sábado, 30 de janeiro de 2010

Onomatopeia


O que é uma onomatopeia? Na minha opinião... blá-blá-blá. Existem muitos termos onomatopaicos... blá-blá-blá.

Creio que, para obter a resposta, é melhor consultar os dicionários da língua portuguesa, pois neles encontramos explicações tintim por tintim, em vez de lenga-lenga.

Muitos, ao tentarem explicar o que é onomatopeia, ficam lengalengando. E eu, sinceramente, não gosto desse tipo de nhén-nhém-nhém.

Mas, enquanto eu escrevia este texto, lembrei-me de que, na minha infância, eu tocava reco-reco na igreja. Certo dia, acabei me distraindo e... zás-trás! Derrubei o instrumento no chão e... pumba. Meu pai não gostou nem um pouco disso, e tive de correr muito, fazendo zigue-zague entre os bancos e cadeiras.

Ao ziguezaguear, acabei escorregando e... cataprum!

Quando acordei, já estava na cama e me sentindo estranho... Era como se houvesse um tique-taque na minha cabeça. Além disso, havia um grande zum-zum na casa — eram os vizinhos que não paravam de chegar.

Mesmo descobrindo o quanto eu era querido, me irritei com o barulho daquelas pessoas que, perguntando se eu estava bem, zunzunavam sem parar. Então, reclamei: Vocês podem falar mais baixo, por favor? E minha mãe, feliz da vida com a minha melhora, abriu um grande sorriso e me deu um bombom*.

* Nota do editor: alguns linguistas dizem que bombom não é onomatopeia, e sim termo de origem francesa.

Ciro Sanches Zibordi

5 comentários:

Pedro Henrique disse...

A Paz do Senhor Jesus, Pr. Ciro.

Ha ha ha... O senhor é muito criativo. Eu não sabia que "bombom" era uma palavra onomatopaica.

Que Deus te abençoe.

P.H.

P.S: Gostei muito do DVD Erros que os Pregadores Devem Evitar, principalmente o incidente do pregador e do macaco... (Risos)

=^D

Igor Goulart disse...

A Paz do Senhor, Pr. Ciro.

Navegando pela internet, encontrei algo curioso sobre a Onomatopéia (se o artigo estiver errado gostaria que me corrigisse).

Os indianos primitivos, para descrever um trovão, raio ou relâmpago, usavam a descrição fonética "Braamm!", mais tarde derivou o nome Bramam, uma casta sacerdotal do hinduísmo.

Nesse artigo, o autor afirma que o nome Abrão (Pai das alturas), originou de Bramam, por causa das influências dos caldeus -- podemos ver em Gn 12.28 que realmente Terá morava na terra dos caldeus.

Achei bastante interessante está matéria, pois, a partir de uma simples expressão o diabo criou uma nova cultura, ideologia e até mesmo uma religião (hinduísmo).

Mais ainda me impressionou, por ser um motivo a mais de Deus ter transformado o nome de Abrão para Abraão (Ne 9.7).

Portanto, tenho uma dúvida. Entre as muitas figuras de retórica encontradas no texto bíblico, podemos encontrar uma onomatopéia?

A respeito do meu pastor, Arasmindo Pereira da Silva, ir pregar na Escola Bíblica de Obreiros em Igarapava-SP, acredito que ele ministrará um estudo novamente, pois sempre é convidado.
Lembro que na última EBO ele estava presente, junto com o Pr. Eliel Goulart.

Que Deus continue lhe abençoado.

Abraços!

Em Cristo,
Igor

Evangelista Alex Rosa disse...

Caro Pastor, lendo hoje sobre esta onomatopéia lembrei dum "louvor" com línguas muitos "estranhas", que certa feita usei numa aula sobre modismos que ministrei, o Senhor já deve ter recebido algo sobre esta letra:

Labassurionderrá - Graça Ramalho

Veja Irmão o lugar que eu andei
Falo do anjo que eu pôde contemplar
Ele é lindo, estreitinho e maravilhoso
E o nome do Lugar e Labassurionderrá

I plá, plá, plá, plá
iplá Labasurionderrá
I plá, plá, plá, plá
Não diminue e nem também posso aumentar

Veja irmãos que eu ainda vou falar
Deste anjo que eu pôde contemplar
Ele tinha as veste branca, ôlhos de fogo meus irmãos
Só lhe falo doque eu pôde contemplar

I plá, plá, plá, plá
iplá Labasurionderrá
I plá, plá, plá, plá
Não diminue e nem também posso aumentar

Veja irmãos que eu ainda vou falar
Deste anjo que eu pôde contemplar
Ele é alto e o cabele caracolado, meus irmãos
Só lhe falo doque eu pôde contemplar

I plá, plá, plá, plá
iplá Labasurionderrá
I plá, plá, plá, plá
Não diminue e nem também posso aumentar

Veja irmãos que eu ainda vou falar
Deste anjo que eu pôde contempar
Ele é lindo estreito e maravilhoso
e o nome deste anjo é labassuriondêêê

I plá, plá, plá, plá
iplá Labasurionderrá
I plá, plá, plá, plá
Não diminue e nem também posso aumentar.

Pena que é uma onomatopéia misturada com heresia e musicalmente fraquissíma, apesar do sucesso que fez e faz, pelo qual já ouvi até a versão remix! Abraços, querido Pastor!

RUBEN disse...

A Paz do Senhor pastor Ciro!

Bendita hora em que descobrir o seu blog, agora é só usufruir dos conhecimentos e atualizações que aqui são postados, tanto no âmbito teológico como no secular e esta postagem (onomatopeia) é mais um exemplo disto, assim, agradeço a Deus pelo dom da docência que Ele lhe concedeu.


Que as bençãos de Deus continue sobre ti e tua família!


Dc Ruben Gonzaga.

Alexandre Braga disse...

A Paz do Senhor!

O blog do Ciro possuiu multifacetada atividade. Se por um lado temos grandes esboços, informações doutrinárias e crescimento no conhecimento teológico, sendo um grande auxiliador para os opositores de modismos e heresias, por outro, temos informações práticas e objetivas da nossa própria gramática. Sem dúvida ótima fonte de conhecimento teológico e secular.
Vou agora colocar uma água limpa para o meu "au-au"

Em Cristo,
Alexandre Braga