sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Fale o nome de Jesus sem medo

Em Atos 4.12 está escrito: "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos". Nessa passagem, o apóstolo Pedro referiu-se ao nome de Jesus Cristo, que é o Salvador do mundo (Jo 4.42; 1 Tm 4.10), visto que Ele se fez Homem para salvar o seu povo dos seus pecados (Mt 1.20).

Mas estou preocupado. Há cristãos sendo bombardeados na Internet por ensinamentos falsos, pelos quais pretensos eruditos e filólogos afirmam que não se pode usar o nome de Jesus. Por quê? Porque, segundo os tais webenganadores, Jesus não é o nome original do Salvador, que teria sido corrompido pelo paganismo. Deveríamos, segundo eles, empregar Yehoshua ou Yaohushua.

Haja paciência! E o pior é que pessoas que frequentam Escola Dominical e cultos de ensino estão acreditando nas invencionices dos aludidos falsos mestres, que pretendem pôr em descrédito ótimas traduções das Escrituras que temos em língua portuguesa, como as versões de João Ferreira de Almeida.

Ora, é evidente que o nome do nosso Senhor e Salvador — mencionado nas Bíblias usadas no Brasil — é Jesus Cristo. Se usássemos as Escrituras em espanhol, o nome dEle seria Jesucristo. Na Bíblia em inglês, seria Jesus Christ. E em francês, para resumir, Jésus-Christ, com acento e hífen.

Como os brasileiros chamam a cidade de New York? Chamam-na de Nova Iorque ou Nova York. Quem viaja a Genebra ou estuda a língua francesa descobre que o nome dessa cidade é Genève. Os norte-americanos chamam o Brasil de Brazil, e os franceses, de Brésil. O Brasil, por acaso, deixa de ser Brasil por causa disso? É claro que não!

Outrossim, quem lê o livro Heróis da Fé, de Orlando Boyer (CPAD), observa que quase todos os nomes dos heróis ali mencionados, a começar pelo próprio autor do livro, foram traduzidos para a língua portuguesa. Exemplos: Martinho Lutero, Jerônimo Savanarola, Guilherme Carey, etc.

Por que, então, deveríamos nos apegar a esse purismo línguístico exacerbado, pelo qual querem nos fazer crer que o nome de Jesus é falso ou impróprio? Se dermos ouvidos a esses "filólogos" e "eruditos" de plantão, daqui a pouco nenhuma versão da Bíblia poderá ser usada nas igrejas e seminários, etc. E todos os crentes terão de portar manuscritos nas línguas originais, além de serem versados em hebraico, aramaico e grego para poderem pregar e ensinar as Escrituras!


Diante do exposto, o que cabe a nós é ter o máximo cuidado e zelo com a literalidade do texto, a fim de preservarmos o sentido original. Afinal, a inspiração divina recai nas palavras, e não nas ideias. Traduzir um nome hebraico ou grego para a língua portuguesa não afeta em nada a mensagem original de Deus à humanidade, especialmente a de que Ele amou o mundo de tal maneira, a ponto de ter dado o seu unigênito Filho, para que todos os que nEle creem não pereçam, mas alcancem a vida eterna (Jo 3.16).

Amém?

Ciro Sanches Zibordi

8 comentários:

T.Mendes disse...

A Paz a todos,
Sabe quem utiliza esses termos e apaga Jesus Cristo sem que percebam sua imposição doutrinária é o JUDAISMO MESSIÂNICO, Incrível que é exatamente o texto apresentado Pastor Ciro. Lembrando que Neo petencostais também tem utilizado "Shalom" nos cumprimentos ao invés da Paz do Senhor. Quem ouve pensa quanta espiritualidade...
Orgulho de ser GENTIL MESSIÂNICO, que ponto chegou, esqueceram do mistério não revelado, judeu e gentio em um só corpo!
Shalom!

Derma Office disse...

A Paz do Senhor à todos,
O problema é que as pessoas se pegam mais na forma do que no conteúdo. Esquecem da essência dos ensinos de Jesus Cristo e querem inovar demais, chegando muitas vezes ao ponto de deturpar o teor original.
Estou de comum acordo com o texto anteriormente publicado.
Jezer Medeiros Belém/Pa

Ouça a Palavra do Senhor disse...

Paz pr. Ciro,
Fico muito triste ao ver pessoas querendo impor o invocar o nome do Senhor Jesus apenas em hebraico, por que acreditando nisso, outro dia, vi um adepto do nome "Yehoshua" amaldiçoando o nome de Jesus Cristo em um vídeo. Ele dizia que o nome de Jesus é maldito. Por causa disso muitas pessoas estão blasfemando o nome bendito de Jesus e muitos poderão errar o caminho acreditando nesse modismo. Que o Senhor abra os olhos desses homens e os conduza ao arrependimento. Porque dele e por ele (JESUS), e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém (Rom. 11:36)

eduardo disse...

pastor,dava pra dá um estudo,sobre as revistas de fim de ano,que diz,que os evangelhos,não foram inscritos,pelos,apostolos.jesus não nasceu em belem,judaas não foi o traidor.

Natailton Cruz disse...

Obrigado, Pastor Ciro, aprendo muito em seu blog, com seus ensinamentos.

Natailton Cruz disse...

Obrigado, pastor Ciro, pois aprendo muito em seu blog, aprndo como defender minha fé.

A paz!

Evaldo C. Santos disse...

A paz do Senhor Pastor CSZ, em primeiro lugar quero agradecer pelo post, em segundo para os que proclamam que o nome JESUS é pagão ou é um nome paganizado segue um link
http://www.youtube.com/watch?v=qZR2EXC8iz8

Fabricio Dias disse...

Pastor Ciro,

Bom dia, a paz do Senhor, como sempre sábias e edificantes palavras. O que acontece é que as pessoas não investem tempo lendo e meditando na palavra de Deus e aí acabam engolindo e aceitando tudo que lhe dão.

Louvo a Deus por existirem pastores como o senhor. Tenho o senhor como uma referência pra mim.

Fabrício Dias

Diácono - ADVEC Rio das OStras