quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Pecados contra o Espírito Santo que afastam os eleitos da salvação (3)

Amados irmãos, esta é a conclusão da série a respeito dos pecados contra o Espírito Santo que podem ser cometidos pelos eleitos. Que fique claro, de uma vez por todas, o seguinte: se os que cometem os tais pecados permanecerem neles, não atentando para o que o Espírito diz às igrejas, perderão, sem dúvidas, a salvação (Hb 3.14; Ap 3.5).

Isso porque chegarão ao último estágio, no que tange aos aludidos pecados, e terão os seus nomes riscados do livro da vida do Cordeiro. Para quem ainda duvida dessa possibilidade, leia com atenção e sem preconceito Apocalipse 3.3-6 — texto que menciona uma advertência, não de Calvino ou de Armínio, mas do Senhor Jesus Cristo.

Apagar o Espírito Santo. “Não extingais o Espírito”, diz a Palavra de Deus (1 Ts 5.19). Como o Espírito Santo é comparado ao fogo, apagá-lo ou extingui-lo é abafar, reprimir, sufocar o calor e a luz provenientes dEle. É, por conseguinte, reprimir a voz do Espírito dentro de nós, opor-se à sua operação em nosso meio, não se renovar espiritualmente e impedir a sua operação pelo mundanismo, materialismo e humanismo (Mc 4.19; Lc 8.14).

Extinguir o Espírito Santo — um pecado cometido apenas por crentes! — é ser fanático religioso e desviar-se para “a direita” (observe que, em Isaías 30.21, o primeiro tipo de desvio para o qual Deus chama atenção é para “a direita”). Enfim, é não dar ouvido ao Espírito, até que a sua voz não seja mais ouvida (Ne 9.30;Jo 8.43). O termo traduzido por “extinguir”, referente ao Consolador, tem o sentido colateral de apagar aos poucos uma chama, um fogo que está a arder.

Extinguir o Espírito é, ainda, agir de modo a impedir, suprimir ou limitar a manifestação do Senhor. Quando perdemos o primeiro amor, extinguimos ou apagamos de nossas vidas o Espírito de Cristo (Ap 2.4). Qual é o perigo de se extingui-lo? A extinção das operações dEle na vida da igreja, quando não é letal, a adoece e a debilita, sem que ninguém o perceba. Mais tarde, resta somente a lembrança do passado quando o fogo do Céu ardia. Sempre que for detectada a falta de operações do Espírito em nosso meio ou em nossa vida, devemos clamar a Deus sem cessar por um avivamento espiritual.

A extinção do Espírito Santo leva a igreja à mornidão espiritual (Ap 3.14-22). O fogo é o grande agente purificador natural, assim como o Espírito Santo é o grande agente purificador divino. Sendo assim, caro leitor, arrume bem a lenha (ponha ordem na vida; coloque a “lenha” em ordem); limpe o local do fogo (tire de sua vida “cinza”, “areia”, “água”, “coisas estranhas”, como as doutrinas falsas); areje o fogo (sem ar fresco, bom, o fogo se apaga); alimente o fogo (com lenha boa [Pv 26.20], combustível bom, o que é caro; o fogo é sempre bom; a lenha pode ser ruim); e mantenha o equilíbrio do fogo — isso requer “acendedores” e “apagadores” de “ouro puro” (Êx 25.38; 37.23).

Blasfemar contra o Espírito Santo. Este pecado é cometido por incrédulos ou crentes desviados — outrora salvos! —, que permanecem em seus pecados (Mt 12.31,32; Mc 8.28-30; Lv 24.11-14; Hb 6.4-6; 2 Pe 2.20-22). Implica atribuir os atos divinos a Satanás (cf. Mt 12.24). É a blasfêmia contínua, deliberada, consciente e abusiva contra o Espírito Santo. Trata-se de um “eterno pecado” (Mc 3.29, gr.), que, de modo algum, pode ser cometido por ignorância (1 Tm 1.13) ou fraqueza isolada, impensada. Torna-se imperdoável, não porque Deus não queira ou não possa perdoar, mas porque o pecador, através desse pecado, afasta para longe de si a única Pessoa que podia convencê-la do tal pecado!

Jesus afirmou: “Todo pecado e blasfêmia se perdoará aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens. E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á perdoado, mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro” (Mt 12.31,32; Mc 3.28-30; Lc 12.10). Os adversários do Senhor blasfemavam consciente, proposital e seguidamente, dizendo que Ele operava milagres pelo poder de Satanás (Mt 9.32-34; 12.22-24; Mc 3.22; Lc 11.14,15). Com essa blasfêmia, eles estavam rejeitando de modo deliberado o Espírito Santo que operava em Jesus, o Messias (Mt 12.28; Lc 4.14-19; Jo 3.34; At 10.38).

A blasfêmia contra o Espírito de Deus é a consequência de pecados similares que a precedem, como: (1) a rebelião contra o Espírito (Is 63.10; At 7.51); (2) a extinção do fogo interior do Espírito (1 Ts 5.19; Gn 6.3; Dt 29.18-21; 1 Ts 4.4); e (3) o endurecimento total do coração, cauterização da consciência e cegueira total (Hb 3.12-14). Chegando o ser humano a esse estágio, torna-se réprobo quanto à fé (2 Tm 3.8) e passa a chamar o mal de bem e o bem de mal (Is 5.20).

Em resumo, esse pecado é imperdoável porque o Espírito é quem nos convence do pecado (Jo 16.7-11) e intercede por nós (Rm 8.26,27). Temos livre-vontade (Ap 22.17), porém é um grave erro recusar, rejeitar o Espírito e blasfemar contra Ele continuamente (cf. 1 Sm 2.25). Isso porque a obra do Pai e a do Filho estão completas, mas a do Espírito Santo continuará até que todos os salvos cheguem ao Céu (Ap 22.11)!

Perseverando no evangelho de Cristo,

Ciro Sanches Zibordi

10 comentários:

Diego Ventapane disse...

Olá pastor Ciro, a paz do Senhor.
Mt bom esse estudo, p mim particularmente foi mt bom, pois eu tinha medo de um dia ter blasfemado contra o Espírito, uma vez q disse q um pastor estava sendo usado pelo diabo, pq o q ele pregava, pra mim não era a teologia de Cristo, fiquei um bom tempo achando q havia blasfemado contra o Espírito, buscava em oração saber se eu havia cometido tal pecado, mas hj graças a Deus tenho novamente a certeza da salvação e me alegro mt em saber q existem homens q Deus tem levantado p ensinar a verdadeira doutrina do evangelho, como tem feito com o senhor.
Deus abençoe o trabalho do irmão, e q vc continue sempre buscando a verdade em Cristo.

Robson disse...

Vou fazer, finalmente, um comentário que tem a ver com o tópico. Espero que publique.

Já me deparei com um site estrangeiro em que se encorajava os leitores ateus e agnósticos a "provarem a sua fé" na falsidade do Cristianismo. Como? Nada mais desafiador do que blasfemar contra o ES, já que segundo a Bíblia, não tem perdão.

Então montaram um vídeo em que várias pessoas seguidamente contavam sua história de decepção com a religião, e terminavam dizendo com firmeza: "Eu nego o Espírito Santo".

A parte dessa atitude bestial, pergunto: negar o ES é blasfemar contra ele? Será que eles não usaram a palavra errada para o seu vil propósito?

E outra: Nós que temos o costume de julgar os supostos falsos dons espirituais que vemos nas igrejas, podemos deparar com alguma manifestação que julgamos estranha, e no coração dizer: "acho que que fez isso é o diabo, não o ES", mas na verdade ela é legítima, estaremos blasfemando contra ele e seremos condenados de vez à danação eterna?

ekklesia disse...

é estreito!

Luciano Lourenço disse...

Pr. Ciro, você viu o comentário de Diego Ventapane, acima? Muitos têm esta mesma dúvida! Já constatei isso na Escola Dominical. Quando há tópicos concernentes a esse assunto, meu Deus! Existem muitas perguntas! Por isso, acho que seu comentário é bastante oportuno. Infelizmente, não muitos têm o privilégio de acessar esse maravilhoso blog. Ele é muito instrutivo para muitos crentes. As dúvidas acerca desse assunto são muitas porque não há ensino mais sobre isso na igreja. Hoje, só se fala em assuntos de auto ajuda e temas que convergem para o antropocentrismo. Continue assim pastor!. Você está contribuindo para muitos cristãos chegarem ao Céu, incólumes.
Maranata!!

natal disse...

A paz do senhor ! exelentente comentário, que muitas pessoas possam aproveitar de tão rico material, para mudanças de vida e mais compromisso com o Santo Espirito de Deus.
obrigado Senhor jesus.

Anônimo disse...

GRAÇA E PAZ CIRO!

Hoje não vou comentar sobre o texto.
Gostaria de lhe perguntar sobre os acontecimentos dos últimos tempos e ter de você uma análise:

- Recentes inundações no Brasil e em diversos países do mundo;
- A GRIPE h1n1;

São sinais da volta do Senhor?

Graça e Paz!

Luis Carlos
Joinville/SC

Anônimo disse...

Pastor a Paz do Senhor!
peço mais uma vez que ao ler este comentário se digne em me atender... Faça um artigo comentando sobre o Encontro de Saul e a Vidente I Sm. 28 e o suposto aparecimento de Samuel.
por favor Pastor que Deus lhe abençoe Ricamente!
fraternalmente,
Bruno de Jesus da Silva

Anônimo disse...

Shalom...

Creio ser extremamente importante que a Igreja em geral desde a liderança aos novos convertidos sejam esclarecidos sobre esse assunto que tem entristecido muitas pessoas. Eu já ouvi dezenas de vezes irmãos comentarem comigo e alguns até meio desesperados por ahcarem que tinham blasfemado contra o Espírito Santo, eu mesmo ainda novo convertido também passei por essa dúvida cruel, pior é que a falta de instrução pode causar danos terríveis a seara do Mestre, certa vez numa Igreja em que congregava ouvi o Pastor no púlpito falar sobre o assunto, ele contou que esteve visitando uma irmã que havia deixado de frequentar os cultos e lá chegando ela dizia para ele em lágrimas que já não adiantava mais, pois havia blasfemado contra o Espírito Santo, e ele contou que a mulher chorava desesperadamente com a sua visita e pelo fato de pensar que não havia mais salvação para ela, eu fiquei em dúvidas na época pelo fato de ela mostrar arrependimento, e estar com o coração arrebentado pelo acontecimento, não sei detalhes do que levou ela a afirmar que havia blasfemado, porém hoje eu creio que tudo não passou de um mal entendido, de uma interpretação errônea do texto, pois para mim quem blasfema não se arrepende e muito menos admite que está errado, me corrija se stiver errado, logo mudei de cidade e nunca mais ouvi falar daquela mulher, espero que esteja tudo bem com ela e esteja na igreja adorando o Senhor...

Dieison disse...

Caro Pr. Ciro, é com grande satisfação que comento a sua postagem nesse assunto tão pertinente.
Certa vez, olhando alguns debates no orkut, uma dessas pessoas que acreditam "uma vez salvo, salvo para sempre", tinha dito que nenhum arminiano conseguia interpretar corretamente um texto de Jo 6.38,39. Não tentei comentar, pois não sou muito bom nisso.

MAs acredito que você é muito sábio e desmentirá qualquer doutrina do homem. Acho q essa doutrina é muito errada! Mas infelizmente, por minha inexperiência não consegui responder aquele irmão.

Por favor Pr. Ciro, peço sua ajuda para responder esse questionamento.

Em Cristo,
ir. Diêison

Fernando disse...

Pastor Ciro
A Paz do Senhor Jesus
Primeiramente, quero dizer que te amo em Cristo Jesus, e que o Sr tem sido muito importante na minha vida, sem nem mesmo saber, pois acompanho esse blog a muito tempo, já li praticamente todos os textos que estao aqui, e tenho me edificado bastante atraves das suas palavras.
Mas eu gostaria muito de te fazer uma pergunta, se é que posso...
Bem... Pastor, eu sai de uma igreja recentemente, que prega essa tese "uma vez salvo, salvo para sempre", porque nao concordei com eles, que alem dessa tese, eles ainda acreditam em um terceiro lugar para as pessoas poderem ir depois da morte, que seria o mesmo que o Purgatorio da igreja catolica. Essa igreja que eu ia era a Videira - Igreja em Celulas, que tem a sede em Goiania, cujo o fundador e o Pastor Aluizio Silva.
Enfim, a minha pergunta é: Diante da Palavra de Deus, posso eu, me levantar aqui na minha cidade, para pregar contra essa heresia, claro, não vou usar o nome da igreja em si, e muito menos o nome do pastor (ou será que posso expo-los tambem?), usando todos os meios de comunicação (Internet, radio, tv, revista, e-mails, etc) para poder alertar tanto os que estão lá dentro, como os que estão fora???
Isso seria se levantar contra autoridade espiritual e/ou contra a Igreja do Senhor??
O que Paulo faria? Ficaria quieto diante de tão grande heresia???
Eu tenho muita paz em meu coração para fazer isso, mas pessoas disseram isso pra mim, mesmo não conseguindo mostrar na Biblia tal conselho!
O que faço então, me calo e deixo tudo isso acontecer diante do meu nariz, sabendo que eu posso ser luz para essas pessoas?
Enfim, não sei se conseguiu me entender Pastor, mas caso isso tenha acontecido, por favor entre em contato comigo, ou me responda aqui mesmo nos comentários.
Desde ja, muito obrigado Pastor
Se eu pudesse ter seu telefone....
Ahhh, moro em Atlanta nos Estados Unidos.
Um grande abraco
ate mais!