segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Jesus Cristo foi, é e sempre será o maior dentre todos os homens!


Há dois mil anos, num pequeno país politicamente dominado, um Homem com quase trinta anos sai de sua aldeia. Pelos campos e cidades, Ele começa a anunciar ao mundo uma nova mensagem, de amor, fé, liberdade, renúncia ao dinheiro, ao poder e à glória. Não era o único a fazer isso, pois naquela época outros saíam pelo mundo pregando verdades e heresias — ou as duas coisas. E eram seguidos por uma multidão de aleijados, paralíticos, leprosos, prostitutas, desiludidos da vida e débeis mentais. O que torna Jesus diferente de todos os milagreiros e propagadores de doutrinas novas que já existiam? Ele mudou a História!

Que Jesus Cristo existiu não se discute mais. Até os ateus reconhecem que Ele andou na terra. Sua mensagem transformou homens e mulheres de seu tempo, perdurou depois de sua morte e continua mudando a vida das pessoas. Nosso calendário foi determinado de acordo com o seu nascimento. Os dois maiores feriados celebrados no mundo a cada ano — Natal e Páscoa — comemoram o nascimento e a ressurreição do Senhor. Não é por acaso que a Enciclopédia Britânica dedica a Ele mais de 21 mil palavras.

Estima-se que entre setenta e cem milhões de estadunidenses acreditam na história de Jesus Cristo. No mundo, mais de dois bilhões acreditam nela. Passados dois milênios, Ele continua confundindo as mentes mais bilhantes da Terra. O filme A paixão de Cristo, de Mel Gibson, pegou Hollywood de surpresa e ofuscou, nos Estados Unidos, O código Da Vinci (do grande Dan Brown), o qual foi abraçado entusiasticamente e promovido pelos marketeiros hollywoodianos.

Augusto Cury — um dos escritores brasileiros mais lidos da atualidade — acerta quando diz que Jesus Cristo foi o Mestre dos mestres. Steven K. Scott tem razão, ao afirmar que o Senhor foi o Homem mais sábio que andou na terra. James C. Hunter e Laurie Beth Jones igualmente estão corretos quando dizem que Ele foi o maior líder que já existiu. E Mary W. Baker faz bem em asseverar que Ele foi o maior psicólogo. Eu, que já escrevi alguns livros sobre o pregador e pregação, não tenho dúvidas: Jesus foi o maior pregador de todos os tempos.

Mas, por que esse filho de carpinteiro, que ensinava por parábolas e aforismos, teve tanta influência sobre a humanidade? Foi porque falava a língua do povo (o aramaico), curava os enfermos e doentes, expulsava demônios e proclamava o fim de uma era e o início de outra? Conquanto Jesus Cristo tenha tido uma vida pública de pouco mais que três anos, pode-se dizer que Ele e seus ensinamentos tiveram um impacto muito maior no mundo do que a erudição coletiva dos grandes filósofos cujas carreiras combinadas perfazem mais de 150 anos: Sócrates, Platão e Aristóteles.

Jesus Cristo foi (ao andar na terra), é (1 Tm 2.5) e sempre será o Deus-Homem, superior a todos os outros homens! Ele é o Mestre dos mestres, o Líder dos líderes, o Pregador dos pregadores, o Profeta dos profetas, o Sumo Sacerdote, o Pastor dos pastores, o Apóstolo, o Rei dos reis, o Senhor dos senhores!

Em Cristo Jesus,

Ciro Sanches Zibordi

21 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado e nosso pr. Ciro Zibordi,

A paz do Senhor!

Apenas para análise:

Dizem que o Senhor Jesus Cristo era 100% Deus e 100% homem.

Penso que podemos afirmar com segurança:

O homem que andou sobre a terra, aceitou ser morto por nossos pecados, era 100% o único Senhor e Salvador Jesus Cristo.

O Senhor seja contigo, nobre atalaia.

O menor de todos os menores.

disse...

Maravilhoso seu artigo. Paz.

Gilmar disse...

Prezado Pr. Ciro,

Me tire uma dúvida, se possível: Jesus Cristo ainda possui uma natureza divino-humana?

Me ensinaram que não, mas pelo seu artigo me parece que sim.

Em Cristo,
Gilmar

Leandro Braga disse...

Paz e graça, pastor.
Jesus Cristo é realmente muito maravilhoso, quem além dele poderia conciliar tão perfeitamente o poder e a glória com a humildade e o perfeito exemplo de servidão?!

Glória a Ele por não ser igual a Adão, mas sim semelhante no se refere a incorruptibilidade.

Um abraço, e fique com a paz do Senhor.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Gilmar,

A encarnação de Cristo é um mistério (1 Tm 3.16), entre outras coisas, porque Ele continua sendo Homem (1 Tm 2.5). Mas é claro que Ele não é como nós somos hoje. Ele é Deus-Homem.

Jesus possui duas naturezas: divina e humana. Podemos dizer também que a sua natureza é dúplice (divino-humana), uma vez que não é possível desmembrar a sua personalidade (Ele não possui duas personalidades, e sim duas naturezas harmoniosas), a qual é una, indivisível.

Podemos afirmar, com total convicção, à luz da Bíblia, que o Senhor Jesus é hoje o Deus-Homem.

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

GABRIEL PAIXAO: Pastor Ciro a PAZ DO SENHOR. gostei e gosto muito das suas postagens principalmente das que falam de nosso SENHOR JESUS. so nao concordo com alguns que incrivelmente ficam te bajulando e protegendo e incrivelmente concordam com tudo que o senhor fala, e é incrivel como tais pessoas interferem ou intrometem em comentarios que o senhor deveria responder com uma incrivel e particular humildade a pessoas que as vezes sao asperas. o senhor é uma pessoa que (no popular!) coloca qualquer um no bolso,e suas argumentaçoes sao bastante logicas, mas ha pessoas e pessoas e algumas dessas so precisam de um conselho, de uma palavra amiga e de um bom respaldo biblico pra continuar... olha, essas pessoas que as vezes te incomodam e falam coisas asperas ao senhor, na verdade precisam de uma palavra de um HOMEM DE DEUS, sao pessoas que nao tem mais pra onde ir e LITERALMENTE caem aqui no seu blog procurando uma palavra de DEUS. continue arrebatando-os do fogo pr ciro, continue ajudando os fracos na fé, tenha paciencia com alguns e nunca deixe de dizer a verdade. Que Deus guarde seu coraçao de todo elogio demasiado de toda exaltaçao humana, que o senhor nao dependa de proteçao humana sl 9:4 e que o senhor possa continuar sendo de coraçao um verdadeiro atalaia. GABRIEL PAIXAO.

Anônimo disse...

há! so mais uma coisa, vou deixar claro:nao estou a defesa de ninguem... eu so me fundamento em MATEUS 5:7,44,46-47. falar a verdade e somente a verdade da palavra de Deus, com amor,misericordia e respeito. Gabriel Paixao.

Aelson Junior disse...

A paz do Senhor!

Foi uma boa iniciativa falar só de Jesus neste mês, pr. Ciro.

O artigo ficou muito bom e inspirador!

Boa tarde!

Martins disse...

Pr. Ciro, a Paz do Senhor

Ótimo artigo.

Ao Senhor Jesus, seja dada toda honra e toda glória.

Ev. José Martins

Oséias Balzaretti disse...

Pastor Ciro,

Jesus não é o "maior" pregador, psicólogo, mestre... Porque ele não concorre com ninguém. Jesus não teve pretensão alguma em ser o "melhor"; Ele definitivamente É O EU SOU, portanto, não há meio de colocar Jesus entre os melhores; aliás, colocá-lo em tais categorias seria o mesmo que atribuir a Jesus as demandas de nosso capitalismo desumano e seletivo cuja estrutura "escolhe" o melhor, o bem-sucedido, o mais adequado, o mais produtivo, e assim por diante.

Quando esteve entre nós, Jesus sacudiu a lógicas dos homens; e qualquer que se aventure a seguir o exemplo de "mestre" deixado por Ele, corre o sério risco de não obter "sucesso" algum, pois um mestre que lava o pé de seus discípulos não merece o crédito que costumamos dar aos “melhores” de nossos dias, simplesmente porque as nossas débeis estruturas mentais avaliam os homens pela grandeza de seu sucesso, cujo objetivo é o de sobrepujar os concorrentes, visando sempre o “primeiro lugar”.

Queiramos ou não, mas o processo de seleção natural que privilegia os melhores, os mais aptos, os mais preparados, impera entre nós; e Jesus veio desconstruir esta lógica, pois o Reino de Deus é completamente ilógico sob o ponto de vista dos homens, mas é a salvação de todos nós.

Oséias

Ciro Sanches Zibordi disse...

Pois é, irmão Oséias...

Mas João Batista considerou Jesus maior do que ele (Mt 3.11; Jo 3.30). E o próprio Senhor disse que o servo não é maior que o seu senhor (Jo 13.16).

Então, Jesus Cristo, o Homem, é sim maior do que todos os homens!

Um abraço.

CSZ

Blog do Dumane - Duarte Rego disse...

Graça&Paz.
Creio que foi Myer Pearlman, que referindo-se a Jesus disse: O Filho de Deus, fez-se Filho do Homem, para que os filhos dos homens, fossem feitos filhos de Deus. Creio que isso diz tudo! Jesus não é apenas mais um, é Único.

Abraços

Oséias Balzaretti disse...

Pastor Ciro,

Aquele que é menor no Reino é maior que João Batista! Esta é a incompreensível lógica de Jesus - se é que posso dizer “lógica”.

O fato é que o senhorio de Jesus não é comparável ao que se entendia por senhorio em seus dias, muito menos nos dias de hoje.

Jesus, o Homem, só é “maior” do que todos os homens no sofrimento, na angústia, na tristeza, na agonia, na tentação... Sim, pois em cada um destes aspectos, nós não resistiríamos, mas Ele resistiu completamente. As propostas feitas a Ele, no alto daquele templo, ainda nos seduzem, e as glórias deste mundo ainda nos fazem pensar muitas e muitas vezes antes de as rejeitarmos.

Oséias

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Oséias,

O fato inquestionável é que Jesus Cristo é o Senhor dos senhores, o Rei dos reis, o Filho Unigênito do Pai, o Maravilhoso Conselheiro, o Deus forte, o Pai da eternidade, o verdadeiro Deus e a vida eterna, o caminho, a verdade e a vida, o Príncipe da paz, o Apóstolo, o Bispo de nossas almas, o Sumo Pastor, o Sumo Sacerdote, o Verbo de Deus, o alfa e o ômega, o Homem dentre todos os homens.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro pastor e amigo 100% Newton,

Grato pela visita e pelas palavras. Que o Senhor Jesus, o Deus-Homem, Homem único, diferente de todos os outros homens, seja sempre o seu Ajudador.

Um abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Rô,

Maravilhosa a sua visita.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Leandro Braga,

Louvo a Deus pela capacidade que Deus lhe deu para compreender um assunto que até os eruditos (eruditos?) confundem.

Um abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Gabriel Paixão,

Só é preciso ter cuidado com a real motivação das pessoas. Alguns podem ser meros bajulares (mas, com qual propósito?). E outros, como o pastor e amigo Newton Carpintero, defendem este escritor por sinceridade, amizade. Nunca o reprovei por isso. Eu poderia lhe dizer: "Não faça mais isso; não é necessário". Mas eu sei que ele é amigo sincero. E faz isso com amor.

Meditemos em João 7.24.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Aelson,

A iniciativa foi boa, a despeito de, no momento, eu estar sem tempo de escrever os artigos que tencionava escrever...

Um grande abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro José Martins,

Ótima a sua visita!

Glória seja dada ao maravilhoso nome de Jesus, o Deus-Homem, incomparável!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão Duarte,

A frase "O Filho de Deus fez-se Filho do Homem para que os filhos dos homens fossem feitos filhos de Deus" de qualquer maneira diz muito, independentemente de quem a tenha criado.

Jesus é o Unigênito, o "monogenes", o único do gênero. E isso não se refere apenas à sua deidade. Isso se refere a sua personalidade divino-humana, única e incomparável. Jesus é único, "sui generis". Sua humanidade perfeita não pode ser equiparada à de nenhum ser humano. Ele é humano; é Homem perfeito, mas superior a todos os outros homens. Daí, "semelhante aos homens", expressão bíblica que os verdadeiros exegetas não desprezam nem minimizam o seu significado.

Em Cristo,

CSZ