sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Será que 1% dos cantores evangélicos adora a Deus em espírito e em verdade?


Muita gente ficou indignada com a declaração de Edir Macedo a respeito dos cantores evangélicos. Ele afirmou que 99% deles são endemoninhados e perturbados. Essa acusação gerou polêmica e as mais diversas reações no mundo gospel. Uns se indignaram desproporcionalmente, como certo telepregador, que, além de dedicar boa parte do seu programa ao assunto, fez menção honrosa do show-man Benny Hinn e seus modismos pseudopentecostais, o que enfraqueceu a sua argumentação.

Outros, como este editor de blog, preferiram não supervalorizar tal acusação, respeitando o direito de expressão. Lembra-se do que ocorreu em 1993, quando o então deputado federal Lula afirmou, de modo generalizante, que no Congresso Nacional havia trezentos picaretas?

Não concordo, é evidente, com a acusação de Macedo, mas reconheço que ele falou em tese, sem mencionar nomes, exceto o de uma cantora. Esta, sim, foi injuriada e, se quiser, pode até processar o líder da IURQM (Igreja Universal do Reino de Quem Mesmo?).

Eu mesmo já critiquei a conduta de tal vocalista por causa de alguns episódios, como a 
unção do leão” (ela andou como um quadrúpede em um palco e disse que fez isso por ordem do Espírito Santo), a composição para Satanás (gravou uma canção para zombar do Diabo, em vez de louvar a Deus), a bota de píton” (disse que Deus ordenou que ela comprasse uma bota caríssima para pisar profeticamente” no Inimigo), etc. Mesmo assim, penso que chamá-la de endemoninhada é um julgamento calunioso (Mt 7.1,2).

Bem, não há dúvida de que Macedo exagerou, generalizou e não julgou segundo a reta justiça (Jo 7.24). Rejeito completamente a sua ideia de que 99% dos cantores evangélicos são endemoninhados e perturbados. Somente Deus conhece os corações. Ademais, não podemos tomar a parte pelo todo, isto é, olhar para alguns cantores que se comportam como mundanos e afirmar que a maioria age como eles.

Por outro lado, a afirmação de Macedo me fez refletir. Será que pelo menos 1% dos cantores é constituído de verdadeiros adoradores? 
Lembrei-me do que aconteceu nos tempos dos juízes de Israel. Deus chamou Gideão e ordenou que ele escolhesse homens para enfrentar os midianitas. Apresentaram-se para a seleção 32 mil homens. Então, o Senhor disse a Gideão: “Quem for covarde e medroso, que volte e vá-se apressadamente das montanhas de Gileade. Então voltaram do povo vinte e dois mil, e dez mil ficaram” (Jz 7.3).

Dos 32 mil, restaram 10 mil. Em termos percentuais, ficaram com Gideão exatamente 31,25% dos homens, ou seja, quase um terço do total. Mas Deus ainda não havia terminado a seleção. “E disse o SENHOR a Gideão: Ainda muito povo há; faze-os descer às águas, e ali tos provarei” (Jz 7.4). Todos conhecem a conclusão da história. Dentre os 10 mil homens de Gideão o Senhor escolheu apenas trezentos! Sabia que isso não corresponde nem a um por cento do total? Trezentos, dentre os 32 mil, é igual a 0,9375%.


Não posso afirmar que apenas 1% de cantores adora a Deus em espírito e em verdade. Mas conheço poucos, dentre os mais famosos, que não adotam postura de celebridade, apresentando conduta imprópria, não condizente com os preceitos bíblicos. Eu tenho até brincado com alguns amigos cantores através das redes sociais: “Olha, se a acusação do Macedo for verdadeira (é claro que não é!), vocês então fazem parte do 1% dos verdadeiros adoradores”.


Uma coisa é certa: os verdadeiros adoradores são poucos. Por isso, o Senhor Jesus afirmou que o Pai os procura (Jo 4.23,24). Se a maioria dos que se dizem cristãos fosse formada por verdadeiros adoradores, Deus não precisaria procurá-los, não é mesmo? A Bíblia diz que são poucos os fiéis (Sl 12.1). E o termo “poucos”, nas páginas sagradas, é minoria mesmo (Mt 7.13,14; 24.1-12).


Portanto, sejamos 100% vigilantes, para que o Senhor Jesus diga de nós o mesmo que afirmou a respeito dos poucos crentes da Igreja de Sardes que o agradaram: “tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram suas vestes e comigo andarão de branco, porquanto são dignas disso” (Ap 3.4).


Em Cristo,


Ciro Sanches Zibordi

26 comentários:

Paulo Junior disse...

Que existem muitas práticas no meio pentecostal que são no mínimo "esquisitas" eu não tenho dúvida nenhuma, agora generalizar todo movimento pentecostal e associa-lo ao diabo ? Isso pra mim se chama incoerência, pois se existe uma igreja que "manja" (e tem muito contato) de manifestações demoníaca, essa igreja é a IURD.

Anônimo disse...

Texto maravilhoso.

Ângelo Almeida disse...

Amado irmão, essa é uma afirmação mesmo polêmica, mas se a gente para um pouco pra pensar faz relamente sentido. Não precisaos ir longe, é só observar a vaidade dos "ministros" de louvor de nossas igrejas.

Nós vivemos em dias maus. E eles estão ficando cada vez piores, essa é a verdade.

Forte abraço.

Ângelo - Então Percebi
http://entaopercebi.blogspot.com

Luciano Santos disse...

O Edir é um desequilibrado. Pegou a síndrome de Lúcifer. Dar ouvido ao que ele fala é perda de tempo. Prefiro ficar com comentário do Pr. Silas e com o editor desse blog. Pelo menos há coerência.

Rogério disse...

Não concordo com o Macedão!!!Porém fico me perguntando :"E as músicas ditas evangélicas que seguem as tendencias seculares?" Na época que a lambada estava em alta, várias delas foram compostas por esse ritmo. Hoje nas igrejas ditas pentencostais o que está em voga é o "Forró" daqueles bem caprichados que dá até vontade de dançar,rsrs... Uma certa cantora gravou um clipe em determinada ocasião, imitando Daniela Mercury na musica "a cor dessa cidade" onde tinha um determinado grupo da Bahia com seus tambores subindo o pelourinho com musicas afro. No seu clipe a cantora evangélica fez igual. Como músico evangélico não consigo entender onde está a diferença. Axés, forrós e tantos outros ritmos nascidos no camdomblé são incorporados a liturgia do culto evangélico. Por outro lado há a exigência dessas musicas nos cultos. Por várias vezes ao ser convidado por igrejas para adoração nos seus cultos vem sempre a recomendação: " Varão, coloca uns corinhos de fogo, uns hinos pra movimentar o culto. Mau comparando, Deus que me perdoe vejo nisso um certo sincretismo religioso sim! Então eu devo cantar os ditos corinhos de fogo pra o Espirito de Deus descer? Me perdoem, mas na macumba é a mesma coisa, batem tambor e invocam a presença dos espiritos através de musicas e batuques apropriadas. Ora, se o Espirito de Deus habita em mim, porque tenho que cantar certos tipos de "hinos" acompanhados pelos batuques pra invocar a presença dele? que fique claro que apesar dos exageros algumas letras são até certo ponto "cantáveis". Porém, outras não tem nada a ver com nada. aliás tem uma mandando pisar na farofa, chutar alguidar(sei lá se é assim que se escreve). falando em iemanjá...
Aonde vamos parar? Se hoje você canta "Tú és fiél senhor, meu pai celeste"... o povo dorme. Mas começa o batuque e as canções mandando pisar no diabo, varão na galeria, no altar, anjo voando... aí meu... Só Jesus na causa. O pior que os que não consentem com essa "liturgia" são afrontados o tempo todo. Frases do tipo:"para de me olhar com essa cara de delegado e dá glória" e por aí vai... Sinceramente não consigo entender. Apesar de não concordar com o Macedão, os líderes evangélicos devem se posicionar a respeito desse movimento que ao meu ver não edifica em nada, ao contrário, traz dissenções e escândalos. E tenho Dito!!!

winter disse...

a paz do Senhor, pator ciro. é difícil encontrar os verdadeiros adoradores de Jesus. muitos vão á igreja adora não oSenhor Jesus mas,o pregador,cantor,e por aí vai.infelizmente isso é verdade.há pessoas que não gostam de ir na igreja quando é culto de mocidade,por achar que os jovens não são capazes de transmitir de forma correta a palavra de DEUS. são muitos que vão á igreja,mas só Deus sabe quem é adora o Senhor em Espírito e em verdade. falando sobre cantores evangélicos,vejo a cada dia que,músicas como as de oséias de paula,álvaro tito e outros que,com letras belíssimas traziam a mensagem de Deus,e até hoje as letras são lembradas,é difícil de ter nas igrejas.muitos cantores,não todos,gostam de extravagancia,muito barulho,e muitas vezes a adoração passa longe.mas sempre tem aqueles que adoram o pai em Espírito e em verdade. parabéns pelo artigo.

Cosme Morais Filho disse...

Pr. Ciro, a recíproca pode ser verdadeira também.

E se nós disséssemos que noventa e nove por cento dos bispos da IURD ( não vou pegar pesado em dizer que são endemoniados)não são espirituais?

João Paulo disse...

A graça e a paz do Mestre, caro pastor!

Certamente, em nossos dias, está difícil contabilizar um bom número de cantores adoradores. Entretanto, ainda existem aqueles que, à semelhança dos levitas veterotestamentários, adoram a Deus em espírito e em verdade. Quanto a a postagem em questão, é pura verdade!

Que o SENHOR continue o abençoando, pastor Ciro!

www.joaopaulomsouza.blogspot.com

Daniel Carvalho disse...

Pastor, por que o meu comentário não foi publicado?

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Daniel,

Não foi aprovado na "moderação".

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Daniel,

É brincadeira...

Mas, sinceramente, aprovei seus comentários, em outra postagem. Tem certeza que o irmão inseriu algum comentário aqui?

CSZ

Daniel Carvalho disse...

Pastor Ciro,

Tenho certeza sim. Postei aqui mesmo, pela manhã. Não foi publicado, mas acho que o senhor o considerou, já que mudou o título do artigo.

Em Cristo.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Bom, Daniel, então ambos temos certeza.

Mas se o irmão lembrar-se do que escreveu, sinta-se à vontade para repetir. A "moderação" só não aprova comentários em caso de ofensas, exposição desnecessárias de pessoas, etc.

Quanto à mudança do título, ela ocorreu porque alguns internautas (aqui, no Twitter, no Facebook, etc.) tiraram conclusões apressadas, sem ter lido o texto.

CSZ

Alex da Silva disse...

A Paz do Senhor, Pr. Ciro, faz algum tempo que não apareço por aqui, mas aproveitei hoje para dar uma passadinha rápida e deixar um recado. Lembro-me que certa vez estava conversando com um rapaz da IURQM sobre alguns pontos doutrinários, principalmente os desvios, quando notei que ele estava ficando irritado e deixou escapar algo que nunca esquecerei: "VOCÊ VAI MUITO PELA BÍBLIA", foi o comentário que fez. Penso que, um dos motivos do TeleBispo ter sucesso em suas afirmações é o fato de muitos dos que se dizem cristãos (cristãos?!) não se preocuparem com a Bíblia, a não ser quando se trata de Prosperidade. Enfim, quem é espiritual discerne bem as coisas espirituais. Bom, isto é o que penso Pr. Ciro; antes de me despedir gostaria de lhe fazer um pedido. O que o Senhor acha sobre os quadros do pintor Stephen Sawyer??

Ciência e religião ao alcance de todos disse...

Ótimo texto.

Abraços, Paz de Cristo.

ARAMIS disse...

Paz!!!! Ótimo texto, ótima ética. Um texto com discernimento do que é verdadeiro, sem calúnias, mas também sem deixar de dizer a verdade. Um texto realmente sábio.

Daniel Carvalho disse...

Pastor, não concordava com o título original. Mas agora compartilho a mesma opinião que o senhor e também faço a pergunta: "será que 1% deles adora a Deus em espírito e em verdade"? Muitas vezes o que se vê são "shows" ao invés de culto. Cantores apenas se exibindo e exigindo um mundo de regalias para se apresentarem. Só Deus, que sonda os nossos corações, sabe quem O adora com sinceridade e devoção.

A Jesus seja a glória!

Everaldo Filho disse...

Pr. Ciro, só pode criticá-lo quem o conhece (pois duvido que isso aconteça), só pode discordar de sua ética ou sua teologia quem já leu seus livros ou segue o seu Blog. Bem como Ministro também do Evangelho e leitor de seus livros e seguidor do seu Blog, sei do seu cuidado com suas exposições, mais está chegando a hora de que seu eu e o Sr. fecharmos a boca as pedras clamarão. O Evangelho é mais do que eu e o Sr. Mais ao contrário estão tentando empurrar uma estranha teologia que não fala de salvação.

Daniela disse...

Pois é, pastor. Nesta hora, recordo-me das palavras de Jesus quando disse que o reino dividido não subisistirá. Enquanto os evangélicos se dividem em seus interesses egoístas, a pregação do evangelho é enfraquecida. Os campos estão tão brancos, mas os ceifeiros estão ocupados demais com seus estrelismos ou ataques uns aos outros em vez de trabalharem na ceifa... é lamentável.

JULIANA disse...

A paz do Senhor,Pastor Ciro: Queria esclarecer uma dúvida.
Na passagem de 2 Ts 2:2 (ARC)menciona o dia de Cristo.E na versão ARA é traduzida como dia do Senhor. Existe erro de tradução? O Dia do Senhor é o mesmo dia de Cristo? Peço a sua ajuda pois meu esposo é monitor da Etaad (básico)e tem dúvidas.
Obs: A aula é sexta...
Agradeço se puderes nos esclarecer este assunto.

O BLOG DA VERDADE disse...

"Cristo" nao aparece no original,mas a mesma palavra traduzida pra "Senhor"(kurios) varias vezes no novo testamento eh aplicada a Jesus,como em Jo.20:28 quando Tome diz "o Senhor meu(ho kurios mou) e(kai) o Deus meu(ho theos mou)"

O BLOG DA VERDADE disse...

So pra clarificar,quando eu disse que no original nao aparece "Cristo",estava me baseando no texto de Westcott e Hort,o NA27 tambem contem "Senhor",mas ha tambem manuscritos gregos que dizem "Cristo".Conclusao:nao eh erro de traducao.

*Helena* disse...

IURQM (Igreja Universal do Reino de Quem Mesmo?).

Muito boa!!!
O Reino de Deus é justiça, paz...

Macedo não merece nosso tempo e espaço!

Tamar disse...

Uma palavra sábia, biblicamente embasada e que criou uma nova percepção em nossas cabecinhas fechadas. Um exemplo de legítima pregação cristã.
Obrigada.

estudosgospel disse...

Isto é verdade. Nem todos os cantores evangélicos são adoradores. Uma vez, um irmão, ao saber que certo cantor ia cantar em sua igreja, fez um artesanato e escreveu o nome do cantor nele, e, no dia em que o cantor se "apresentou" na igreja, ele deu a ele de presente. Na hora, na frente do pastor e dos membros, o cantor mostrou uma imensa alegria, maus ao ir embora, passou por uma lata de lixo e jogou o artesanato fora. Só que ele não contava que alguém fosse vê-lo fazendo isso.Resultado, ele nem precisou cantar no outro dia, foi dispensado.

ouvir musica gospel disse...

Eu adoro ouvir musica gospel online e passei por aqui e achei o site. Muito legal.
Abracos a todos
E que Deus opere neste 99% que não adora em espirito e em verdade.