sábado, 24 de dezembro de 2011

Comemorar o Natal, uma questão de altruísmo e gratidão a Deus


— Você gosta de ouvir “Parabéns” e receber presentes no dia do seu aniversário? — perguntei a um cristão que não comemora o Natal.

— Sim, claro — respondeu ele.


— A sua família e seus amigos costumam fazer festa no seu dia natalício?


— Sim, às vezes.


— Então, você não celebra o Natal de Cristo, mas comemora o seu natal? Quer dizer que o seu aniversário é mais importante que o de Cristo?


Sinceramente, é lamentável que haja cristãos e até pastores contrários à celebração do Natal. Afinal, quem não celebra o Natal de Cristo 
— mas gosta de ser parabenizado em seu natal — mostra-se egoísta e ingrato para com Deus, que nos deu o seu Filho Unigênito (Jo 3.16), na plenitude dos tempos (Gl 4.4), para morrer em nosso lugar (Rm 5.8).

Não sabemos se Jesus nasceu em março, abril, setembro... Mas temos a certeza de que esse Salvador, que é Cristo, o Senhor, nasceu, há mais de dois mil anos, em Belém de Judá (Lc 2.1-20). De acordo com as Escrituras, Ele, sendo Deus, fez-se “semelhante aos homens” (Fp 2.6-8). E, como Deus-Homem, teve o seu dia de aniversário, enquanto andou na terra. Seus pais e seus amigos com certeza se lembraram do seu Natal, visto que Ele “participou das mesmas coisas” que nós (Hb 2.14).


Se Cristo não tivesse nascido para revelar a glória do Pai (Jo 1.14; 17.3-5) e dar o exemplo de uma vida santa (1 Jo 2.6; At 10.38), também não teria morrido para expiar os nossos pecados (Hb 9.28; Jo 1.29). E, se Ele não tivesse dado a sua vida em nosso lugar, também não teria ressuscitado para a nossa justificação (Jo 10.17,18; Rm 10.25).

O leitor ainda está em dúvida quanto à celebração do nascimento do Senhor Jesus? Então, celebre o seu nascimento, a sua morte e a sua ressurreição, pois Ele fez tudo isso porque ama você!


Feliz aniversário, querido Jesus! Aqui na terra ainda existe um povo que o adora e reconhece que tu és o Rei dos reis e o Senhor dos senhores!


Ciro Sanches Zibordi

21 comentários:

kleber campos disse...

Me desculpe Sr., mas, essa é uma data instituída pela Igreja Romana e não condiz com a verdade sobre o dia do nascimento de Jesus Cristo. lamento pelo grande equivoco!

Pri Araujo disse...

Pastor Ciro,

Sempre aprendi que o Natal, na verdade, é uma data que provém de costumes pagãos. Será que, diante dessa realidade histórica, convém que o crente o comemore?? Sabendo que o nosso Salvador não nasceu nesse dia e que o mundo visa adorar na verdade o Santo Nicolau, famoso Papai Noel,e se render à praticas que em nada trazem pelo menos a lembrança de um Jesus, único Salvador de todo aquele que crê??

Com carinho,
Pri Araújo - SP

Marcos disse...

Amém. Toda honra, toda glória, todo louvor e toda adoração ao Nosso Salvador, pois só a Ele pertencem, apesar do mundo sequer lembrar-se dEle, nós não apenas nos lembramos e o adoramos, mas também o aguardamos quando vier às nuvens para nos arrebatar. Mais uma vez pastor Ciro eu desejo ao senhor e sua família um maravilhoso natal em Cristo Jesus e um ano vindouro melhor ainda do que tem sido 2011. Que Deus em sua infinita graça e misericórdia, possa nos guardar e conduzir em seus preciosos caminhos até que Cristo venha.

Miqueias Sousa disse...

Bom dia Pastor, A paz do Senhor Jesus.

Concordo com seus argumentos em relação ao Natal de Jesus Cristo. Porém em suas postagens o sr. faz referências a outros simbolos do Natal com os quais tenho minhas dúvidas sobre sua utilização como: "guirlandas", presépios e principalmente a figura do velho noel. O sr. utiliza o lado lúdico em relação ao "bom velhinho" para não privarmos nossas crianças de conhecer e até trazer para nossas casas tais figuras, o sr. não acha que ele sendo considerado um "santo", não é bom que tragamos imagens para dentro de nossas casas e as crianças, princinpalmente as menores, até agradecem ao "bom velhinho" pelo natal, se houver repreenssão de nossa parte por mais branda que seja não estariamos em contrariedade, pois nós permitimos que elas tragam tais "enfeites" para dentro de nossas casas. "meu teclado não está configurado com interrogação".
No mais concordo com seus argumentos devemos agradecer ao Bom Deus pela sua providencial Salvação e congratularmos com nossos irmãos em Cristo pela sua vinda até nós.

Auli Júnior disse...

Pr.Ciro,
DEUS se fez homem, mas não é homem,
ELE não tem começo e nem fim e devemos comemorar SUA existência, amor e bondade todos os dias, não dá para comparar o aniversário de alguém finito, um ser criado com a
passagem do criador por aqui.
Participo, não sou rabujento, mas
não creio ser correto tudo isso.
Ontem fui assistir a uma apresentação da Igreja Batista do Méier feita das janelas do edificio
de educação religiosa, mando o link
para o amigo ver como ficou bonito, mas o que realmente aprovei
naquela apresentação foi a palavra do pastor Purim para o povo que ali estava. Disse ele para aquele publico que Cristo quer nascer em cada coração, e só aí esta festa me faz algum sentido.
O resto é barulho e correria.
Esta semana um repórter da Band News disse que lá de onde ele falava no exterior, papai Noel conseguiu o que o rei Herodes não conseguiu, matar Jesus e Olavo de Carvalho em um vídeo fala que os norte-americanos estão trocando a expressão;'Merry Christmas', por
'happy holidays', o que mostra que
todos estes séculos de culto pagão só tem servido para esfriar o amor de muitos e com o auxilio de todas as frustrações que esta festa tem trazido aos lares.
Também na Band News, uma psicóloga ensinava aos pais a como
administrar estas frustrações dos filhos com relação aos presentes.
Desejo muita paz e GRAÇA neste dia ao senhor e seus leitores.
Auli Júnior
http://www.youtube.com/watch?v=VbSosRjVWlE&context=C3eb48d5ADOEgsToPDskL3XtKLa87XrAdy53TIEBMb

Zilton Alencar disse...

Ninguém sabe ao certo a data do nascimento de Jesus. Por causa disto, um dia alguém decidiu por uma data pagã, e a transformou em cristã. Não há nada de errado nisso. Aliás, esta deveria ser a verdadeira postura da Igreja: tomar de volta o que o diabo se apropriou indevidamente e devolver tudo ao legítimo dono: Deus! Desta forma, torço para que um dia até a data de 12/10, hoje dedicada a um ídolo, seja dedicada a Deus. Alias, existe até um cântico muito popular na igreja que diz: "Eu fui no terreno do inimigo e e eu tomei tomei tudo o que me roubou..."... O engraçado é que nas oportunidades de tomar da mão do inimigo o que ele usurpou, abrimos mão e chamamos o natal de pagão...

Até bem pouco tempo nos sertões brasileiros, onde muitas vezes é difícil se registrar um recém-nascido dadas as distâncias dos cartórios e comarcas, seu registro muitas vezes só é feito muito tempo depois, em alguns casos anos à frente, quando muitas vezes ninguém nem mais lembra a data exata do nascimento; algumas vezes, a pessoa só é registrada já adulta! Mas isso não impede que seja fixada uma data fictícia, feito o registro e anualmente se comemore o nascimento da pessoa. Um outro exemplo disso é o descobrimento do Brasil; é comemorado em abril, mas todo mundo sabe que ocorreu antes, em outra data desconhecida... Pois bem! O mesmo foi feito em relação ao Natal de Jesus Cristo!

Lamento pelas pessoas mal resolvidas que, de forma egoísta e radical deixam de se alegrar pelo nascimento de Jesus, comemorando a data. Eu estou feliz hoje, pois é véspera de natal! Feliz aniversário, meu Senhor!

Feliz Natal para todos(as)!!

Maely Mendes disse...

Feliz Natal!!

Cesar Filho disse...

Que linda postagem!!!
Pena que existem justiceiros desgovernados, reflexos do farisaísmo que não tem ideia de evangelho e anunciam o legalismo.
Claro que não devemos usar este argumento para ser liberal, mas o altruísmo está sendo trocado por um modo de vida pseudocristã, onde a alegria fica encarcerada.

Parabéns por esclarecer muitos entendimentos!!!

César Filho, 20 anos, Fortaleza-CE
Meu Blog:
http://ircesarfilho.blogspot.com

Ciro Sanches Zibordi disse...

Kleber Campos,

Fico feliz em saber que você lamenta pelo equívoco de não se comemorar o Natal de Cristo, pois este precede e transcende ao paganismo.

Feliz Natal!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Pri Araújo,

Sinto muito. Você aprendeu de modo errado, com todo o respeito. A celebração do crente é diferente da do mundo sem Deus. O cristão glorifica a Cristo sempre, principalmente nesse período do ano! O Natal precede e transcende o paganismo.

Com amor, Feliz Natal!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Miquéias Sousa,

Não confunda! No outro artigo, eu falei do comportamento do cristão equilibrado, que está no mundo, mas não pertence ao mundo. Não somos fanáticos. Somos livres, em Cristo. Não precisamos estar presos a doutrinas de homens, do tipo "não toques, não proves, não manuseies" (CL 2.20-22).

Mas, neste artigo, eu trato da gratidão do cristão a Deus, por ter enviado o Senhor Jesus. Considerar pecado adorar a Jesus, enquanto o mundo se esquece dEle, é um grande, enorme, equívoco e uma falta de altruísmo sem tamanho.

Feliz Natal de Cristo!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Auli,

Não me tenha mal, porém o cristão que se preza é equilibrado e não acrescenta jugo sobre as pessoas. Já temos o jugo suave de Cristo sobre nós (Mt 11.28-30).

Feliz Natal de Cristo, o qual transcende e precede o paganismo. Celebrar a Cristo no dia 25 de dezembro com todas as forças, enquanto o mundo o ignora, é uma prova de amor a Deus. Não fazer celebrar o Natal, atrelando-o ao paganismo, é fanatismo reducionista. Lembre-se de que o espiritual discerne bem tudo (1 Co 2.15).

CSZ

Adeilton disse...

Milhares de anjos louvaram no dia do nascimento de Cristo,O NOSSO SALVADOR!

Nós como cristãos temos mil motivos para louvar a Deus neste dia!

"GLORIA A DEUS NAS ALTURAS,PAZ NA TERRA AOS HOMENS DE BOA VONTADE"

FELIZ NATAL!

Ailton Silva disse...

eu não consigo comemorar! alias (desculpem)me dá ansia de vomito ver tudo isto. ver esta alegria, pessoas batendo no peito e dizendo (hoje eu vou beber todas), agora nós crentes, acho tão estranho! vi meu pastor dizendo: "se não ver os irmãos, até domingo, um feliz natal para todos". não sou extremista e respeito quem gosta, aqueles que conseguem se achar nesta data, eu particularmente acho tão pagã quanto qualquer outra.

creio que se tivesse na Bíblia que Jesus tivesse nascido em (exemplo), 28/12, sabe o que aconteceria?

ninguém comemoraria, nem os crentes! pior ainda e se tivesse assim (todos os anos, aos 28 dias do mês último, todos devem se apresentar a MIM, e não venham de mãos vazias).

Será que aquele povo no deserto (Ex 32) não estava comemorando o nascimento de um novo deus (festa, alegria, fogos de artificios, danças, lascivia, etc...)

Estes dias ouvi uma história engraçada sobre o Noel, engraçada se não fosse trágica: Um velhinho, sem vergonha, vive dando balinhas para crianças, alias só gosta de crianças, entra na casa do povo, escondido, de madrugada e pela chaminé para oferecer presentinhos para quem? isto sem contar que vive chamando as criançinhas para sentarem no colo. Credo.

Como disse, eu respeito quem comemora e pensa diferente. Este espaço é para escrevermos mesmo, democrático, deixo a minha opinião.

O meu problema é que eu não consigo comemorar mesmo, não é tanto a crítica quanto ao dia, clima, funções dos magos, idade e tamanho de Jesus quando eles chegaram com presentes, se a estrela apareceu na véspera do nascimento, ou no dia, ou meses antes, ou se quantos dias eles viajaram, creio que viram a estrela e começaram a segui-la e perderam a noção do tempo tanto que quando foram perguntados sobre o tempo eles não conseguiram precisar, por isto a ordem foi, matem de 2 anos para baixo, ele poderia ter dito, matem as crianças que nasceram ontem, hoje de manhã.

o meu problema é pessoal "comigo" mesmo, não gosto de natal e não foi nenhuma decepção de criança, foi devido a uma "visão".

Este assunto é legal! è somente uma opinião, não sei se estou certo, errado, se sou anti-social, extremista, somente não gosto, assim como muitos. mas respeito quem gosta.

HARLLAN CABRAL REGO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miqueias Sousa disse...

Caro pastor,

Não confundi não. O meu questionamento esta exatamente que simbolos devemos ou não trazer para nossas casas. Como o aludido noel. E que pelo que entendi como postura equilibrada(talvez esteja errado) nos seus artigos anteriores, o sr. não vê problema entre os "símbolos" do natal em nossas casas a imagem do "bom velinho".
Com relação a atual postagem concordo em número, genêro e grau.

Feliz Natal de Cristo.

Pri Araujo disse...

A Bíblia manda comemorarmos a morte e ressurreição de Cristo, porque é através disso que os homens podem se chegar até o Deus verdadeiro.

Lucivaldo de Paula disse...

Querido Pastor,

Tenha um ótimo Natal na presença de Deus, o senhor e sua Família.

em Cristo

Lucivaldo de Paula

Palavra e Vida disse...

Bom, eu entendo a posição do Pastor Ciro e vejo que essa questão de Natal é muito delicada.

Acredito que um tema é bem distante do outro mais podemos fazer comparação da seguinte forma: Jesus ordenou que cumprissemos a lei do antigo Testamente cabalmente, como se fossemos israelitas? Outro lado da moeda: Jesus nos mandou celebrar o Natal?

A Bíblia, pelo pouco que conheço dela deixa esse assunto de natal um pouco vago. Ao contrário de outros assuntos como por exemplo a celebração da santa ceia, batismo, etc.

Eu acredito que termos a consciência de que Jesus Cristo veio aqui, nasceu de uma mulher, viveu como homem, morreu numa cruz por todos nós, ressucitou ao terceiro dia é fundamental, porém comemorar uma data dessas isoladamente, sem ter a consciência de todo o conjunto da obra salvívica de cristo, não sei se adianta alguma coisa.

Sendo assim o Natal do Cristão protestante pode ser comemorado na santa ceia, etc.

Abraços e Deus abençoe você pastor Ciro.

Cesar junior disse...

O que importa não é a data em si, mas o seu significado. A vinda de cristo a este mundo deve ser comemorada sim, é tanto que os próprios anjos celebraram esse grande acontecimento (Lc 2.13,14). Infelizmente o sentido do natal foi corrompido, entretanto, os verdadeiros cristãos aproveitam esta ocasião para refletirem sobre grandioso amor de Deus.

Ciência e Deus para todos disse...

Pastor Ciro,

esse argumento passou longe de ser suficiente. Não faz o mínimo sentido comemorar o aniversário de Jesus, visto que Ele não está mais fisicamente entre nós, porque assim como Ele, quando nós morrermos e ressuscitarmos, partiremos para a eternidade.

Abraços, Paz de Cristo.