quarta-feira, 13 de abril de 2011

O que é o batismo com o Espírito Santo e com fogo? (2)


No artigo anterior, demonstrei, pela analogia geral da Bíblia, que o batismo com o Espírito Santo e com fogo (Mt 3.11; Lc 3.16) é uma coisa só. Não existe base contextual suficiente para a defesa de outro batismo de julgamento, distinto do batismo com o Espírito Santo, como muitos têm asseverado.

Segue-se que o fogo, nas passagens sinóticas mencionadas, foi empregado tão-somente para mostrar, através da riqueza simbólica desse elemento, a multíplice manifestação do Espírito na igreja. Não foi por acaso que o apóstolo Paulo asseverou: “Não extingais [ou apagueis] o Espírito” (1 Ts 5.19).

Por que o apóstolo Paulo usou a figura do fogo para ilustrar a manifestação do Espírito no meio do povo de Deus? Porque o fogo se alastra; comunica-se; purifica; ilumina; aquece, etc. Assim é a manifestação do Espírito como fogo: multímoda, multifacetada.


O tema da próxima lição de Escola Bíblica Dominical das Lições Bíblicas (CPAD) é “O que é o batismo com o Espírito Santo”. Peço ao querido leitor que examine com atenção a primeira parte desta série, a fim de entender o porquê de a descrição completa dessa ministração do Espírito ser batismo com o Espírito Santo e com fogo
.

Para muitos, a dificuldade em aceitar o batismo com o Espírito Santo e com fogo deve-se ao fato de a salvação em Cristo também ser descrita, figuradamente, como um batismo (1 Co 12.13, Gl 3.27; Ef 4.5). Todos os salvos, verdadeiramente, foram batizados pelo Espírito, imersos, feitos participantes do Corpo místico de Cristo, que é a sua Igreja (Hb 12.23; 1 Co 12.12ss). Nesse batismo da conversão, recebemos vida de Deus, mas o batismo com o Espírito e com fogo confere-nos poder de Deus (Lc 24.49; At 1.8).

Os discípulos que foram agraciados com o revestimento de poder no dia de Pentecostes já eram salvos! Observe a promessa que o Senhor Jesus havia feito a eles: “Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias” (At 1.5).

Quando o apóstolo Paulo passou por Éfeso, depois de Apolo, disse aos salvos que ali estavam: “Certamente João [Batista] batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas e profetizavam” (At 19.4-6).

Portanto, num sentido, todos os salvos foram batizados pelo Espírito Santo no Corpo de Cristo. Noutro, nem todos foram batizados com o Espírito Santo e com fogo, conquanto esse dom esteja à disposição de cada salvo em Cristo. Afinal, essa “promessa [...] diz respeito [...] a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar” (At 2.39).

Amém?

Ciro Sanches Zibordi

31 comentários:

Anderson Aoki disse...

Paz do Senhor,
Pr. Dr. Ciro!

Percebeu como se faz necessário ter um blog, e este por sua vez corroborando toda a veracidade bíblica? A bem da verdade é que muitos pregadores menosprezam a verdadeira hermenêutica e exegese bíblica, e acontece isso, analogia própria e sem fundamento bíblico. Parabéns pastor, pelo profícuo trabalho que exerce neste blog, e pela insistência em ensinar nossos obreiros! Deus Abençoe

Paulo de Tarso disse...

Ciro, devemos não esquecer que a teoria do Batismo no Espírito Santo, pregada pela AD só é mais uma das mais de 20 teorias que existem a este respeito desde já agradeço, sou um belemita, que estuda teologia no Mackenzie conheço bem outras teorias estamos muito longe de unidade a este respeito.Meu blog caso alguém queira me seguir:
http://teologiaecristianismo.blogspot.com/ Paz do Senhor.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro belemita Paulo de Tarso,

A paz do Senhor!

Respeito a sua opinião, mas discordo plenamente dela. Não me deixo levar por teorias. Sou estudioso de todas elas, por graça de Deus. Mas o assunto que ora apresento na série de artigos sobre o batismo com o Espírito Santo é uma doutrina bíblica, e não uma mera teoria entre várias.

Parabéns por estudar no Mackenzie. Está em uma ótima instituição. Minha esposa se formou em Direito aí. E eu tenho grandes amigos e mestres que aí militam.

Um grande abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Anderson Aoki,

A paz do Senhor!

Grato pelo "Dr.", mas não sou digno desse título.

A Teologia Exegética, formada por Hermenêutica e Exegese, é um dos principais departamentos teologais, ao lado da Teologia Sistemática e da Teologia Bíblica.

Agradeço-lhe pelas palavras de incentivo.

Um abraço.

CSZ

Ana Paula disse...

Paz!!!
Como disse no facebook, usei este artigo...
Parece até que havia ouvido o questionamento de um jovem de minha igreja domingo à noite, aluno da EBD, que me perguntou especificamente sobre esse versículo. rs.
E seu artigo foi de excelentíssima ajuda....
Deus continue lhe abençoando mais e mais.
A Paz!!!!

dddddddddddddd disse...

Pr. Ciro sei que esse espaço não é o mais apropriado, mas gostaria de saber se o prezado recebeu meu e-mail refente ao pagamento do DVD, no valor de 15,00? Não precisa publicar esse comentário.

dddddddddddddd disse...

Sou Alexandre do Nascimento Braga

Diácono Junior disse...

pastor Ciro, bem minha dificuldade é entender que a segunda benção, não vejo texto que corrobore com essa ideia, mas é fato que na conversão somos batizados com o Espírito, porém ao longo da vida cristã é que as manifestações são entendida e vivida, mas o Espírito Santo já selou. Entendo então como a plenitude, embora concorde em usar o (receba o batismo no Espirito Santo ou foste batizado com o E. Santo).
Graça e paz, usarei do seu estudo para a pregação de amanhã.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Querida irmã e amiga Ana Paula,

Agradeço-lhe pelas suas palavras e fico imensamente feliz em saber que o presente texto foi útil ao seu aluno.

Um grande abraço!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão Alexandre Braga,

A paz do Senhor!

Recebi sim o seu e-mail. Vou mandar o seu material hoje, pois eu estava em viagem e não pude ir ao correio ainda. Hoje, sem falta, lhe envio o DVD.

Grato pela aquisição.

Um abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro diácono Júnior,

Muitos pentecostais do passado confundiam o selo com o batismo no (com o) Espírito. São duas coisas muito distintas. O selo é o Espírito Santo EM NÓS a partir da salvação. O batismo é o Espírito SOBRE NÓS. Ilustração: é como se um copo com água (selo) fosse mergulhado em um recipiente maior cheio de água (batismo).

É importante distinguir também o batismo feito pelo Espírito no momento da salvação do batismo como um revestimento de poder para quem já é salvo (Lc 24.49; At 1.5; 19.1ss, etc.).

Em Cristo,

CSZ

Oséias Balzaretti disse...

Por que o Senhor Jesus, em suas palavras nos evangelhos sinóticos, não esboçou "sistematicamente" os batismos "no" e "com" o Espírito Santo?

Afinal, por que a "sistematicidade das doutrinas" empolgam tanto os pentecostais teologizados?

Tiago Rosas disse...

Ilustre Pr. Ciro,

A CPAD acertou em cheio, sistematizando bem as Lições desse trimestre.

Primeiro, estudamos quem é o Espírito Santo; depois, seus nomes e símbolos. Assim, o bom professor, que maneja bem a palavra da verdade, estará apto (se bem aprendeu) a ensinar sobre "batismo do, com/no Espírito Santo", sem cometer equívocos.

Estudando as matérias Pneumatologia e Simbologia, logo vemos que a menção "fogo" referindo-se ao batismo com Espírito Santo não é nenhum deserviço as doutrinas pentecostais. Ora, se os profetas veterotestamentários intercambiavam com proeza literária e teológica primeira e segunda vinda de Cristo, salvação dos judeus e condenação dos ímpios, bençãos e juízos, profecias de cumprimeto imediato e ao mesmo tempo remoto, porque João Batista não poderia ter profetizado sobre batismo com Espírito Santo e com fogo (sendo esse um só batismo, revestimento de poder) e ao mesmo tempo logo discorrer sobre o juízo para os incrédulos?

E aos que dizem que o "com fogo" é outro batismo de juízo, partindo do pressuposto de João estar falando aos fariseus, voltem um sintagma e verão que aos mesmos foi prometido o batismo "com Espírito Santo". Aos que crêm! Aos que já receberam o batismo do Espírito Santo (a regeneração, o novo nascimento) é prometido o batismo com Espírito Santo e com fogo (fervor, luz, purificação).

Assim como a serpente no antigo testamento ora representa satanás (no Éden, p. ex.), ora é um arquétipo de Cristo (erguida por Moisés), o fogo também ora simboliza ação destrutiva, ora simboliza a purificação realizada pelo Espírito e o seu fervor no coração do crente imerso no Espírito Santo, tornando-o apto a ser "testemunha tanto em Jerusalém, Samaria, Judéia e até os confins da terra".

nEle.

EDGAR disse...

Para uma interpretação alegórica da bíblia seu artigo está perfeito mas, não resiste à literalidade das escrituras.

Ciro Sanches Zibordi disse...

EDGAR,

OK.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro amigo Tiago Rosas,

Agradeço-lhe pela sua enriquecedora participação.

Um abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão Oséias Balzaretti,

A paz do Senhor!

Não confunda a Bíblia com a Teologia Sistemática! A Bíblia é a Palavra de Deus. A Teologia Sistemática é coisa dos homens. Trata-se do que os teólogos dizem das Escrituras. Segue-se que nem o Senhor Jesus nem os apóstolos sistematizaram as doutrinas. Isso cabe a nós fazer, mediante a iluminação do Espírito, é evidente (1 Co 2.9,10; 1 Jo 2.20).

O que me empolga, meu caro irmão, não são as teologizações. O que me encanta é a sã doutrina. E o que é a sã doutrina? É a verdade contida nas Escrituas exposta pelos homens de Deus de maneira sistematizada.

O que eu fiz, no presente artigo (e na presente série), foi apenas expor, sistematicamente, o que está escrito a respeito da aludida ministração do Espírito Santo, que o próprio Senhor Jesus apresentou claramente em Lucas 24.49 e Atos 1.5,8.

Um abraço.

CSZ

Marcelo Lima disse...

Caro Pr. Ciro e irmãos em Cristo,

Com relação às doutrinas pentecostais, não é necessária uma teologia acurada para depreendê-las da Palavra. Acho incrível como alguns irmãos, principalmente teólogos, adquirem cosmovisões fermentadas por uma visão telógica pré-concebida e esquecem-se de aplicar princípios básicos de interpretação, como o histórico-gramatical, por exemplo. Vejo isso em alguns comentários, como do irmão Paulo de Tarso, que sequer citou um texto bíblico, e "teorizou" uma doutrina bíblica clara.
Fico imaginando que teremos cada vez mais uma gama infindável de pastores e obreiros intelectualóides, que priorizam o antropocentrismo teológico, abraçando visões humanas, e esquecendo-se de textos como 1 Jo 2 vs 27. Oro a Deus pela igreja de Cristo, para que levante obreiros verdadeiramente Selados pelo Espírito (Batismo de salvação), revestidos pelo Espírito e com fogo (Batismo de capacitação) e que tenham suas faculdades mentais nas mãos de Deus para que recebam do Senhor, como vasos vazios de si mesmos, as instruções acerca das doutrinas bíblicas essenciais como o batismo no Espírito Santo.

No amor de Cristo,

Marcelo Lima

Tamar disse...

Porque todo mundo quer entender algo que foi feito para experimentar?

Servos de Deus com coração transformado tem o direito de provar das bençãos de Deus...

Tem gente que prefere ficar como os escribas, de longe, arrazoando em seus corações.
Geração má e incrédula.

Excelente exegese ótima para destruir as fortalezas do engano...
Mas experimentar um prato é completamente diferente de ler sobre ele.

Todas as palavras do nosso vocabulário são como linguagem de sinais diante da grandeza de Cristo portanto o E.S. tem de nos guiar pessoalmente como você mesmo disse.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Tamar,

Vejo que és profetisa! Gostei do "Geração má e incrédula" (risos).

Brincadeiras à parte, grato por sua especial participação.

Um abraço, amiga.

CSZ

klebersantos disse...

A Paz do Senhor Jesus,Pr:Ciro.

pastor,eu tenho um livro da CPAD,que tem o tema "o batismo no espirito santo e com fogo"do autor;Anthony D. palma.

se você tem um livro desse!!?
gostaria que você,desse uma analizada nas paginas 58,59,60,61;a onde ele aborda essa questão do "batismo no fogo".

ficarei grato pela sua atenção em responder essa analize.amém
só quero aprender (risos)

em cristo jesus
kleber santos

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Marcelo Lima,

Grato por sua especial participação, corroborando o que este editor de blog asseverou. Mas, como o irmão citou o internauta Paulo de Tarso, creio que ele poderá voltar a este espaço para lhe responder. Nesse caso, seria bom que o irmão estivesse "logado" em alguma conta, a fim de evitar qualquer mal-entendido.

Um abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão Kleber,

Estou longe de meus livros agora... Mas conheço bem a obra de Anthony D. Palma. Aguarde a continuação desta série, pois devo fazer menção desse teólogo. Mas lhe adianto que mantenho minha posição (risos).

Um abraço.

CSZ

João disse...

Quando no início procurei como era a experiência, acredito que não perguntei nada demais. Afinal, o que custa dizer como foi?
Todos nós buscamos, contudo são através de experiências dos demais irmãos que ficamos mais firmados.

Abraços,

Matheus disse...

Pastor Ciro tdb?
Apesar de na RCC ( renovação catolica carismatica) os padres ensinarem e induzirem as pessoas a ´´soltar ´´ a voz dizendo isso ser batismo no Esp santo,conheci alguns catolicos que buscaram a Deus de forma certa e foram batizadas de verdade no Esp santo. No entanto, ainda não abandonaram a idolatria.
Eu qdo fui batizado no Esp santo, é claro que como homens temos erros e pecamos no decorrer da vida. Vc acha que uma pessoa idolatra pode ser batizada no Esp santo e no decorrer do tempo, aos poucos, o Esp santo vai a convencendo do erro e ela sairá da idolatria.Ou a pessoa tem que abandonar toda a idolatria antes de ser batizada.
Já vi pastores dizerem que é possivel um idolatra, um homossexual ser batizado no Esp santo e o Esp santo faz a obra depois.
Eu não concordo com isso, mas acho estranho esses amigos meus serem batizados no Esp santo da maneira correta e ainda estarem na idolatria romana.
.
Deus te abençõe..

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Matheus,

Boa tarde!

Com todo o respeito, a Bíblia discorda totalmente da sua opinião! Idólatras não podem receber o verdadeiro Espírito Santo em hipótese alguma, pois "nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que LHE OBEDECEM" (At 5.32). Jesus deixou claro que o mundo NÃO PODE RECEBER o Espírito da verdade (Jo 14.17).

O batismo com o Espírito é para os salvos em Cristo, e os idólatras não são salvos, visto que não herdarão o Reino de Deus (Gl 5.20,21).

Em Cristo,

CSZ

Helena disse...

Pastor,Ciro fiquei muito feliz que Deus tenha o iluminado a fazer esta postagem, pois noutro dia eu havia lido uma outra postagem em um blog sobre este mesmo assunto e estava lá que o Espírito Santo havia sido derramado daquela forma extraordinária apenas no dia de Pentecostes e que hoje não é mais assim porque Ele já desceu.Li também que o falar em línguas para nada aproveita-se não houver interprete e que as línguas que foram ouvidas naqueles dias eram línguas terrenas pois era necessário que os de outro país ouvissem o evangelho e como os discípulos não haviam estudado o Espírito lhes deu as mesmas. E que a profecia somente é a Bíblia, entre outras coisas. Fiquei preocupada pois Deus sempre me usou em profecia e na maioria das vezes eu não conhecia nada a respeito da vida da pessoa. E quando falei em línguas não foi nenhuma que tivesse ouvido antes. Agora lendo este post tranquilizei-me quando li a passagem em sobre a promessa. Que Deus em Cristo continue abençoando o irmão. Amém

Matheus disse...

Eu tb concordo com vc..
Foi alguns pastores que me disseram que era possivel um idolatra ser batizado no Esp santo e não eu rsrsrsr. Eu tb concordo que não é possivel, pois a função do Espirito santo é fazer a pessoa glorificar somente a Jesus que não divide sua honra e glória com niguém (Is 42:8).
Portanto,acho muitos estranho esses amigos meus que disseram sentir até o fogo do Esp santo em seus corpos continuaram se prostrando perante imagens de santos e de Maria.
Antes eu era catolico e na visão catolica esse fogo ai do batismo de Mt 3:11 pros romanos se refere ao fogo do purgatório .. rsrsr...
.
Obrigado.
Paz !!

Christiane disse...

Paz amado irmão Ciro!
Este assunto rende tanto pano pra manga rsrsrs
Eu mesma me recordo que em minha adolescencia fui batizada com o E.S na igreja A.D onde morava.
Mas hoje congrego na Batista onde não se vÊ esta prática...E isso me estristece e me incomoda.porque até eu mesma não falo mais em línguas.Parece que falta alguma coisa!!!

Paulo de Tarso disse...

Ciro o senhor me interpretou mal não estou questionando a doutrina do batismo no Espírito Santo, pois creio nela apesar de ter varias outras doutrinas referentes a este tema.
Devemos por exemplo respeitar os presbiterianos pois sua doutrina fala de outra forma sobre o batismo por crerem de outra forma que a nossa não podemos ser radicais, no caso é uma doutrina para os pentecostais, para outros é tratado como você tratou uma teoria não uma doutrina. Não se esquecendo sou Pentecostal de coração e alma.
Abraço...

Rodrigues disse...

Pr. Ciro.
A Paz do Senhor.
Por favor, para se receber os dons espirituais é necessario ser batizado no Espirito Santo, ou somente para se receber o dom de variedades de línguas?