quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Pregadores e ensinadores pentecostais que eu conheço e recomendo (4)


Antonio Gilberto da Silva dispensa apresentações e recomendações. Estou sendo atrevido em mencionar o seu nome nesta série. O seu bom nome é conhecido em todos os continentes, em todos os ministérios e convenções das Assembleias de Deus, em todo o mundo. E ele é respeitado, inclusive, fora dos círculos assembleianos. Tomo a liberdade de mencionar o seu nome porque somos amigos há alguns anos, nos congregamos na mesma igreja, na cidade do Rio de Janeiro, a Assembleia de Deus do Ministério de Cordovil.

Não vejo o pastor Gilberto com frequência, apesar de pertencermos ao mesmo ministério, pois ambos viajamos muito. Mas a minha esposa, Luciana, e eu estamos sempre em contato com ele e com a sua querida esposa, irmã Iolanda, por telefone. Tenho também o privilégio de ser amigo de dois dos seus filhos, o diácono Ismar, da AD Cordovil, e o pastor Gil, da AD em Nova Iguaçu-RJ.

Antonio Gilberto tem sido o principal ensinador pentecostal das últimas décadas. Aos 81 anos, é o maior teólogo e exegeta das Assembleias de Deus — embora nunca tenha usado esses títulos, ao contrário de outros ensinadores pretensamente ortodoxos que valorizam títulos, mas não têm a graça de Deus. Pastor Gilberto é um homem que prega o que vive, e vive o que prega. E feliz é o crente que pode aproveitar as oportunidades para ouvir a exposição da Palavra de Deus por meio desse que é, verdadeiramente, um presente, uma dádiva, que o Senhor deu à sua igreja (Ef 4.11).




Ciro Sanches Zibordi

2 comentários:

Luciano Lourenço disse...

Sou partidário com você neste pensamento. A AD ainda possui remanescente fiéis que preservam a genuína doutrina apostólica; são os considerados vigilantes da genuína doutrina cristã -verdadeiramente bíblica. Ai da igreja Brasileira sem esses remanescentes.

a verdade do evangelho disse...

Bíblia pura. Oxalá que os novos pregadores se espelhassem em pregadores como o Dr. Gilberto (Gigi para os íntimos) e não em mercenário$ de plantão que só sabem gritar e gesticular.
Com certeza um pregador como este jamais será convidado para pregar em Camburiú naquele grande evento "missionário".

Pb. Edinei, Th.B