sábado, 7 de maio de 2011

Os homófobos, os evangelicófobos e o PLC 122


Muita gente tem usado o termo “homofóbico” para se referir à pessoa que odeia os homossexuais — opondo-se a eles de maneira irascível, raivosa, truculenta, violenta, etc. — ou se opõe à homossexualidade de maneira ofensiva, zombeteira, etc. Penso que o termo mais apropriado seria “homófobo”: “que ou aquele que demonstra ter homofobia” (Houaiss).

O termo “evangelicófobo” não consta dos dicionários. Eu o propus ontem, no Twitter e no Facebook, para mostrar a incoerência do PLC 122, projeto de lei que pretende criminalizar a opinião dos que apenas são contrários à prática homossexual, como, por exemplo, os evangélicos, que sempre pregaram contra a homossexualidade, visto que
apresentar o Evangelho aos pecadores significa mostrar o amor e o juízo de Deus. E, na Bíblia, um dos pecados que o Senhor condena é a homossexualidade (Lv 18; Rm 1; 1 Co 6, etc.).


Diante do exposto,
se o simples fato de eu discordar dos homossexuais torna-me homófobo (inimigo figadal dos homossexuais), o simples fato de eles discordarem de mim também os torna evangelicófobos (inimigos figadais dos evangélicos). E não é isso que temos visto atualmente? Os defensores do homossexualismo pedem a aprovação do PLC 122, mas eles mesmos portam-se de maneira irascível, truculenta, em relação aos evangélicos.

Ontem, o STF reconheceu a legitimidade da união de pessoas do mesmo sexo. É evidente que tal decisão não foi tomada com base na Bíblia, visto que esta prescreve que
o casal deve ser formado por homem e mulher (Mt 19.4). E, segundo o meu amigo e pastor Euder Faber, presidente da VINACC (Visão Nacional para Consciência Cristã), a decisão não foi tomada com base “na Constituição, pois a mesma é explícita em afirmar o conceito de família, composto por um homem e uma mulher [...], o que os ministros do Supremo fizeram foi desconstruir o texto, extraindo deles toda a objetividade. Enfim, rasgaram a Constituição”.

Como cristãos, é evidente que devemos respeitar as pessoas homossexuais que vivem juntas. O que não podemos — sob pena de desobedecer à Palavra de Deus e ao Deus da Palavra — é concordar com esse tipo de união, a qual, biblicamente, constitui um pecado. E
não é porque a justiça reconheceu tal união que vamos incentivá-la ou considerá-la não-pecaminosa, à luz da Bíblia.

Vendo um pouco mais além, e pensando na possibilidade da aprovação do PLC 122, seria um abuso obrigar os ministros evangélicos contrários à prática homossexual a fazerem casamentos de homossexuais. Isso é uma violação do direito constitucional.
Se os homossexuais querem casar e constituir “família”, respeitamos o seu direito. Mas que procurem aqueles que estão de acordo com a sua ideologia.

Nenhum padre gostaria, por exemplo, que um casal evangélico o obrigasse a celebrar o seu casamento. Na igreja da maioria, sabemos, só podem casar as pessoas que seguem os seus dogmas.
Por que os pastores seriam obrigados a casar pessoas que não estão de acordo com a doutrina evangélica, no caso dos que mantêm relações homossexuais?

Por que os evangélicos não aceitam o PLC 122? Porque ele é uma tentativa de nos obrigar a concordar “na marra” com o homossexualismo. E isso é um absurdo!
Temos o direito constitucional da livre expressão da opinião, o que não caracteriza homofobia, a menos que usemos de ofensa, ameaça, violência, etc. A pregação contrária ao que a Bíblia chama de pecado não é discriminar pessoas, ser homófobo ou adotar postura homofóbica.

A Bíblia — isto é, Deus — condena a prática homossexual. Mas a Bíblia (Deus) também mostra que o homem tem livre-vontade para escolher entre o bem e o mal (Dt 30.19; Mt 7.13,14).
E os cristãos devem respeitar as escolhas das pessoas. Entretanto, ninguém pode nos obrigar a concordar com as escolhas das pessoas. Ter opinião contrária faz parte do processo democrático. Ou não?

Em Cristo,

Ciro Sanches Zibordi

30 comentários:

Brasigrega disse...

O objetivo da "forças contrárias" é unicamente destruir a família...Anarquia e insubordinação não combina com as Leia Divinas!

Simone Faith disse...

Sábias palavras, pastor Ciro!
Como sempre, o senhor nos traz um artigo equilibrado, mesmo porque este assunto é bem delicado (pelo menos eu acho).

Posso repostá-lo no meu blog, citando a fonte?

Que Deus o abençoe, meu irmão!

Simone Faith
adoracaoreverente.com

Mateus Nogueira da Silva disse...

Lamentável. Só pra lembrar, o autor de uma das ADIs foi o Gov. Sérgio Cabral, que apoiou determinado pastor metrossexual em sua candidatura à câmara (basta procurar o vídeo no youtube).

Em tempo, o termo homofobia parece estar semânticamente equivocado. "Homo" no grego significa igual. Fobia deriva de "phobos" que significa medo. Logo, homofobia é o medo do igual, do semelhante. E não aversão àquele que é diferente de você.

www.mateusnogueira.blogspot.com

joceirmoura disse...

E, na Bíblia, um dos pecados que o Senhor condena é a homossexualidade (Lv 18; Rm 1; 1 Co 6, etc.).
@joceirmoura ( twitter )

Lucas Alves disse...

E cadê a força da nossa religião? Se é inconstitucional, o que eu tenho certeza que é, e já até apresentei um trabalho na faculdade sobre isso. Temos que recorrer. Não achemos que eles vão aliviar não.
PEÇO A ATENÇÃO DE TODOS, E OLHEM ESTE POST DO BLOG O GUARDA DE ISRAEL.

http://www.oguardadeisrael.blogspot.com/2011/04/deputado-gay-jean-wyllys-ofende.html

Eles não estão para brincadeira, se entrar em vigor, os pastores vão ter sérios problemas com a Justiça.
Precisamos Orar muito.

Diego Batista disse...

Paz Pastor Ciro!

Parabéns pelo belíssimo texto, muito esclarecedor e oportuno.

Não devemos esquecer o que diz as escrituras: 1Jo 5.19 "Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno."

Diego Batista
@diegobatista25
http://conversandocomiave.blogspot.com/

Suzana disse...

Olha Pastor Ciro.. que Deus continue a te abençoar com sua sabedoria!!!!
excelente texto!!!!
um abraço em Jesus
Suzana Nunes

disse...

Bom a Questão é legal, ams nunca será moral.
Bom as questões de direitos são normais, eles são cidadãos como qualquer Hetero, eles não são isento porque são gays, eles tem todas as obrigações que qualquer crente salvo tem, isso é uma questão social e não religiosa. Isso não tem nada haver com a igreja, o unico perigo é que isso abre precedentes para aprovação da PLC 122 isso porque muitos parlamentares pode se influenciar e começar a dar direitos a gays acima de qualquer cidadão comum. O que aconteceu ontem foi normal, nem todos são santos, eles são ímpios isso é questão social, nosso governo é laico aqui não somos comandados por talebãs. Temos que entender que a igreja não governa o país. Agora, quero ver a liderança católica e evangélicas no Congresso para destruir esta lei, esta que é perigosa, que vem com o kit gay, querendo catequizaro bumbum dos outros, criminalização da homofobia, profanação do casamento que é um sacramento religioso tanto no civil quanto no religioso, isso que tem que ser combatido, eles deveriam se dar por satisfeito com o que ganharam ontem, mas o negócio deles é bagunçar com a igreja , isso que não pode ser permitido. A CNBB enviou um advogado para lá, e os evangélicos enviaram quem?? Aaah não pode eles estão brigando pela cachaça do poder como disse meu amigo Pr. Carlos. Outros pelo espaço na TV, RR SOares ,e Silas, Waldemiro estão brigando por espaço na tv. Mas eles deveriam fazer uma comitiva de pastores para derrubar esta afronta a igreja e a sociedade. Paz!

Tiago Lino disse...

Nossa sociedade está falida, pastor ciro. Ela está, dia a dia, dando sinais de que não quer mais os valores bíblicos e que se cansou de ser baseada nos valores cristãos para a familia.

Bom, isso não é só aqui, mas nos EUA e na Europa essa é uma tendência de anos. O que vejo é que o Brasil apenas está seguindo essa "modernidade".

Pastor ciro, baseado nisso, queria duas opniões sua:

Como o senhor veria a igreja brasileira se os gays tivessem seus direitos plenamente adquiridos, leia-se, casamento, criação de filhos, pensão e a polêmica criminalização da homofobia?

Segundo: A igreja está preparada para conviver em uma sociedade extremamente aversa ao que ela prega?

Eu pergunto isso porque, sincerament, temo que uma parte da igreja, nesse hipotético ambiente, tome a forma e pare de encarar o homossexualismo como pecado.

Depois queria lhe fazer uma outra pergunta

Paz!

geisiel e ozi disse...

a paz do senhor pastor...
olha eu não tenho nem palavras,o meu espirito se encontra muito abatido com este mundo tão cruel,ingrato,obstinado,pecaminoso....mas por outro lado feliz pq esta chegando a hora de darmos um adeus bem grande para este mundo...esta chegando a hora amados...mas tanbem enquanto o nosso querido Senhor não voltar vamos ser corajosos unanimes e firmes para defender esta causa nobre que é o evangelho!

Casal 20 disse...

Pastor Ciro, concordo plenamente com sua posição.

Deixo aqui o link do Reinaldo Azevedo, que também discute sobre a questão do STF ter passado sobre a Constituição:

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

Abraços sempre afetuosos.

Gesiel Camilo disse...

PARABENS,

Igreja Evangélica Brasileira. Você se mostrou morta como as demais espalhadas pelo mundo. Mostrou a sua cara real: calada ante as situações do mundo. Qual seria o pensamento de Cristo agora a respeito da “sua” igreja?

O reconhecimento civil da união homossexual foi aprovado pelo STF brasileiro.

Porem, a culpa não e do STF tampouco dos próprios homossexuais, me perdoem. Não estou defendendo ninguém, a culpa e da igreja.

Essa igreja que um dia foi denominada protestante que renunciava a vida “mundana,” denunciava o pecado do povo e anunciava o perdão e a misericórdia de Deus.

Você e culpada igreja, por abandonar seu propósito e deixar que leis humanas permaneçam acima da Lei de Deus.

A igreja, que outrora pregava o evangelho, hoje esta mais preocupada com a instituição do que com a conversão de pessoas.

Afinal não há mais o que fazer, nem que ficar buscando explicações, pois as mesmas não existem. O que era apenas assunto, agora passou a ser a realidade. O que todos não queriam que acontecesse, aconteceu.

Sejamos honestos. Nada fizemos para isso não acontecer não e mesmo? A não ser o Pr. Silas Malafaia que denunciou tudo isso e profetizou acerca de todos os acontecimentos, mas ninguém lhe deu ouvido, nem mesmo a própria denominação que o mesmo pertence, que a muito tempo esta mais preocupada com seus conflitos internos, institucionais, e sua editora e com discussões para saber onde será ou não as comemorações de seu centenário. Afirmo isso, pois também pertenço à mesma denominação, Assembléia de Deus. E nada fizemos para impedir. Alias, lutamos uns contra os outros e escrevemos em nossos “sites” o que deve-se ou não ouvir, escrever e cantar na igreja.

Então igreja, agora e esperar e ver o que ira acontecer.

Talvez esse fosse o único meio de você igreja acordar do sono profundo, pois não podemos negar que a igreja primitiva so se tornou igreja depois que veio a perseguição. Então agora poderemos mostrar a mundo que somos igreja de verdade não essa comedia religiosa que nos tornamos.


Deus, guarda a sua igreja e faz-nos voltar ao primeiro amor.


gesielcamilo@hotmail.com

Ari Arrais disse...

Pastor Ciro, parabéns por mais um texto esclarecedor!
sua atitude de protestar e levantar a bandeira do verdadeiro cristianismo usando a internet me motivou a criar um blog também!
seu trabalho tem sido inspirador.

dapartedejesus.blogspot.com

Tiago Rosas disse...

Ilustre Pr. Ciro,

Se o apóstolo João, há quase dois mil anos já dizia "o mundo jaz no maligno", que diremos hoje?

Isso é só o começo de uma história de decadência moral desse país! Nem mesmo a Constituição poderá livrar-nos da legalização do pecado. Tomemos a armadura do Espírito, seguremos firme a espada, porque a luta contra as forças do maligno vai se tornar ainda mais cruel!

Os ímpios, e todas as nações que desprezam a Deus e sua Palavra certamente perecerão, e um dia saberão e reconhecerão que houve entre eles um povo, pregoeiro do amor e da justiça do Santo de Israel! Mas feliz é a nação cujo Deus é o Senhor.

Deus tenha misericórdia do STF, das famílias, dos homossexuais...

Matheus Carrel disse...

Oi Pastor Ciro tdb?
Infelizmente eles conseguiram difundir a ideia de que não concordar com a prática homossexual é ter preconceito contra as pessoas homossexuais.
.
Ps: Tem como vc me responder sobre aqueles dois livros que eu te perguntei. Vc os tem a venda, mesmo que usados?
.
Fique com Deus
T++

AD - Madureira - Passos / MG. disse...

Amado! O que estamos a ver nesta decisão é a desconstrução moral dos que deveriam preservar a letra da lei. O que espero ainda é que alguns dos nossos cabeças pensantes, que sempre aparecem sorridentes ao lado dos ilustres da república, exponham suas (e nossa) indigninação. Se não:babau.

Anônimo disse...

Por muito tempo quando lia nas escrituras que o mundo jaz no malígno, apenas entendia como: "O mundo está no malígno" ou pratica o mau, sei lá... dependendo da interpretação que se dê a palavra jazer. Hoje fui tirar uma curiosidade a respeito dessa palavra e ví que a palavra jazer segundo o Houaiss, significa não só estar como quem não se mexe, isto é; imóvel como também pode significar estar morto. Quando vamos a um cemitério vemos na lápide ao seguinte termo: Aqui jaz fulano de tal. Ou seja; aqui está morto fulano de tal... Logo quando a bíblia diz que o mundo jaz no maligno ela está dizendo: O mundo está morto no maligno, morto no pecado. É isso!!! Sendo assim, em nada me surpreende a decisão do STJ quanto ao assunto em questão. O que mais me preocupa é a aprovação da malfadada PLC 122 - Essa sim traz no seu arcaboço sutilezas que podem comprometer a igreja quanto ao aspecto legal. Por outro lado, façamos uma meia culpa; as coisas estão como estão porque a igreja não se posiciona. Cadê a bancada evangélica que elegemos todas as eleições e nada fazem???? Que Deus nos livre desses pederastas que não só querem a aprovação da lei como também as fazem. Muitos deles tramitam nas esferas judiciais encubados que estão, trabalham em silêncio contra nós!! Acorda povo de Deus!!! Vamos estudar.. será que um dia teremos homens de Deus no STF????? é um caso a se pensar, Miremo-nos nos exemplos de José, Daniel, Davi, Deus nos ajude!!!!

Isaque Vitor disse...

A que ponto nós chegamos!
Acho que o preconceito está mais para o nosso lado do que para o lado deles. Não que eu queira fazer tal "divisão de lados" mas é algo que já tem surgido a um bom tempo.
Aproveitei para postar o mesmo texto no blog do qual participo.
Que o Eterno, em Cristo Jesus, continue lhe abençoando grandemente.

Um abraço

jorge melo disse...

Aconteça o que aconteçer e venha o que vier, em nada vai mudar o "Cristianismo".
Os discipulos de CRISTO, continuarão, orando, louvando, pregando, ensinando, admoestando e lutando contra as potesdades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldades nos lugares celestias, efes.6.12 até que CRISTO venha.

" Ainda não resististe até ao sangue, combatendo contra o pecado " hb.12.4

JESUS CRISTO, é o mesmo ontem hoje e eternamente, a mesma glória, poder, honra, justiça~e a mesma fidelidade para com a sua amada Igreja.
Quando ELE opera, quem pode Impedir ? ELE ainda muda os tempos, as horas, removes reis e estabelece reis... da.2.21, e os seus olhos estão sobre os justos e os seus ouvidos atentos ao seu clamor, salm.34.15
Então amados, sobre a proteção de CRISTO não há o que temer, vamos prá frente, olhando sempre para ELE ( O MESTRE) autor e consumador da nossa fé... hb.12.2
As festividades das bodas do CORDEIRO, nos espera, apoc.19.7
Me regozijei ao ouvir tempo atrás, quando o nosso Pr. Presidente Ailton José alves, disse a Igreja :

" se está Pl/122 caso fôr aprovada irmãos, se preparem irmãos para me visitarem na prisão juntos com outros servos de DEUS, porque não iremos desobedecer a palavra de DEUS".

Recife - Pe

Abs, em CRISTO

Jafé Madai Guedes disse...

"A Constituição Federal de 1988, sendo ela a lei maior do país, não pode conceder privilégios e benefícios à parte, a um grupo de pessoas "isolados," acho que isso sim seria homofóbico. Falo isso porque a Constituição já garante a proteção e defesa de toda a população, criar lei específica a um grupo, é a mesma coisa que perseguir os outros mais de 90% da população brasileira".

Gilmar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
silvania disse...

Isto tem o dedo da Senadora Marta Suplicy que ganhou as eleições pelo voto de muitos evangélicos.O mundo jáz no maligno disse Jesus,daqui pra frente podemos esperar mais noticias a este respeito.
Cadê os políticos evangélicos?
É igreja Jesus está voltando.

Renato disse...

O pior disto tudo, que alguns setores da igreja evangélica, até a tradicional tem parte nisto tudo.
fora as radios ditas evangélica.
vou pra janela Jesus está voltando.
Abraços.

Pedro disse...

Pela graça de Deus ainda podemos dá crédito a alguém que prega a palavra de Deus, pois ainda existem homens como o senhor. Que Deus continue lhe abençoando. O senhor tem me ajudado muito.

CARLOS FREITAS disse...

A paz do Senhor Pastor Ciro! me tire uma duvida por favor, Deus usa quem ele quer, quando ele quer, na hora que ele quer. Deus uzaria um bebado ,drogado,prostituta ou um pedofilo para um criatão? por favor me tire essa duvida. obg. homem de Deus.

JAVÃ VIDAL DE NEGREIROS disse...

Estão querendo calar a boca dos servos de Deus aqui na terra. Mais creio que Deus sempre tera homens e mulheres de coragem para denunciar o pecado e falar a verdade independente dais consequências, mesmo que isto venha custar a sua cabeça (MC=6.18-19,25,27-28)Deus sempre tera profeta assim como João Bastista para denunciar o pecado seja a homosexualismo ou qualquer outra pratica de pecado.
Parabens pastor por seus livros e atigos pois muito tem mim ajudado a enxegar os obsurdos que tem surgido em nosso meio.

Anônimo disse...

Paz do Senhor pastor Ciro, gostei muito da sua colocação acerca deste fato.
Esta votação realmente não de acordo com aconstituição brasileira, È claro que não devemos concorda com esta votação, claro respeitanto a outras pessoas e sua escolha mais não concorda-las.
Saibamos que o maiores império tiveram grandes consequências quando concordaram com está decisão, a exemplo de hoje os paises europeus estão indo de mau a pior, isto é crise fináceira, moral, e etc... Se voltarmos para os tempos de Paulo qundo ele inspirado pelo Espirito de Deus escleve aos Romanos cap:1, 1ºco, a biblia diz que este imperios forão destruidos de alguma forma. Saibamos que o Brasil há de passar por alguma consequência por causa da sua desição. Nós evangélicos não somos homofóbicos, simplismente não amamos o pecado. Dou graças a Deus por ainda existir homens como o senhor postor compromissado com a obra de Deus, e o Deus da obra.

Paz do Senhor: Aux. André

Iury e Vanécia disse...

Amado irmão Ciro, postei um artigo sobre a liberação do casamento gay no blog de minha igreja e ficaria muito feliz em receber sua visita e comentários...

http://geracaoeleitananet.blogspot.com/

Um forte abraço de seu fiel leito!

Anônimo disse...

Paz do Senhor Pastor o tenho a mesma opinião do senhor penso que se a sociedade com seu sistema podre quer normalizar o pecado que o façam contudo querer que façamos o mesmo é um absurdo, outra coisa que gostaria de citar aqui é o "ataque" a nossas crianças e adolescentes através do kit antihomofobia que será distribuído pelo Mec nas escolas públicas, esse material é tendencioso, pois as demais minorias, ou aqueles que assim são classificados nem s~~ao mencionados alguém sabe explicar por que?

silvania disse...

Acho que nós podemos fazer alguma coisa.
Estão colhendo assinaturas contra esta lei diabólica é bom todos darem uma olhada neste site:http://www.ipco.org.br/home/assine-a-carta-de-protesto-ao-senado-federal-contra-a-lei-da-homofobia?origem=100
Éum pouco do que podemos fazer.