quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Não faça “massagem”, entregue a mensagem

Autores do mercado editorial secular como Diogo Mainardi e Reinaldo Azevedo têm vendido uma boa quantidade de livros, a despeito de não escreverem para agradar leitores ou obter vendagem expressiva. Eles escrevem prioritariamente para fazer o leitor pensar. E, por isso, são amados por muitos e odiados por outros.

Penso que o evangelicalismo brasileiro precisa de escritores, articulistas, ensinadores e pregadores como Azevedo e Mainardi, que digam a verdade, ainda que muitos não gostem de sua mensagem. É claro que todo expoente das Escrituras gosta de falar a grandes e atentos auditórios. Entretanto, em muitos casos, nos sentimos como Ezequiel e Estêvão, diante de uma “casa rebelde” (Ez 2), formada por acusadores e zombeteiros que tapam os ouvidos para não nos escutar (At 7).

Em circunstâncias adversas, o expoente da Palavra deve se lembrar de que, antes de tudo, o compromisso do atalaia não é com os seus espectadores, e sim com aquEle que o chamou. Desde que comecei a pregar, a ensinar e a escrever, não abro mão do propósito de dizer a verdade das Escrituras, quer ouçam, quer deixem de ouvir. Aliás, em minha adolescência, conheci um fervoroso ensinador, que dizia: “Há muitos pregadores massageando o ego dos ouvintes. Eu não faço ‘massagem’. Eu entrego a mensagem”.

Diante do exposto, não escrevamos para agradar ou desagradar pessoas. Não ensinemos para atacá-las ou “massagear” seus egos. Não preguemos por causa das pessoas. Nem nos importemos se estamos falando a uma pessoa ou a uma grande multidão. Preguemos, ensinemos e escrevamos, sobretudo, porque temos compromisso com a Palavra de Deus e com o Deus da Palavra.

Amém?

Ciro Sanches Zibordi

29 comentários:

odairservoinutil disse...

Amem.
Infelizmente muitas casas de massagem, ops;de oracao nao tem mensagem e sim pregadores cotonetes, que cocam o ouvido da plateia

odairservoinutil disse...

Amem.
Infelizmente muitas casas de massagem, ops;de oracao nao tem mensagem e sim pregadores cotonetes, que cocam o ouvido da plateia

Anônimo disse...

Sim,é isso mesmo. Mas como ser humano, diversos pregadores são dominados pela vaidade e ela prevalece. E nada de mensagem! Acaba que a pregação foi para agradar a platéia( sic).

Milton

Matheus Carrel disse...

Concordo com vc pastor Ciro. De acordo com Tito 1:10-11 a verdade deve ser dita e o erro combatido, mesmo que muitos não gostem disso e até virem a cara para nós, como já aconteceu comigo.
.
Pastor Ciro, preciso daquele favor seu. Novamente te peço para responder as minhas perguntas de Jesus que não me deixam sossegado. Só confio em vc para essa resposta e em ninguém mais. Você pode me responder no meu email, por favor, se quiser que é : matheuscarrel@hotmail.com
.
As perguntas são:
.
1)Aquilo que ocorreu com Jesus Cristo no rio Jordão quando o Espirito Santo desceu sobre Ele pode ser chamado de batismo no Espirito santo como muitos estão fazendo ?Realmente Jesus Cristo foi batizado no Espirito santo ?
.
2) Jesus quando esteve aqui na terra usou seus atributos divinos de onisciência e onipotência em alguns momentos. Mas como eu entendo que Jesus aqui na terra era também onipresente, sendo que seu corpo físico só podia estar em um lugar ao mesmo tempo?
.
3)Você crê que Jesus Cristo fez os milagres porque é Deus e não depende do Esp santo para isso ( que também é Deus) ou você crê que Jesus só fez os milagres porque o Espirito Santo o capacitava para isso ?
.
4)Se Jesus Cristo é Deus e não dependeu do Espírito santo para fazer milagres, que é o que eu creio, como explicar as passagens de Atos 10:38 e Lucas 4:18-19 que diz que Jesus foi ´´ungido´´ pelo Espirito santo. Como pode alguém que é Deus ser ungido pelo Espirito santo? O que significa Jesus ser ungido pelo Espirito santo ?
.
5)Você crê que no arrebatamento o Espirito Santo será retirado da terra ?
.
Obrigado !!!
Ajude-me com essas respostas em Nome de Jesus. Você vai me ajudar muito.
Fique com Deus
T+++
(( caso vc queira me responder por email, meu email é: matheuscarrel@hotmail.com

Jorge Barbosa disse...

A paz de Deus pastor, te mandei um email, teria como me responder?

Graça e paz!

Anônimo disse...

Prezado Pastor Ciro!
Aprecio sua postura firme em defesa da pregação da verdadeira palavra de Deus. O Senhor abençoe sempre sua vida e o recompense pelas lutas enfrentadas, estando ao lado dos santos de hoje e de todos os tempos. Homens dos quais o mundo não é digno. Entretanto, estranheia a benevolência aos ímpios Azevedo e Mainardi. Leia com atenção os textos destes homens. Examine com isenção. Observe quem, ou o que,elogiam. Examine a amizade destes homens com os inimigos de Deus.Por exemplo, a amizade com os pregadores da prosperidade.

Anônimo disse...

Gostaria de solicitar ao senhor pastor ciro, um artigo sobre qual seria a postura bíblica de um obreiro que congrega em uma igreja, ou mesmo esteja em visita a uma, e depois de chegar o pregador, quando o mesmo inicia a pregação, descubra-se através da sua mensagem que o tal não passa de charlatão, falso profeta, animador de auditório. O que fazer nesses casos?

isaias bispo disse...

devemos ser como Micais em tempos de acabe mesmo que custe o que custar não devemos nos calar devemos falar a palavra de Deus pura sem mistura possa ser dura como martelo ou macia como a lã estes tipos de pregadores são na realidades semelhantes a lobos disfarçados de ovelhas no meio do rebanho

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Amém. Caso se deve o valor necessário e devido à Palavra, muitas destas sandices (cheirar Bíblia, Capoeira em cultos e outras aberrações) seriam facilmente evitadas. Mais uma vez Parabéns Pastor Ciro, que Deus continue te abençoando.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Penúltimo anônimo,

O irmão precisa procurar interpretar melhor o que lê. Eu não disse que concordo com a ideologia de Diogo Mainardi e Reinaldo Azevedo. Eu disse, apenas, que eles têm um estilo que admiro. Qual? O de escrever para fazer o leitor pensar, e não para agradá-lo. Apenas isso.

Por outro lado, como escritores não-evangélicos, no segmento em que eles atuam, são sim pessoas que merecem crédito e respeito. Se Reinaldo Azevedo se aliou a certo telepregador da prosperidade, isso ocorreu, única e exclusivamente, porque queria defender a liberdade de expressão, posta em risco por causa da possibilidade de aprovação do nefando PLC 122.

Peço ao irmão que releia o presente artigo com calma, devagar, a fim de perceber o real motivo de eu ter citado os aludidos escritores. Além disso, peço que se identifique, caso queira iniciar ou continuar um debate no campo das ideias.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Último anônimo,

Já escrevi muitos artigos neste blog sobre o assunto sugerido. Sendo sucinto e objetivo, quem deve tomar uma posição na situação apresentada é o pastor da igreja. Se eu fosse o pastor da igreja, pediria para o pregador parar na hora. Os pastores devem ter cuidado de si mesmo e da doutrina.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Jorge Barbosa,

Vou verificar, pois recebi uma grande quantidade de e-mails e não pude ler a todos, ainda. Fiz uma leitura seletiva, priorizando os e-mails de trabalho e emergenciais. Vou revê-los e lhe respondo por e-mail.

Em Cristo,

CSZ

Honório Guedes disse...

Concordo plenamente com o senhor, precisamos da pregação da palavra de Deus com autenticidade, e acima de tudo pregada por pastores que vivam o que pregam!
Abraços fraternais,

Ciro Sanches Zibordi disse...

Matheus Carrel,

Suas perguntas são importantes. Em breve, vou reativar de novo o PASTOR CIRO RESPONDE e darei prioridade às suas indagações.

Em Cristo,

CSZ

Gilmar Valverde disse...

Caro Pr. Ciro,

O Sr. poderia me indicar nomes de escritores evangélicos que sigam essa linha dos autores seculares presentes nesta postagem?

Aprecio muito a leitura de obras sobre a Bíblia e gostaria de saber de nomes de grandes autores.

Um abraço.

Gilmar

Matheus Carrel disse...

Oi pastor Ciro....Obrigado por dizer que vai responder minhas indagações. Caso vc possa me adiantar a resposta por e-mail, eu ficarei grato. É ruim ser ancioso igual eu rsrss.
É que eu tenho medo de vc esquecer de responder no pastor ´´ciro responde ´´ minhas indagações rsrsrsrsr.
Se vc soubesse qtos livros de teologia eu já abri e não achei nada sobre isso.

Obrigado !!!
Fique com Deus !!!
T+++

Thiago Boudny disse...

A paz do Senhor pastor Ciro!
Concordo com o exposto no artigo.
Aprendi um princípio que é pouco observável nas igrejas de um modo geral. Que princípio é esse? Que não é a igreja que determina o que a igreja deve ensinar ou pregar, porém é a Bíblia que determina o que a igreja deve ensinar e pregar.
Entendendo isto, muitos que "massageiam" podem entregar a mensagem adequada!
Pastor, gostaria de aproveitar que o senhor está respondendo alguns comentários, e queria ter a alegria de contar com sua ajuda também, seja aqui ou no "Ciro Responde", pois fiz-lhe uma pergunta algumas vezes e ainda não obtive resposta onde procurei.
A minha dúvida surgiu em um comentário da EBD, em uma lição muito conceituada, porém dizia em um dos trechos que os 144000 ficarão responsáveis por pregar a palavra apo´s o arrebatamento.
Sei que pra muitos não é interessante este tipo de conteúdo, mas eu tenho essa curiosidade em saber se a Bíblia também diz algo desta natureza. Gostaria de sua ajuda, se for possível!
Agradeço... A Paz do Senhor!

Luiz Henrique disse...

Amém! Aqui na congregação sempre que entro em tal assunto, uso a comparação ilustrativa de um certo porta-voz que vai, em rede nacional, transmitir uma mensagem do(a) Presidente da República. Por certo, tal porta-voz, com o peso da responsabilidade e imcubência de entregar a nação uma mensagem do(a) Chefe de Estado da mesma, não vai ousar acrescentar, tampouco omitir algo daquilo que lhe foi outorgado.
Maior responsabilidade está sobre um porta-voz do Senhor, O Deus Criador de todas as coisas; sobre o profeta, dispenseiro, atalaia Daquele que é maior que qualquer Chefe de Estado. A questão é que muitos desses pregadores/massageadores, talvez sejam ótimos em entregar mensagens de homens, mas péssimos mensageiros do Senhor.
Tais "pregadores", por certo já foram verdadeiros atalaias, conquanto veio o conhecimento de que o ministério pode vir a ser um meio bem "rentável", começaram a "servir o povo". Servem o povo, quando mesmo não concordando, permitem as ovelhas fazerem o que querem; introduzirem modismos ou até profanarem a casa de oração. Quando pregam mensagens que fazem do templo um lugar de reunião social, contanto "casos", "tristemunhos", (eu já o presenciei, infelizmente) "piadas", "acontecimentos fictícios por autênticos" e etc. Mensagens de "auto-ajuda" com técnicas psicológicas, que fazem dos bancos do templo divãs; Mensagens do tipo: "receba", tome posse da vitória hoje", "Deus vai te tirar do anonimato", "a marca da promessa está sobre você", "o seu sonho está no coração de Deus"...
João Batista, pelo Espírito Santo, tem uma mensagem da parte de Deus para a igreja dos nossos dias: "Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira vindoura?".

Lucas Jordao Silva disse...

Excelente! Sinto-me alegre por ler mais um artigo edificante. Deus continue abençoando a vida do pr. Ciro, sua família e dos fiéis em Jesus!

Lucas Jordao Silva disse...

Excelente! É sempre bom saber que ainda encontramos real compromisso com a Palavra de Deus nos dias atuais, nos quais a rebeldia e o comichão nos ouvidos imperam assustadoramente. Deus continue abençoando o amado irmão Ciro Zibordi e toda sua família, bem como a todos os fiéis em Jesus.

O Crente disse...

Bela mensagem, parabéns!!!

Tadeu de Araújo disse...

Pastor Ciro, graça e paz!
No mundo em que estamos vivendo, infelizmente, a grande maioria das pessoas se identifica com aqueles que mudam como o camaleão, isto é, de acordo a ocasião.
Desde que digam o que elas querem ouvir, e não o que é fundamental ser dito. Aí, tudo bem!
Costumamos dizer a um dos raríssimos amigo- irmão nosso, prebítero Rivadávia Correia, que entre nossos piores inimigos, ainda que eles não compreendam, estão aqueles que veem a gente falhar e não nos corrigem.
É claro que toda advertência, seja pessoal ou coletiva, deve ser feita com respeito ( Mateus 7.12; Colossenses 4.6).
No entanto, nunca devemos esquecer: "A cana é doce, mas é dura"."A rosa é cheirosa, mas tem espinhos".
Por isso, acreditamos que todas as pessoas que querem ser reconhecidas como boazinhas, no entanto, sendo hipócritas cedo ou tarde, suas máscaras cairão.
Em Cristo,
Tadeu de Araújo


Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Amigo e nosso pr. Ciro Zibordi,

A paz amado!

Tenho assistido em algumas igrejas, alguns pregadores convidados, que insistem nas heresias e por serem convidados por um amigo do pastor, ou por alguém muito "amigo", ou pela falta de responsabilidade do líder, não interrompem o MELIANTE.

Está demais...

O Senhor seja contigo, nobre atalaia,

O menor dos teus irmãos.

Eusper Pereira disse...

Olá Pastor Ciro.

Eu também não concordo com a ideologia Azevedo/Mainardi. Nem com a do PT, ou pós-modernos e relativistas Algo que parece permear quase tudo que esses senhores escrevem é uma postura relativista e pós-moderna
em relação a valores, ao mundo e
á vida em geral. Não dá para não perceber. Percebe-se em seus textos uma notável falta de reverência. Seja ao leitor, ao solo pátrio, a valores universais no relacionamento humano, como a urbanidade, por exemplo. O sentido, a maneira e a forma dos argumentos homens não é respeitoso. Sobejam linguajar chulo, agressividade, desrespeito aos que simplesmente pensam diferente (mesmo se de forma errada. Referem-se ao nosso país usando o termo Banânia. A irreverência em tom adolescente fica mal à senhores de meia idade.


Eusper Pereira disse...

Olá Pastor!
Minha conta no google é eusper.pereira@gmail.com

Ricardo Dondoni disse...

É a primeira vez que ouço o trocadilho que ilustra a postagem e lhe dá nome. Acho que só o título, por si só, reflete a urgência que temos de retornar ao evangelho proposto.
Um abraço.

O BLOG DA VERDADE disse...

Não sei até que ponto isto é real.
Mas segundo o que está escrito no vídeo,o pastor pediu chuva cair e no meio do culto mesmo chuva desceu

http://www.youtube.com/watch?v=uIYeVPzoSE4&feature=g-vrec

Com muita coisa surgindo nestes dias,não tenho nada a dizer sobre isto.E não é primeira vez que este pregador faz isto.Achei que podia compartilhar isto com o pastor Ciro.

Tadeu de Araújo disse...

Pastor Ciro, graça e paz!
Nesses últimos dias da igreja aqui na terra, infelizmente a grande maioria das pessoas que se dizem evangélicas, querem ouvir mensagens de prosperidade, bem como outras que lhes satisfaçam.
Por isso, o pregador que entregar uma mensagem contrária ao gosto dos fregueses, devem ser riscado da lista de convites para eventos importantes da comunidade.
Sendo assim, não faltam aqueles "conferencistas" de plantão, especialistas em atender os desejos dos anciosos, ainda que eles mintam a vontade.
Há muito tempo tem desaparecido de nossas igrejas profetas do estilo de Elias e Micaías, que não se curvavam diante dos manjares oferecidos pelos poderosos, para falarem de paz quando o assunto era guerra.
Se bem que é necessário falar a verdade, no entanto, não se deve esquecer que é fundamental respeito às pessoas, conforme se nos admoestam Mateus 7.12; Colossenses 4.6.
Costumamos dizer a um amigo-irmão nosso, presbítero Rivadávia Correia, que entre os grandes inimigos que temos nesta terra, ainda que eles não entendam, estão aqueles que deixam de nos avisar no tocante aos erros.
É claro que todos os que buscam o reconhecimento maciço das plateias, seja no meio religioso ou secular, o caminho mais "fácil" e "proveitoso"é a hipocrisia.
Que Deus continue conservando os remanescentes que fazem a diferença num mundo das facilidades.
Em Cristo,
Tadeu de Araújo

Anônimo disse...

Pr. Ciro, a Paz do Senhor.
Tenho o hábito de ler e reler os seus escritos e sempre encontro neles importantes ensinamentos (inclusive ministeriais). Concordo com o irmão, quando diz que há necessidade de escritores e articulistas, bem como pregadores dispostos a entregar a mensagem, independentemente do gosto do receptor. De fato, não devemos nos propor a "agradar" a outrem, pois não é essa a função do articulista ou do pregador. A mensagem não é nossa, mas da Palavra de Deus. Que valores assim se levantem, a fim de alertar a uma massa de evangélicos, hoje, tão carente da verdade.