terça-feira, 17 de maio de 2011

O PL 122 e o ecumenismo


Devemos deixar de condenar o erro para não sermos considerados intolerantes? O ecumenismo — gr. oikoumenikós, “aberto para o mundo inteiro” — prega a tolerância às diferenças e se opõe ferrenhamente a quem defende o Evangelho como uma única verdade libertadora.

Aparentemente, o movimento ecumênico é muito coerente, haja vista basear-se no pressuposto de que cada pessoa possui a sua verdade, e que esta deve ser respeitada.
Parte-se do princípio “democrático” de que cada um tem o direito de acreditar no que quiser sem ser incomodado, desde que também não emita nenhuma opinião sobre as verdades alheias.

Segundo o ecumenismo, as pessoas têm os seus pontos de vista, e o essencial para cada uma é acreditar em Deus e amar o próximo. Se alguém faz isso, já é uma pessoa do bem e não precisa se submeter aos mandamentos e princípios contidos na Bíblia.
Em alguns países, já não se pode mais dizer que o Senhor Jesus é a única porta para a salvação, conquanto Ele mesmo tenha dito: “Eu sou a porta” (Jo 10.9).

Nos Estados Unidos já existem até pastores renomados que têm preferido não falar de Jesus com clareza. Falam apenas de Deus (que é um termo genérico para o mundo), ao contrário dos apóstolos, que tinham coragem de dizer claramente que Jesus era o único Mediador, o único Salvador (1 Tm 2.5; At 4.12). No Brasil, há denominações ditas evangélicas que não apresentam nenhuma restrição às pessoas que vivem no pecado, desde que isso aconteça em prol do “amor cristão”
Em outras palavras, quem vive em práticas que as Escrituras condenam não precisa abandonar suas errôneas escolhas, pois “já agrada a Deus”.

Recentemente, em uma passeata pró-homossexualismo, um grupo “evangélico” exibia camisetas com os seguintes dizeres: “O Senhor é o meu Pastor e me aceita como eu sou”. Há “evangélicos” afirmando que não podem dizer “não” aos seus próprios sentimentos. E afirmam: “Os sentimentos fazem parte do que eu sou; tenho de fazer o que me faz sentir melhor”. Isso quer dizer que, se nos sentimos bem, então estamos no caminho certo? Ora, os homens-bomba se sentem “muito bem” quando tiram a própria vida e de pessoas inocentes!


Veja como é importante a apologética cristã! Ela não apenas se opõe às heresias declaradas, mas também às camufladas (cf. 2 Pe 2.1-3), apresentadas como se fossem boas alternativas para a convivência pacífica entre as pessoas.
Não aceitemos essa falsa tolerância; esse falso amor! Não podemos deixar de pregar o Evangelho completo às pessoas, ainda que sejamos vistos como antipáticos, preconceituosos e perseguidores.

Causa espanto o fato de o ecumenismo a cada dia estar seduzindo os evangélicos.
Aqui no Brasil há celebridades evangélicas participando de shows ecumênicos promovidos pela Igreja Católica Romana! E quem desaprova esse tipo de união é tido como intolerante, sem amor, descortês, sem bom-senso, incoerente, sem ética… É como se o amor substituísse a verdade, e a unidade sobrepujasse a doutrina. Tolerar a heresia é melhor do que parecer desamoroso ao mundo?

Charles Colson, em sua obra
E Agora, como Viveremos?, editada pela CPAD, enfatiza que, nesse tempo pós-moderno, não existe objetivo nem verdade universal. Há somente a perspectiva do grupo, não importando qual seja: afro-americanos, mulheres, homossexuais, hispânicos, etc. Todos os pontos de vista, todos os estilos de vida, todas as crenças e todos os comportamentos são considerados igualmente válidos. Ninguém pode criticar o comportamento das pessoas. Essa é a base do falacioso e perigoso PL 122.

Muitos apelam para o “amor cristão”. Seria o amor uma boa justificativa para se abrir mão da verdade? Ora, amor não é sinônimo de tolerância. Quem ama o Senhor deve se submeter aos seus mandamentos e princípios, pois amá-lo implica fidelidade à Palavra: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada” (Jo 14.23).
O amor sem a verdade é fraco e sem influência. Já a verdade sem o amor é rígida demais, sem misericórdia.

O
amoroso Deus é santo e justo, e aqueles que permanecerem no pecado, por mais convincentes que sejam as suas argumentações, serão condenados (Ap 21.8). Se o amor anulasse a verdade e nos obrigasse a tolerar o erro, em prol da unidade, como deveríamos entender as seguintes palavras de Jesus: “Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas; para que não as pisem e, voltando-se, vos despedacem” (Mt 7.6)?

Em 1 Coríntios 16.22, Paulo declarou:
“Se alguém não ama o Senhor Jesus Cristo, seja anátema; maranata”. Ora, se todos devemos nos unir em amor, sem levar em conta a verdade absoluta da Palavra de Deus, por que o apóstolo Paulo foi tão categórico ao dizer que está sob ou é anátema quem não ama Jesus?

Não é fácil comunicar e defender o Evangelho ante uma geração que ouve com os olhos e pensa com o sentimento. Mas o verdadeiro amor não abre mão da verdade
. O cristão que se preza segue a verdade em amor e cresce em tudo naquele que é a cabeça, Cristo (Ef 4.14,15). Ele sabe que a unidade em amor, em torno da verdade (Jo 13.35), deve reinar, e não a unidade com aqueles que ensinam falsos evangelhos ou apoiam comportamentos anticristãos.

O amor de Deus não anula a sua santidade. A verdade deve prevalecer, e não a tolerância ou a imparcialidade, características do falacioso, embora simpático, ecumenismo. Por isso, o cristão que se preza sabe o quanto é perigoso o PL 122, visto que se baseia em princípios ecumênicos.


Ciro Sanches Zibordi

17 comentários:

Cantinho da Aracy disse...

Excelente texto pastor, Deus continue abençoando sua vida.
Abraços

João Gonçalves de Souza disse...

Pr. Deus continue te abençoando, se nos calarmos, nossos filhos pagarão o preço de noss omissão, parabéns, continuo orando por teu ministério.

João G de Souza

Casal 20 disse...

Pastor, que texto maravilhoso. Expõe de maneira clara a verdade do evangelho. Só não entenderá quem está com um véu sobre o rosto!

Abraços sempre afetuosos.

Ari Arrais disse...

Pastor, seus textos são de grande importância para nossa informação e apologética!
Bom seria se todos os evangélicos tivessem acesso a eles, pois somos motivados a sermos verdadeiros PROTESTANTES!
Paz do Senhor.

Edmilson Santos disse...

Ótimo texto pr, realmente comunicar e defender o evangelho nos dias de hoje não é fácil. Mas graças à Deus, que sempre levanta homens com coragem para não só anunciar, mas também para denunciar as mazelas de nossa sociedade, que caminha a passos largos para a condenação. Que Deus continue te dando graça e autoridade. Seja sempre uma voz profética.

2ª Timóteo cap.3 vss.
12 - Sim, o sofrimento virá da parte daqueles que odeiam a Cristo Jesus, sobre todos os que decidiram levar uma vida piedosa para agradar-Lhe.
13 - De fato, os homens malignos e os falsos mestres tornar-se-ão cada vez piores, enganando a muitos, e sendo eles próprios enganados por Satanás.
14 - Mas você deve continuar a crer nas coisas que lhe foram ensinadas. Você sabe que elas são verdadeiras porque sabe que pode confiar naqueles que, dentre nós, lhe têm ensinado.
15 - Você sabe como as Sagradas Escrituras lhe foram ensinadas quando você ainda era bem pequeno; e são elas que o fazem sábio para aceitar a salvação de Deus pela confiança em Cristo Jesus. (Bíblia Viva)

Adalberto disse...

Que maravilha não preciso mais, me converter, me arrepender, mudar de vida, afinal de conta Deus me aceita como eu sou. Então vamos deixar o velho homem reaparecer se é que na vida de alguns “convencidos cristãos” ele desapareceu. Se não se conformar com istas coisas é intransigência, então sou intransigente. Vamos pregar o evangelho puro como Cristo mandou e doa em quem doer. Pb Adalberto.

Luiz Felipe disse...

A paz de CRISTO Pr. Ciro

E com muito pesar que estamos vendo noticias como a aprovação da união civil homossexual, a tentativa de aprovação da PL 122, e agora numa matéria importante o senhor Pr. nos chama a atenção para o ecumenismo que certamente é uma corrente de apoio a PL 122.
Hoje de manhã em minhas orações orando clamando ao SENHOR JESUS, pedi que DEUS colocasse temor nos corações dos políticos, para não aprovar tal lei contraria a Lei DIVINA, mas o ESPIRITO SANTO me levou ao entendimento de clamar para termos coragem, bravura como os Apóstolos nestes últimos dias para anunciarmos o evangelho independente, se estivermos na frente dos magistrados, governadores, sociedade, grupo de apoio a GLTB e simpatizantes etc., mas falarmos a verdadeira palavra do SENHOR sem mistura e sem influência pelos novos movimentos. O que temos visto nestes últimos dias se resume a II TM 4:3,4
(3 Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
4 E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.) pessoas se desviando da verdade, por que buscam aquilo que querem ouvir e não aquilo que precisam ouvir a palavra de DEUS.

Que o SENHOR JESUS nos de graça nestes últimos dias, para anunciarmos a palavra do SENHOR, independente para quem for, assim como ela é pura.

Paz e Graça Pr. Ciro.

Matheus Carrel disse...

OI Pastor Ciro tdb?
Parabéns pelo texto. Como sempre você é ótimo em tudo aquilo que faz.
Vc disse ai que quem permanece no pecado será condenado. Isso eu concordo.Vc não acha que Deus leva em consideração a ignorancia de algumas pessoas e o bom coração delas mesmo elas estando em pecado ? Eu não consigo imaginar a madre Tereza de calcutá, que eu sei que era idolatra (pois a primeira coisa que ela fazia ao acordar era rezar o terço), ser condenada por tudo que essa mulher fez.
Eu sei que biblicamente ela está condenada, mas não entra na minha cabeça isso, e as vezes penso que Deus fará exceção com alguns pecados.
.
Ps: Tem dois assuntos que estão como epidemia em quase todas as igrejas evnagelicas. Se vc puder falar sobre eles,acho que muitos daqui iam gostar. O primeiro é a distribuição de objetos ungidos que muitas igrejas estão fazendo , e o segundo é que está sendo pregado por muitas igrejas que Jesus não fundou religião, que religião é algo ruim que leva ao inferno, e que Jesus foi morto por causa da religião, contrariando Tiago 1:26-27.
.
Fique com Deus
Obrigado..
T++

josé disse...

Ótima postagem pastor.

Que Deus te abençoe!

A Paz do Senhor.

Diego disse...

A Paz Do Senhor Pastor Ciro , admiro seus textos,são claros ,objetivos e principalmente bibliocêntrico,através de leituras como as que faço em seu blog ,crio mais desejo pela Palavra,gostaria que todos que se dizem cristãos tivessem a oportunidade de conhecer este espaço virtual,que já é pagina inicial do meu navegador há muito tempo,anseio pelo dia em que poderei ser capacitado ,usado e ousado na obra como é o senhor nas mãos de Deus.
Suas palavras me tocam de tal maneira que sinto logo vontade de ler a Bendita e Santa Palavra do Senhor.
Lhe desejo muita paz , continue como és meu irmão.

Lidiane Villas Bôas disse...

A Paz Pr, muito boa sua postagem...

O que me deixa mais indignada com isso, é saber que "pastores" "evangelicos" fazem parte da série "sagrado" de uma famosa emissora de tv.
Ainda tem evangelicos que acreditam que a emissora está de boa ação, apoiando a diversidade religiosa, que engano...
a mídia quer impreguinar essaS mazelas em nossas casas.

Outro dia estava almoçando com minha família em um restaurante, era domingo e estava passando um programa da msm esmissora. No programa estavam reunidos: pais de santo, pagodeiros, funkeiros e um cantor "gospel" e sua esposa "varoa do roupão"... todos juntos cantando *SEGURA NA MÃO DE DEUS...*


"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores."
Mateus 7:15

"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos."
Mateus 24:24

A PALAVRA DE DEUS É TREMENDA para nos alertar contra as falsas doutrinas e falsos mestres!!!

Deus te abençoe Pr

um grande abç
Lidi

André Gonçalves disse...

Graça e paz!

Pr. Ciro,

O mais preocupante é a indiferença cristã com tudo isto, e também aqueles ditos cristãos que estão presos ao pecado e agem como se isto fosse normal. Fiquei um tanto preocupado com a matéria que li nestes endereços: http://www.davarelohim.com.br/igreja-presbiteriana-estadunidense-aprova-ordenacao-de-ministros-gays/

http://www.washingtonblade.com/2011/05/11/presbyterian-church-to-allow-gay-ordination/


Quem despreza o ensino bíblico, não despreza ao homem, mas sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo. I Tess. 4.8

Em Cristo,
André Gonçalves.

Alina disse...

Prezado professor,
leio com muito interesse e muita atenção seu blog e tenho pelo senhor grande estima, mesmo à distância.

Permita-me porém discordar deste seu posicionamento, ou melhor dito, do conceito pelo senhor aqui apresentado de ecumenismo.

Sou católica e, na minha Igreja, ensinam que ecumenismo é o diálogo respeitoso entre os cristãos. O que o senhor descreve é na realidade o diálogo inter-religioso, mas não ecumenismo. Ecumenismo é dialogar entre cristãos: evangélicos, católicos e ortodoxos.

se reparar bem, todas as iniciativas ecuménicas englobam apenas igrejas cristãs. Portanto, a definição de que ecumenismo faz-se entre pessoas que creem em Deus e amam o próximo é inexacta, na minha opinião.

Eu vejo com muito bons olhos a teoria do ecumenismo, conforme a doutrina católica a propõe; diálogo teológico e bíblico, aproximação à riqueza espiritual do outro, sem se perder a própria identidade.

Fique na paz do Senhor Jesus!

E parabéns pelo blog que é de facto um dos melhores blogs cristãos que leio.

Um abraço em Cristo,
Teresinha

Tamar disse...

Quando se trata de catolicismo romano prefiro prestar atenção no pensamento de Joseph Ratzinger. O Papa conterrâneo de Lutero, O Reformador, é um dos maiores teólogos vivos do planeta e herdeiro de uma longa tradição em querelas teológicas. Quem lê as encíclicas dele percebe que ele ama a Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romana, crê nos dogmas e discorda totalmente da teologia protestante.
Quem gosta do falacioso conceito de "autoridade espiritual" fica bastante tentado pelo romanismo.

Adriano Montes disse...

Que DEUS, possa continuar nos abençoando, com esse canal de informação, apologética, vida cristã, etc...
É assim que vejo esse blog, canal de benção para o povo cristão, DEUS o abençoe poderosamente!!!

I love Pife disse...

A paz do Senhor...

Amado, tenho notado que alguns Artistas "gospel" tem ido a certo programa vespertino dominical, de uma certa TV lider de audiência.

E se apresentam junto a Padres-cantores, mostrando essa "unidade".
Deixando de lado as divergencias.
Calam-se, como quem consentem.

Por outro lado, constato através do cast da gravadora ligada a essa grande rede de TV.
(veja no site da gravadora),
que estes artistas: cantores "gospel" e padres-cantores são contratados da mesma.

Como bons colegas de trabalho, tendo o mesmo patrão, seguem as regras que lhes são impostas.

É o "politicamente correto".
É o espirito de Eli (que deixou de ensinar e repreender seus filhos) que está tomando conta dos grandes expoentes do mundo "gospel".

Que grande exemplo estão dando...

Que Deus tenha misericórdia desta geração (ovelhas sem pastores)...

t1k9 disse...

O cristianismo nunca, em toda a história, alcançou sequer metade da população mundial. A maioria da população mundial sempre foi budista, hinduísta e muçulmana.

Portanto, das duas uma: ou mais da metade da população mundial de todos os tempos nunca sequer ouviu falar de Jesus Cristo e se perdeu no inferno por toda a eternidade, ou o cristianismo não passa de uma seita local que apesar de todos os seus esforços e de se achar a dona da verdade, nunca foi a verdade absoluta no mundo.