segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Direitos Humanos de quem, mesmo?

Milhares de cidadãos brasileiros são assassinados, a cada ano — mulheres, crianças, idosos, adolescentes, negros, brancos, etc. —, e suas famílias não recebem sequer "meus sentimentos" da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR). Mas bastou um homossexual morrer em São Paulo para a Exma. Sra. ministra Maria do Rosário bater na mesa, pular da cadeira e falar grosso!

Pelo amor de Deus! Todos nós respeitamos a dor da família do rapaz, mesmo sabendo que a investigação policial aponta para suicídio, e não para crime motivado por homofobia — como afirmou a Exma. Sra. ministra, de maneira apressada e irresponsável. O que se espera do Estado é que trate todos os cidadãos de modo igualitário, sem privilegiar qualquer segmento.

Aliás, Exma. Sra. ministra, a família da menina queimada viva no Maranhão está esperando até agora uma reação enérgica por parte do Governo Federal! Ah, me esqueci de que a mãe da menina, também incendiada, não é gay... Bem, do jeito que as coisas andam, é melhor a aludida secretaria mudar logo de nome. Que tal Secretaria de Direitos Humanos do Movimento LGBT? #ProntoFalei, de novo.

Ciro Sanches Zibordi

2 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom pastor Ciro. Que Deus continue te ajudando e te dando graça para continuar combatendo contra o pecado e as injustiças instituídas.

João Maria CRV/RN

adelino disse...

pr.adelino santos ...que o nosso deus continue te encorajando a defender a fe que uma vez foi dada aos santos