quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Eu gostei da Bíblia de Estudo Dake! (2)


O amado irmão Raylson S. Teixeira fez o seguinte comentário acerca do meu posicionamento a respeito da Bíblia de Estudo Dake:

A paz do Senhor, Ciro Sanches. Acompanho o seu blog e gosto muito de ler. Em breve comprarei o seu livro. Li o seu comentário a respeito da Bíblia de Estudo Dake (...)

Eu acho sinceramente que o senhor não teria coragem de discordar da CPAD, pois tem vínculos com ela, e se fizesse isso, não seria bem visto. Mas o problema não é lançar a
Dake, pois, como disse, todo crente deve saber reter o que é bom, analisando tudo. Mas o problema está aí. O crente saber reter o que é bom, pois muitas pessoas não têm o devido preparo e nem pessoas de nível para lhes explicar. O assunto é mais sério quando se trata de novos convertidos.

Mas isso não vai atrapalhar e tirar meu respeito pela CPAD (...) eu não recomendo aqui de maneira nenhuma essa Bíblia, mas respeito quem quiser comprar, pois ele deve saber analisar. Agora tirando esses problemas, é claro que ela é uma ótima ferramenta para todo pregador, mas eu não compraria. (...)

Minhas considerações:

Sou grato ao querido irmão Raylson por acompanhar o meu blog e por ter interesse em adquirir meu novo livro. Respeito igualmente a sua opinião, mas preciso fazer alguns esclarecimentos.

Quanto ao que ele disse do meu posicionamento em relação à CPAD e à Bíblia de Estudo Dake, ele está equivocado, com todo o respeito. Eu já expus o que penso da aludida Bíblia de estudo, na postagem anterior. E esse irmão sugeriu que o que eu afirmei — defendendo a instituição e apoiando o lançamento da Dake — foi por causa de preocupação com o que vão pensar de mim?!

Por que alguns querem que eu critique uma editora tão especial e séria como a CPAD por causa da publicação da Dake? Será que o escritor bom é o que critica a CPAD? Será que o apologista bom é o que, com perdão da expressão um tanto grotesca, “cospe no prato que come”? Penso que não. O defensor do Evangelho que se preza valoriza o primado das Escrituras, a ética, o respeito e a coerência.

Algum executivo verberaria contra a própria empresa? Isso seria uma incoerência sem tamanho. Mas, se um dia a CPAD for do mal, como estão sugerindo agora, usando de calúnia, eu vou me opor a ela. O lançamento da Bíblia de Estudo Dake está longe de ser um mal. Antes, é útil para pregadores, ensinadores, professores de Escola Dominical e estudiosos da Palavra de Deus, de modo geral.

Não tenho nada contra quem se opõe a alguns pormenores da Dake. Mas quem hoje diz amar a CPAD e participa de movimentos que fazem críticas depreciativas e até caluniosas é porque tem outros alvos, com toda a certeza. Quem ama verdadeiramente essa editora não participa de levantes revolucionários nem dá apoio a amargurados que criam até blogs e postagens zombeteiros, brincando com a imagem de funcionários e expoentes ligados à CPAD.

No dia em que eu quiser criticar a CPAD, como eu já fiz, aliás — mas sem expô-la —, não verberarei contra a instituição, mas falarei contra erros, sem participar de levantes contra a instituição e pessoas ligadas a ela. Quem lê meus livros, percebe que sou contra os erros verificados na igreja, de modo geral, independentemente de pessoas, denominações, editoras. Essa sempre foi a minha maneira de me conduzir, antes de trabalhar na aludida editora, quando ali trabalhei (por quase sete anos) e agora que não tenho mais vínculos empregatícios com ela.

O argumento de que novos convertidos ficarão confusos com as notas da Dake não se sustenta. Neoconversos precisam ser ensinados. Eles podem se confundir até ao ler o texto bíblico puro, sem nenhuma nota! Dake é uma Bíblia de estudo! Destina-se a um público-alvo definido. Os neófitos precisam ser ensinados, na Escola Dominical e nos cultos de doutrina. O problema é que muitos pastores, em vez de ensinarem o povo, nos cultos de ensino da Palavra, preferem fazer o culto da vitória! E depois ainda falam em zelo com a sã doutrina...

A Bíblia de Estudo Dake é riquíssima. Bernhard Johnson a usou. Jimmy Swaggart (que, apesar da queda, foi um grande expoente da Palavra de Deus) a usava no preparo de seus sermões. Expoentes como Antonio Gilberto e Elienai Cabral a recomendam. Eu também a utilizo como fonte de consulta. E não estou desviado! E ainda não conheço nenhum desviado por causa da leitura das notas da Dake!

Paremos com essa verdadeira “caça às bruxas”! Isso é exagerado e desproporcional. As incongruências da Dake não são maiores do que a sua utilidade como um todo. Não existe Bíblia de estudo perfeita! Até a Bíblia de Estudo Pentecostal apresenta algumas incorreções, apesar de ser uma obra excelente, com mais de 1,3 milhão de exemplares vendidos.

Todas as pessoas têm o direito de não comprar e de não recomendar a Dake. E todas, igualmente, têm o direito de comprá-la e recomendá-la. O livre exame é bíblico (1 Ts 5.21; 1 Co 2.15; At 17.11). E não é a primeira vez que CPAD lança obras contendo pormenores que geram dúvidas. Ainda estamos na terra; somos falhos. Somente o texto bíblico é infalível, inerrante e perfeito.

O irmão Raylson com certeza não me terá mal pela franqueza, mas o que ele pensou a meu respeito não confere com a realidade. Não sou denominaciólatra nem corporativista. Apenas estou sendo ético e coerente, procurando julgar, não segundo a aparência, mas de acordo com a reta justiça (Jo 7.24). E, por isso, estou do lado da CPAD e a apoio integralmente no caso da Bíblia de Estudo Dake.

Em Cristo,

Ciro Sanches Zibordi

20 comentários:

Francisco disse...

Prezado Pastor Ciro,

A Paz do Senhor.

Diante de tantas argumentações, a que julgo ser a melhor foi apresentada no blog do Pr. Altair Germano, onde por comentário de um Pastor que não me recordo o nome aconselha que a Casa Publique o comentário da Bíblia Dake a respeito dos supostos desvios doutrinários, deixando assim pessoas que não se sentem habilitadas a examinar de forma acadêmica e teologica tranquilas para adquirir a aludida Bíblia, assim como eu.
Sugiro ser está a nossa posição visto que a Dake ocupa a 3ª posição dos produtos mais vendidos da Casa, mostrando o interesse do povo evangélico por esta obra.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Nosso prezamado pr. Ciro Zibordi,

A paz do Senhor!

É de bastante coerência a sua postura, diante do fato ocorrido, bem como, o desprezo projetado à CPAD, no proveito exclusivo de muitos deglutirem na tentativa inócua de prejudicar esta editora, que possue um "Raio de Ação" por 70 anos e história da maior parte dos crentes, não somente das Assembléias de Deus, mas de outras denominações espalhadas por vários países.

É pena, saber que esta investida é proporcional, ao desejo carente em deslumbrar uma queda a esta editora. E, pior, quase posso afirmar, que pelo menos 90% dos que residem no ministério em todo o Brasil, nunca ouviram este nome DAKE.

A minha sugestão, é a de se eliminar o nome Bíblia dos livros de estudo, o que não causaria tanta polêmica, e ao meu ver, seria de bom arbítrio.

Outra sugestão proporcional ao desconhecimento de muitos, seria uma produção com os erros concernentes à tão aludida DAKE. Penso que seria oportuno e de grande valor aos que desejam sabê-lo.

No mais, meu amigo pastor, me alegra a sua posição diante firme, neste "caos" causado por um lívro que possue erros com a mesma possibilidade de outros livros de estudo.

Aproveito para responsabilizar como problema de grande envergadura, o que está ocorrendo no evento chamado de Gideões de Camboriú. Isto sim, é um desafio maior à responsabilidade dos líderes na grande proporção à destruição do bom nome das Assembléias de Deus.

O Senhor tenha misericórdia dos que se calam e ou aprovam este genocídio espiritual.

O Senhor seja contigo, nobre companheiro!

O menor de todos.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Francisco,

O irmão disse bem: "supostos devios doutrinários".

Fiquemos tranquilos. Ninguém vai piorar ou enveredar pelo caminho da heresia estudando a Dake. Afinal, temos a Escola Dominical e os cultos de doutrina para ensinar o povo de Deus! Não há motivos para temer tanto uma Bíblia de estudo...

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro amigo e pastor Newton Carpintero,

Nos Estados Unidos, é comum o lançamento de obras para ajudar a compreender outra. Aí já fizeram livro até para entender a obra "A Cabana"! Aqui, se isso acontecer, alguém dirá: "Mercantilismo".

Sinceramente, não vejo a necessidade de um livro para discorrer sobre a Dake. Ela é bastante compreensível. E o medo que muitos têm de que os leigos se tornarão hereges ao terem contado com as notas da Dake é um grande exagero.

Infelizmente, falta base erudita para muitos que verberam contra a Dake. O que alguns chamam de heresia são as teorias que não estão de acordo com os seus pensamentos. Os contrários ao dispensacionalismo, por exemplo, dizem que Dake é uma obra herética...

Eu não sou um ferrenho defensor do dispensacionalismo, mas negar o fato de que Deus tratou com o ser humano de acordo com alianças, em determinados períodos, é contrariar a própria Palavra de Deus. O tempo de Adão e Eva foi um; o tempo de Noé, outro; o dos patriarcas, outro; o de Moisés, outro. E hoje estamos no tempo da graça. Isso é inegável.

Em tempo: informo-lhe que já lhe mandei o livro "Erros que os Adoradores Devem Evitar" pelo correio.

Em Cristo,

CSZ

Anônimo disse...

Suspeitos desvios doutrinários na Dake?
Foi isso que o senhor disse mesmo?
por favor, confirme isso!


Em nome da defesa da CPAD VC DIZ QUE o povo retenha o que é bom? E como vc não disse isso da cnação d eReges Danese?
Auma pergunta: pq vc não aplicou a a mesma regra À bÍBLIA DE VITÓRIA fINANANCEIRA? são os famoso 2 pêsos e 2 medidas né?

O senhor cionfirma que geremias e Mesquita estão cuspindo no prato que comeram? olah eu discordo de vc, eles estão é defendendo a fé meu amado e vc está se vendendo e de apologista não tem nada, caiu em descrédito total.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amargo "anônimo",

Eu tenho o seu nome, o seu IP, a cidade de onde está escrevendo. Eu poderia agora mesmo divulgá-los, a fim de que os leitores soubessem quem é você. Aliás, esse comentário seu só foi publicado por estar leve em relação a outros que já me enviou, o que mostra que você não vive o que prega, definitivamente.

Diante do exposto, não lhe responderei. Mas, se me fizer as mesmas perguntas usando o seu nome, tendo a coragem de se identificar, lhe responderei prontamente, pois as suas indagações são bastante elementares.

CSZ

Vanessa Dutra disse...

Paz do Senhor, pastor Ciro!

Eu comprei a DAKE logo que ela foi lançada, bem antes de ficar sabendo de toda essa discórdia em torno dela.
Ainda não tive tempo de explorá-la totalmente, porque no momento estou lendo uma outra bíblia de estudos, mas já recorri a algumas notas delas para esclarecer algumas passagens cujo esclarecimento não encontrei em minhas outras bíblias de estudo.
Na verdade, achei bastante útil.
Se houver algo nela que seja incongruente com a Palavra de Deus, qualquer leitor assíduo e estudioso da Bíblia certamente perceberá e simplesmente descartará o tal aspecto negativo.
É simples! Quem não quiser comprar e ler a DAKE, que não compre!
Nós também não utilizamos materiais de seitas para compor estudos apologéticos sobre eles (por exemplo, a bíblia dos Testemunhas de Jeová)? Basta ter discernimento!

Deus abençoe!

Claudio Ananias disse...

Olá Pr. Ciro, Graça e Paz

Recentemente comecei a folhear algumas páginas da aludida Bíblia e, de fato, ela contém alguns comentários bem próximos da Teologia da Prosperidade (Vou indicar no meu blog as páginas que pude verificar). O que me causa estranheza não são os erros doutrinários encontrados, mas o fato da CPAD (editora pela qual tenho respeito e confiança) lançá-la, sem as notas de advertência que o pastor Altair Germano sugeriu, ao mesmo tempo em que já lançou a obra Cristianismo em Crise, de Hank Hanegraaff e entrevistou Paulo Romeiro na revista Resposta Fiel enfocando exatamente essa temática. Que conclusão razoável poderíamos tirar deste fato?

Essa publicação (que não deixa de ser uma grande fonte de consulta) dá margem para o frenesi encontrado no meio evangélico, em especial na blogsfera.

Eu confesso que também gostei da Bíblia de Estudo Dake. O que não gostei foi o fato da CPAD editá-la. Essa grande obra poderia ter chegado em nossas mãos por meio de outra editora, que não seja confessional.

Cláudio Ananias

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão e amigo Cláudio Ananias,

Respeito muito a sua opinião. Eu o conheço bem, tive o privilégio de aprender com o irmão a respeito dos "louvores" da atualidade, naquele almoço, quando estive em Natal pela última vez. E por isso a sua opinião é muito importante.

Mas reitero que não vejo motivos para tanta repercussão negativa em torno da Dake. Há pontos na obra que podem levar alguns à ideia de que ela pende para a Teologia da Prosperidade. No entanto, devemos ver a obra como um todo.

Quando Dake preparou esse trabalho, não havia essa febre chamada Teologia da Prosperidade. E quem conhece a história da Confissão Positiva sabe que, no elenco dos principais "mestres da fé", não consta o nome de Dake.

Hank Hanegraaff faz uma menção tímida a Dake, em Cristianismo em Crise, mas não fala dele com a mesma ênfase com que menciona Benny Hinn e Kenneth Hagin (esses, sim, propagadores do mencionado desvio teológico). Por outro lado, eu poderia também, se quisesse, apontar pontos de que discordo do respeitado Hanegraaff. Eu digo isso porque é o nome dele o mais citado quando se questiona a obra de Dake.

As notas de advertência são importantes, mas a aludida Bíblia de estudo, mesmo sem as notas, não oferece tanto perigo assim. E eu também pretendo escrever sobre essas "perigosas" notas em meu blog.

Em contraposição ao que disse o irmão, mas com todo o respeito, fiquei feliz que a CPAD lançou a Bíblia de Estudo Dake. Ela, como fonte de pesquisas, é ótima e ajudará, e muito, os professores de Escola Dominical, ensinadores, professores, etc., assim com já foi útil a Bernhard Johnson e Jimi Swaggart (grandes expoentes das Assembleias de Deus) e ainda o é a outros renomados teólogos, como Antonio Gilberto e Elienai Cabral.

Repito o que eu já disse: muitos dos oponentes da Dake deveriam se preocupar com o esvaziamento da Escola Dominical e com a substituição do culto de doutrina por cultos de vitória e de prosperidade. Isso sim é um grande mal e que precisa ser combatido com rigor.

Mande a minha saudação aos queridos e inesquecíveis irmãos de Soledade II, Natal, RN.

Em Cristo,

CSZ

Marcia Moreira disse...

Pastor Ciro.

A minha Bíblia de cabeceira é a Bíblia de Estudo Pentecostal da CPAD, que ganhei de um antigo patrão há mais de dez anos. Foi o melhor presente que já ganhei. Tenho devorado não só a Bíblia em si, mas as notas de rodapé que são de uma explicação doutrinária muito boa. Não cheguei a conhecer a Bíblia Dake, mas, pelo que li em alguns blogs, ela traz ensinos antibíblicos. Então, a CPAD não deveria ter cuidado ao publicar uma Bíblia de estudo como esta?

Cláudio Ananias disse...

Pr Ciro

Sinto-me feliz em poder debater com você este tema. Feliz também por teres lembrado de nosso diálogo no almoço.

A parte que mais gostei de sua resposta foi "muitos dos oponentes da Dake deveriam se preocupar com o esvaziamento da Escola Dominical e com a substituição do culto de doutrina por cultos de vitória e de prosperidade", visto que tivemos bastante essa substituição ano passado. Mas, na qualidade de combatentes pela sã doutrina, vamos estar de olho nestes desvios também.

Em relação a CPAD, é importante ter o cuidado de não tentar jugá-la apenas pela publicação de uma obra, mas procurar ver a CPAD como um todo, e a Dake também. Por isso, coloquei algumas notas após meu comentário em meu blog.

Mandarei sua saudação sim, para os irmãos de Soledade II, em especial o irmão Isaque Evangelista, que sempre visita seu blog, mas não sabe ainda como ser seu seguidor (rs).

PARA DESCONTRAIR:

As publicações da CPAD que contém mais erros são as suas: ERROS QUE OS PREGADORES..., MAIS ERROS QUE OS PREGADORES..., ERROS QUE OS ADORADORES..., etc. (rs)

Até mais e fique na Paz do Senhor Jesus.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Cláudio Ananias,

Como eu já disse, não considero as incongruências da Dake tão relevantes, a fim de gerarem tanta discussão. Prefiro valorizar o lado bom dessa obra. Considero as tais incongruências menores e contornáveis ante outros desvios bem maiores. Aliás, a atenção que se dá as notas da Dake tem ajudado a muitos a se esquecerem de problemas mais relevantes, como os já mencionados.

Minhas obras realmente contêm muitos erros! Mas que Deus nos dê graça para evitá-los. E penso que o exagero ao condenar certos erros, expondo pessoas nominalmente e atacando as suas imagens, como tenho visto na grande rede, também é um erro. Por isso, não tomo parte de levantes revolucionários contra Dake/CPAD.

Em Cristo,

CSZ

Joabe disse...

Pastor Ciro,

A paz do SENHOR.

O Pr Geremias do Couto, como deve ser de conhecimento do senhor, escreveu um artigo justificando a ausência dele na conferencia de Escola Dominical em Americana, e tendo como justificativa o caso da Bíblia Dake. Não estou aqui para questionar posição dele, pois até já a expus no próprio blog Manhã com a Bíblia.
O que eu quero que o irmão saiba é que usei o nome do senhor como referencia em um dos meus comentários, porque o pastor Geremias temia que eu fosse um “fake”, e não lhe julgo por isso, tendo em vista essas “pestes” que realmente andam pela net.
Quanto à posição da CPAD com a Bíblia de estudo Dake, defendo que a mesma tenha que respeitar o seu estatuto. O Conselho de Doutrina é o órgão responsável para deliberar sobre súmulas, textos doutrinários e quaisquer obras a serem publicadas pela Casa Publicadora, e o mesmo já se posicionou quanto a publicação da Bíblia Dake. Porem, não interpreto que a CPAD esteja desobedecendo ao Conselho de Doutrina, porque segundo o estatuto da CGADB, um PARECER somente se tornar em Resolução quando editado pela Mesa Diretora da Convenção Geral. E pelo que sei, não houve ainda essa resolução.


Um abraço,

Joabe

Fabio Mazziero disse...

Tem gente que gosta de fazer "tempestade em copo d'água". Quero fazer uma pergunta aos "tempesteiros".
Qual é a vossa regra de fé, moral, ética e conduta?
Os comentários inseridos nos roda-pé das Bíblias de estudo? ou A Palavra de Deus genuina?
Meditem nisso.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Joabe,

A paz do Senhor!

Quanto à posição da CPAD de comercializar a Bíblia de Estudo Dake, o que deve ficar claro é o seguinte: essa editora subordina-se diretamente ao Conselho Administrativo da CPAD e à Mesa Diretora da CGADB. E é evidente que havendo ordem, seja do tal Conselho Administrativo, seja da referida Mesa Diretora, para a descontinuidade de qualquer produto a direção da CPAD de imediato acatará.

Segue-se que acusar a CPAD de desobediência ao Conselho de Doutrina é mais que um exagero; é uma incoerência.

Em Cristo,

CSZ

Jean Patrik disse...

Paz do Senhor pastor Ciro!!!

Se for verdade sobre os desvios doutrinarios da Dake, com toda certeza é preocupante tal biblia.

Um grande abraço!!!

Joabe disse...

Pastor Ciro,

A paz do SENHOR.
Como falei, não interpreto que a CPAD esteja desobedecendo ao Conselho de Doutrina, tendo em vista que o PARECER deve ser referendado pela Mesa Diretora da CGADB para se tornar uma RESOLUÇÃO.

Pode ser impressão minha, mas mesmo a CPAD comercializando a Dake, não há mais propaganda da mesma na revista atual da EBD de jovens e adultos nem no programa Movimento Pentecostal, que creio sejam os principais meios de divulgação dos produtos da CPAD. Vejo nisto um “aperto no freio” para tentar acalmar os ânimos dos mais incontentes com a Dake.

Outra coisa que acredito que não foi falado ainda é de uma possível clausula contratual na qual a CPAD tenha que cumprir.

Em Cristo,

Joabe

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Joabe,

A CPAD e sua direção são pacificadores e não têm nenhum interesse em ver "o circo pegando fogo". Ainda que a editora tenha todo o direito, ainda, de comercializar a tal Bíblia, ela o faz com cuidado e moderação.

Em Cristo,

CSZ

DANIEHL disse...

Olá! Pr. Ciro,

Sou evangélico, mas não sou assembleiano. Sou leigo e gosto muito de acompanhar seu Blog, sempre com abordagens interessantes e que edificam minha vida. Mas confesso que fiquei atônito com essa discussão toda a respeito da tal Biblia de Estudo DAKE. Uauu!!!

Engraçado, pra mim Bíblia é Bíblia. Se fala que Jesus é o Senhor, Salvador, Rei e que morreu por mim e vive eternamente. Tô dentro!!

Mas tem um monte de blogueiro que vem aqui no seu blog dar "pitaco" por causa de notas explicativas contidas nessa dita Biblia. Criam uma discussão nada producente e tampouco edificante. Quanta presunção e vaidade!

Desculpe a minha expressão: "Esses caras são uns chatos!!!"

Sabe, Pr Ciro, por outro lado, pode ser que o responsável por toda essa celêuma das "notas" contidas nessa e em outras Bíblias, seja o Espírito Santo. Afinal, quando ele inspirou homens através dos séculos para escrever as Sagradas Escrituras, poderia, tambem, concomitante, ter inspirado as notas explicativas, assim ambas seriam inerrantes. (rs..)

Por que será que Ele não fez isso, hein??
Por que será??? (rss....rs)

Abç fraterno.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Marcia,

Por gentileza, leia o próximo artigo da série "Eu gostei da Bíblia de Estudo Dake!"

Em Cristo,

CSZ