sábado, 2 de julho de 2011

Os ativistas gays sabem mesmo o que são direitos humanos?


Muita gente ainda não sabe que o conceito internacional de direitos humanos também abarca a ideia de liberdade de pensamento e de expressão. A Declaração Universal dos Direitos Humanos, aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU), prevê o seguinte, em seu artigo 19º.: Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.

Segue-se que todos os seres humanos — dos gêneros masculino ou feminino, inclusive os homossexuais, que nasceram homens ou mulheres, mas têm todo o direito de serem o que quiserem ser — têm assegurada a liberdade para opinar e se expressar. Aliás, no Brasil, a Constituição Federal também nos dá essa garantia, e o Supremo Tribunal Federal, por sua vez, garante até mais que isso, visto que legitimou, recentemente, a manifestação em favor do uso de drogas ilegais.


Agora, preste atenção ao que escreveu certo bacharel em psicologia (não me pergunte o nome dele) em seu livro: “O homossexualismo, atualmente chamado de homossexualidade, é apenas uma expressão natural da sexualidade humana, e tudo o que se disser ao contrário é uma afronta aos direitos humanos universais. Ele não é uma doença, não é uma perversão e muito menos um pecado. Não acredite em religiosos fanáticos ou em estudos pseudocientíficos de cura ou conversão. Aceite seus desejos homossexuais e seja feliz”.


Bem, valendo-me da minha liberdade de expressão, garantida pela Constituição Federal e, sobretudo, pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, utilizarei a mesma construção frasal do aludido escritor para defender um pensamento: A Bíblia, também chamada de a Palavra de Deus, é inerrante e infalível. Quem a lê é mais sábio do que os que não a leem. E tudo o que se disser contra isso é uma afronta aos direitos humanos universais. A Bíblia não é ultrapassada, muito menos preconceituosa. Não acredite em elegebetistas, que são homossexuais fanáticos, ou em estudos pseudocientíficos que se contrapõem às verdades irrefutáveis do Deus Eterno. Aceite que a Bíblia é a Palavra de Deus e seja feliz.


Os elegebetistas podem ser o que eles quiserem, pois têm liberdade de opinião e expressão. Mas estão equivocados em sua luta inglória contra evangélicos e católicos. Afirmam eles que lutam contra o preconceito, a discriminação e a intolerância, mas fazem afirmações preconceituosas e discriminadoras, chamando de violadores dos direitos humanos e homofóbicos os que pensam de modo diferente. Agem com intolerância em relação aos religiosos, xingando-os publicamente em sites de relacionamento. E pedem respeito desrespeitando a fé da maioria dos brasileiros durante a Parada Gay.


Se os evangélicos e católicos pregam, em tese — e não de maneira ofensiva e depreciativa —, segundo a Bíblia, contra o pecado da homossexualidade, é porque eles amam a pessoa do homossexual e querem que ela conheça a vontade de Deus. Mas os ativistas gays preferem torcer os fatos. Tratam os pastores, padres e o povo cristão como verdadeiros fomentadores do ódio só porque estes não concordam com a ideologia elegebetista.


Na verdade, os ativistas gays precisam aprender a ser mais tolerantes e respeitosos, visto que pregam a tolerância e o respeito. Ou eles pensam que vão prevalecer na base do grito, discriminando e ridicularizando evangélicos e católicos em suas passeatas, nas redes sociais e com a ajuda da mídia gay e evangelicofóbica? Pensam eles que vão calar a voz dos pregadores, associando-os, de modo calunioso, ao ódio homofóbico?


O movimento LGBTUVWXYZ fala muito em Estado de direito e laico... Sabe o que os ativistas gays querem dizer com isso? Que a maioria cristã brasileira é um bando de ignorantes e fanáticos que deve calar a boca! Preconceituosos, eles pensam que somente os liberais, esquerdistas, defensores do aborto (isto é, assassinato de crianças) e ativistas gays têm capacidade para participar do governo... Todo religioso é fanático e ignorante? Democráticos os elegebetistas, hein?

Chego à conclusão de que os ativistas do homossexualismo não sabem o que é liberdade de opinião e expressão. “Mas, escritor, você usou o termo ‘homossexualismo’?” Isso mesmo. Qual é o problema? “Você não sabe que essa palavra é preconceituosa e foi retirada da língua portuguesa?” Vejam que petulância! O aludido termo ainda consta dos dicionários da língua portuguesa (inclusive depois do Acordo Ortográfico), a despeito de o movimento LGBTUVWXYZ, evocando os direitos “homanos”, afirmar o contrário.

Diante do exposto, qualquer projeto de lei (PLC 122, PEC 23, etc.) que tenha como proposta impedir a liberdade de opinião e de expressão é nulo, haja vista ser anticonstitucional e contrário à Declaração Universal dos Direitos Humanos.
A grande contradição é que as pessoas que mais falam em direitos humanos no Brasil são as ativistas gays...


Ciro Sanches Zibordi

6 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo e nosso pr. Ciro Zibordi,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

A situação vai de mal a pior. Os ativistas HOMOSSEXUAIS e conforme a PALAVRA DE DEUS, são considerados por Deus, quer queiram ou não, como vidas que estão vivendo em A.B.O.M.I.N.A.Ç.Ã.O.

Creio que nesta luta pelos direitos homossexuais, estão causando NOJO na maioria da sociedade, que em breve se levantará certamente com ódio desta situação vergonhosa que estão colocando a sociedade, e verdadeiramente em breve, serão os muitos que do amor passarão à sentir uma HOMOFOBIA por esta ridícula proposta que considero uma afronta à Família.

Já não basta, a tristeza causada aos seus pais e mães. Quanta tristeza.

E o pior, creio que virão como se fôssem uma onda NAZISTA em luta aos heteros, por serem de fato, HETEROFÓBICOS.

O Senhor seja contigo, nobre atalaia!

O menor de todos os menores.

Wilton Lima disse...

Paz do Senhor querido pastor Ciro...
Estou acompanhando cada texto seu blog em relação ao assunto e estou sempre de pleno acordo com o senhor...
E fico muito feliz por termos alguns como o sr. que luta pela verdade exposta na Bíblia.

Deus continue sempre lhe abençoando!

Gostaria de repassar esse post no ASSUNTADOS! Posso? :)

Forte abraço e anseio em ouvi-lo pregar de novo!

Paulo Cezar disse...

Prezado Pr. Ciro, concordo com tudo o que disse. O pessoal do movimento LBGTCXYSWQN pensa que vai "ganhar no grito...", etc.
Entretanto, fico um pouco preocupado com aquilo que os "deuses do Olimpo (Supremo)" podem "decidir" a esse respeito, no futuro, pois até a Constituição eles desrespeitaram ao "considerar" (legal) a união estável entre pessoas do mesmo sexo. É muita prepotência.

Régis disse...

Paz do Senhor Pr. Ciro!
Como sempre, nos apresentaste um excelente texto. Que o Senhor Jesus continue te abençoando e dando sabedoria a respeito das coisas naturais e espirituais.
Um fraterno abraço,
Régis de Oliveira.

Anônimo disse...

Excelente pastor... Percebi em um comentário em outro post seu, falando que vc esta se parecendo com o Julio Severo. Se falassem isso para mim, consideraria um elogio. Pois é um servo que não se intimidou com as vigarices gays.
Respeito a pessoa do homossexual, mas para os intolerantes homossexuais, intolerancia para eles. Na realidade, por ser uma conduta execrável, antinatural, precisam através da gritaria conseguir,aquilo que a natureza (com suas leis) os privou.
A paz...

Anônimo disse...

Posso ceiar sem ser batizado nas aguas.lira -bruno@hotmail.com