sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Resposta a um leitor a respeito da relação entre amor e verdade


O amado irmão Oseias Balzaretti, ao ler a minha Resposta a um leitor sobre a Trindade, protestou:

Pastor Ciro, o que os cristãos não conseguem entender é que tudo o que se diga acerca de Deus está em Jesus; e esse é o ponto mais difícil de se conceber: Deus em Cristo reconciliando todas as coisas. Não é de hoje que a unidade de Deus causa fortíssimas enxaquecas nas cabecinhas duras dos teólogos. Ário teria muito à nos dizer; muito mais teria ainda seu oponente Atanásio, que 
 “atanazou” os coitados dos arianos (não sou ariano, nem atanasiano...).

Gente, será difícil firmar nossa fé unicamente no que a pessoa Humana de Jesus nos deixou como “doutrina”? Sim, pois se O seguirmos em verdade, haverá motivo para querermos saber sobre do que é composta a Triunidade de Deus? Seja trinitário confesso e viva sem amor, e depois veja no que isso resulta! (O mesmo vale para os unicistas). É que o Evangelho de Jesus é simples, portanto dispensa tais divagações “teológicas” aparentemente embelezadas com o belo termo chamado de ortodoxia, porém destituídas daquele Amor, cuja substância não se interessa em saber sobre os mistérios e particularidades que só pertecem ao Altíssimo.


Pelo amor de Deus, gente, não haverá fim essa luta entre arianos e trinitários, pois ambos navegam no mesmo barco filosófico/teológico/racional, e cada um irá tentar convencer o outro de que a sua “teologia” é a correta, ad infinitum. E mais, em cada uma das partes haverá argumentos ricamente embasados na lógica e na razão, e, principalmente na Bíblia. Sim, pois os séculos de história da igreja nos mostram que há coerência em ambos os pressupostos. 
Enquanto não se reconhecer que é na Humanidade plena de Jesus que se encontra enraizada a verdadeira “doutrina”, haverá ainda muito “pano pra manga...”

Minha resposta:


Prezado irmão Oseias Balzaretti, a paz do Senhor.


Com todo o respeito — o irmão sabe que sou sincero e não falo por mal —, foi por causa de concepções relativistas como as suas que surgiram seitas pseudocristãs como Testemunhas de Jeová e Mormonismo. Ou o irmão acredita também que as tais são apenas comunidades que reúnem pessoas salvas em Cristo que pensam de modo diferente? A primeira nega a divindade de Jesus. E os mórmons confundem-no com o arcanjo Miguel.


Sinceramente, penso que o irmão entrou por um caminho complicado. Defender a sã doutrina, à luz da Bíblia, não é coisa de teólogos “cabecinhas duras”, e sim de pessoas espirituais (1 Co 2.15; 1 Ts 5.21), que prezam a Palavra de Deus (At 17.11). Lembre-se de que somos estimulados pela própria Bíblia a ter cuidado da sã doutrina e a permanecer nela (1 Tm 4.16; 1 Co 15.1,2; 2 Co 11.3,4; 1 Tm 6.3,4). Paulo deve ter sido um grande “cabeça dura”. Mas mandou-nos ser seus imitadores, assim como ele o foi de Cristo (1 Co 11.1).


Se — como o irmão falou — não há necessidade de sabermos de que é composta a triunidade de Deus, segue-se que russelitas, mórmons, espíritas kardecistas, católicos, evangélicos, etc., a despeito de possuírem concepções diferentes a respeito de Jesus Cristo, visto que “o seguem” (cada um à sua maneira, mas em amor, supõe-se), então todos estarão no mesmo bojo?!


Penso que, se o amor é prioritário, em detrimento da verdade, podemos afirmar que as pessoas que dizem amar a Jesus estão todas corretas. Nesse caso, haveria salvos em todas as seitas, mesmo que não obedeçam à sã doutrina. Entretanto, por que o Senhor Jesus nos mandou entrar pela porta estreita (Mt 7.13,14)? E por que Ele mesmo afirmou: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra”, em João 14.23?


À luz da Bíblia, o amor não substitui a verdade, tampouco sobrepuja a sã doutrina. Muitos pensam que tolerar a heresia em nome do amor é o melhor caminho. Mas o Senhor Jesus ensinou que, se alguém o ama, guardará a sua Palavra!


Um cristão que apela para o “amor” e, ao mesmo tempo, é relaxado com a sã doutrina é um cristão (cristão?) que não entendeu o que é o cristianismo. O próprio Senhor Jesus — e não os apologistas de plantão nem os teólogos “cabecinhas duras” — repreendeu os pastores que não tinham preservavam a sã doutrina (Ap 2-3). Ele também, ao andar na terra, disse: “Acautelai-vos” (Mt 7.15). Do que, mesmo? Leia todo o capítulo ou pelos menos os versículos 15 a 23.


Amar não é uma boa justificativa para abrir mão da verdade. Amar não é tolerar a heresia. Quem ama o Senhor deve se submeter aos seus mandamentos e princípios, pois amá-lo implica fidelidade à Palavra. Como eu já disse, em outro artigo, o amor sem a verdade é fraco e sem influência. Já a verdade sem o amor é rígida demais, sem misericórdia.


Se o amor anulasse a verdade e nos obrigasse a tolerar heresias como o unicismo, como deveríamos entender as seguintes palavras do Senhor: “Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas; para que não as pisem e, voltando-se, vos despedacem” (Mt 7.6)?


O teólogo “cabecinha dura” que se preza segue a verdade em amor e cresce em tudo naquEle que é a cabeça, Cristo (Ef 4.14,15). 
O cristão fiel rende-se à Palavra de Deus. Defender a doutrina da Trindade não significa participar de uma luta entre trinitários e arianos, como o irmão afirmou. Denota, antes, defender o Evangelho (Fp 1.16), haja o que houver.

Sei que a maioria dos unicistas me considerará persona non grata. Mas a minha esperança é de que alguns (ou pelo menos um) deles se curvem à inerrante e infalível Palavra de Deus. Afinal, n
ão haverá argumentos convincentes, “ricamente embasados”, para quem se opõe à Palavra de Deus e ao Deus da Palavra.

A Trindade é uma doutrina inegociável, não porque os teólogos dizem isso. São as próprias Escrituras que confirmam que a Deidade é formada por três Pessoas distintas. E quem nega isso, mesmo que ame a Jesus, embarcou em uma canoa furada, à luz do que Ele mesmo ensinou em João 14.23.


Com amor e em verdade,


Ciro Sanches Zibordi

32 comentários:

Alex Silva disse...

Caro Pr. Ciro, a Paz do Senhor, tenho observado, em certos comentários, que alguns autores sequer leem as referências contida nas postagens; apenas estes versículos já são suficientes para refutar quaisquer heresia. A necessidade de impor o que aprenderam com homens, até piedosos, mas falíveis, como qualquer outro homem, é tão grande que deixam de priorizar as Escrituras, para abraçar a filosofia; igualam a Palavra de Deus com opniões e pensamentos, ou seja, o que é absoluto(Bíblia) se torna relativo. Por graça, temos Cristo como nossa cabeça e a Sua bendita Palavra como regra de fé, de conduta e, principalmente, como Sã Doutrina.
Em Cristo, nosso Senhor e, em Sua Palavra que esta acima de qualquer pensamento.
Deus abençõe.....

Márcio Cruz disse...

Caro Pastor e Amigo Ciro,

Um detalhe muito bom me chamou a atenção nesta postagem:

Suas citações escriturísticas em relação ao comentário que gerou sua postagem.

Ele não citou uma sequer. O que é perigoso mesmo. Afinal, a Bíblia deve falar mais alto em todo e qualquer assunto.

Bíblia neles, pastor (em amor, é claro).

Márcio Cruz.

Anônimo disse...

Como que vc usa o texto de João 14:23 e até usa 2 Tm 3:16 pra dizer que essas passagens se refere a TODA Biblia, sendo que qdo foi escrito ou dito isso muitos livros da Biblia ainda nem estavam prontos pois o ultimo foi escrito no ano 100dC.Ou vc acha que Paulo estava profetizando todo o NT até mesmo o apocalipse que nem existia naquela época kkkkk
Se vc tem Biblia hj vc deve isso a igreja catolica, pois sem igreja não há Biblia...ou vc acha que os 27 livros cairam prontinhos do céu com ziper e tudo...Agora me explique: Onde está na biblia que o NT tem 27 livros ??? Se vc sabe que tem 27 livros vc deve isso a ICAR...

Ciro Sanches Zibordi disse...

Anônimo zombeteiro,

Modéstia à parte, este escritor conhece a História da Igreja, contada pelos evangélicos e pelos católicos.

Seu desconhecimento da História da Igreja e da formação do cânon neotestamentário me espanta. Identifique-se. Escreva seu nome e sobrenome. Use uma assinatura válida. Mostre-nos a sua foto. E eu terei prazer em lhe explicar ponto por ponto a diferença entre a Bíblia usada pelos evangélicos e a usada pelos católicos.

Aja com maturidade, por gentileza. Poupe-nos do seu infeliz "kkkkkk". Aqui não é uma comunidade do Orkut formada por pessoas que não sabem do que estão falando e, por isso, recorrem ao que elas têm de melhor: invencionices, escárnio, desrespeito à Palavra, ridicularizações de pessoas e instituições, etc.

Cresça. Amadureça. No dia do juízo, os livros se abrirão, e você terá de encarar o Justo Juiz.

CSZ

Cícero Leandro Júnior disse...

Caro pr. Ciro, paz seja contigo!

Passo alguns dias sem vir aqui e já me vem essa avalanche de artigos! Graças a Deus. Leitura altamente proveitosa. E necessário se faz que a igreja aprenda sobre a Trindade, vendo-a como algo de extrema relevância para se entender Deus, e não apenas uma coisa que a gente aprende na igreja, uma trivialidade. Pois é assim que muitos vêem tal doutrina. E que parem de cantar em nossas igrejas os louvores desse grupo que diz ter a "voz da verdade", não devemos tolerar os heresiarcas.

Que Deus continue usando-o para abrir, através da palavra, os olhos daqueles que estão cegos pelas doutrinas humanas e esclarecer aqueles que estão em dúvida sobre a verdade revelada nas escrituras.

Em Cristo,
Cícero Leandro Jr.

PS: adquiri o Teologia Sistemática Pentecostal. Que aula de escatologia, hein? Sensacional e esclarecedora.

Daniel Gomes da Silva disse...

A paz do Senhor, Pr. Ciro.

Concordo com as suas colocações. O amor deve defender a verdade sempre. Mas o que difere heresia de linha de pensamento diverso? Por exemplo, não chamamos nossos irmão calvinistas de hereges por crerem na predestinação da maneira que creem...

Novamente peço a sua ajuda com uma pergunta que já me fizeram, mas que eu não soube responder (sou professor da escola dominical):

Em Mc 13.32 diz "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai."

Segundo esse versículo a data e a hora da vinda de Cristo é conhecida apenas pelo Pai. Nem o Filho, nem o Espírito Santo sabem. Isso iria contra o atributo da onisciência de Deus, assim alguns dizem que só o Pai é Deus.

Como posso refutar essa afirmação?

Muito obrigado!

João disse...

O pastor Ciro está correto ao mostrar que temos que valorizar a sã doutrina.

Embora deva citar que mesmo nós da AD omitimos doutrinas importantes e ensinos que, quando comparados à luz de um raciocínio mais lógico com a bíblia se confunde, como é o caso do pré-tribulacionismo (opinião minha).

Oséias Balzaretti disse...

Pastor Ciro,

Estou "vacinado" contra as TJs, pois desde a década de noventa venho lendo os livros do pastor Esequias Soares. Os mórmons também têm um passado turbulento e vergonhoso; há denuncias sérias documentadas em vários livros, principalmente na obra "A Ilusão Mormom" de Floyd C.Mc. Elveen (Vida, 1981). Quanto aos espíritas, a própria história das raízes de sua doutrina remonta às crenças estúpidas e emaranhadas que pairavam em culturas antiqüíssimas. É simplesmente inconcebível ler as obras de Kardec sem corar de vergonha com tamanha incoerência ao vê-lo citar a Bíblia de maneira completamente desonesta com a exegese.

Amigo pastor Ciro, preciso esclarecer que os teólogos "cabecinhas duras" os quais referi, são aqueles considerados "pais da igreja". Estudei o perfil de cada um deles: eram tão nervosos, briguentos, indecisos... Nos tempos da reforma até Calvino mandou matar um cara que dele discordava. Portanto, não estão nessa categoria os teólogos espirituais, já que estes, muitas vezes, não têm os seus nomes escritos nas páginas da história da igreja - muito menos são "famosos".

Ao irmão Márcio Cruz que, ao comentar o texto, disse que não citei a Bíblia, o fiz por um motivo muito simples: é que eu penso que os leitores deste blog estão bem familiarizados com a Bíblia não tendo necessidade ler cada passagem. Agostinho de Hipona (século 4) ao escrever as suas “Confissões” não citou as referências bíblicas que utilizou, já que ambas se encontravam implicitamente no texto. Posteriormente, foram os editores de sua obra que incluíram as respectivas referências nas notas de rodapé nas edições mais atuais.

Oseias

Anônimo disse...

Reginaldo........a paz do senhor pr.ciro
E muito bom saber que existe pessoas preparadas como senhor para responder a qualquer que vos pedir a razão da vossa fé. continua nessa tua fotça meu Irmão.

tiagolinno disse...

Uma das facetas do amor a Deus é o compromisso fiel com sua Palavra. Lutar por ela, por sua mensagem cristalina é uma constatação de que se tem o amor de Deus!

Anônimo disse...

Bom dia, na paz do Senhor,

Nunca é demais citar o que está na bíblia, já que os nossos pensamentos diferentes das santas escrituras podem até chegar a nos enganar, porém a palavra do senhor não muda e deve nortear o que pensamos o que fazemos e porque não o que escrevemos.

arettuza.

Tiago Rosas disse...

Ilustre Pr. Ciro,

A sua resposta ao querido leitor não necessita de maiores esclarecimentos. Está completa. A altura!

Assim sendo, meus parabéns pela defesa da sã doutrina.

Elizeu Rodrigues disse...

Gostei dos argumentos do irmão Oseias Balzaretti, penso de forma parecida. "Quem me ama, guardará a minha palavra". Qual palavra Jesus se refere aqui, ao que Ele ensinou ou a bíblia toda? Pergunto porque Ele diz em "Se vos permanecerdes nas minhas palavras", isto é, no que Ele fez e ensinou, ou "desses dois dependem toda a lei". Geralmente eu não coloco as referências, porque isso aqui não é um tribunal. Eu amo a palavra. Ela está no meu coracão. Se proibissem o uso de bíblias, queimassem, etc, não me faria diferenca, pois ela está escondida no meu coracão, como bm disse Davi.. As vezes é ruim ficar escrevendo. Quem me conhece, sabe que eu gosto de argumentar face a face, paciente. Jesus era assim. Ele só dizia: "Não está escrito assim na vossa lei?" sem capítulo, versículo, página, rolo, pergaminho, etc.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão Elizeu,

Quando Jesus andou na terra, as Escrituras não eram divididas em capítulos e versículos. Isso ocorreu no século XVI para facilitar o manuseio dos livros sagrados.

O irmão não crê na inspiração plenária da Bíblia (66 livros)? Meu Deus! Bem, prefiro crer que seja um engano. Mas, se em João 14.23, Jesus aludiu apenas às suas palavras, pronunciadas quando Ele andou na terra, o unicismo continua sendo uma grande heresia. O irmão já estudou João 8? E João 14.16? Jesus mentiu aqui e ali, ao apresentar o Espírito Santo como OUTRA PESSOA, diferente dEle, e ao dizer que Ele com o Pai FORMAVAM UMA DUPLA DE DUAS TESTEMUNHAS?

Parabéns por guardar toda a Palavra no coração! Eu ainda não consegui... Por isso, prefiro que os escritores citem referências para que eu possa conferi-las. Se proibissem o uso de Bíblias, seria um caso de exceção. Mas Deus mandou que Moisés TIVESSE O LIVRO CONSIGO! Mas não vou citar onde está escrito. O irmão já sabe tudo, pois a Palavra está em seu coração, não é mesmo?

A paz do Senhor.

CSZ

Matheus Carrel disse...

Olá pastor Ciro tdb?
Pelo que li aqui notei que muitos desconhecem sobre canon, formação do NT...Eu sei que isso envolve história da Biblia e patristica, mas nunca vi vc falando sobre esse assunto...
Jáque muitos fizeram esses questionamentos como eu vi ai nos comentarios de como sabemos que o NT se compoe de 27 livros ou se as palavras de Jesus de João 14:23 se refere a toda a Biblia...você poderia falar falar sobre isso..
.
Obrigado !!!
Fique com Deus
T++

Elizeu Rodrigues disse...

"Não está escrito assim na vossa lei?" sem capítulo, versículo, página, rolo, pergaminho, etc". Vou entender que o sr cometeu um engano do tipo "paralaxe", ao ler, pois eu coloquei "rolo e pergaminho" para os tempos de Cristo. Capítulo, versículo, página, para nós. Mas tudo bem.

E quando eu falo toda a palavra, é com relacão aquilo que eu consigo lembrar, e com relacão também ao que o Espírito me faz lembrar.

Eu quase decorei (e isso é verdade) o filme do Evangelho segundo João, pois eu gosto de ver Jesus dizendo aquelas coisas que estão na minha bíblia: "Love one another..."

Ciro Sanches Zibordi disse...

Elizeu,

Entendi a sua opinião.

Grato.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Matheus,

Os cristãos, protestantes, evangélicos, crentes sempre consideraram que a Bíblia toda, com os seus 66 livros, é divinamente inspirada.

Quando Jesus andou na terra, Ele empregou o termo "palavra" ou "palavras" a respeito da sua mensagem. Entretanto, Ele citou várias vezes o Antigo Testamento, dando testemunho de que Ele é a Palavra de Deus.

Da mesma forma, os escritores do Novo Testamento testificaram da parte de Cristo, dando continuidade à sua mensagem, o que veio a ser reconhecido como Palavra de Deus inspirada, com evidências externas e internas. Pedro inclusive aludiu às Cartas de Paulo como sendo inspiradas por Deus tanto quanto as outras Escrituras do Antigo Testamento (2 Pe 3).

Segue-se que, hoje, para nós, textos como João 14.23 e 2 Timóteo 3.16,17 englobam, sim, TODAS as Escrituras inspiradas, isto é, os 66 livros. Pois todas as Escrituras são a Palavra de Deus. A Bíblia é a Palavra de Deus escrita. Jesus, o Verbo, é a Palavra de Deus viva, em ação, como lemos em Apocalipse 19.

Outrossim, quem não conhece a História da Igreja pensa que a Igreja Católica e a Igreja de Cristo são a mesma coisa. Não existe nada mais falso. Aliás, a Igreja Romanista precisou incluir sete livros apócrifos, no século XVI, no Concílio de Trento, à sua versão para se contrapor ao Novo Testamento e ao avanço da Reforma Protestante!

Se o romanismo fosse o autor do cânon neotestamentário, não precisaria de livros adicionais para defender os seus dogmas extrabíblicos, refutados pelo Novo Testamento, como a mariolatria, o purgatório, o papado de Pedro, etc. Ele mesmo teria feito uma seleção de livros que abonassem tais heresias e outras.

Um abraço.

CSZ

GERALDO CARDOSO DE ALMEIDA FILHO disse...

Caro Pastor Ciro.
Continue assim, sempre que possível, postando temas relacionado a sã doutrina bíblica.E temas assim que precisamos nestes momentos de tantas seitas e heresias.

Matheus Carrel disse...

Olá pastor Ciro tdb?
Uma coisa que eu também observei ao estudar num livro aqui que tenho, que Paulo chama o Evangelho de Lucas de Escritura. Pois em 1 Timóteo 5:18 Paulo faz uma citação e a chama de ´´escritura´´, e essa citação só se encontra em Lucas 10:7. Portanto, Paulo coloca o livro de Lucas como Escritura.
Infelizmente os catolicos se auto-denominam a Igreja de Cristo fundada no ano 30dC, e já vi muitos deles dizerem como nós sabemos que o NT se compõem de 27 livros se não fosse a igreja a estabelcer o canon. Fora que eles igualam as tradições orais coma Biblia. O engraçado é que os ortodoxos também tem a sua tradição oral e se dizem o dono da verdade..Veja só que engraçado: 2 tradições orais..Por isso prefiro ficar com a Biblia e não ultrapassar o que está escrito ( 1 Co 4:6).
.
Abraços !!!
T++

maia disse...

senhor Oseias BAZARETTE: DESCULPE AMADO MAIS CABEÇA DURA AI E VC MESMO SEM NOÇÃO NENHUMA DA PALAVRA ESTOU TENDO CONSIDER VC ANÁTEMA ....

JAVÃ VIDAL DE NEGREIROS disse...

Pr. Ciro não tenho duvida alguma dq a doutrina da trindade é biblia, mais este é um assunto muito complexo, as igrejas e seus pastores deveriam se preocupar em ensina mais este tipos de assunto. Por exemplo faz 4 anos q aceitei Jesus, e so ouvi falar arrespeito da Trindade 1 vez na escola dominical. Isso é pouco demais, por isso existe muitos crentes confuso.
So tenho minha opinião formada arrespeito da santa TRINDADE por que busquei em livros tendo como ponto de partida a biblia.

Hubner Braz disse...

Amigo Ciro,

Gostei do seu comentário respondendo ao comentário do Oseias...

A questão aqui é a relação entre o amor e a verdade. E não sobre a veracidade das escrituras.

Que por sinal, seríamos néscio ao questiona-las. Um livro que dura tanto tempo e até hoje é o mais vendido no mundo tem que ter algo bom e verdadeiro. "Ele é inquestionável"

Para mim, muitas pessoas desta geração estão com seu interior paralisado, atado e arrastando-se a cada dia para uma vida reduzida e sem sentido.

E não é porque não aceitam a Jesus como salvador e sim porque não se aceitam com seus limites e suas qualidades.

Uma geração, membros de nenhuma denominação,que denominam os sem igrejas, que precisa por um gesto franco, leal e simples na fé n'Ele para que liberte-se de seus complexos e enfim aceitar o óbvio que está em (Jo 1.1-2).

Paz amadoOoOo Pr...

Oséias Balzaretti disse...

Pastor Ciro,

Permita-me uma resposta ao comentário do sr. Maia:

Caro amigo, a leitura que faço da palavra já não o faço com os óculos da hermeneutica ortodoxa, e sim a partir do próprio hermeneuta por excelência, que é um homem chamado Jesus.

Jesus é a própria exegese de toda a escritura! E suas delineações escriturístuicas e interpretativas se relacionam no íntimo do coração de cada ser humano.

Se o amigo me anatematiza, eu porém vos digo: eu o amo em Cristo, em cujo Amor nada nos separa.

Conheço profundamente a igreja evangélica de nosso Brasil, além de ter convivido durante boa parte de minha vida em casa de pastores fundamentalistas, sem contar um sem número de leituras que fiz de praticamente toda a teologia evangélica e católica em língua portuguesa, bem como da história da igreja, com dedicação especial à patrística e todos os concílios da igreja antiga.

Portanto, não sou imaturo nem pedante, apenas uma voz que alterna e brinca com a lógica e a pretensa razoabilidade da filosofia que os "famosos teólogos" a cristianizaram.

O pastor Ciro tem sido bem democrático ao publicar textos que nem sempre se coadunam com a sua linha de pensamento. Todavia, jamais o nobre pastor me "anatematizou", e sim procurou refutar o meu ponto de vista à luz da Bíblia, e o fez de maneira honesta e amorosa. Siga o seu exemplo.

Abraço

Oseias

Ciro Sanches Zibordi disse...

Oseas,

A paz do Senhor.

Gostei do neologismo "anatematizar" (risos). Publiquei o comentário de Maia, que considerei um tanto agressivo, porque tencionava falar-lhe algo semelhante que o irmão lhe escreveu.

É importante que as nossas discordâncias ocorram sempre em torno de ideias e sem ofensas.

Um grande abraço a todos.

CSZ

Elizeu Rodrigues disse...

QUERIDO HUBNER

AMOR E VERDADE? DEUS É AMOR, CERTO? E É VERDADE, OK? MAS O QUE VAMOS PRECISAR NO REINO DE DEUS NA TERRA HOJE, VERDADE OU AMOR?

JESUS DIZ: "Se a vossa justica não exceder..., de maneira nenhuma entrareis no Reino dos Céus". Justica=verdade

PAULO DIZ: "Seja a vossa equidade notória a todos os homens". Equidade=verdade

JESUS DIZ: "Bem aventurados os q tem fome e sede de justica"
justica=verdade

JESUS DIZ: "Vos tendes por pai o diabo e..., pois ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade". homicida=filho do diabo; mentiroso=filho do diabo

JOÃO DIZ: "qualquer que aborrece seu irmão é homicida". aborrece o irmão=homicida=filho do diabo

JOÃO DIZ MAIS: "Se alguém diz: Eu amo a Deus e aborrece seu irmão é mentiroso". aborrece o irmão=mentiroso=filho do diabo

O que vamos precisar no Reino de Deus, mesmo? Amor, pois Pedro diz que o amor cobre uma multidão de pecados. Verdade dogmática é só verdade dogmática, seja fundamental ou não da fé.

Verdade ou a pessoa tem ou não tem. Pode ser crente ou não, não importa. O mentiroso sempre vai ser mentiroso, o homicida cfe João sempre será homicida, o filho do diabo sempre será filho do diabo, como Judas. Jesus diz: "Porventura colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?".

O amor é assim: vc andando lado a lado cm judas todo dia. Ele vai trair vc e até te matar, mas vc jamais deixará de amá-lo, ou dirá: "Meus amigos discípulos, o que vai me trair é Judas. Expulsem ele daqui". Jesus não fez isso..

João Paulo disse...

Irmão Elizeu, nós não podemos dizer que se a bíblia fosse queimada não faria nenhuma diferença, pois não temos a bíblia toda decorada na cabeça e é a leitura da bíblia e a oração que faz com que nós nos cheguemos mais a Deus. A palavra do Senhor se renova a cada dia.

Um abraço Pr. Ciro, a um bom tempo não comento neste blog. Mas sempre gosto de ler suas postagens. Que Deus lhe abençoe.

A paz do Senhor.

Robson - SBC disse...

Ainda bem que Deus não enxerga com olhos humanos e principalmente de crentes, pois gostaria muito de encontrar irmãos que pensam na trindade de formas diferentes, ou até mesmo, afirme que Deus é um só, no céu. Assim vê-los também diante do cordeiro Jesus, sentado a direita de Deus Pai, pois acho que não é uma questão de defesa da fé inegociável e sim apenas elucubrações. Particularmente não vejo que é uma questão de salvação ou céu ou inferno,para o desapontamento de muitos.



Robson

Ciro Sanches Zibordi disse...

Robson,

Nossa fonte primária de autoridade é a Bíblia. Quanto à Trindade, é inegociável porque ela é a chave para o entendimento de todas as doutrinas fundamentais. Lembre-se: "Deus quer que todos se salvem, e VENHAM AO CONHECIMENTO DA VERDADE" (1 Tm 2.4).

Para quem não se aprofunda no estudo da sã doutrina, crer ou não crer nessa doutrina parece insignificante. Mas a Bíblia, do começo ao fim, mostra as três bendidas Pessoas, seu relacionamento, a cooperação delas em nossa salvação e na consumação de todas as coisas.

Um abraço.

CSZ

Raimundo Nonato disse...

Falso pastor e advogado programa casamentos e some, na Zona Norte
A Crítica - AM - Manaus/AM - MANAUS - 13/07/2011 - 19:03:03

Síntia Maciel
Há uma semana o falso advogado foi entrevistado por uma equipe de A Crítica, durante a Operação Catraca(Luiz Vasconcelos)
O pastor José Alves da Igreja Assembléia de Deus Missões Evangélicas foi surpreendido na manhã desta quarta-feira (13), ao procurar o suposto pastor e advogado Arkami Ali Mohamed Yacub, e ser informado de que os mais de 30 casamentos programados por ele, até o mês de setembro não passavam de um golpe.
“Não descarto a possibilidade do Yacub ter dado golpe em boa parte das igrejas do bairro”, desabafa o pastor da Igreja Assembleia de Deus Nova Vida, Raimundo Alves da Silva, 46, também vítima de Arkami.
Nos últimos quatro meses o falso pastor e advogado estava morando em uma quitinete de propriedade de Raimundo, onde várias pessoas iam em busca de auxílio judicial.
Na manhã de hoje ao ir ao local se informar sobre os trâmites legais para a união de seis casais de sua igreja José foi informado que Yacub além de ter aplicado vários golpes contra membros da igreja – entre eles o de casamento falso e de aposentadorias -, também estava foragido há uma semana.
“Segundo o pastor José Alves os casamentos foram programados para o dia 24 de setembro. Mas outras congregações também foram alvo dele. Pelos relatos do pastor acredito que ao menos 30 casamentos estavam programados para os próximos meses”, ressalta Raimundo.
Segundo ele, de cada casal Yacub teria cobrado a quantia de R$ 80, referente ao pagamento dos trâmites legais.
A única exceção foi Joel Ferreira Pimentel, 37, que teria pago a quantia de R$ 250 a Yacub referente a agilização de um divórcio e dos trâmites de uma nova união.
Consultoria
Casamentos, solicitações de aposentadoria pelo INSS e até mesmo alvarás de solturas eram alguns dos serviços que vinham sendo prestados aos moradores do bairro Alfredo Nascimento, Zona Norte de Manaus, onde Yacub aplicou boa parte de seus golpes.
Dependendo do caso, os serviços de Yacub variavam de R$ 80 a R$ 500.
O falso advogado utilizava o registro de número 6742, como se fosse referente ao sua inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil, secção Amazonas (OAB/AM).
“Fomos a OAB e descobrimos que era um registro falso”, informa Raimundo.
Na última sexta-feira (8), Arkami chegou a ser entrevistado por uma equipe de reportagem do jornal A Crítica, na Zona Leste, durante uma matéria sobre a Operação Catraca, da Polícia Militar, nos veículos que atuam no sistema de transporte coletivo – entre eles Executivos e Alternativos.
Na ocasião, Yacub chegou a ligar para o pastor Raimundo Alves e dizer que havia sido convidado para assumir um cargo de confiança na Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/AM).
“Ele disse que ia aparecer naquele dia em todos os jornais por que havia sido indicado para um alto cargo na Secretaria de Segurança”, relata o pastor, que ao ouvir a história imaginou que na verdade Yacub havia sido preso, por que os golpes aplicados por ele haviam sido descobertos pela polícia.

maia disse...

Pastor Ciro agradeço o amado por ser democrático em seu blog,me permita dar uma resposta fraternal ao irmão Oséias não fazendo do seu blog campo de debates,,,

amado irmão Oseias se irmão ficou ofendido comigo pelo meu comentário irmão me desculpe mais eu vejo que não ofendi o irmão, não estamos tratando aqui da pessoa do irmão sim das ideias teológicas eu usei mesma palavra que Paulo usou considerando anátema todos os que pregam outro evangelho, disse que considero assim porque irmão entende que não precisa debater as erradas ideias de alguns teólogos, irmão esta confundindo amor e verdade ser verdadeiro na posição teológica não quer dizer que não amamos as pessoas sim que simplesmente não concordamos com suas ideias. se for olhar da forma como irmão analisa questão, então Paulo errou quando chamava as pessoa que ensinava outra teologia de heréticos desculpe amado se te ofendi não foi intenção só rebati suas ideia te amo em cristo paz,,,,

Fabio Diniz disse...

A que ponto tem chegado o Relativismo!

Minha sincera esperança é que os que o defendem não se proclamem, ainda, cristãos, mas que venham a se converter sinceramente.

Em Cristo,

Fabio