do ser humano, pois o “patriarca” do MIR fala como se fosse Deus! Mas as pessoas que estão presas à “visão” não percebem esse tipo de heresia, haja vista terem sido convencidas de que estão fazendo uma “grande obra”, similar ou superior à da igreja de Atos dos Apóstolos. É por isso que o mal misturado com o bem é muito pior que o mal declarado!

Há pouco tempo, um adepto do MDA inseriu o seguinte comentário em meu blog: “Graças a Deus, eu participo do MDA [...], pois a Bíblia diz em Eclesiastes que é melhor serem dois, pois, se um cair, o outro levanta o seu companheiro. É muito bom estar debaixo da proteção espiritual de uma outra pessoa através de orações e intercessões”. Eu disse a ele que é preferível ficar com a cobertura do Espírito Santo, o qual “testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus” (Rm 8.16).

Diante do exposto, existem diferenças significativas entre MDA, G12 e M12? Veja o que disse (no YouTube) um renomado conferencista oriundo da Assembleia de Deus a respeito da “cobertura espiritual”, após ter abraçado o MDA: “A quem você presta contas semanalmente? Quem o confronta? Quem pergunta a você: ‘Como vai a sua vida conjugal? Como vai a sua vida financeira?’ Quem é que lhe pergunta isso? Quem é que lhe confronta? Quem é o seu discipulador?”

A quem devemos prestar contas? A um “discipulador”? Não. A um “mentor”? Não. Prestamos contas a Deus! Inclusive, quando obedecemos aos nossos pastores, como ordenam as Escrituras (Hb 13.17), fazemos isso para agradar ao Senhor, pois é Ele quem nos dá pastores (Ef 4.11; Jr 3.15). Da mesma forma, em nosso trabalho material, fazemos tudo como se fosse para Deus (Ef 6.5-7). Por quê? Porque sabemos que a nossa cobertura espiritual — a autêntica — vem de Deus, e não dos homens. É a Ele que devemos prestar contas (Rm 14.12; Hb 4.13; 1 Pe 4.1-5).

Ciro Sanches Zibordi

15 comentários:

Anderson Mendes disse...

Concordo com o cuidado que devemos ter com essas novas "visões", mas também nossos pastores não exercem essa cobertura ou autoridade espiritual sobre nós? Se não fazem fazem deveriam faze-lo. Deus o abençoe Pr. Ciro.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Anderson Mendes,

O irmão não entendeu que "cobertura espiritual" é uma HERESIA! Nenhum homem exerce cobertura espiritual sobre outro homem. O máximo que ele pode fazer é orar, aconselhar... Leia de novo o artigo, por gentileza.

CSZ

Anônimo disse...

Enquanto Josué com parte do povo desceu para enfrentar os amalequitas, Moises subia a colina para dar cobertura. No momento que Moisés ficava com as mãos erguidas a situação prevalecia, mas quando Moíses baixava as mãos a situação era de desvantagens para os israelitas. Essa batalha mostra a cobertura espiritual na vida de uma pessoa para outras.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Anônimo,

Quer dizer, então, que esse episódio é a base para a "cobertura espiritual" do MDA, do M12 e do G12? Por favor, procure uma base melhor... Vou esperar, para depois de lhe dar uma resposta.

CSZ

Anônimo disse...

Pastor Ciro, eu era membro e diacóno de uma assembléia de deus, igreja muito abençoada e que estava em crescimento. Mas, um dia apareceu essa praga do MDA e o pastor nos convenceu que era muito diferente de g12/m12 e começamos a implantar na igreja. A primeira coisa que fizemos foi acabar com a escola dominical porque os estudos ia ficar nas células. O louvor da igreja virou show, tiramos os hinos da harpa e colocamos luzes no altar. Cheguei a lider de várias células e cada vez mais, me impressionava como a mensagem bíblica que tinha antes desapareceu. Os estudos das células eram fraquíssimos só falava em multiplicação e obediência cega aos lideres e importância de participar dos encontros tremendos. As reuniões com o Pastor então eram só cobranças de crescimento. Cansei e pedi para sai e foi um alívio tão grande em voltar a servi a Deus sem essas cargas que foi renovado espiritualmente só em deixar aquela loucura.

Anônimo disse...

Ciro Sanches e isso o que Moisés fez é o que então ? Engraçado que você usa os textos que lhe favorecem e ignora o que eu postei.
Eu tenho uma mulher e dois 2 filhos pequenos que eu cubro eles com minhas orações. Assim como o meu pastor cobre toda a Igreja com suas orações. O pastor e eu não temos poder para nada. Mas nossa oração sim.Isso é cobertura espiritual. Nós oramos e uma cobertura é criada sobre a pessoa. Assim como você cobre toda a sua Igreja com suas orações.Igualzinho Moisés fez... mas claro que isso impossível

Matheus

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão "Matheus",

Não tenho tempo a perder. Orar uns pelos outros não equivale à herética "cobertura espiritual", que é muito mais que orar. Quem está debaixo dessa "cobertura" é manipulado por quem o "cobre". O que está em escala hierárquica superior pode mandar no seu discípulo e dizer a ele tudo o que ele deve fazer, podendo inclusive interferir em sua vida privada. Seja sério, coerente, amado irmão, se de fato quiser dialogar comigo sobre o assunto. E mais: se o irmão estiver mentindo quanto a seu nome, saiba que não está escrevendo apenas aqui, e sim no Mural de Deus.

CSZ

Gilvan P.Guimarães disse...

http://gilvanguimaraesvozdoqueclama.blogspot.com.br/2011/05/guarda-chuva-furado.html

Gutemberg Pimentel Moriera disse...

Somos atualmente testemunhas oculares do evangelho da inovação e do evangelho da diversidade cultural.

Anônimo disse...

Um engano chamado M.D.A. (O que está por detrás deste método)
http://www.admidia.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Eu nao conheco essas outras visoes nem muito menos sei como fuciona, pois a igreja que congrego esta
baseada na visao do mda...muitos critcam a visao porque gosta de ficar sentados no banco ou se contenta com algun cargo na igreja recebendo a palavra em comunhao com os irmaos e pronto... agora duvido que se inportem com os que estao la. fora precisando se resgatado para os bracos de Deus. Duvido que queiram ter o trabalho de cuidar de vidas dando o apoio necessario e ovalor que cada uma merece... falar e creitar e bom. Mas se preeocupar e sonhar os sonhos de Deus que sao almas rendidas aos pes Dele e que e dificil... ame mais ao proximo de inporte mais

Autor disse...

Pastor Ciro, a paz de Jesus Cristo! Pastor eu tenho ouvido muito nesses últimos dias sobre esse tema em concreto e eu também acho que só Deus pode nos cobrir espiritualmente. Mas Pastor, muitos Pastores que têem uma boa formação teológica como alguns assembleianos, têem se aderido a essa doutrina. Eu sou assembleiano desde que me converti a 15 anos e nunca mudei de de denominação, mudei de ministério porque me mudei de País.(por isso que falo dos assembleianos) Eu congreguei com um Pastor que fez curso de teologia da EETAD e tem uma exelente formação teologica, mas ele começou a ensinar sobre cobertura espiritual de um homem para putro homem usando a passagem sobre as cidades de refúgio. O que o irmão pensa da passagem referente às cidades de refúgio? Porque esse pastor usa o curso que ele tem da EETAD para dar suporte às suas afirmações. Existe algum livro publicado pela CPAD que fale sobre o tema ou será que as Assembleias de Deus no brasil tem uma posição oficial sobre o tema? A paz se tiver tempo me ajude por favor!

Autor disse...

A paz do Senhor Pastor Ciro, eu conheço um Pastor que prega sobre cobertura espiritual e usa como Base As Cidades de Refúgio. Se o irmão tiver tempo por favor me esclareça o que as cidades de refúgio podem representar no contexto da Igreja.

Anônimo disse...

Amado Pr. Ciro, tenho lido teus comentários sobre o MDA. Minha igreja está começando nesta"visão", mas, confesso que tenho minhas dúvidas. Existe o fato de fazer dinâmicas e colocam uma cruz, que é símbolo de maldição, e lá devem colocar aquilo que afligi tua vida. Tudo na cruz. Mas, a Bíblia diz que Jesus levou, na cruz todas as maldiçoes. Minha futura esposa está como líder de "célula". O que fazer? Ela gosta e acha o pastor da igreja conhecedor e sabe o que faz. Fique na Paz de Cristo e obrigado pelos esclarecimentos.

Anônimo disse...

Amado Pr. Ciro, tenho lido teus comentários sobre o MDA. Minha igreja está começando nesta"visão", mas, confesso que tenho minhas dúvidas. Existe o fato de fazer dinâmicas e colocam uma cruz, que é símbolo de maldição, e lá devem colocar aquilo que afligi tua vida. Tudo na cruz. Mas, a Bíblia diz que Jesus levou, na cruz todas as maldiçoes. Minha futura esposa está como líder de "célula". O que fazer? Ela gosta e acha o pastor da igreja conhecedor e sabe o que faz. Fique na Paz de Cristo e obrigado pelos esclarecimentos.

Meu nome é Sidney